Como a Dieta e Suplementos Podem Ajudar a Prevenir Enxaquecas

Enxaqueca

Resumo da matéria -

  • Alguns sofredores de enxaqueca relatam resultados benéficos mudando para uma dieta Paleo - em essência, uma dieta "de comida de verdade" desprovido de qualquer coisa processada
  • Uma dieta Paleo foi definida como sem grãos, pão ou macarrão, nada de leite pasteurizado, mas inclui bastante frutas e legumes frescos, algumas nozes e óleos, juntamente com peixe capturado selvagem, aves orgânicas e alimentados com capim, e carnes magras
  • Mais de 150 estudos analisaram a conexão entre alergias alimentares e enxaquecas. Alguns dos principais alimentos indutores de enxaqueca identificados incluem trigo, leite de vaca, cereais, açúcar, levedura, milho, citrinos e ovos
  • Certos aditivos alimentares, como aspartame e MSG, também são notórios por causar dores de cabeça e desencadear enxaquecas
  • De acordo com alguns especialistas, as enxaquecas estão relacionadas com a disfunção mitocondrial, por isso um dos mais críticos suplementos dietéticos é ubiquinol (a forma reduzida de coenzima Q10). Outros suplementos úteis incluem magnésio, vitamina B2, B6 e B12, juntamente com ácido fólico
Tamanho da fonte:

Por Dr. Mercola

Cerca de 1 em cada 5 mulheres sofrem de enxaqueca, enquanto apenas 1 em cada 16 homens a tem, de acordo com o site migraines.org. Aproximadamente 60% das mulheres afetadas têm enxaqueca relacionada à menstruação, o que significa que ela tende a coincidir com o ciclo menstrual delas.

A enxaqueca é caracterizada por uma intensa dor de cabeça latejante ou pulsante, geralmente em uma área ou do lado da cabeça, e é comumente acompanhada de náuseas, vômitos e extrema sensibilidade à luz e ao som.

Aqueles que nunca tiveram uma enxaqueca antes podem ficar muito assustados com os sintomas neurológicos. Os distúrbios visuais são mais problemáticos já que uma enxaqueca pode simular um acidente vascular cerebral, em que você começa a ter sua visão prejudicada e até mesmo uma perda visual em curto prazo e ver luzes piscando.

Os ataques de enxaqueca podem causar uma dor debilitante por várias horas a vários dias. Algumas pessoas que sofrem com enxaquecas experimentam uma "aura" antes de um ataque. Estes são sintomas sensoriais de aviso, tais como flashes de luz, pontos cegos, ou formigamento no seu braço ou perna.

O artigo em destaque levantou recentemente as ligações da dieta com as enxaquecas - especificamente como a dieta Paleolítica livre de grãos e lácteos parece ajudar a banir a dor de muitas pessoas. Isso não é inteiramente surpreendente, considerando que o leite e o trigo são dois dos principais alergênicos alimentares.

As Alergias Alimentares Estão Causando Suas Enxaquecas?

Pesquisar a literatura médica no site PubMed.gov usando os termos de pesquisa "enxaqueca" e "alergias alimentares" irá fornecer-lhe mais de 150 diferentes estudos. Alguns dos principais alimentos indutores de enxaqueca identificados incluem:

Trigo Leite de vaca Cereais de grãos Açúcar de cana
Fermento Milho Cítricos Cítricos

Os alimentos processados em geral também podem contribuir para as alergias por uma série de razões diferentes, e a maioria dos alimentos processados contêm uma variedade de corantes alimentares, sabores, conservantes e outros aditivos  que também podem estimular as dores de cabeça e enxaquecas.

Tanto o aspartame quanto o MSG são notórios por causar dores de cabeça e desencadear enxaquecas. Além de notar se suas enxaquecas normalmente ocorrem ou não após comer um alimento específico, perguntas adicionais que podem ajudá-lo a determinar se você pode ter ou não uma sensibilidade alimentar ou alergia são:

  • Você sente inchaço após as refeições, gases, arrotos frequentes, ou qualquer tipo de problema digestivo?
  • Você tem constipação crônica ou diarreia?
  • Você fica com o nariz entupido após as refeições?
  • Você fica com pouca energia ou sente sonolência depois de comer?

Se você responder sim a qualquer uma dessas perguntas, deve investigar mais. Manter um diário alimentar detalhado é a maneira mais fácil de começar a rastrear quais são os alimentos potencialmente indutores de enxaqueca, bem como que alimentos causam outros sintomas de sensibilidade.

Tenha em mente que a eliminação de sua enxaqueca não é o único benefício para a saúde que você pode colher ao identificar alergias alimentares ou sensibilidades. A eliminação de antígenos alimentares também é crucial para a saúde intestinal.

Eu tenho escrito extensivamente sobre este tema, já que a ciência médica está agora começando a perceber quão importante é o seu intestino, não apenas para a saúde física, mas também para a saúde emocional e psicológica.

Dietas de Eliminação têm se Mostrado Úteis na Redução ou Eliminação da Enxaqueca

Em um estudo de 1979 publicado na Lancet, 60 pessoas portadoras de enxaqueca com imunorreatividade ao antígeno do alimento que começaram a fazer uma dieta da eliminação experimentaram um alivio profundo. De acordo com o autor:

"Os alimentos que mais comumente causaram reações foram o trigo (78 por cento), laranja (65 por cento), ovos (45 por cento), chá e café (40 por cento cada), chocolate e leite (37 por cento cada), carne bovina (35 por cento) milho, cana de açúcar e levedura (33% cada).

Quando uma média de 10 alimentos comuns foi evitada houve uma queda dramática no número de dores de cabeça por mês, com 85 por cento dos pacientes ficando livres das dores de cabeça. Os 25 por cento dos pacientes com hipertensão tornaram-se normotensos. Químicos no ambiente doméstico podem tornar este teste difícil para pacientes ambulatoriais. Ambos os mecanismos imunológicos e não imunológicos podem atuar na patogênese da enxaqueca causada pela intolerância alimentar."

Um estudo randomizado, duplo-cego e cruzado publicado em 2010 também revelou que uma restrição dietética de seis semanas de duração produziu uma redução estatisticamente significativa na enxaqueca naqueles com diagnóstico de enxaqueca sem aura. Se você notar que suas enxaquecas começam logo após comer um alimento específico, este é um bom lugar para começar.

Tenha em mente que você também pode ser sensível a aditivos alimentares como cores artificiais, conservantes, realçadores de sabor (MSG) e aspartame, por isso leia os rótulos dos alimentos e anote os ingredientes em seu diário alimentar.

Uma das melhores coisas que você pode fazer se acredita que está sofrendo de uma alergia alimentar é fazer um desafio de eliminação da dieta. Basta remover todos os alimentos que contenham o ingrediente ao qual você acredita ser alérgico a e ver se seus sintomas melhoram ao longo dos próximos dias. Tenha em mente que, dependendo da frequência da sua enxaqueca típica, você pode precisar evitar o alimento suspeito por algumas semanas, a fim de avaliar se teve efeito ou não.

Para confirmar os resultados, você deve reintroduzir o alimento ou bebida (com o estômago vazio). Se o alimento suspeito for o culpado, você geralmente será capaz de sentir os sintomas da alergia retornarem dentro de uma hora, embora as enxaquecas, por vezes, possam ter um tempo de latência mais longo do que, digamos,o inchaço ou a sonolência.

Dieta para Alívio da Enxaqueca

Muitas pessoas relatam ter se livrado das enxaquecas quando fizeram a dieta Paleolítica, que pode ser resumida como "qualquer alimento que pode ser comido sem ser processado." Isso significa que não há grãos, pão ou massas, e nenhum pasteurizado lácteo, mas inclui muitas frutas e legumes frescos, algumas nozes e óleos, juntamente com peixes selvagens, aves orgânicas e carnes magras de animais alimentados com pasto.

Você pode facilmente moldar sua dieta em torno dos princípios alimentares da dieta Paleolítica, seguindo o meu plano nutricional.

Os detalhes completos são descritos no plano, mas em geral, os seguintes fatores principais se aplicam a qualquer “dieta saudável”:

  • Elimine todos os produtos de glúten
  • Elimine os outros 10 alimentos comuns que o estudo da Lancet identificou como sendo úteis em fazer 85 por cento dos participantes ficarem livres das dores de cabeça
  • Elimine todos os adoçantes artificiais, especialmente o aspartame. Minha irmã é uma dos muitas pessoas que terão de forma garantida uma enxaqueca se consumirem qualquer aspartame. Obviamente, mesmo que você não tenha enxaqueca, simplesmente não há razão para consumir aspartame
  • Alimentos integrais não processados
  • Muitas vezes crus ou apenas levemente cozidos (idealmente, tente comer pelo menos um terço de sua comida crua, ou tanto quanto você conseguir)
  • Orgânicos ou animais alimentados com pasto e isentos de aditivos e ingredientes geneticamente modificados
  • Provenientes de fontes locais de alta qualidade
  • Carboidratos provenientes principalmente de vegetais (exceto milho e batatas, que normalmente devem ser evitados). Diminuir drasticamente a ingestão de carboidratos de origem não vegetal pode melhorar a leptina e a sinalização de insulina, o que também poderia melhorar as enxaquecas

Acredito que um retorno à "comida real" é uma das intervenções mais profundas para o século XXI. Nós nos afastamos demais dos alimentos que fomos projetados para comer, por isso voltar ao básico e focar novamente em alimentos frescos, integrais, não processados, "reais" pode melhorar a saúde de qualquer um, independentemente dos problemas de saúde que você precise tratar.

Suplementos Úteis E Muito Mais

Em termos de suplementos que podem ser úteis para as enxaquecas, um dos mais críticos é o ubiquinol (a forma reduzida da Coenzima Q10). De acordo com especialistas como o Dr. Robert Barry, um problema subjacente envolvido nas enxaquecas é a disfunção mitocondrial. O ubiquinol desempenha um papel vital na produção de ATP, que é o combustível básico para suas mitocôndrias.

O seu corpo produz o ubiquinol naturalmente, na verdade ele é a forma predominante na maioria das células saudáveis, tecidos e órgãos, no entanto, com a poluição desenfreada e má alimentação, a disfunção mitocondrial tornou-se comum.

Um estudo de 2005 publicado na Neurology descobriu que a CoQ10 foi superior a um placebo na prevenção de enxaquecas e na redução da gravidade delas. Dos doentes que receberam 100 mg de CoQ10 três vezes por dia, 50 por cento relataram uma redução significativa na frequência das dores de cabeça em comparação com apenas 14 por cento dos que tomaram o placebo.

O ubiquinol é a forma reduzida do CoQ10, e estudos têm repetidamente demonstrado que é muito mais eficaz do que CoQ10 devido à sua biodisponibilidade superior.

Outros suplementos dietéticos que podem ser úteis para enxaquecas incluem:

  • Magnésio. Este é provavelmente o mais importante uma vez que contribui para relaxar os vasos sanguíneos do cérebro que causam a dor. O melhor suplemento de magnésio que eu conheço é o treonato de magnésio, pois ele penetra nas membranas celulares, incluindo as mitocôndrias, e nenhum outro suplemento de magnésio faz isso.

    Curiosamente, alguns dos melhores medicamentos utilizados para tratar a enxaqueca são bloqueadores de canais de cálcio, e é assim que o magnésio funciona. O magnésio suplementar seria MUITO mais seguro do que um bloqueador dos canais de cálcio
  • Vitamina B2 (riboflavina)
  • Vitamina B6
  • Vitamina B12
  • Ácido fólico

Um estudo feito em 2009 avaliou o efeito de 2 mg de ácido fólico, 25 mg de vitamina B6 e 400 microgramas de vitamina B12 em 52 pacientes com diagnóstico de enxaqueca com aura. Comparado ao grupo do placebo, aqueles que receberam estes suplementos sentiram uma redução de 50 por cento no enfraquecimento da enxaqueca durante um período de seis meses.

Estudos anteriores, como um estudo feito em 2004 no European Journal of Neurology, também relataram que altas doses de B2 (riboflavina) podem ajudar a prevenir ataques de enxaqueca.

Os pacientes receberam 400 mg de riboflavina por dia. A frequência da dor de cabeça foi reduzida de quatro dias por mês no início para dois dias por mês após três meses.

No entanto, a duração e a intensidade da dor de cabeça não sofreram alterações significativas. Tenha em mente que os regimes de suplementos profiláticos podem levar várias semanas para produzir resultados, por isso não desista se não surtir efeitos no começo. Normalmente, se for o suplemento correto, você notará os resultados em cerca de três a seis meses.

O exercício é algo que também deve ser considerado como uma estratégia extremamente útil. Por último, mas não menos importante, as Técnicas de Libertação Emocional (Emotional Freedom Techniques -EFT) muitas vezes proporcionam resultados no alívio da enxaqueca. Os iniciantes que usam este processo simples por si mesmos tendem a obter alívio de 50 a 80 por cento do tempo.

As EFT são uma intervenção muito profunda que podem ser usadas além das estratégias acima, podendo ser úteis também para ajudar no cumprimento das mudanças de estilo de vida recomendadas.