Para que Servem as Folhas de Dente-de-leão?

Tamanho da fonte:

Dinâmica das Folhas de Dente-de-leão

Nome Botânico: Taraxacum officinale

Folhas de Dente-de-leão

O dente-de-leão pertence a uma das maiores famílias de plantas - os girassóis - que incluem mais de 22 mil espécies, incluindo margaridas e cardos. A primeira referência aos dentes-de-leão sendo utilizados como medicamento foi escrita por médicos do Oriente Médio nos séculos X e XI. Os médicos galeses que já criavam misturas no século XIII usavam suas raízes e folhas.

Depois de reunir esta erva abundante e facilmente reconhecível - de preferência as folhas mais jovens e mais pálidas – enxague-as suavemente, seque-as e armazene-as em sacos plásticos em uma gaveta de geladeira com baixa umidade.

Escaldá-las ao imergi-las em água fervente por 20 a 30 segundos ajuda a reduzir um gosto acre às vezes presente antes de adicioná-las a saladas ou sanduiches. Tente adicionar as folhas de dente-de-leão a sopas, ensopados e caçarolas, bem como a chás de ervas e café.

Benefícios para a Saúde das Folhas de Dente-de-leão

Quando sua avó dizia que as folhas de dente-de-leão eram boas para você, ela não estava brincando. A medicina popular afirma que o dente-de-leão é uma planta poderosa para a cura, usada para purificar o sangue, acalmar a digestão e prevenir pedras e cálculos biliares, entre outras doenças.

O fato é que as folhas do humilde dente-de-leão fornecem 535 por cento do valor diário recomendado de vitamina K, que pode ser a fonte mais importante de qualquer outro alimento vegetal para fortalecer os ossos, mas também pode desempenhar um papel na luta contra a doença de Alzheimer ao limitar o dano de neurônios no cérebro.

As folhas de dente-de-leão também dão ao corpo 112 por cento das necessidades mínimas diárias de vitamina A como um carotenóide antioxidante, o que é particularmente bom para a pele, membranas mucosas e visão. Um flavonoide chamado zeaxantina protege a retina dos raios UV, enquanto outros, principalmente o caroteno, luteína e criptoxantina, protegem o corpo dos cânceres do pulmão e de boca.

Precisa de mais benefícios? As folhas de dente-de-leão são ricas em fibras, o que ajuda seu corpo a eliminar resíduos. Essas folhas também contêm vitaminas C e B6, tiamina, riboflavina, cálcio, ferro (crucial para a geração de glóbulos vermelhos), potássio (para ajudar a regular a frequência cardíaca e pressão arterial) e manganês.

Outros nutrientes presentes nas folhas de dente-de-leão incluem folato, magnésio, fósforo e cobre. As folhas de dente de Leão estão na lista de “legumes mais recomendados ” feita pelo Dr. Mercola.

Fatos Nutricionais das Folhas de Dente-de-leão

Tamanho da porção: 3.5 onças (100 gramas), cru
  Quantidade por Porção % Valor Diário *
Calorias 45  
Calorias da gordura 6  
Gordura total 1 g 1%
Gordura saturada 0 g 1%
Gordura trans    
Colesterol 0 mg 0%
Sódio 76 mg 3%
Carboidratos totais 9 g 3%
Fibra dietética 4 g 14%
Açúcar 1 g  
Proteína 3 g  
Vitamina A 203% Vitamina C 58%
Cálcio 19% Ferro 17%

* Os Valores Percentuais Diários são baseados em uma dieta de 2.000 calorias. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades calóricas.

Estudos Feitos com Folhas de Dente-de-leão

Um estudo feito em 2011 envolvendo um teste de chá de raiz de dente-de-leão demonstrou que pode haver um “kill switch” nos receptores das células de leucemia através de um processo chamado apoptose.

Os pesquisadores relataram que o chá da raiz do dente-de-leão não parecia enviar a mesma mensagem de “matar” para as células saudáveis. O estudo concluiu que o extrato da raiz do dente-de-leão pode revelar-se uma alternativa não tóxica à terapia de leucemia convencional.

O extrato de raiz do dente-de-leão também demonstrou ser um possível combatente do câncer, interrompendo o crescimento das células de melanoma sem induzir toxicidade nas células não cancerosas - mesmo aquelas células consideradas resistentes a remédios.

Receitas Saudáveis com Folhas de Dente-de-leão:

Salada de Dente-de-leão e Erva-doce

Folhas de Dente-de-leão

Ingredientes:

  • 1 ramo finamente picado de folhas de dente-de-leão
  • ½ bulbo de erva-doce, cortada em fatias finas
  • 2 xícaras de repolho Napa cortado em fatias finas
  • ½ xícara de brotos de feijão

Molho:

  • 1 suco de limão
  • 1 colher de sopa de mirin (encontrado na sessão de produtos asiáticos)
  • 1/8 de colher de chá de óleo de gergelim
  • 1 colher de chá de vinagre de sidra de maçã
  • 1 colher de chá de molho de soja Tamari
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • ¼ colher de chá de xarope de bordo

Procedimento:

  1. Coloque os ingredientes da salada em uma tigela grande.
  2. Misture todos os ingredientes do molho juntos, despeje sobre o topo, misture levemente e aproveite! Serve quatro porções.

Fatos Divertidos Sobre as Folhas de Dentes-de-leão

A forma em inglês médio da palavra dente-de-leão - dent-de-lioun - revela a origem francesa da palavra: dentdelion, que significa “dente do leão”, por conta das folhas agudamente dentadas da planta.

Resumo

Embora os dentes-de-leão sejam considerados um incômodo por aqueles que preferem um gramado em estado impecável, outros conhecem bem os muitos benefícios que o dente-de-leão ofereceu ao longo dos séculos às áreas da medicina popular e alimentação saudável.

É comprovadamente um antioxidante que também reduz o açúcar no sangue, mas também pode ser útil no tratamento da icterícia, cirrose, edema, gota, eczema e acne. Há até evidências de que as folhas do dente-de-leão possam ser úteis no tratamento da AIDS e herpes.

Altamente nutritivas como ingrediente para saladas, suas raízes mostram possibilidades cada vez maiores na luta contra o câncer.