Uma Introdução às Verrugas Genitais: Por Que Você Deve Ficar de Olho Nelas?

verruga genital

Resumo da matéria -

  • O CDC afirma que o papilomavírus humano (HPV) é a doença sexualmente transmissível mais comum, que causa uma complicação conhecida como verruga genital
  • O vírus HPV é transmitido através do contato direto com a pele, então, é possível que casais de lésbicas tenham verrugas genitais, especialmente se uma das duas tiver tido parceiros sexuais do sexo masculino anteriormente
Tamanho da fonte:

As doenças sexualmente transmissíveis (DST) são uma preocupação constante nos Estados Unidos. De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), os casos de gonorreia, clamídia e sífilis aumentaram em 2015, em comparação com o ano anterior.

O CDC também afirma que o papilomavírus humano (HPV) é a doença sexualmente transmissível mais comum, que causa uma complicação conhecida como verruga genital.

Apesar de receber pouca atenção, as verrugas genitais são mais comuns do que se imagina

Quando pensamos em DSTs, sífilis e gonorreia geralmente são as primeiras que surgem em nossa mente, mas as verrugas genitais também pertencem a essa classificação. Estima-se que essa condição afete cerca de 79 milhões de norte-americanos, com 14 milhões de novos casos sendo relatados todos os anos.

Concepções erradas sobre o HPV e as verrugas genitais

Devido à sua prevalência, há muitas concepções enganosas sobre essa doença. Apresentamos abaixo alguns mitos sobre o HPV e as verrugas genitais dos quais você já deve ter ouvido falar:

  • As verrugas podem causar câncer cervical — Embora seja verdade que as verrugas genitais e os câncer cervical sejam complicações do HPV, eles não andam juntos. Cepas de HPV de baixo risco causam verrugas e cepas de HPV de alto risco causam câncer.
  • Existe tratamento para o HPV — Você pode tratar os sintomas (verrugas) através de diversos procedimentos, mas não pode se livrar do HPV de fato. Seu corpo vai ter que lidar com isso por conta própria.
  • Somente mulheres contraem HPV — Homens sexualmente ativos também podem contrair o HPV, mas podem não desenvolver verrugas genitais. Crianças podem ser infectadas com HPV e verrugas podem surgir em locais como as mãos, rosto ou pescoço. Em resumo, qualquer um pode desenvolver as verrugas, contanto que o HPV entre em contato com a pele da pessoa.
  • Todas as cepas de HPV podem causar câncer — Apenas as cepas de HPV de alto risco podem causar certos tipos de câncer, mais especificamente o câncer anal, peniano, vaginal, vulvar e cervical. As cepas de alto risco mais comuns são o HPV tipo 16 e tipo 18.
  • Mulheres em relações homossexuais não podem contrair HPV — O vírus do HPV é transmitido através do contato direto com a pele, então é possível que casais de lésbicas contraiam verrugas vaginais, especialmente se uma delas tiver tido parceiros sexuais do sexo masculinos anteriormente.

Com os que as verrugas genitais se parecem?

As verrugas genitais parecem inchaços cor de carne ou cinza, que podem surgir em qualquer lugar no pênis ou vagina. Elas geralmente se agrupam numa forma semelhante a uma couve-flor, mas algumas vezes, pode surgir apenas uma verruga. Elas também podem aparecer em locais próximos, como virilha, ânus e coxas.

O método mais comum para se diagnosticar as verrugas genitais é através de um exame visual. Mas para ter certeza que você tem HPV, seu médico pode pedir uma biópsia, na qual uma amostra do tecido da verruga é extraído e examinado. Além disso, seu médico pode pedir uma colonoscopia para verificar se alguma verruga cresceu dentro de sua vagina ou ânus.

Esses métodos ajudam você e seu médico a determinar a melhor opção de tratamento para a sua condição.

Saiba tudo sobre verrugas genitais

Verrugas genitais (e o HPV em geral) não têm cura. Portanto, as opções de tratamento disponíveis foram criadas para ajudar a aliviar os sintomas. Este guia mostrará diversas opções de tratamento disponíveis, como prevenir o surgimento das verrugas genitais e o que você pode fazer para aumentar a resistência do seu corpo contra o HPV.