mulher triste

Resumo da matéria

  • Algumas pessoas frequentemente dizem “sentir-se deprimidas” sempre que enfrentam um desapontamento – isto pode ser um sentimento temporário de tristeza ou um simples caso de melancolia
  • Um dos motivos mais comuns pelos quais as pessoas tornam-se suscetíveis à depressão é a perda de um ente querido ou de uma pessoa próxima

    Algumas pessoas frequentemente dizem “sentir-se deprimidas” sempre que enfrentam um desapontamento – isto pode ser um sentimento temporário de tristeza ou um simples caso de melancolia. Porém, a verdade é que elas podem não estar, de fato, deprimidas.

    Na verdade, a depressão clínica, também conhecida como transtorno depressivo maior (TDM), é muito mais complicada. É uma doença real que pode piorar se não tratada.
Artigo Anterior Próximo Artigo

Sinais e Sintomas da Depressão: Você está Sofrendo de Depressão Silenciosamente?

22 Março 2017 | 1,065 Visualizações |
Edição: Português


Como Saber se Você Está com Depressão: Fique Atento (a) aos Sinais Característicos

A depressão clínica é um transtorno que geralmente afeta a forma de enxergar a vida. O sintoma mais comum é a perspectiva de impotência e desesperança, como se você estivesse em uma espiral dentro de um buraco negro.

Alguns nutrem uma sensação prolongada de desgraça, culpa ou ódio de si mesmos, enquanto outros sentem um vazio, ficam sem vida ou apáticos. Os homens podem, às vezes, sentir-se inquietos e bravos. Não importa como ela se manifesta ou quais emoções negativas você está sentindo, uma coisa é certa: a Depressão traga sua vida por completo.  

Ela inibe as atividades diárias e interfere no trabalho, no desempenho escolar e nos relacionamentos.
Os padrões de sono e alimentação ficam desregulados e as atividades que você adorava fazer, não parecem mais interessantes ou prazerosas.

Uma pessoa deprimida pode, inclusive, nutrir pensamentos negativos ou até mesmo suicidas, tais como “Eu sou um fracasso”; “A culpa é toda minha”; “A vida não tem mais sentido”; ou “As pessoas ficarão melhor sem mim.” Abaixo está uma lista dos sintomas emocionais mais comuns da depressão:

Sentimento de abatimento, vazio e entorpecimento

 

Nutrição de sentimento de culpa ou desvalorização

 

Sentir-se aborrecido (a) ou choroso (a) com frequência 

 

Pensamento sobre suicídio ou morte

 

Falta de confiança e baixa autoestima

 

Incapacidade de relacionar-se com outras pessoas

 

Desânimo e impotência

 

Sentimento de irrealidade

 

Inquietação, agitação e irritação

 


Se você experimentar qualquer destes sentimentos por duas semanas ou mais, existem chances de você estar enfrentando uma depressão. Uma pessoa deprimida pode igualmente desenvolver sintomas físicos característicos ou mudança de comportamento, tais como:

Evitar eventos sociais e outras atividades que, antes, eram prazerosas

 

Dormir demais ou não dormir de forma alguma

 

Sentir-se cansado (a) o tempo todo e movimentar-se de forma lenta

 

Inquietação ou agitação

 

Comportamento de automutilação ou suicida

 

Constipação

 

Dificuldade de falar ou pensar de forma clara

 

Alterações no ciclo menstrual

 

Sentimentos de dores e sofrimentos sem qualquer sintoma físico

 

Perda de interesse em relações sexuais

 

Procura por drogas recreativas, uso de tabaco, ou abuso de álcool

 

Alimentar-se excessivamente (levando ao ganho de peso) ou ficar sem apetite (levando à perda de peso)

 

Observe que a depressão pode ocorrer gradualmente, portanto, algumas pessoas podem não notar imediatamente que algo está errado. Frequentemente, uma pessoa pode tentar lidar com seus sintomas sem perceber que foram afetados por esse transtorno. Algumas vezes, é necessário que um amigo ou familiar perceba isso.

Depressão Versus Tristeza Complexa

Um dos motivos mais comuns pelos quais as pessoas tornam-se suscetíveis à depressão é a perda de um ente querido ou de uma pessoa próxima. Enquanto isto pode ser um fator de risco para a depressão, observe que pode ser, na verdade, um sinal de tristeza, também conhecido como tristeza complexa. 

Pode ser difícil diferenciar estas duas porque elas compartilham muitas características semelhantes, porém existem, de fato, diferenças importantes entre elas. A primeira coisa a lembrar é que a depressão é um transtorno mental. No entanto, tristeza é uma resposta inteiramente natural a uma perda. Um estudo realizado observou que entre 10 a 20 por cento das pessoas em luto mostram sintomas de tristeza complexa.

A tristeza complexa, algumas vezes denominada transtorno complexo persistente pelo luto, é uma forma mais forte de tristeza na qual uma pessoa tem dificuldade de seguir adiante por meses, anos ou mais após a morte de um ente querido. Alguns médicos acreditam que a tristeza complexa esteja relacionada ao transtorno de adaptação que ocorre quando uma pessoa manifesta uma resposta longa e intensa a um fator de estresse.

Como a depressão, a tristeza complexa pode afetar gravemente a qualidade de vida e levar a sintomas piores se não tratada por longo período. Sintomas comuns incluem os seguintes – se você os experimentar por meses ou anos, deve procurar ajuda de um especialista:

Sentimento de dor profunda quando pensa na pessoa que partiu

 

Sentimento geral de entorpecimento

Sentimento de amargura pela perda

 

Foco nas lembranças deixadas pela pessoa falecida

Perda de propósito ou motivação

Incapacidade de aproveitar a vida

Desconfiança de amigos e/ou familiares

Diagnóstico da Depressão: Quando Você Deve Procurar Ajuda?

Se você observar qualquer dos sintomas físicos e emocionais de depressão supracitados, especialmente por um longo período, então é importantíssimo que você procure ajuda para verificar se está sofrendo deste transtorno.

Você também pode fazer uma checagem online para verificar se pode estar sofrendo de depressão. A Psychology Today and Mental Health America (Psicologia Hoje e Saúde Mental nos Estados Unidos) oferece ferramentas que o (a) ajudam a determinar sintomas do transtorno depressivo.  Responda às questões o mais corretamente possível para ajudá-lo (a) a melhor diagnosticar se está apenas sofrendo de tristeza ou se realmente sofre de depressão clínica.

Artigo Anterior Próximo Artigo

Aviso legal: Todo o conteúdo deste site baseia-se nas opiniões do Dr. Mercola salvo expresso em contrário. Os artigos individuais baseiam-se nas opiniões do respectivo autor, que detém os direitos autorais conforme indicado. As informações deste site não pretendem substituir a relação individual com um profissional de saúde qualificado nem devem ser consideradas recomendação médica. Sua finalidade é compartilhar conhecimentos e informações a partir da pesquisa e experiência do Dr. Mercola e sua comunidade. O Dr. Mercola incentiva você a tomar suas próprias decisões de saúde com base na sua pesquisa e em conjunto com um profissional de saúde qualificado. Se você estiver grávida, amamentando, tomando medicação ou tiver um problema de saúde, consulte o seu médico antes de usar produtos baseados neste conteúdo.