Sintomas das unhas

Resumo da matéria

  • Sulcos verticais ou manchas brancas em suas unhas geralmente são inofensivos
  • Se as unhas se curvam para cima com uma aparência semelhante à de uma colher, isso pode ser devido à anemia por deficiência de ferro, hemocromatose (excesso de absorção de ferro), doença cardíaca ou hipotireoidismo
Artigo Anterior Próximo Artigo

10 Coisas que suas Unhas Podem Revelar Sobre sua Saúde

20 Setembro 2017 | 12,470 Visualizações |

Por Dr. Mercola

As unhas muitas vezes são consideradas uma característica puramente estética, mas suas unhas são muito mais do que uma plataforma para cores vivas e arte.

A forma, textura e cor de suas unhas naturais atuam como uma janela do interior do seu corpo e, embora alguns sintomas das unhas sejam inofensivos, outros podem ser indicativos de doenças crônicas, incluindo câncer.

Conforme observado pela American Academy of Dermatology (AAD):

“As unhas geralmente refletem nosso estado geral de saúde. Alterações nas unhas, como descoloração ou espessamento, podem sinalizar problemas de saúde, incluindo doenças hepáticas e renais, doenças cardíacas e pulmonares, anemia e diabetes.”

Se você notar mudanças significativas nas suas unhas, incluindo inchaço, descoloração ou mudanças na forma ou espessura, consulte um dermatologista imediatamente.

Pode não ser nada, ou pode ser que isso seja causado por uma doença subjacente (por exemplo, problemas nas unhas são mais comuns em pessoas com diabetes).

Abaixo estão 10 sintomas das unhas que você pode experimentar na sua vida e o que eles significam para sua saúde.

10 Sintomas das Unhas e o que Significam para sua Saúde

1. Unhas Amarelas

Unhas Amarelas

Suas unhas podem amarelar com a idade ou devido ao uso de unhas acrílicas ou esmaltes. Fumar também pode manchar as unhas com um tom amarelado. Se suas unhas são grossas, friáveis e amarelas, uma infecção fúngica pode ser a culpada.

De forma menos frequente, as unhas amarelas podem estar relacionadas a doença da tiróide, diabetes, psoríase ou doenças respiratórias (como a bronquite crônica).

2. Unhas Secas, Rachadas ou Quebradiças

Unhas Secas, Rachadas ou Quebradiças

Os fatores do estilo de vida podem estar desempenhando um papel neste caso, se você colocar muito suas mãos na água (lavando pratos, fazendo natação, etc.), usa removedor de esmalte com frequência, ou fica exposto a produtos químicos (como produtos de limpeza) com frequência ou vive em uma região com baixa umidade.

Essas rachaduras e quebramentos também podem ser causados por uma infecção fúngica ou doença da tireoide, particularmente o hipotireoidismo. As unhas frágeis também podem ser causadas por uma deficiência nas vitaminas A e C ou na vitamina B biotina.

3. Baqueteamento Digital

Baqueteamento Digital

O baqueteamento digital se dá quando as pontas dos dedos se expandem e a unha fica curvada para baixo. Pode ser um sinal de baixo oxigênio no seu sangue e está associado a doença pulmonar. O baqueteamento digital também pode estar relacionado a doenças hepáticas ou renais, doenças cardíacas, doenças inflamatórias intestinais e AIDS.

4. Pontos Brancos

Pontos Brancos

Pequenas manchas brancas nas suas unhas geralmente são o resultado de traumatismos nas unhas. Eles não são motivo de preocupação e desaparecerão ou crescerão por conta própria. De forma menos comum, manchas brancas que não desaparecem podem ser causadas por uma infecção fúngica.

5. Sulcos Horizontais

Sulcos Horizontais

Os sulcos horizontais também podem ser devidos a trauma ou a uma doença grave com uma febre alta (como a escarlatina ou pneumonia). O Dr. John Anthony, um dermatologista da Cleveland Clinic em Ohio, explicou-os desta forma para a TIME:

“Isso geralmente é o resultado de um trauma ocorrido diretamente na unha ou uma doença mais grave, caso em que você vai vê-la em mais de uma unha de cada vez... Seu corpo está literalmente dizendo: ‘Eu tenho coisas mais importantes para fazer do que fazer unhas’ e interrompe o crescimento delas.”

Os sulcos horizontais, também conhecidos como linhas de Beau, podem também ser causados pela psoríase, diabetes descontrolada, doença circulatória ou deficiência grave de zinco.

Outro tipo de sulco horizontal é conhecido como linhas de Mees, que são descolorações horizontais que podem ser causadas pela intoxicação por arsênico, doença de Hodgkin, malária, lepra ou intoxicação por monóxido de carbono.

6. Sulcos Verticais

Sulcos Verticais

Os sulcos verticais geralmente são um sinal normal de envelhecimento e não são motivo de preocupação. Eles podem se tornar mais proeminentes à medida que você envelhece. Em alguns casos, os sulcos das unhas podem ser devidos a deficiências nutricionais, incluindo da vitamina B12 e magnésio.

7. Unhas em Colher

Unhas em Colher

As unhas que se curvam para cima nas bordas, assumindo uma aparência semelhante à de uma colher, podem ser um sinal de anemia por deficiência de ferro, hemocromatose (excesso de absorção de ferro), doença cardíaca ou hipotireoidismo.

8. Buracos

Buracos

Se suas unhas tiverem múltiplos buracos ou amassados, muitas vezes isso é um sinal de psoríase. Os buracos nas unhas também podem ser causados por distúrbios do tecido conjuntivo (incluindo a síndrome de Reiter) ou alopecia areata, uma doença autoimune que causa perda de cabelo.

9. Manchas Escuras

Manchas Escuras

Manchas escuras ou crescimentos dolorosos na unha justificam uma consulta imediata com seu médico, pois podem ser causados pelo melanoma, a forma mais mortal de câncer de pele.

10. Unhas Brancas com uma Linha Rosa

Unhas Brancas com uma Linha Rosa

Se suas unhas são na maior parte brancas com uma linha cor-de-rosa estreita na parte superior, conhecida como unhas de Terry, pode ser um sinal de doença hepática, insuficiência cardíaca congestiva, insuficiência renal ou diabetes. Às vezes as unhas de Terry também podem ser causadas pelo envelhecimento.

Você Rói as Suas Unhas? Isso Pode Levar a uma Infecção

A maioria dos sintomas das unhas é causada por problemas sistêmicos, traumatismos ou estilo de vida, e isso inclui o hábito de roer as unhas. Os roedores de unhas são suscetíveis à paroníquia, uma infecção da pele que ocorre em torno das suas unhas.

À medida que você rói suas unhas, bactérias, leveduras e outros micro-organismos podem entrar através de pequenos buracos ou desgastes, levando a inchaço, vermelhidão e pus em torno da sua unha.

Esta situação dolorosa pode precisar ser drenada cirurgicamente. As infecções bacterianas causadas por se roer as unhas são na verdade um dos problemas mais comuns relativos a elas, de acordo com a American Academy of Dermatology (AAD).

Roer as unhas tende a começar na infância, chegando ao pico na adolescência, e depois lentamente (ou abruptamente), declina conforme se envelhece. Se você é um adulto que não consegue parar com esse hábito, ou um pai de uma criança ou adolescente que rói as unhas, aqui estão as opções simples que geralmente são eficazes para eliminar esse mau hábito:

Mantenha um diário para identificar o que faz você roer unhas, como estar entediado ou assistindo TV, e assim evitar estes desencadeadores o máximo possível

Enrole as pontas dos dedos com curativos ou fita elétrica

Mantenha suas unhas curtas ou pintadas

Mantenha suas mãos ocupadas com outras atividades, como fazer tricô

Considere fazer terapia comportamental, como treinamento de inversão de hábitos, ou as Técnicas de Libertação Emocional (Emotional Freedom Techniques (EFT)

Coloque uma substância de sabor desagradável nas pontas dos dedos (vinagre, pimenta ou opções de sabor amargo comercialmente disponíveis)

Uma Dieta Saudável Leva a Unhas Saudáveis

Se você tem uma dieta equilibrada, com alimentos integrais, provavelmente estará fornecendo ao seu corpo quantidades mais do que adequadas das vitaminas e minerais das quais ele precisa para funcionar. Caso contrário, há uma boa chance do seu corpo estar deficiente em nutrientes importantes. Isso não só pode levar a doenças crônicas, mas a saúde da sua unha (e cabelo e pele) também sofrerá.

Fontes saudáveis de proteína, como a proteína de soro de leite, ovos caipiras e a carne de animais alimentados com capim são importantes (a carne bovina de animais alimentados com grama também é uma boa fonte de zinco, que é necessário para produzir proteínas como aquelas encontradas nas suas unhas). 

Antioxidantes , vitaminas e minerais encontrados em legumes de folhas verdes, bagas e outros alimentos integrais também irão beneficiar a saúde das unhas. A biotina, vitamina B7, é um exemplo.

Seu corpo precisa de biotina para metabolizar gorduras, carboidratos e aminoácidos, mas ela é mais conhecida pelo seu papel no fortalecimento de seus cabelos e unhas.

A biotina pode desempenhar um papel na criação da queratina que compõe suas unhas. As gemas de ovos orgânicos caipiras são uma das melhores fontes de biotina. As gorduras ômega-3 de origem animal também são importantes.

A maioria das pessoas consome muitas gorduras ômega-6 inflamatórias (sendo um exemplo os óleos vegetais) e poucas ômega-3, anti-inflamatórias, criando condições para problemas de saúde como depressão, doenças cardíacas, artrite reumatóide e diabetes, apenas para citar alguns. A inflamação também pode interferir no desenvolvimento das unhas.

A proporção ideal de ômega-3 para ômega-6 é 1:1, mas a típica dieta ocidental está entre 1:20 e 1:50. Unhas frágeis ou maleáveis são sinais comuns de que sua relação de ômega-3 para ômega-6 pode estar fora de equilíbrio. Tente cortar os óleos vegetais e comer mais ômega-3 de origem animal provenientes de óleo de krill, sardinha ou anchovas.

Dicas Simples para Cuidado das Unhas

Nutrir suas unhas de dentro para fora através da dieta adequada descrita acima é importante, mas também o é proteger suas unhas de exposição excessiva a água ou produtos químicos.

As luvas de borracha revestidas de algodão são úteis ao se lavar pratos, por exemplo, e minimizar (ou eliminar) o uso do esmalte de unha, removedor de esmalte e unhas postiças. O polimento simples pode criar um brilho agradável e suave nas unhas, sem ter de usar nenhum esmalte de unhas.

Uma vantagem adicional é que isso pode realmente ajudar suas unhas a crescer mais fortes e por mais tempo devido a um aumento da circulação, e você também não terá que se preocupar com esmalte lascado.

É uma boa ideia manter as unhas cortadas relativamente curtas usando uma tesoura ou cortadores. Corte-as retas dos lados e ligeiramente arredondadas no centro, o que ajudará a manter suas unhas fortes, de acordo com o AAD. 

Suas unhas também podem se beneficiar de um hidratante adicional (bem como a sua pele), então considere passar regularmente um pouco de óleo de coco nas unhas. Além disso, evite tirar suas cutículas, pois isso pode danificar o leito da sua unha, e as unhas devem ser cortadas, não arrancadas, para evitar danificar o tecido vivo.

Finalmente, se você notar algum sintoma incomum ou incômodo, resista ao desejo de simplesmente encobri-lo com unhas artificiais ou manicures e pedicures. Em vez disso, consulte um fornecedor holístico de cuidados de saúde que pode ajudá-lo a descobrir se existe um problema subjacente.

Artigo Anterior Próximo Artigo

Aviso legal: Todo o conteúdo deste site baseia-se nas opiniões do Dr. Mercola salvo expresso em contrário. Os artigos individuais baseiam-se nas opiniões do respectivo autor, que detém os direitos autorais conforme indicado. As informações deste site não pretendem substituir a relação individual com um profissional de saúde qualificado nem devem ser consideradas recomendação médica. Sua finalidade é compartilhar conhecimentos e informações a partir da pesquisa e experiência do Dr. Mercola e sua comunidade. O Dr. Mercola incentiva você a tomar suas próprias decisões de saúde com base na sua pesquisa e em conjunto com um profissional de saúde qualificado. Se você estiver grávida, amamentando, tomando medicação ou tiver um problema de saúde, consulte o seu médico antes de usar produtos baseados neste conteúdo.