O Silêncio Vale Ouro: Meditação


Meditação

Resumo da matéria -

  • Cadetes militares que praticam a meditação transcendental (MT) duas vezes ao dia conseguem reduzir os níveis de estresse, ansiedade e depressão de forma significativa.
  • Mudanças positivas, incluindo melhoria do senso crítico, resistência mental e adaptação comportamental, também foram observadas entre os cadetes que praticam a meditação.
  • A meditação age como uma forma de “exercício mental” que pode ajudar a regular a atenção e as emoções, enquanto melhora o bem-estar.
  • Uma nova pesquisa sugere que as alterações cerebrais benéficas promovidas pela meditação persistem até mesmo após o término da sessão de meditação, resultando em alterações benéficas duradouras na função mental. 
Tamanho da fonte:

Por Dr. Mercola

Depois de retornarem da região de combate, muitos soldados sofrem para adaptar-se novamente à vida civil. O trauma emocional deixa muitos deles em um estado de depressão ou sofrimento associado ao transtorno de estresse pós-traumático (TEPT).

Na verdade, estima-se que 18 veteranos cometam suicídio por dia devido aos danos causados pelo TEPT. E vários outros acreditam que nunca serão capazes de recuperar-se da comoção emocional da guerra. Como exemplo, um total de 40 por cento dos sem-teto são, na verdade, veteranos!

Um número considerável de tropas de combate dos EUA está, atualmente, sob efeito de medicamentos antidepressivos ou antipsicóticos, desesperados por acalmar os nervos desgastados por repetidos e longos turnos de combate. Porém, um estudo inédito realizado pela Universidade de Norwich sugere que uma abordagem muito mais natural pode ser a resposta para a prevenção e cura de feridas emocionais para as tropas... usar a meditação transcendental (MT).

A Meditação Alivia o Estresse Emocional, a Ansiedade e Melhora a Resistência Mental das Tropas Militares

A Universidade de Norwich, a mais antiga academia militar privada dos Estados Unidos, pode parecer um local improvável para um estudo sobre meditação. Porém, até mesmo os oficiais da universidade, céticos no início, estão começando a mudar de opinião agora que os resultados estão começando a aparecer.

Entre os cadetes que praticam a MT duas vezes ao dia, os níveis de estresse, ansiedade e depressão reduziram significativamente. Ao mesmo tempo, alterações positivas, incluindo melhoria do senso crítico, resistência mental e adaptação comportamental, são igualmente observadas. A ideia é armar os cadetes com uma simples ferramenta para lidar com o estresse antes de entrarem em combate, apesar de a meditação igualmente ter demonstrado ser benéfica para o alívio do estresse após o fato.

O Presidente da Norwich, Sr. Richard W. Schneider, disse o seguinte:

“Investimos quase 200 anos preparando-os fisicamente para serem líderes militares. O que nunca fizemos foi gastar tempo preparando-os emocionalmente para a batalha. Esperamos até o fim da luta. Por que não damos isso a eles antes que entrem na batalha?”

O Que é Meditação Transcendental?

A meditação transcendental é uma das mais populares formas de meditação, praticada por milhões de pessoas ao redor do planeta. Sua prática é simples. Você escolhe um mantra que tenha um significado para você, senta-se silenciosamente com os olhos fechados e repete seu mantra por um período de cerca de 20 minutos, duas vezes ao dia.

A ideia é alcançar um momento de atenção “repousante” ou “concentrada” que o (a) habilita a deixar os pensamentos negativos e as distrações passarem por você sem abalar a calma e o equilíbrio.

Pessoas meditam por uma série de razões. A meditação  ajuda a diminuir os níveis de ansiedade e depressão, melhora os sintomas de transtornos relacionados ao estresse e reduz o abuso de substâncias ao mesmo tempo em que promove benefícios à criatividade, à memória, ao desempenho acadêmico e ao QI.

A Meditação Pode Resultar em Alterações Duradouras da Função Mental

Existem benefícios físicos também; uma pesquisa mostra que a meditação pode diminuir a pressão arterial em apenas três meses de prática, ao mesmo tempo em que reduz o desconforto psicológico e aumenta a habilidade de adaptação entre jovens adultos.

Uma pesquisa realizada pelo National Center for Complementary and Alternative Medicine (NCCAM) (Centro Nacional de Medicina Complementar e Alternativa) igualmente apoia a ideia de que a meditação age como uma forma de “exercício mental” que pode ajudar a regular a atenção e as emoções, ao mesmo tempo em que melhora o bem-estar.

Já havia sido concluído que a meditação estimula alterações na amígdala, região do cérebro associada ao processo das emoções. Uma nova pesquisa sugere que estas alterações cerebrais benéficas persistem mesmo após o término da sessão de meditação, resultando em alterações duradouras na função mental.

Você Tem Algum Ente Querido Sofrendo com TEPT?

Existe uma proposta em curso chamada Operation Warrior Wellness (Operação para o Bem-Estar do Combatente) (parte da Fundação David Lynch), que está trazendo a técnica da meditação transcendental a 10.000 veteranos e famílias que sofrem com TEPT. Aqueles que praticam a técnica sentiram uma redução nos sintomas e uma melhora na qualidade de vida após apenas oito semanas.

Por favor, certifique-se de adotar medidas que ajudem a curar estas feridas emocionais. Negligenciando-as, um trauma emocional como a experiência de uma batalha, por exemplo, pode levar a graves problemas de saúde no futuro – qualquer condição entre depressão e ataques cardíacos e câncer será possível.

Aprender a lidar com o estresse é imperativo tanto para a saúde física quanto para a saúde mental, particularmente se você sofre com sintomas de TEPT. Além da meditação, exercícios são muito úteis neste aspecto, assim como a aplicação de técnicas como a Técnica de Liberdade Emocional (TLE) em conjunto com outras ferramentas de redução do estresse. Usando estas técnicas, você pode ensinar seu organismo a manter um estado alerta, porém relaxado, o que o (a) ajudará a enfrentar melhor as situações de estresse.

Finalmente, por favor, lembre-se de que sua mente e humor estão intimamente conectados à dieta, portanto não negligencie este campo. Modificações dietéticas e suplementos podem não resultar em melhoras milagrosas da noite para o dia, porém sem o fundamento adequado de uma dieta saudável e um regime de exercícios, pode ser extremamente difícil alcançar a saúde mental.

Aqui estão alguns dos mais importantes fatores de estilos de vida aos quais você deve ficar atento (a), independente de qual situação você está tentando resolver, depressão, TEPT ou qualquer outro problema de saúde mental:

  • Gordura Ômega-3 de base animal: Esta é uma das deficiências nutricionais mais comuns que pode promover o maior impacto na saúde mental. Muitas pessoas não percebem isso, pois o DHA compreende 40% das gorduras poliinsaturadas do cérebro e 50% das membranas plasmáticas dos neurônios; e sem os níveis adequados dele, nosso cérebro (e mente) simplesmente não conseguem funcionar conforme foram projetados.
  • Igualmente, porque o DHA é quase exclusivamente derivado de fontes animais (a única exceção é o DHA derivado da alga marinha) e é bastante difícil e lenta a conversão de ômega-3 de origem vegetal em DHA.

    Assumindo que uma pessoa tenha o tipo genético ou saúde necessária para a enzima que desempenha a função de conversão funcionar idealmente, é vitalmente importante que identifiquemos fontes de DHA em nossa dieta e as consumamos regularmente. Não sendo isso possível, um suplemento de óleo de krill de alta qualidade é a forma preferida devido à sua maior biodisponibilidade e à copresença do antioxidante astaxantina, que, além de seus vários benefícios à saúde, mantém-no fresco e livre de rancidez.

  • Outra deficiência de vitamina que pode contribuir para a depressão é a deficiência de vitamina B12, que afeta cerca de uma em cada quatro pessoas.
  • A Vitamina D é igualmente importante. Um estudo realizado concluiu que pessoas que apresentavam menores níveis de vitamina D eram 11 vezes mais propensas a sofrer de depressão do que aquelas que apresentavam níveis normais da vitamina.
  • A melhor forma de obter vitamina D é através da exposição ao sol durante o ano todo ou através do bronzeamento artificial seguro. Sua próxima opção, se estas duas não estiverem disponíveis, é usar o suplemento de vitamina D – apenas lembre-se de verificar seus níveis regularmente para certificar-se de que esteja mantendo os níveis ideais.

  • Outra importante deficiência é a de exercícios. Existe uma série de pesquisas científicas verídicas muito bem formuladas apontando para o fato de que exercícios são um dos mais potentes tratamentos existentes contra a depressão. Ao contrário dos medicamentos, eles são sempre MUITO mais eficazes do que o placebo quando realizados adequadamente.
  • Sono saudável é outra questão crítica. Você pode ter a melhor dieta e o melhor programa de exercícios possível, porém se não estiver dormindo bem, sua saúde mental pode sofrer. O sono e a depressão estão tão intimamente conectados que um transtorno no sono é, na verdade, parte da definição do complexo de sintomas que rotula a depressão.

Você Está Pronto para Tentar Praticar a Meditação?

Em seu nível mais básico, a meditação ajuda-o (a) a dar um tempo deliberado à corrente de pensamentos que constantemente fluem para dentro e para fora de sua mente. Algumas pessoas a usam para promover crescimento espiritual ou encontrar paz interior, enquanto outras a usam como ferramenta poderosa de relaxamento e redução do estresse.

Não é incomum que os mais experientes praticantes de meditação tenham gasto décadas, até mesmo uma vida inteira, aperfeiçoando esta arte, porém você pode conseguir benefícios meditando em casa por apenas 20 minutos por dia.

Se você quiser tentar praticar a meditação, existem várias aulas e sessões em grupo disponíveis, caso você prefira um grupo estruturado; porém você pode tentar praticá-la sozinho (a). Simplesmente, sente-se silenciosamente, talvez com uma música suave ao fundo, respire ritmicamente e foque em algo como sua própria respiração, uma flor, uma imagem, uma vela, um mantra ou apenas fique ali, plenamente consciente daquele momento.

Algumas pessoas preferem fechar os olhos para bloquear o estímulo visual. Se você sentir que sua mente começa a vagar, direcione-a de volta ao ponto de foco e continue a partir dali. Idealmente, reserve de 15 a 20 minutos duas vezes ao dia para praticar a meditação. Você pode tentar praticá-la em períodos mais curtos, porém esforce-se para tentar trabalhar essa prática por até 20 minutos.