Hemorroidas: Uma Introdução

homem no banheiro

Resumo da matéria -

  • As hemorroidas são vasos sanguíneos dilatados e inchados que se desenvolvem na parte inferior do seu reto e ânus. Geralmente afeta adultos de 45 a 65 anos de idade, mas os jovens e as crianças também podem sofrer desta doença
  • Embora os especialistas em saúde não tenham determinado a causa exata das hemorroidas, pensa-se que elas se formam por causa de um aumento da pressão no reto inferior
Tamanho da fonte:

O reto e o ânus desempenham papéis importantes no armazenamento temporário e na eliminação completa de fezes e outros resíduos do seu corpo. Manter a saúde dessas partes do corpo é importante, caso contrário, você pode ter problemas de saúde que não só impedem a função adequada, mas também causam dor e desconforto.

As Hemorroidas Podem Ser Muito Dolorosas

Estes são vasos sanguíneos dilatados e inchados que se desenvolvem na parte inferior do seu reto e ânus.

Enquanto especialistas em saúde não determinaram a causa exata de hemorroidas, pensa-se que elas se formam por causa de um aumento na pressão no reto inferior.

Outros fatores de risco também têm sido associados a hemorroidas, tais como ficar sentado por muito tempo, obesidade, uma dieta baixa em fibras, constipação e diarreia. Hemorroidas geralmente afetam adultos de 45 a 65 anos de idade, mas os jovens e crianças também podem ter essa doença. Os homens são mais propensos a ter hemorroidas, mas as mulheres também podem desenvolvê-las, especialmente durante a gravidez.

Cerca de metade das pessoas acima de 50 anos já devem ter experimentado pelo menos um ou mais dos sintomas habituais das hemorroidas, como dor retal, coceira, sangramento e até mesmo prolapso (em que as hemorroidas se projetam através do canal anal), e / ou precisaram de tratamento.

Infelizmente, apenas chocantes 4 por cento deste grupo etário irá se tratar das hemorroidas. Médicos afirmam que um grande número de pessoas que faz um exame completo descobre ter esta doença.

Impeça as Hemorroidas de Afetarem Você

Embora elas não sejam fatais, as hemorroidas são literalmente uma dor posterior. No entanto, há protocolos para aliviar a dor que são eficazes, de baixo custo e podem ser feitos no conforto de sua própria casa. Existem também procedimentos cirúrgicos para as hemorroidas, mas apenas são recomendáveis para casos extremos.

A prevenção é fundamental; você pode realmente reduzir o risco de hemorroidas (mesmo se você não as tiver), seguindo uma dieta saudável e rica em fibras, incorporando mais atividade física e até mesmo alterando a maneira como você se alivia no banheiro.

Esses artigos fornecerão a você as informações que precisa saber sobre essa doença. Você não só vai aprender mais sobre o que são hemorroidas, como elas podem afetar você e os diferentes tipos que você pode detectar, mas você também vai aprender a como efetivamente se livrar das hemorroidas  permanentemente e como impedi-las de te afetar  novamente.

O que Você Precisa Saber Sobre as Hemorroidas

As hemorroidas  são vasos sanguíneos dilatados e inchados que são encontrados na parte inferior do reto e do ânus. Existem quatro tipos conhecidos de hemorroidas, nomeadamente interna, prolapsada, externa e trombosada.

As hemorroidas podem ser distinguidas de outros nódulos ou marcas em seu corpo, porque elas incham, tornam-se inflamadas ou formam um coágulo, e causam sintomas. É importante saber que nem todas as hemorroidas têm a mesma aparência, elas parecem especialmente diferentes quando a trombose, ou coágulos de sangue, ocorrem nos vasos.

Uma hemorroida não trombosada (sem coágulos sanguíneos) terá a aparência de um nódulo de borracha. Por outro lado, uma hemorroida trombosada terá uma aparência de caroço, mas irá subir a partir do ânus e terá uma cor azul-escura por causa do coágulo sanguíneo dentro do vaso.

A maioria dos pacientes com hemorroidas normalmente se sente melhor após cerca de duas semanas, mas o tempo de cicatrização realmente depende do tipo de hemorroida que você tem:

Interna: Sete dias (pequenas hemorroidas)
Prolapsada: Dois meses (para melhoria)
Externa: Sete dias (pequenas hemorroidas)
Trombosada: Três meses

As pessoas que têm hemorroidas pela primeira vez muitas vezes se recuperam mais rápido. Condições pioradas podem levar a períodos de recuperação mais longos, com casos recorrentes que necessitam de duas ou mais semanas de recuperação. Embora as hemorroidas não sejam fatais ou contagiosas, são dolorosas e podem causar efeitos colaterais como sangramento e coceira.

Sintomas Comuns das Hemorroidas

Certifique-se de prestar atenção para ver se há sangue em suas fezes, no papel higiênico ou no vaso sanitário, já que o sangramento é um grande indicador para hemorroidas internas e prolapsadas. As hemorroidas trombosadas também sangram quando a pele sobre a hemorroida se rompe e o sangue coagulado sai dela.

A coceira ao redor do reto ou ânus também é comum, especialmente com hemorroidas externas. Pessoas com hemorroidas internas também experimentam coceira, uma vez que a própria hemorroida pode vazar muco que resulta na inflamação da pele ao redor do ânus, causando uma sensação de queimação e coceira.

Se você notar sangue quando evacua ou sente que seu ânus começa a coçar, faça um exame imediatamente, uma vez que certas complicações, embora raras, podem ocorrer. Estas incluem anemia ou perda de sangue crônica que pode predispor você a fadiga e fraqueza, ou uma hemorroida estrangulada na qual o suprimento de sangue para uma hemorroida interna é bloqueado e provoca dor extrema e gangrena ou morte do tecido.

Descubra o Que Causa as Hemorroidas

Especialistas em saúde não determinaram a causa exata das hemorroidas, mas elas geralmente surgem porque há aumento na pressão dentro do abdômen inferior ou o reto estica as veias nessas áreas. Isto leva ao crescimento e inchaço destes vasos sanguíneos.

Outros fatores que podem ou não afetar o risco de ter hemorroidas incluem:

  • Fazer força durante a evacuação: as pessoas que se esforçam muito durante a defecação aumentam a pressão sobre as veias localizadas em seu ânus ou reto, potencialmente levando às hemorroidas
  • Constipação crônica ou diarreia: em conexão com o fator de risco anterior, ter estas doenças pode predispor a fazer força demais durante a defecação
  • Ficar sentado por muito tempo, especialmente no banheiro: ficar sentado de forma crônica, especialmente quando você está no banheiro, coloca estresse sobre suas veias e, consequentemente, aumenta o risco de hemorroidas
  • Histórico familiar: veias fracas que são hereditárias podem ser consideradas um fator de risco. As veias mais fracas tendem a ser mais facilmente danificadas ou alargadas e podem provocar as hemorróidas
  • Envelhecimento: as pessoas mais velhas são mais propensas a ter hemorroidas porque os tecidos que suportam as veias no reto e ânus se esticam e enfraquecem com a idade
  • Sexo anal: embora não haja nenhuma ligação definida entre o sexo anal e hemorroidas, diz-se que o ato pode causar atrito que poderia levar a microfissuras no reto. As pessoas que fazem sexo anal regularmente ou não usam lubrificação suficiente podem ter um risco maior de ter hemorroidas
  • Dieta com pouca fibra: não comer fibra suficiente pode deixar suas fezes duras, obrigando você a fazer mais força do que o necessário durante a defecação, aumentando a pressão sobre o seu reto e ânus e, consequentemente, aumentando o risco de desenvolver hemorroidas
  • Cirrose hepática: as veias hemorroidárias fazem parte de um vasto sistema de circulação que transporta sangue do reto, do fígado e de volta ao coração. Pacientes com cirrose hepática sofrem uma obstrução da circulação sanguínea no fígado, de modo que o sangue precisa encontrar outro caminho para passar. O sangue acaba nas veias hemorroidárias, onde pode causar hemorroidas
  • Obesidade: pessoas obesas são mais predispostas a ter hemorroidas porque elas não consomem comidas ricas em fibras o suficiente para seu organismo, bebem menos líquidos e passam mais tempo sentadas do que se exercitando

Tratamento para Hemorroidas e Remédios Caseiros

Existem inúmeras maneiras de tratá-las e eliminá-las, que vão desde técnicas simples e fáceis de fazer a procedimentos não cirúrgicos que podem parecer complicados, mas são factíveis com a ajuda de um profissional.

Tratando as Hemorroidas em Casa

Se você ou alguém que você conhece está sofrendo de hemorroidas, aqui está uma boa notícia: você pode tratar das hemorroidas em casa usando qualquer uma das seguintes técnicas:

  • Experimente fazer um banho de assento (sitz bath): com origem na palavra alemã "sitzen" que significa "sentar-se", um banho de assento é um banho de água quente destinada a atingir suas nádegas e quadris e é capaz de tratar a irritação e espasmos musculares do esfíncter.

    Se você quiser experimentar um banho de assento para tratar as hemorroidas, sente-se em uma banheira regular com alguns centímetros de água morna ou você pode comprar em uma farmácia uma pequena banheira de plástico que se encaixa sobre um assento de vaso sanitário.

    Um banho de assento de 20 minutos é recomendado pela maioria dos especialistas após cada evacuação, e mais duas a três vezes por dia além disso.

  • Você também pode optar por um banho quente: para algumas pessoas, ficar de molho de 10 a 15 minutos em um banho quente de três a quatro vezes por dia funciona igualmente bem para aliviar hemorroidas dolorosas e inchadas.
  • Use sacos de gelo, sacos de chá quentes ou compressa de hamamélis na área retal: Coloque um saco de gelo ou saco de chá quente em sua área retal para aliviar a dor da hemorroida. Ainda melhor, se você tiver uma compressa de hamamélis em casa, aplique-a na área de 10 a 15 minutos, três a quatro vezes por dia, para aliviar a dor.
  • Use um travesseiro em formato de rosquinha se você tiver de se sentar: este tipo de travesseiro ajuda a tirar parte da pressão direta sobre a área retal.
  • Mantenha a área retal limpa: isso não só alivia a coceira, como também pode diminuir as infecções das hemorroidas.
  • Use um bidê em vez de papel higiênico seco quando for se limpar após a defecação: comparados ao papel higiênico, os bidês são uma maneira eficaz, menos irritante e de baixo custo para limpar-se após defecar. Se você não tiver um bidê, use papel higiênico molhado ou lenços umedecidos sem fragrância para limpar-se, e então enxugue a área até ficar seca.

    Um secador de cabelo também pode fazer isso quando se trata de secar-se após evacuar.

  • Evite coçar a área afetada: fazer isso vai piorar o problema.
  • Evite cremes ou loções anticoceira contendo ingredientes com o sufixo "-caína”: estes produtos contêm um anestésico local que pode levar à irritação se usado com muita frequência. Idealmente, consulte antes o seu clínico ou médico se você quiser usar produtos tópicos ou qualquer produto do tipo supositório.
  • Não deixe de atender à vontade de defecar: quando você prolonga o desejo de aliviar-se, há uma tendência de suas fezes se acumularem, causando um aumento na pressão e estiramento. Pode ajudar nesta questão definir um horário que irá ajudá-lo a estabelecer hábitos intestinais regulares. Ficar sentado no banheiro após uma refeição é um exemplo.

Tratamentos Não Cirúrgicos para as Hemorroidas

Existem três tipos de métodos não cirúrgicos que podem te livrar das hemorroidas. Apenas certifique-se de consultar seu médico primeiro antes de fazer qualquer um deles, uma vez que existem prós e contras para cada um.

  • Ligadura elástica: este é considerado o tratamento menos invasivo disponível para as hemorroidas. A ligadura é menos dolorosa e arriscada em comparação com a cirurgia e é eficaz no tratamento das hemorroidas internas em longo prazo. Durante a ligadura, uma faixa de borracha é envolvida na base da hemorroida, essencialmente cortando o fluxo sanguíneo. A constrição faz com que a hemorroida encolha e caia em uma semana.
  • No entanto, ligadura elástica não funciona em hemorroidas externas e não é adequada para pessoas que tomam medicação anticoagulante. Este procedimento também pode levar a sangramento, dor e úlceras ou feridas abertas e pode precisar ser repetida se você tiver várias hemorroidas.

  • Coagulação infravermelha: também chamada de eletroterapia, a coagulação infravermelha pode eliminar hemorroidas menores. Depois de aplicar um anestésico local na área, um dispositivo de coagulação infravermelho é usado para esquentar a hemorroida, queimando os tecidos, por um breve período.
  • Isso faz com que uma cicatriz se forme bloqueando o fluxo sanguíneo para a hemorroida.

    Infelizmente, a coagulação infravermelha tem seus inconvenientes. Assim como a ligadura elástica, vários procedimentos de coagulação infravermelha podem ser necessários para tratar de hemorroidas em diversas áreas.

    O período de recuperação também leva alguns dias a mais e, em alguns casos, pode ocorrer sangramento. Os laxantes também podem ser necessários para evitar que a pressão reabra a cicatriz.

  • Escleroterapia: para se livrar das hemorroidas, uma solução química é injetada diretamente na hemorroida interna ou na área em torno dela. Ocorre uma reação local que faz com que a hemorroida encolha porque o fluxo sanguíneo é evitado.
  • Assim como a ligadura elástica, a escleroterapia não é recomendada para pessoas com hemorroidas externas e aqueles que tomam medicação anticoagulante. Este método também pode causar dor e sangramento e se pensa que ele é menos eficaz do que ligadura elástica. Pior ainda, há uma possibilidade de que as hemorroidas retornem.

+ Recursos e Referências