Para Que Serve o Cacau?

Tamanho da fonte:
tabela nutricional do cacau

Uma das árvores mais populares do planeta é o cacaueiro, espécie de planta da qual o cacau – e o chocolate – é derivado.

Embora algumas pessoas acreditem que cacaueiro e cacau sejam a mesma coisa, eles não são exatamente. Cacaueiro é a árvore, enquanto o cacau é o produto derivado dele (não confundir com coca, arbusto perene de onde a cocaína é produzida).

As partes comestíveis das favas do cacau e os grãos dentro delas podem ser processados para produção de cacau em pó, manteiga de cacau ou chocolate depois de serem secos e fermentados.

Por serem os grãos de cacau apreciados por suas propriedades medicinais e afrodisíacas, eles eram comercializadas como moeda entre as civilizações ancestrais da América do Sul.

Diz a lenda que Casanova as amava.

As evidências mais recentes de que o cacau era processado para ingestão vêm do ano 1400 a.C., evidências essas reunidas a partir de descobertas de resíduos encontrados em cerâmica escavada em Honduras, possivelmente para fermentar a polpa para produção de uma bebida para adultos.

As formas adocicadas vieram quando os europeus chegaram ao Novo Mundo e experimentaram o cacau na forma líquida.

Embora eles o tenham odiado no primeiro momento, alguém descobriu que adicionando mel ele ficava absolutamente saboroso. Por volta do século XVII, esta forma de chocolate virou febre na Europa e, consequentemente, no mundo. E ainda é.

Composição do Cacau

Benefícios Promovidos Pelo Cacau

Existe muita discussão sobre radicais livres e antioxidantes, porém algumas pessoas não estão certas sobre o que estes termos significam em relação à nossa saúde. Exposição ao sol, fumo, poluição e produtos químicos tóxicos, tais como herbicidas químicos, e alimentos não saudáveis podem liberar a atividade de radicais livres no organismo; no entanto, eles também podem ser produzidos por fatores como estresse, danificando o tecido saudável.

Os antioxidantes dos alimentos que você consome podem reverter aquele processo, ajudando no combate contra doenças eliminando radicais livres danosos. É aqui onde o cacau se encaixa. O cacau cru em pó contém mais de 300 compostos químicos diferentes e praticamente quatro vezes o poder antioxidante do chocolate escuro – mais de 20 vezes o poder dos mirtilos.

Proteína, cálcio, tiamina, riboflavina, magnésio, enxofre, flavonoides, antioxidantes e ácidos graxos essenciais também estão presentes. A mistura precisa de todos estes elementos combinados serve para fazer entrar em funcionamento todos os fitoquímicos naturais ocorrentes promovendo incríveis benefícios ao organismo, como redução do colesterol LDL, melhora da função cardíaca e redução dos riscos de desenvolvimento de câncer.

A feniletilamina, ou PEA, é um deles. Acredita-se que altas doses deste componente são liberadas no cérebro quando estamos atraídos por alguém, porém produtos químicos naturais aliviadores de dor e estresse conhecidos como neurotransmissores estimulam a secreção de endorfinas para ajudar-nos a manter-nos alertas e concentrados.

Estudos realizados mostraram que o chocolate afeta suas emoções e sua disposição elevando os níveis de serotonina, o que explica por que o chocolate é geralmente desejado quando chega a noite. Também para ajudar há um neurotransmissor denominado teobromina, estimulante suave algumas vezes usado para tratamento da depressão.

Ele libera o composto anandamida, produzindo sensações únicas de euforia, relaxamento e satisfação. Para aqueles que acreditam que o chocolate é ruim (deve ser, já que seu sabor é tão bom, correto?), relaxe: há apenas um grama de açúcar em meia xícara de cacau cru.

O que é feito com ele é que faz toda a diferença. Infelizmente, o alto aquecimento usado para o processamento e refino na produção de diferentes tipos de cacau ou chocolate danifica os micronutrientes das amêndoas do cacau e, consequentemente, os benefícios que ele promove à saúde.

Não apenas isso, mas adições de produtos como xarope de milho de alta frutose (HFCS), açúcar e óleos parcialmente hidrogenados limitam a quantidade real de cacau, e produtos lácteos bloqueiam a absorção de antioxidantes; portanto, se você está procurando por benefícios nutritivos, a barra de chocolate comum não é exatamente o que vai promover a você o suprimento deles.

Tabela Nutricional do Cacau

Porção: 3,5 onças (100 gramas), pó desidratado, sem açúcar
  Quantidade por
Porção
% do Valor
Diário*
Calorias 228  
Calorias da Gordura 115  
Gordura Total 14 g 21%
Gordura Saturada 8 g 40%
Gordura Trans    
Colesterol 0 mg 0%
Sódio 21 mg 1%
Carboidratos Totais 58 g 19%
Fibra Alimentar 33 g 133%
Açúcar 2 g  
Proteína 20 g  
Vitamina A 0% Vitamina C 0%
Cálcio 13% Ferro 77%

*% Valores Diários de Referência com base em uma dieta de 2000 kcal ou 8400 kJ. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas.

Estudos Realizados com o Cacau

De acordo com um estudo, chá preto, chá verde, vinho tinto e cacau são ricos em fitoquímicos fenólicos, como teaflavina, epigalocatequina galato, resveratrol e procianidina, respectivamente, os quais têm sido extensivamente investigados devido à sua possível função como agentes quimiopreventivos com base em suas habilidades antioxidantes.

O cacau continha níveis muito maiores de fenólicos totais e exibia a maior atividade antioxidante. Estes resultados sugerem que o cacau é mais benéfico à saúde do que chás e vinho tinto.

Outro estudo mostrou que embora o consumo de muita fruta e legume estivesse associado a um menor risco de desenvolvimento de doença arterial coronariana e AVC, havia uma relação similar encontrada no cacau, alimento “naturalmente rico em polifenóis”.

Estudos de intervenção fortemente sugeriram que o cacau promove diversos efeitos sobre a saúde cardiovascular, tais como redução da pressão arterial, melhorando a função vascular e o metabolismo da glicose e reduzindo agregação e adesão plaquetárias.

Mecanismos propostos através dos quais se acreditou que o cacau exercia efeitos positivos incluíam ativação do óxido nítrico sintase, aumento da biodisponibilidade do óxido nítrico, assim como propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias.

Receitas Saudáveis com Cacau:

Bombom com Cacau Cru, Frutas e Castanhas

Ingredientes:

  • 1 xícara de tâmaras
  • ¼ de xícara de óleo de coco
  • ¼ de xícara de mel (ou stevia)
  • ½ colher de chá de cardamomo em pó
  • ¼ de colher de chá de canela
  • Uma pitada de sal marinho
  • 1 colher de chá de extrato de baunilha
  • ½ xícara de coco
  • ½ xícara de cacau em pó cru
  • ¾ de xícara de castanhas picadas embebidas (amêndoas, nozes e pecãs)
  • ¼ xícara de frutas secas (uva passa, cereja e oxicoco)

Modo de Fazer:

  1. Coloque as tâmaras em um processador de alimentos e processe em alta velocidade por 10 segundos. Adicione o óleo de coco, o mel, o cardamomo, a canela, o sal marinho e a baunilha e processe novamente por 10 a 20 segundos ou até que a mistura esteja totalmente uniforme.
  2. Adicione o coco e o cacau em pó e processe novamente por mais 10 segundos. Transfira a mistura para uma tigela grande, adicione as castanhas picadas e as frutas secas e misture tudo muito bem.

Use uma colher de sorvete contendo uma alavanca de desbloqueio (ou uma colher) para colocar os bombons em um prato ou bandeja revestida com papel vegetal. Refrigere por, pelo menos, 30 minutos. Delicie-se!

Fatos Interessantes Sobre o Cacau

Os astecas deram ao cacau o nome de “yollotleztli”, que significa “essência da vida/sangue do coração”. Eles entenderam os aspectos benéficos promovidos ao coração pelo consumo do que é conhecido hoje em dia como melhorador do sistema cardiovascular.

Resumo

Eu digo cacau, você diz cacaueiro, porém há uma pequena diferença: Cacaueiro é a árvore; o produto desta árvore é o cacau. Esta substância moderadamente viciante derivada da planta contém nutrientes surpreendentemente poderosos.

O cacau cru em pó possui mais de 300 fitoquímicos e praticamente quatro vezes o poder antioxidante do chocolate escuro comum e contém proteína, cálcio, caroteno, tiamina, riboflavina, magnésio e enxofre.

Estas propriedades podem ser destruídas pelo alto aquecimento, portanto é importante saber por qual tipo de processo seu cacau em pó e seu chocolate pronto passaram. O cacau pode melhorar a saúde cardíaca, o colesterol, os níveis de estresse e inflamações, relacionando apenas algumas vantagens físicas.

Os benefícios adicionais que o cacau libera no cérebro são anandamida, endorfina, feniletilamina e serotonina, todas descritas como promovedoras de felicidade e euforia. Todas estas sensações de satisfação provêm de uma xícara de cacau quente espumoso ou de uma barra de chocolate cremoso não adulterado. Não é à toa que os espanhóis o chamam de “ouro negro”.