Aqui Estão os Motivos Pelos Quais Você Pode Contar com o Óleo de Calêndula

Óleo de Calêndula

Resumo da matéria -

  • O óleo de calêndula é destilado da copa das flores e é bastante pegajoso e viscoso. É tradicionalmente usado para cólicas abdominais e constipação. É a sua pele que receberá uma boa parte dos benefícios, graças às propriedades anti-inflamatórias e antibacterianas e vinculadas a esse óleo
Tamanho da fonte:

A calêndula tem muito valor hoje e nas culturas tradicionais como um remédio homeopático, mas o óleo extraído das flores, chamado de óleo de calêndula, não fica para trás em relação aos benefícios que oferecidos.

Saiba mais sobre esse óleo destilado das pétalas da calêndula ou Calendula officinalis, e como você pode aproveitar seus usos práticos para a saúde e cotidiano.

O que é o Óleo de Calêndula?

A calêndula  é um gênero de cerca de 15 a 20 espécies de plantas da família Asteraceae. Esta flor é nativa do sudoeste da Ásia, bem como da Europa Ocidental e do Mediterrâneo.

O nome comum da margarida na língua inglesa “marigold” faz referencia à Virgem Maria, com quem tem sido associada desde o século XIV, quando foi incluída como ingrediente em uma receita inglesa para combater a peste.

Além de também ser usada para homenagear Maria durante os eventos católicos, os antigos egípcios consideravam que a margarida tinha propriedades rejuvenescedoras. Os hindus usavam as flores dela para decorar estátuas de deuses em seus templos, bem como para colorir seus alimentos, tecidos e cosméticos.

A calêndula ou C. officinalis é a espécie mais comumente cultivada e usada, e é a fonte desse óleo de ervas. “Calêndula” vem da palavra latina “calendae”, que significa “pequeno calendário”, porque a flor desabrocha nas calendas ou no primeiro dia da maioria dos meses.

Não deve ser confundida com o cravo-de-defunto do gênero Tagetes, comumente cultivada em hortas. A calêndula, com pétalas vermelhas e amarelas, é repleta de flavonoides, que são encontrados naturalmente em legumes e frutas e são substâncias que dão às plantas suas adoráveis cores brilhantes.

O óleo do calêndula é destilado da copa das flores e é bastante pegajoso e viscoso. Tem um cheiro muito estranho descrito como almiscarado, amadeirado e até mesmo apodrecido - como as próprias flores de margarida. Este cheiro não atrai prontamente muitos indivíduos, mesmo quando usado em um remédio.

Usos do Óleo de Calêndula

Aqui estão três classificações das plantas de calêndula e usos para seu óleo:

1. Saúde e bem-estar— Tem propriedades tônicas, sudoríferas, emenagogas e antiespasmódicas, mas é usada principalmente para cuidados e tratamento cutâneo.

Tem uma grande ação anti-inflamatória e vulnerária, tornando-se útil com feridas persistentes, acne, úlceras, escaras, varizes, erupções cutâneas, eczemas e condições relacionadas. Isso ajuda a amenizar problemas que fazem a pele ficar dolorida, inflamada e com coceira.

O óleo de calêndula para massagem também ajuda a suavizar e amaciar a pele, tornando-se uma boa adição aos óleos de massagem ou ao preparar uma mistura de óleos base.

2. Cozinha — Desde a Idade Média, as pétalas de margarida foram usadas como “açafrão de pobre” para colorir queijos, manteigas e acompanhamentos.

Durante o período elisabetano, tanto as pétalas quanto as folhas eram usadas em saladas, embora esta última tenha mostrado ter um sabor muito forte. As pétalas eram usadas para aromatizar sopas e guisados.

3. Usos práticos — A margarida foi usada como um corante. Pétalas secas também podem ser adicionadas em potpourris.

Composição do Óleo de Calêndula

Em um estudo, o óleo de calêndula foi obtido em um percentual baixo(0,3 por cento) pela destilação a vapor com coobação de flores e plantas inteiras. Os pesquisadores identificaram 66 componentes, principalmente álcoois sesquiterpênicos com α-cadinol como principal constituinte, cerca de 25%.

O óleo essencial da planta inteira foi diferenciado do das flores através da presença de hidrocarbonetos monoterpenos, além dos álcoois.

O principal elemento no óleo essencial de calêndula são flavonoides, saponoseno, álcool triterpênico e um princípio amargo. Os componentes úteis da calêndula em si incluem um óleo volátil, carotenoides, flavonoides, mucilagem, resina, polissacarídeos, ácidos vegetais aromáticos, saponinas, glicosídeos e esterois.

Benefícios do Óleo de Calêndula

O óleo de calêndula é tradicionalmente usado para cólicas abdominais e constipação. Porem é a sua pele que receberá uma boa parte dos benefícios, graças às propriedades anti-inflamatórias e antibacterianas vinculadas a esse óleo. Aqui estão alguns dos benefícios promovidos por esse óleo:

1. Secura da pele ou rachaduras — O óleo de calêndula é um ótimo hidratante para a pele seca e para a pele severamente quebrada ou rachada. Isso ajuda a suavizar a área e a reduzir a dor.

2. Inflamação — Funciona bem em músculos distendidos ou hematomas; sua ação anti-inflamatória ajuda a diminuir o inchaço causado por lesões. O óleo de calêndula também ajuda a tratar a microvarizes, varizes, úlceras nas pernas e frieiras.

3. Cuidados com bebês — O óleo ajuda a aliviar assaduras, o que pode irritar extremamente um recém-nascido.

4. Pequenos cortes e feridas — A ação antisséptica e antimicrobiana do óleo ajuda a acelerar a cicatrização de feridas e pequenos cortes e também ajuda a aliviar a picada de insetos, acne e escaras.

5. Problemas de pele— Eczema, psoríase, dermatite e outros problemas de pele podem ser aliviados ao aplicar topicamente o óleo de calêndula. A ação antifúngica do óleo de calêndula também é excelente para ajudar a tratar o pé de atleta, a micose e a coceira.

Como Fazer o Óleo de Calêndula

O óleo do calêndula é extraído pela destilação a vapor. Não há quase nenhuma maneira de se obter 100% do óleo essencial de calêndula puro, e isso faz do óleo essencial de calêndula uma infusão e não um extrato puro. 

Para obtenção do óleo da flor, as pétalas são mergulhadas em um óleo, de preferência o azeite de oliva. O óleo que sobra após a destilação ser feita é o óleo de calêndula, que deve ter uma cor laranja dourada.

Você pode criar óleo de calêndula caseiro usando as seguintes instruções do Keeper of the Home.

Você irá precisar de:

  • Pétalas de calêndula secas
  • O óleo base (azeite de oliva, óleo de amêndoa ou óleo de girassol são ótimas opções)
  • Uma jarra de vidro limpa com tampa

Procedimento:

Existem dois métodos para infundir o óleo:

Método de infusão a frio — Esta é a técnica que geralmente é usada pois protege a delicada calêndula dos danos causados pelo calor.

1. Coloque a quantidade desejada de pétalas de calêndula seca em uma jarra de vidro limpa e seca.

2. Encha a jarra com uma polegada do óleo base que você escolheu para cobrir as pétalas.

3. Coloque em um lugar ensolarado para fazer a infusão por quatro semanas.

4. Drenar as pétalas do óleo e armazenar o óleo em um recipiente com tampa por até um ano.

Método de infusão quente — Este método é muito mais rápido do que o método de infusão a frio, mas não terá a mesma força devido à presença de calor.

1. Coloque a quantidade desejada de pétalas de calêndula seca em uma jarra de vidro limpa e seca.

2. Encha a jarra com uma polegada do óleo base que você escolheu para cobrir as pétalas.

3. Coloque todo o conteúdo da jarra (as pétalas e o óleo) em uma caçarola ou panela. Ferva em fogo baixo por quatro horas, mexendo de vez em quando.

4. Deixe esfriar. Drene as pétalas do óleo e armazene-o em um recipiente com uma tampa por até um ano.

Você pode usar o óleo de calêndula caseiro como um óleo corporal pós-banho, pomada, óleo de bebê, loção ou remédio caseiro para pele seca, áreas inflamadas ou erupções cutâneas.

Como o Óleo de Calêndula Funciona?

O óleo de calêndula é usado em vários produtos, muitas vezes como uma ótima base para loções, pomadas, cremes, vários cosméticos naturais e produtos para cuidado pessoal e pomadas de ervas. Ele também normalmente funciona como um óleo de base em aromaterapia. Além disso, você pode usar o óleo de calêndula para ter uma receita de tintura para cabelo de ervas totalmente natural.

Você pode criar um óleo infundido enchendo uma jarra com as flores secas, que você cobre com um óleo base. Você pode extrair mais dessas flores macerando a mistura em um liquidificador. Deixe em infusão durante duas semanas ou mais para extrair as propriedades benéficas das flores.

Quando estiver pronto para usar, filtre o óleo através de um morim e use-o diretamente em um bálsamo ou como parte de um creme ou loção caseira.

O Óleo de Calêndula é Seguro?

O óleo de calêndula geralmente é seguro para uso, mas eu aconselho você a se atentar às seguintes diretrizes de segurança e considerações:

  1. As mulheres grávidas e lactantes geralmente devem evitar o uso do óleo de calêndula. Não tome a calêndula oralmente, pois existe a preocupação de que isso possa causar um aborto espontâneo. Evite também o uso tópico.
  2. Pode ocorrer uma reação alérgica em indivíduos com sensibilidade a tasneira e plantas relacionadas, como as margaridas, crisântemos e margaridas inglesas. Antes de usar o óleo de calêndula, consulte o seu médico se você tem alergias.
  3. Combinada com remédios utilizados durante e após cirurgias, o uso de calêndula pode causar muita sonolência e deve ser interrompido por pelo menos duas semanas antes da cirurgia.

Efeitos Colaterais do Óleo de Calêndula

Se você não está grávida, amamentando, não é alérgico ou não está prestes a ser submetido a uma cirurgia, você provavelmente pode usar o óleo de calêndula sem nenhum efeito colateral. No entanto, é melhor consultar o seu médico antes de usá-lo, especialmente para uso terapêutico.

Lembre-se, porém, que os medicamentos sedativos ou depressores do SNC interagem com a calêndula. O extrato da planta pode causar sonolência e letargia, e usá-lo com drogas sedativas pode resultar em um excesso de sonolência. Alguns remédios sedativos incluem clonazepam, (Klonopin), fenobarbital (Donnatal) e zolpidem (Ambien). Eu também o aconselho a explorar maneiras seguras e naturais de se conseguir uma boa noite de sono.