Café pode ter benefícios terapêuticos à saúde


Café

Resumo da matéria -

  • Diversos estudos publicados recentemente indicam que o café não é a bebida nociva à saúde como tem sido divulgado; pesquisas indicam agora que o café pode reduzir o risco de diabetes tipo 2, mal de Parkinson, demência, derrame cerebral e câncer de fígado, rim e próstata
  • O café reduz o nível de glicose no sangue e pode até mesmo aumentar a atividade metabólica e/ou os números de bifidobactérias no trato gastrointestinal, o que é benéfico
  • O café fresco dos grãos integrais e orgânicos que não contêm pesticidas pode ajudar a manter o cérebro e tecidos musculares jovens. Acrescentar leite ou creme comercial ou, o que é ainda pior, açúcar, tende a diminuir o valor obtido com o café
  • Você deve consumir café moderadamente antes de se exercitar, sem açúcar, creme ou aromatizantes para obter o máximo de benefícios à saúde.
Tamanho da fonte:

Por Dr. Mercola

Há muitos anos, os médicos vêm alertando sobre os efeitos prejudiciais do café à saúde. Talvez você já tenha escutado que o café aumenta a pressão, causa doenças cardíacas e provoca úlcera ou diabetes. Mas os estudos continuam duvidando dessa "sabedoria comum".

Certamente, assim como em tudo, o café não deve ser consumido em excesso. No entanto, diversos estudos falharam em provar que o consumo moderado de café aumenta o risco de doenças cardiovasculares ou de qualquer outra doença grave.

Na verdade, parece que o consumo de café (moderado, pelo menos) apresenta diversas propriedades não reconhecidas de melhoria na saúde. Como resultado dessa lista impressionante de benefícios terapêuticos, mudei minhas recomendações sobre o café.

Um dos estudos mais recentes, publicado em abril de 2012 no American Journal of Clinical Nutrition, confirma estudos anteriores que alegam que o café pode, na verdade, reduzir o risco de desenvolver diabetes tipo 2.

Independentemente dos alertas ameaçadores tradicionais de que se deve evitar o café, ele é consumido em enormes quantidades em todo o mundo. Embora agora seja indiscutível o fato de que o café apresenta benefícios terapêuticos, se você adiciona creme, açúcar e outros adoçantes e aromatizantes à sua xícara, você está abrindo mão dos benefícios terapêuticos e talvez prejudicando a sua saúde.

Entenda que não estou mudando minha posição para justificar um hábito "ruim". Nunca gostei do sabor do café e tomei no máximo cinco xícaras em toda a minha vida, todas elas usadas de modo terapêutico para compensar diferenças de fuso horário.

O café pode ser realmente BOM para você?

Comecei a compreender melhor as virtudes do café quando entrevistei Ori Hofmekler, autor de The Warrior Diet e Unlocking the Muscle Gene, que pesquisou bastante sobre o café. Ori explicou como o café, quando consumido da forma certa, pode ser usado de modo eficaz como o elemento de um plano geral de saúde e bem-estar.

Embora o café orgânico, como alimento integral, possa ser terapêutico, a cafeína isolada pode ser bastante tóxica. A mistura natural de antioxidantes polifenólicos (inclusive ácidos clorogênicos), bioflavonoides, vitaminas e minerais dos grãos de café funciona em conjunto para ajudar a neutralizar os efeitos nocivos da cafeína.

Existem literalmente milhares de compostos químicos naturais diferentes na sua bebida e a ciência sugere agora que a sinergia entre eles pode oferecer grande força nutricional.

Com todos esses compostos, talvez você se pergunte se eles causam algum efeito indesejado à saúde. A resposta é sim. Mas, como mencionei antes, eles são mais preocupantes se ingeridos isolados, e não como parte de um alimento integral.

E a cafeína?

A cafeína é a droga mais usada no mundo e pode ser útil ou nociva dependendo de como é usada. A cafeína proporciona um "empurrão" ao bloquear a ação normal da adenosina. A adenosina geralmente desacelera a atividade cerebral e induz o sono. Algumas pessoas são sensíveis ao café e não o toleram bem ou têm problemas para dormir se ingerem cafeína à noite.

Os níveis de cafeína variam conforme o tipo de grão, torrefação, moagem e método de preparação. Ao contrário da crença popular, os tipos torrados mais escuros contêm menos cafeína que os mais claros devido ao calor prolongado que quebra mais moléculas do café. As espécies de grãos também diferem amplamente nas concentrações naturais de cafeína. Além disso, o café filtrado tem, na realidade, mais cafeína que o espresso porque o tempo de preparo é bem maior.

Então talvez você queira variar alguns desses fatores se sofrer alguma reação: mudar do café filtrado para o espresso ou trocar de marca.

Se você tem um problema de função suprarrenal diminuída, tenha cuidado no consumo de café, pois ele pode causar danos às glândulas suprarrenais. O café também tem efeito diurético, portanto, se você tem problemas com desequilíbrio de eletrólitos, talvez seja bom evitá-lo.

Se você tem reações negativas ao café, a cafeína nem sempre é a culpada. Você pode ser sensível a alguns dos açúcares queimados ou óleos produzidos durante a torrefação dos grãos e não à cafeína. As pessoas têm sintomas como cólicas estomacais, palpitações no coração e outros sintomas independentes.

Esses sintomas são geralmente interpretados como sensibilidade à cafeína quando, na verdade, trata-se de uma intolerância alimentar.

Existe também a possibilidade de mofo ou outras contaminações que desencadeiam alergia (uma vez que o café é um alimento seco), então se certifique de o café ser de altíssima qualidade e de ter sido produzido meticulosamente.

Mas, em geral, se você é saudável, o café é bem tolerado e os efeitos positivos parecem superar os negativos para quase todas as pessoas. Observe que eu ainda recomendo que as mulheres evitem totalmente o consumo de cafeína quando grávidas.

A lista de benefícios do café à saúde é cada vez maior

Diabetes tipo 2 Um estudo japonês de 2010 revelou que o consumo de café teve efeito protetor contra o diabetes tipo 2; confirmado posteriormente por um estudo alemão em 2012, publicado no American Journal of Clinical Nutrition. Os pesquisadores também descobriram que o café duplica o consumo de glicose, reduzindo significativamente os níveis de glicose do sangue.
Mal de Parkinson O café pode diminuir significativamente o risco de mal de Parkinson. Na verdade, o café é tão preventivo contra o Parkinson que as empresas farmacêuticas estão desenvolvendo medicamentos experimentais que simulam os benefícios do café no cérebro
Mal de Alzheimer Um estudo de 2011 revelou que um ingrediente misterioso ainda não identificado no café interage com a cafeína para protegê-lo contra o mal de Alzheimer
Câncer de próstata Um amplo estudo de 2011 com quase 50 mil homens revelou que os homens que beberam seis xícaras de café por dia apresentaram risco 60% menor de câncer de próstata letal, e os que beberam três xícaras por dia tiveram risco 30% menor
Câncer de fígado Um estudo japonês revelou que aqueles que beberam café diariamente, ou quase todos os dias, tiveram praticamente metade do risco de carcinoma hepatocelular (HCC), um tipo de câncer de fígado, do que as pessoas que jamais bebiam café. O café também está associado à fibrose hepática menos grave, níveis mais baixos de gordura no fígado e índices menores de evolução da hepatite C
Câncer renal Um estudo japonês revelou que aqueles que beberam café diariamente, ou quase todos os dias, tiveram praticamente metade do risco de carcinoma hepatocelular (HCC), um tipo de câncer de fígado, do que as pessoas que jamais bebiam café. O café também está associado à fibrose hepática menos grave, níveis mais baixos de gordura no fígado e índices menores de evolução da hepatite C
Câncer colorretal Um estudo de 2007 mostrou que o consumo de café pode reduzir o risco de câncer de cólon entre as mulheres
Arritmia cardíaca Um estudo mostrou que o consumo moderado de café reduz as chances de hospitalização por arritmia cardíaca
Função pulmonar Um estudo de 2010 revelou um efeito benéfico do café sobre a função pulmonar de não fumantes
Derrame cerebral Um estudo de 2011 revelou que as mulheres que beberam mais de uma xícara de café por dia apresentaram risco de derrame cerebral 25% menor que as mulheres que beberam menos; um estudo de 2009 revelou que as mulheres que beberam quatro xícaras ou mais de café por dia reduziram o risco de derrame em 20%
Flora gastrointestinal Um estudo de 2009 mostrou que o café aumenta a atividade metabólica e/ou os números de bifidobactérias, que são bactérias benéficas ao intestino

Pesquisas também mostraram que o café dispara um mecanismo no cérebro que libera um fator de crescimento chamado fator neurotrófico derivado do cérebro (BDNF). O BDNF ativa as células-tronco do cérebro para transformá-las em novos neurônios e também se expressa nos músculos. Ele faz isso ao dar suporte ao sistema neuromotor, que é o elemento mais importante do músculo.

Sem ele, o músculo é como um motor sem ignição. A degradação do sistema neuromotor faz parte do processo inerente à atrofia muscular relacionada à idade. Basicamente, a cafeína do café natural pode ajudar a manter seu cérebro e tecido muscular jovens.

Quando beber café para obter máximo benefício

Segundo as amplas pesquisas de Ori Hofmekler, o café aumenta a atividade metabólica em até 20%. Já abordei anteriormente os benefícios do exercício com o estômago vazio. Porém, na verdade, o café pode ser bastante benéfico se consumido antes do exercício. Ori afirma:

"O café antes do treino fornece energia para começar o exercício. Para as pessoas que se exercitam pela manhã, beber café antes do treino é um excelente diferencial".

No entanto, o café é uma substância potente e deve ser usada somente com moderação — sem açúcar. Ori recomenda apenas uma xícara de café orgânico ou um cafezinho espresso de manhã ou antes do treino, isso já é o suficiente para o dia. Se você faz exercício de manhã, tome o café antes do treino, e NÃO depois.

O consumo de café após o treino interfere no mecanismo de construção muscular do seu corpo. De novo, seu corpo consegue lidar com o café orgânico e fresco porque ele não agride seu sistema da mesma forma que a cafeína sintética. Mas você não quer passar dos limites.

Café torrado escuro pode ser melhor que claro

Quando se trata dos benefícios à saúde proporcionados pelo grão de café preto integral orgânico, quanto mais escuro ele for, melhor. Geralmente, os alimentos com os pigmentos mais escuros são os que oferecem os melhores benefícios à saúde, e o café torrado escuro, como o café torrado francês ou italiano, ou os cafés torrados usados para fazer café espresso ou turco, não são exceção.

Os cafés torrados apresentam mais agentes neuroprotetores do que o café verde (não torrado). Um novo estudo publicado no Molecular Nutrition & Food Research revelou que o café torrado escuro restaurou os níveis sanguíneos dos antioxidantes vitamina E e glutationa de modo mais eficaz do que o café torrado claro. O café torrado escuro também causou significativa redução do peso em voluntários pré-obesos, enquanto o café tostado claro não.

A qualidade do café é fundamental: cinco dicas para não esquecer

  • Escolha orgânico: o café é uma das culturas mais pulverizadas com pesticidas. Portanto, você deve selecionar somente grãos de café que tenham certificação orgânica. Lembre-se, você não terá QUALQUER efeito positivo se consumir um café cheio de pesticidas ou de outros produtos químicos.

     Sempre que possível, compre "café da sombra" para ajudar a evitar a destruição contínua de nossas florestas tropicais e dos pássaros que as habitam.
  • Grão integral: você quer comprar o grão de café integral que tem sabor fresco, e não velho; se seu café não tem um aroma agradável, ele provavelmente está rançoso. Moa você mesmo os grãos para evitar que estrague, uma vez que o café pré-moído pode ficar velho até a hora que você chegar em casa.
  • Beba puro: se você busca os benefícios à saúde, beba o café preto, sem açúcar ou creme ou aromatizantes. Acrescente açúcar e você certamente eliminará todos os benefícios abordados anteriormente ao elevar os níveis de insulina, contribuindo para a resistência à insulina. Certifique-se de que a água que está usando é pura.
  • Filtros de café: se você usa uma cafeteira com filtro, certifique-se de usar filtros não alvejados. Os filtros bem claros são branqueados com cloro e parte desse cloro soltará do filtro durante o processo de preparo. Os filtros alvejados são obviamente cheios de resíduos de produtos desinfetantes perigosos, como a dioxina.
  • Canecas de café: cuidado com o recipiente que você usa. Evite xícaras de plástico, pois o BPA entrará na sua bebida, e evite também os copos de isopor que podem soltar moléculas de poliestireno. As melhores opções são canecas de vidro e cerâmica.

Experimente torrar seu próprio café

Se você deseja ter total controle sobre a qualidade do seu café, além de grande economia, experimente torrar seus próprios grãos. Vários lugares vendem hoje em dia grãos secos de café verde orgânico por metade do preço dos grãos torrados.

Se você seguir as orientações acima, não vejo razão por que o café não possa ser um componente inteligente e terapêutico da sua alimentação
+ Recursos e Referências