Candida Albicans - Como Ela Pode Afetar sua Saúde e Como Tratar

bactérias candida albicans

Resumo da matéria -

  • Os sinais e sintomas comuns do crescimento excessivo de candida incluem revestimento branco na língua, desenvolvimento súbito de sensibilidades alimentares, dores e desconfortos, problemas intestinais, fadiga persistente, problemas de pele e vaginite
  • O remédio é simples: implemente um estilo de vida que melhore a sua função imunológica. Consuma uma dieta baixa em carboidratos e rica em fibras para nutrir bactérias benéficas enquanto suprime fungos oportunistas como a candida que se alimenta de açúcar
Tamanho da fonte:

Por Dr. Mercola

Se você não tem uma saúde otimizada, poderia a candida ser a culpada disso? Nesta entrevista, o osteopata e naturopata britânico, Dr. Leon Chaitow, autor de “Candida Albicans: Natural Remedies for Yeast Infection” (Candida Albicans: Remédios Naturais para Infecção por Fungos), fala sobre seus perigos - e, mais importante, como tratar esta infecção extremamente comum.

Treinado na Grã-Bretanha, Chaitow teve um consultório médico no Reino Unido por cerca de 30 anos antes de mudar-se para a Grécia, onde atualmente reside.

“Em meados da década de 1980, comecei a notar um aumento no número de pacientes que estavam vindo a mim... com problemas no trato digestivo... doenças relacionadas com fungos... problemas de pele... vaginite [e] fadiga...

Eu estava realmente preocupado com o que estava produzindo essa mudança na minha população de pacientes”, disse Chaitow. “Foi nesse momento que eu encontrei o livro do Dr. Crook, ‘The Yeast Connection’ (A Conexão Fúngica) [e] comecei a entender com o que eu estava lidando”.

À medida que sua investigação continuou, tendo culminado na publicação de seu livro em 1985, ele começou a ver conexões entre a fadiga crônica, problemas de dor crônica e sintomas do tipo fibromialgia.

O livro de Crook também foi fundamental na minha jornada de saúde natural. Eu li seu livro em 1985 - no mesmo ano eu terminei a minha residência em medicina familiar e estabeleci minha própria clinica médica.

Infelizmente, lavaram-me o cérebro para seguir o modelo farmacológico, mas eu li seu livro, pois como a maioria dos médicos, eu também tinha pacientes exibindo esses sintomas.

Eu tentei o tratamento do Crook. Mas porque eu tinha passado por uma lavagem cerebral, pensei que o foco principal era matar o fungo, então eu receitei antifúngicos e nunca tratei da dieta.E adivinhem? Não surpreendentemente; nunca funcionou.

Passaram-se seis ou sete anos. Eu agora tinha mais um paciente, uma criança pequena, apresentando diarreia crônica, sinais de transtorno do espectro autista (TEA), juntamente com os sinais clássicos de candida apresentados no livro de Crook.

Nessa época eu já tinha mais experiência e decidi incluir as intervenções dietéticas que ele prescreveu, e elas funcionaram muito bem. Isso realmente abriu meus olhos e colocou-me no caminho da medicina nutricional.

O que é Candida e Como Ela Torna-se um Problema?

A Candida albicans é uma fungo muito disseminado. A maioria das pessoas lendo isso a têm em seu organismo e, na maioria das vezes, isso não traz nenhum problema. No entanto, se o seu sistema imunológico estiver prejudicado pela exposição a antibióticos, uma dieta fraca ou a falta de sono, por exemplo, a candida pode começar a desenvolver-se incontrolavelmente.

“A questão parece estar em uma mistura entre estilo de vida moderno e dieta”, diz Chaitow. “Pode ser uma série de características que [sugere] algum grau de supressão imunológica; não no sentido extremo, mas simplesmente não está funcionando suficientemente bem... Os problemas parecem começar inicialmente no intestino...

Parece que a mudança na flora intestinal - que pode ser o resultado de antibióticos; também pode ser simplesmente um fator nutricional (dieta com alto teor de açúcar e carboidratos refinados) - leva a essa mudança no comportamento intestinal, na qual o fungo pode mudar. A flora normal do intestino produz biotina. Isso é, ela existe em uma flora normal saudável.

A biotina suprime a habilidade do fungo de transformar-se em uma forma micelial mais agressiva, onde ela pode realmente colocar pequenas radículas [e] penetrar a membrana do muco intestinal, iniciando um processo em que começamos a absorver toxinas do intestino e começamos a ter sintomas de sensibilidade de tipo alérgico em todo o corpo.

Pode ser dor. Pode ser a fadiga. Podem ser muitas outras coisas. A mudança na flora normal parece ser a chave para corrigir o problema, porque eles normalmente mantêm o fungo sob controle. O fungo está lá, mas não é agressivo. Uma vez que perdemos a funcionalidade da flora intestinal normal, os problemas aceleram.”

Sinais e Sintomas da Candida

Um sintoma clínico principal (e claramente visível) da candida é um revestimento branco na sua língua. Quando seu equilíbrio microbiano é normal, sua língua é tipicamente limpa e rosa. Outros sintomas comuns sugerindo que a candida começou a vencer incluem:

Desenvolvimento repentino de sensibilidades alimentares

Dores e desconfortos incomuns que não parecem ter uma causa determinável (como uma lesão)

Problemas de intestino, como inchaço, constipação ou diarreia

Fadiga não natural e persistente

Problemas de pele estranhos, como manchas secas

Vaginite (inflamação da área genital em mulheres)

Curiosamente, Chaitow também descobriu que os sintomas de candida têm muitas semelhanças com os sintomas relacionados à respiração inadequada. Ele passou mais de uma década estudando os efeitos bioquímicos da disfunção respiratória, que também é extremamente comum, e muitos deles são idênticos aos problemas causados por fungos.

“Comecei a ver como as mulheres jovens com problemas relacionados com fungos [também] tinham padrões de respiração torácica superior. É extremamente comum que as mulheres tenham isso”, diz ele.

“Esses distúrbios do padrão de respiração levaram a uma série de sintomas, [incluindo] sintomas intestinais (porque a constrição do músculo liso ocorre quando você está em um estado de alcalose respiratória ou excesso de respiração) [e fadiga].

Eles tinham todos os sintomas que eu achava que eram relacionados ao fungo. Muitos dos problemas do tipo fúngico são compostos [ou] agravados por distúrbios comuns do padrão de respiração. Não é patologia, simplesmente uma disfunção...

Eles não estão relacionados [mas] sintomas muito semelhantes podem surgir de ambas as direções. Às vezes, ambos estão acontecendo e você só está lidando com um. O ideal é tratar o estilo de vida, o que inclui padrões de respiração aprimorados e o aspecto da dieta.

O problema é se você concentrar-se apenas na dieta e no crescimento exagerado dos fungos, e você não trata o que os está causando, o que é um problema extremamente comum, você perde uma parte da história.”

Uma das melhores maneiras de resolver qualquer disfunção respiratória que você possa ter é familiarizar-se com a técnica de respiração Buteyko.

A respiração geralmente é ignorada quando se trata de saúde, mas respirar adequadamente pode melhorar a oxigenação através do seu corpo, incluindo o seu cérebro, e é uma estratégia poderosa para aliviar o estresse e a ansiedade - fatores mentais que podem ter um efeito adverso na sua saúde física se não forem tratados.

Como Controlar a Candida

Para controlar o fungo da candida - que normalmente é parte de sua flora normal; não necessariamente um patógeno, mas sim uma infecção oportunista “parasitária” - você deve fazê-la passar fome, suprimindo-a naturalmente, em vez de matá-la de uma vez.

A candida pode ser vista como um parasita que se aproveita seus erros quando você não implementa um estilo de vida correto, ou está exposto e se deixa convencer pelo paradigma médico que usa remédios como a solução padrão. Muitas vezes, esses remédios - antibióticos, hormônios esteroides e contraceptivos orais, por exemplo - mudarão seu ambiente interno, predispondo a candida a crescer em uma forma invasiva de infecção que pode causar sérios problemas.

“A fórmula que eu tento ter como uma abordagem abrangente para todos esses problemas crônicos é tentar simplificá-la para melhorar a função imunológica, da maneira que for possível; reduzindo a carga adotiva que você está impondo ao organismo. Pode ser apenas um melhor estilo de vida, um melhor sono, mais exercícios e uma dieta melhorada, aprimorada.

Pare de alimentar o fungo, pare de danificar a sua função imunológica e reabasteça a flora intestinal o melhor possível”, diz Chaitow. “O fungo, controlado, cuida de si mesmo. Você não precisa matá-lo.... Temos essa maravilhosa simbiose natural com nossa flora intestinal. Isso nos mantém vivos. Isso nos mantém saudáveis. Mas se o danificarmos, pagamos o preço. ”

Evitar Antibióticos e Otimizar sua Dieta são as Estratégias Principais de Tratamento

Evitar antibióticos é uma estratégia de prevenção importante. Apenas os tome se a sua vida depender disso. Também evite antibióticos na sua comida. Isso significa evitar alimentos provenientes de animais criados em operações concentradas de alimentação animal (CAFOs), já que a maioria é alimentada com doses baixas de antibióticos para neutralizar o saneamento deficiente e as condições de aglomeração do local onde vivem e aumentar seu crescimento.

Até 80 por cento dos antibióticos utilizados nos Estados Unidos são utilizados na agricultura, portanto são uma fonte significativa de exposição. Evite também hormônios desnecessários, como contraceptivos e açúcar. Idealmente, sua dieta deve ser baixa em carboidratos líquidos, rica em gorduras de alta qualidade e moderada em proteína. Conforme observado por Chaitow:

“A dieta é a chave. A dieta precisa ser não processada tanto quanto possível... A dieta mediterrânea é a ideal. É formada por peixe (peixes que não foram criados em viveiros, se possível) [e] carne magra... A indústria agrícola é o principal usuário de antibióticos, [então] é aí que estamos em maior risco... Legumes, frutas - não muito das frutas muito doces no início do programa anti-Candida, mas certamente frutas como o mamão são maravilhosas.

Evitar qualquer coisa que provoque fermentação. O açúcar é o principal a ser evitado. No início, isso inclui até coisas como mel no primeiro ou segundo mês do programa anti-Candida.”

Quando Você Pode Precisar de Tratamento com Remédios?

Em seu livro, Crook recomenda nistatina, um medicamento antifúngico que está disponível como um pó ou comprimidos. É um remédio relativamente benigno com poucos efeitos colaterais. Ainda assim, embora seja necessário em casos extremos, Chaitow evita antifúngicos, a menos que a doença não esteja melhorando em uma taxa razoável.

Diflucan é um tipo de antibiótico que também pode ser receitado se todo o resto falhar.

“Eu acho que usar antifúngicos, a menos que haja uma infecção fúngica extrema que exija uma resolução rápida e, como um imperativo econômico, eu tentaria pensar nisso, não como um último recurso, mas certamente um segundo recurso. O primário é a dieta, estilo de vida e os probióticos associados. Existem muitos produtos botânicos, de tipo herbário, que podem ajudar nesse processo. Eu não estou convencido em usá-los sempre, nem em 50% das vezes.”

Os Alimentos Fermentados São uma Ótima Fonte de Probióticos

Os suplementos probióticos de alta qualidade podem, de fato, ser caros, mas você pode facilmente reduzir pela metade sua conta usando legumes caseiros fermentados. Pessoalmente, não tomo nenhum probiótico. Eu uso legumes fermentados de alta qualidade, que contêm MUITO MAIS organismos benéficos viáveis do que os probióticos comerciais.

Chaitow também recomenda o uso de fruto-oligossacarídeos (FOS), que ajudam a melhorar a funcionalidade da flora intestinal normal e podem ser tomados como um pó.

“Eu absolutamente concordo que os alimentos fermentados são ideais”, diz ele. “[Mas] às vezes é uma mudança muito grande para as pessoas nos estágios iniciais. Isso está completamente fora de sua cultura. É algo que eu tento apresentar quando posso... Quanto mais complicado for, quanto mais caro for, mais difícil será, menos chances você terá de a pessoa cumprir isso”.

Uma desvantagem do FOS é que ele poderia levar a um crescimento bacteriano excessivo no seu intestino delgado. É extremamente raro, mas sabe-se que casos assim já ocorreram. Uma forma mais natural para conseguir mais prebióticos é simplesmente comer mais alimentos ricos em fibras. Existem rastreadores nutricionais. Tente conseguir uma quantidade acima de 40 a 70 gramas de fibra por dia.

Você pode não ser capaz de fazer isso a menos que use um suplemento de fibra como sementes de chia, que é um alimento integral, ou casca de psílio orgânico (certifique-se de que seja orgânico, pois o psílio é frequentemente cultivado e contaminado com grandes quantidades de pesticidas).

Eu tomo cerca de três colheres de sopa de cada por dia, e é assim que consigo obter o consumo diário de fibra de até 80 gramas. A fibra atua como um substrato magnífico para nutrir bactérias saudáveis, que podem na verdade dobrar a cada 20 minutos ou perto disso, quando eles obtêm os nutrientes dos quais necessitam.

Suplementos Úteis

Atualmente estou concluindo meu próximo livro, que detalha como otimizar sua saúde mitocondrial através do uso da terapia metabólica mitocondrial. Curiosamente, a lista de suplementos que Chaitow recomenda contra a candida é quase idêntica àqueles conhecidos por melhorar a sua saúde mitocondrial, o que é uma situação na qual todos vencem! Esses incluem:

Ácido caprílico, um triglicerídeo de cadeia média (TCM) com oito carbonos (por isso também é conhecido como C8). Embora seja encontrado no óleo de coco, você também pode comprar óleo MCT, quer seja de C8 direto ou em combinação com ácido cáprico (C10). Nenhuma outra fonte de alimento converte-se em cetonas mais facilmente do que C8, e as cetonas são um combustível magnífico e eficiente para o seu corpo.

O ácido caprílico também é um potente antifúngico, e Chaitow recomenda isso em vez de remédios antifúngicos.

Berberina , o principal ingrediente ativo no hidraste , tem propriedades antibacterianas, anti-inflamatórias e imunológicas. Também é muito eficaz em dar assistência às funções mitocondriais.

Equinácea, que ajuda a dar apoio a um sistema imunológico saudável, também possui propriedades antibacterianas e antibióticas.

Pau d'Arco é outro potente agente antimicótico que demonstrou ser capaz de inibir a candida albicans. Curiosamente, o ingrediente principal nesta casca de árvore é o beta-lapachona, que também é um catalisador muito potente para uma molécula chamada NAD+. Esta molécula é um receptor para elétrons na cadeia de transporte de elétrons nas mitocôndrias. Ela também atua como uma molécula de sinalização. É um sensor de estresse e doença.

O NAD+ diminui com a idade, e os pesquisadores antienvelhecimento identificaram essa molécula como um dos principais mecanismos de controle para desacelerar o processo de envelhecimento. Na verdade, pode ser o mais crucial. O pau d'Arco tem a vantagem de ser barato, em comparação a outros suplementos.

Aloe contém um mucopolissacarídeo com poderosos benefícios imunológicos. Também beneficia suas mitocôndrias. Eu cultivo cerca de 300 plantas de aloe no meu quintal, e adiciono duas folhas de aloe grandes à minha vitamina todos os dias.