Datas de Vencimento dos Medicamentos

Resumo da matéria

  • A U.S. Food and Drug Administration (Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA) começou a exigir que os medicamentos que necessitam prescrição médica fossem rotulados com datas de vencimento em 1979.
  • A análise de medicamentos com 30 anos de idade demonstrou que até 86 por cento dos compostos permaneceram potentes, sugerindo que testes adicionais podem levar a datas de vencimento mais longas
  • A melhor e mais efetiva maneira de reduzir seus custos com saúde e o custo ambiental com o descarte de medicamentos é reduzir sua dependência em remédios através de mudanças de estilo de vida
Artigo Anterior Próximo Artigo

O que a Data de Vencimento no seu Medicamento Realmente Significa?

3 Outubro 2017 | 490 Visualizações |
Edição: Português

Por Dr. Mercola

Em 1979, a US Food and Drug Administration (FDA), Órgão de Administração de Comidas e Remédios dos Estados Unidos, exigiu que as empresas farmacêuticas publicassem datas de vencimento nos medicamentos que produziam.

Antes disso, depois que os remédios venciam, as pessoas os usavam até acharem que era hora de descartá-los.

Como você provavelmente sabe, eu não sou um fã de usar medicamentos prescritos para tratar qualquer coisinha.

No entanto, cada um de nós está em sua própria jornada em busca de uma boa saúde e pode ser que você seja uma pessoa que está parando de usar medicamentos prescritos para tratar problemas de saúde fornecendo ao seu corpo nutrição, boa noite de sono, água e exercícios para ajudá-lo (a) a recuperar sua saúde.

Os medicamentos prescritos normalmente têm uma data de vencimento estabelecida entre um a cinco anos, dependendo do remédio.

Se você é como a maioria das pessoas, você pensaria bem antes de tomar um medicamento após a data de vencimento, pois ele tanto pode ter perdido sua potência (não funciona mais) como pode ser prejudicial para sua saúde.

Essa rotatividade de medicamentos é cara para você, para os hospitais, farmácias e para o exército dos EUA - muitas vezes custando milhões de dólares por ano.

Em um estudo publicado no Journal of the American Medical Association, pesquisadores analisaram a potência dos medicamentos encontrados em suas embalagens originais mantidas fechadas por quase 30 anos.

É importante lembrar que esses remédios foram coletados em uma farmácia, armazenados longe do calor e da luz, e em ambiente frio e seco.

Cientistas Encontraram Remédios de 30 Anos Atrás que Continuavam Potentes

O debate sobre a manutenção da potência dos medicamentos após a data de vencimento listada foi feito entre médicos, empresas farmacêuticas e a FDA.

Em um esforço para responder a algumas dessas perguntas, Lee Cantrell, professor de farmácia clínica e diretor da divisão de San Diego do sistema de Controle de Venenos da Califórnia e colegas tiveram acesso a medicamentos sujeitos à prescrição médica com datas de vencimento anteriores a 1970. 

Seu foco era avaliar a potência de medicamentos sujeitos à prescrição que pode levar a um prolongamento das datas de vencimento e à redução dos custos de cuidados com saúde.

Outros estudos já demonstraram que muitos medicamentos mantêm sua potência após as datas de vencimento dos rótulos. Este conjunto em particular de medicamentos sujeitos à prescrição deu aos pesquisadores uma oportunidade única de examinar a potência dos medicamentos que expiraram décadas antes, mas foram armazenados em um ambiente fresco e seco, longe do calor e da umidade.

Foram incluídos oito medicamentos diferentes contendo 15 ingredientes ativos diferentes na análise. Foram testadas três cápsulas ou comprimidos individuais de cada medicamento.

Os cientistas descobriram que 12 dos 14 medicamentos testados encontravam-se em concentrações de 90 por cento ou mais, ou o padrão mínimo geralmente aceito para a potência de um medicamento.

Como esses medicamentos foram fabricados antes da regulamentação da maioria dos padrões de potência de remédios, três estavam realmente presentes em quantidades maiores do que o conteúdo rotulado.

Dois medicamentos estavam presentes com menos de 90% do mínimo, indicando que os medicamentos - aspirina e anfetaminas - perderam potência ao longo dos anos.

Cantrell e seus colegas acreditam que essas descobertas podem sugerir que as datas de vencimento de alguns remédios podem ser prolongadas com segurança. No entanto, é importante notar que os remédios testados estavam fechados e armazenados em condições ideais.

Como são Determinadas as Datas de Vencimento?

Antes de fazer essa pesquisa, Cantrell sabia que o termo "data de vencimento" era um termo incorreto. Em vez disso, as datas eram o ponto em que a FDA e a empresa farmacêutica garantiriam a eficácia da medicação - mas a data não significa necessariamente que o medicamento "vence" imediatamente depois disso.

A maioria dos remédios não se torna perigosa após a data de vencimento. Nem Cantrell nem a Dra. Cathleen Clancy, diretora médica associada do National Capital Poison Center, ouviu falar de alguém que tenha sido prejudicado por um medicamento sujeito à prescrição que estivesse vencido e Cantrell não tem conhecimento de nenhuma instância registrada na literatura médica.

O perigo de tomar uma medicação expirada é que ela não funcionará - especialmente quando se trata de medicamentos utilizados em situações de risco de vida, como uma injeção de epinefrina para choque anafilático, por exemplo.

Os fabricantes de medicamentos são responsáveis pela realização de testes de estabilidade em seus medicamentos, determinando a vida útil da medicação. O teste é projetado para garantir a potência do medicamento quando usado antes da data de vencimento indicada no rótulo.

Existem vários fatores que influenciam a capacidade de um medicamento em manter sua integridade e potência. Estes incluem o tipo de ingrediente ativo, armazenamento, o tipo de recipiente em que o medicamento está armazenado e os conservantes incluídos na medicação.

O teste subjacente ao estresse da medicação é guiado pela FDA e por três outras agências governamentais dos EUA e pela Organização Mundial de Saúde.

O objetivo é identificar a taxa provável de degradação de um produto. O teste é geralmente realizado em um único lote do produto usando umidade, temperatura, fotólise e oxidação como agentes estressantes do remédio.

A FDA analisa os dados fornecidos para estabelecer a data de vencimento. No entanto, as empresas farmacêuticas não precisam continuar testando os medicamentos após a data de vencimento indicada no rótulo para determinar se uma data mais longa pode ser estabelecida para esse medicamento.

Isso pode, em parte, explicar por que os medicamentos são rotulados com datas de vencimento muito mais precoces do que parecem perder sua potência.

Medicamentos Caros Jogados fora Enquanto os Custos com Saúde Disparam

O programa SLEP ajudou as agências governamentais a se prepararem para emergências para economizar milhões de dólares na substituição de medicamentos quando os remédios atingem suas datas de vencimento.

No entanto, essas mesmas economias não foram aproveitadas pelas farmácias, hospitais, médicos ou por você. Nos últimos anos, a contribuição do custo com medicação para o custo total dos cuidados com saúde tem sido a principal notícia dos jornais.

Em 2004, uma pesquisa realizada pela Associated Press descobriu que 1 em cada 3 pessoas que responderam à pesquisa disseram que o pagamento de medicamentos sujeitos à prescrição era um desafio financeiro e 3 a cada 4 diziam que adiaram a obtenção de uma receita por causa do preço.

Um em cada 10 entrevistados também admitiu comprar medicamentos sujeitos à prescrição ilegalmente do Canadá ou do México para reduzir o custo. Desde 2004, o custo dos medicamentos só aumentou.

A pesquisa original de Cantrell foi publicada em 2012, desencadeando enorme atenção durante a qual os pesquisadores foram acusados de defender irresponsavelmente o uso de medicamentos vencidos. No entanto, Cantrell é inflexível em dizer que sua intenção era lançar luz sobre um problema que pode ajudar a reduzir os custos com cuidados da saúde.

Ele comentou que "refinar nosso processo de datação de medicamentos sujeitos à prescrição  poderia economizar bilhões."

Reconhecendo que o programa SLEP consistentemente poupa recursos do governo a cada ano, a Associação Médica Americana (AMA) solicitou uma reavaliação das datas de vencimento dos medicamentos. As cartas foram enviadas à Pesquisa Farmacêutica e Fabricantes da América, à FDA e à Convenção Farmacêutica dos EUA, que estabelece os padrões para medicamentos.

O reumatologista Dr. Roy Altman ajudou a escrever o relatório da AMA: "Nada aconteceu, mas nós tentamos. Estou feliz que estejam tratando do assunto novamente. Eu acho que há um desperdício considerável."

De vez em quando, uma empresa farmacêutica terá a documentação para estender suas datas de vencimento. Quando a Pfizer estendeu as datas para a atropina injetável, epinefrina, dextrose e bicarbonato de sódio, o Newton-Wellesley Hospital, em Boston, economizou US $ 7.500.

Os especialistas estimam que cada agência de saúde que descarta medicamentos vencidos pode incorrer em custos até US $ 765 bilhões por ano, quase 25% dos gastos anuais de cuidados com saúde.

A Melhor Defesa é um Bom Ataque

A melhor defesa contra o crescente aumento dos custos com cuidados de saúde e os custos com medicamentos é viver um estilo de vida saudável reduzindo seu risco de depender de intervenção farmacêutica. Infelizmente, a medicina convencional se concentra no tratamento da doença e não na prevenção.

O que você coloca na sua boca é sua escolha e sua responsabilidade. O que você escolhe também ajuda a determinar a saúde da qual você usufrui.

É importante substituir alimentos processados por alimentos de verdade feitos em casa a partir do zero para garantir uma nutrição ideal. Isso automaticamente o (a) ajudará a cortar a maior parte dos açúcares refinados, frutose processada, corantes e outros produtos químicos que afetam sua saúde e aumentam o potencial de enfermidades e doenças.

À medida que você aumenta a quantidade de gordura saudável na sua dieta, você reduz a dependência do seu organismo à glicose e aumenta a capacidade de queimar gorduras saudáveis como combustível.  Livrar-se de alimentos processados pode ser um desafio, mas remover os alimentos processados da sua alimentação diária não só é possível como também é indolor.

Planeje suas refeições em torno de produtos orgânicos do seu hortifrúti local, que muitas vezes tem preços baixos. Prepare o suficiente para duas refeições, para que uma delas possa ser usada como almoço no dia seguinte no trabalho ou congelada para uma segunda refeição em uma noite em que você não tenha tempo para cozinhar.

Você pode planejar todas as refeições para a semana em um momento no qual você esteja com todos os ingredientes à mão, evitando assim o problema de pensar o que você vai preparar para o jantar enquanto dirige do trabalho para casa.

Descarte seus Medicamentos Antigos com Responsabilidade

Em resposta ao problema do descarte de medicamentos sem poluir o nosso abastecimento de água, alguns estados instituíram um "programa de recuperação". A FDA também divulgou orientações para pessoas que não vivem em áreas que têm programas de recuperação e as precauções que devem ser tomadas para proteger o meio ambiente. Essas diretrizes incluem:

Siga quaisquer instruções específicas de descarte no rótulo do medicamento ou a informação do paciente que acompanha a medicação. Não descarte medicamentos prescritos no vaso sanitário, a menos que esta informação lhe indique especificamente para que assim o faça.

Eu recomendo nunca descartar QUAILQUER remédio no vaso sanitário para proteger a qualidade da água de sua comunidade Aroveite os programas comunitários de recuperação de medicamentos que permitem ao público levar medicamentos não utilizados a uma localização central para que eles sejam adequadamente descartados.

Ligue para o serviço de recolhimento de lixo doméstico e reciclagem da sua cidade ou do governo do condado para ver se um programa de recuperação está disponível na sua comunidade. A Drug Enforcement Administration (Órgão para o Controle/Combate das Drogas -DEA), trabalhando com as agências estatais e locais de aplicação da lei, patrocina o National Prescription Drug Take-Back Days (Dia Nacional de Recuperação de Medicamentos Prescritos) em todo os Estados Unidos.

Se não houver instruções no rótulo do medicamento e nenhum programa de recuperação estiver disponível em sua região, jogue os remédios no lixo doméstico, mas primeiro:

Retire-os dos recipientes originais e misture-os com uma substância indesejável, como molho de café usado ou areia da caixa do gato. A medicação será menos atraente para crianças e animais de estimação, e irreconhecível para quem passar intencionalmente pelo seu lixo

Coloque-os em um saco selável, lata vazia ou outro recipiente para evitar que a medicação fique vazando ou que saia de dentro do saco de lixo

Remova e destrua quaisquer rótulos de prescrição antes de jogar fora os recipientes

Em alguns estados, as farmácias podem recuperar medicamentos. Em caso de dúvida, consulte o seu farmacêutico. A maioria é profissional bem treinado e educado e ficará feliz em ajudá-lo (a) com esta questão  

É claro que essas sugestões simplesmente mudam o problema de uma área do meio ambiente para outra. A DEA tem um programa nacional de recuperação que continua a reunir mais remédios a cada ano, e que está funcionando.

Em 2017, o programa contava com mais de 4.000 escritórios responsáveis pela aplicação da lei, cerca de 5.500 locais de coleta e um recorde de 450 toneladas de remédios coletados. O principal objetivo do programa é descartar as prescrições de opioides que podem ser mal utilizadas, mas a DEA também coleta qualquer outra medicação em forma de comprimido.

No entanto, a melhor e mais eficaz forma de reduzir a poluição ambiental dos remédios é tomar o controle de sua saúde e reduzir o número de medicamentos que você usa em primeiro lugar.

Artigo Anterior Próximo Artigo

Aviso legal: Todo o conteúdo deste site baseia-se nas opiniões do Dr. Mercola salvo expresso em contrário. Os artigos individuais baseiam-se nas opiniões do respectivo autor, que detém os direitos autorais conforme indicado. As informações deste site não pretendem substituir a relação individual com um profissional de saúde qualificado nem devem ser consideradas recomendação médica. Sua finalidade é compartilhar conhecimentos e informações a partir da pesquisa e experiência do Dr. Mercola e sua comunidade. O Dr. Mercola incentiva você a tomar suas próprias decisões de saúde com base na sua pesquisa e em conjunto com um profissional de saúde qualificado. Se você estiver grávida, amamentando, tomando medicação ou tiver um problema de saúde, consulte o seu médico antes de usar produtos baseados neste conteúdo.