Os Felizes Benefícios do Óleo de Bergamota

Tamanho da fonte:
Óleo de Bergamota

O que é o Óleo de Bergamota?

O óleo essencial da bergamota é feito a partir da casca de uma fruta quase madura da árvore de bergamota, também conhecida como a Citrus Bergamia da família Rutaceae.

A árvore de bergamota é o resultado do cruzamento da árvore de limão-siciliano e da laranjeira, o que explica sua forma de pera e cor amarela.

O óleo essencial de bergamota foi batizado em homenagem a cidade de Bergamo, em Lombardia, na Itália, onde era originalmente vendida.

A bergamota também é produzida na Costa do Marfim, Argentina, Marrocos, Turquia e Brasil.

Usos do Óleo de Bergamota

Eu recomendo usar o óleo essencial de bergamota como repelente de mosquito natural, pomada para mordida de insetos, desodorante, inalante, e como um óleo de massagem relaxante. Abaixo estão alguns de seus outros usos práticos:

Perfume doce e cítrico – Devido a seu aroma único que é frutado e sutilmente picante, o óleo de bergamota é frequentemente adicionado a diferentes produtos de perfume e cosméticos. O óleo de bergamota é o ingrediente principal no 4711 Eau De Cologne original de Johann Maria Farina no início do século XVIII na Alemanha. 

O óleo de bergamota combina perfeitamente bem com outros óleos essenciais, como de cedro, citronela, sálvia-esclareia, gerânio, folha de ho, neroli, lavanda, limão, palmarosa, pau-rosa, tangerina e ylang-ylang.

Sabor frutado – Se os italianos têm marmelada de bergamota, as pessoas na Suécia e na Noruega desfrutam de snus com sabor de bergamota, um tabaco sem fumo e sem de açúcar do século XVIII. Também é usado como o sabor distintivo em chás Earl Grey e Lady Gray e em deliciosos doces como o manjar turco.

Repelente de pragas – Para proteger as plantações do ataque por pragas, a planta da bergamota, cujas raízes têm um odor potente, é cultivada como uma plantação complementar em hortas.

Benefícios do Óleo de Bergamota

O óleo de bergamota possui poderosos efeitos antibacterianos, analgésicos, antissépticos, antiespasmódicos e calmantes. Antigamente, os italianos usavam o óleo de bergamota como um remédio caseiro para aliviar febres e expelir vermes intestinais.

O suco da fruta da bergamota, por outro lado, era usado na medicina originária da região da Calábria para tratar a malária.

Auxilia no alívio de sintomas e complicações de infecções bacterianas – De acordo com um estudo publicado na edição de abril de 2009 do Journal of Applied Microbiology, o óleo de bergamota pode produzir resultados positivos contra a bactéria Enterococcus faecium e Enterococcus faecalis, que são resistentes ao potente antibiótico vancomicina.

Essas espécies enterocócicas são uma fonte comum de uma variedade de infecções, incluindo infecções do trato urinário (ITU), bacteremia, endocardite e meningite. Basta adicionar o óleo de bergamota ao seu banho de assento para ajudar a prevenir a propagação de infecções bacterianas da uretra na bexiga.

Atua como substituto das estatinas – Uma pesquisa recentemente publicada no Journal of Natural Products revelou que a bergamota cítrica tem princípios semelhantes à estatina e carrega o ácido 3-hidroxi-3-metilglutárico (HMG).

Tenha em mente: há formas muito melhores de prevenir doenças cardíacas do que tomar estatinas ou baixar desnecessariamente seu colesterol, incluindo comer direito, exercitar-se e manter níveis saudáveis de vitamina D.

Acelera o processo de cicatrização de feridas, úlceras na boca e herpes – O óleo de bergamota tem um efeito antibacteriano semelhante na herpes-zóster e catapora, que também são causadas pelo vírus da varicela-zóster da herpes.  Aplique o óleo essencial de bergamota topicamente na área afetada até que a doença melhore.

Ajuda a prevenir e melhorar as doenças da pele causadas por infecções fúngicas – Em um estudo publicado no Journal of Antimicrobial Chemotherapy, pesquisadores italianos comprovaram as propriedades antimicóticas incríveis do óleo essencial da bergamota quando usado como remédio tópico para infecções trazidas por cepas de fungos de candida.

Ajuda a reduzir a ansiedade e o estresse– Especialistas dizem que, quando usado em preparações para aromaterapia, o óleo de bergamota pode ajudar a diminuir o estresse e os níveis de ansiedade dos pacientes antes da cirurgia. Também ajuda a aliviar a depressão.

Como Fazer o Óleo de Bergamota

Existem dois métodos principais para se conseguir óleos essenciais de citrinos como da tangerina, limão-siciliano e bergamota:

  1. Espremedura ou prensagem a frio – Antigamente, a espremedura era feita ao se pressionar manualmente a casca das frutas até o óleo sair dela.
  2. Destilação – Este processo envolve água ou vapor. Devido ao contato com a água, o aroma do óleo essencial de bergamota destilado é diminuído e, portanto, é considerado de menor qualidade em comparação com a variedade que passou pelo processo de espremedura.

Como Funciona o Óleo de Bergamota?

O óleo de bergamota possui uma série de produtos químicos ativos benéficos, e é por isso que ele pode ser usado efetivamente em diferentes doenças de diversas maneiras. O óleo essencial de bergamota pode ser:

  • Adicionado à água para um banho aromático para ajudar a reduzir o estresse
  • Inalado para um aumento instantâneo de positividade
  • Aplicado topicamente para aliviar as picadas de insetos
  • Usado com óleo essencial de camomila e erva-doce para massagear sua área abdominal para tratar gases, indigestão e flatulência
  • Misturado com lavanda, sal e água filtrada como lavagem genital para prevenir a recorrência de ITU

Efeitos Colaterais do Óleo de Bergamota

Sou um forte defensor da exposição segura ao sol. Mas talvez um dos poucos momentos em que eu não aconselho a exposição ao sol é depois que você aplicou o óleo de bergamota na sua pele.

Devido ao seu teor de bergamotina e bergapteno, que absorve a luz ultravioleta, o óleo de bergamota pode induzir a fotossensibilidade (hipersensibilidade ao sol) e pode levar a queimaduras solares extremas e outras complicações.

O mesmo aviso se aplica a todos os óleos essenciais derivados de frutas cítricas como limão taiti, laranja e limão-siciliano. Para evitar que isso aconteça, espere até 72 horas após a aplicação tópica antes de sair ao ar livre.

De acordo com estudos, o óleo essencial de bergamota tem propriedades antimicrobianas e antifúngicas, o que pode torná-lo benéfico para uma grande variedade de doenças de pele.

No entanto, isso pode não ser verdadeiro para todos. Um artigo da eMedTV informa que o óleo de bergamota pode causar irritação de pele em algumas pessoas, que se manifesta na forma de bolhas, crostas, vermelhidão e alterações na pigmentação da pele.

Antes de usar o óleo essencial de bergamota como um tratamento natural de cuidados com a pele, fazer um exame alérgico de 24 horas em uma pequena área da sua pele é um passo muito lógico a se tomar.