Os Incríveis Benefícios Dos Brócolis à Saúde e Como Maximizar Seu Potencial de Combate ao Câncer

Brócolis combate o câncer

Resumo da matéria -

  • Os brócolis mostraram reduzir o risco de várias doenças comuns, entre elas artrite, câncer, pressão alta, doenças cardíacas, doenças renais, doença do fígado gorduroso e diabetes.
  • O sulforafano, composto natural e orgânico de enxofre encontrado nos brócolis, apresenta forte atividade anticâncer e ajuda a proteger os vasos sanguíneos. Ele é um estimulante do sistema imunológico e anti-inflamatório.
  • Cozinhar os ramos de brócolis por três a quatro minutos otimiza o teor de sulforafano. O teor de sulforafano pode ser aumentado ainda mais com a adição de alimentos ricos em mirosinase, como a semente de mostarda, nabo japonês, wasabi, rúcula ou salada de repolho.
Tamanho da fonte:

Por Dr. Mercola

As hortaliças oferecem uma ampla gama de benefícios à saúde, mas algumas parecem ter maior potencial de impedir doenças do que outras. Os brócolis ficam nessa categoria, tendo sido amplamente estudados por seus diversos efeitos saudáveis.

A pesquisa mostra que essa verdura crucífera (da mesma família da couve de Bruxelas, repolho, couve-flor e outras) pode reduzir o risco de várias doenças comuns, tais como:

  • Artrite
  • Câncer
  • Pressão alta e doença cardíaca
  • Doença renal
  • Diabetes

Os Brócolis Contêm Vários Compostos Que Estimulam a Saúde

Quando você come brócolis, você recebe dezenas, talvez centenas, de super nutrientes que o ajudam a ter a saúde ideal em todo o corpo. Alguns desses nutrientes são:

  • Fibras, que ajudam a nutrir o microbioma intestinal e a fortalecer sua função imunológica.
  • Sulforafano, um composto natural e orgânico de enxofre mostrou ter forte atividade anticâncer.

Os estudos mostraram que o sulforafano causa apoptose (morte programada das células) das células cancerígenas no cólon, próstata, mama e pulmão (induzidas pelo fumo). Três porções de brócolis por semana podem reduzir o risco de câncer de próstata em mais de 60%.

O sulforafano estimula a produção de enzimas que protegem os vasos sanguíneos e reduz a quantidade de moléculas que causam danos celulares — conhecidas como espécies reativas de oxigênio (ROS) — em até 73%.

O interessante é que o sulforafano é um estimulante do sistema imunológico e anti-inflamatório.

O sulforafano também ajuda a aumentar os níveis de testosterona, inibe a retenção de gordura corporal, ajuda a desintoxicar carcinógenos, bloqueia determinadas enzimas ligadas à destruição das articulações e ajuda a proteger os músculos contra os danos induzidos pelo exercício.

Observe que os brócolis congelados têm menor capacidade de produzir sulforafano, pois a enzima mirosinase, que transforma a glucorafanina em sulforafano, é destruída rapidamente durante o processo de branqueamento.

  • Glucorafanina, um precursor glucosinolato do sulforafano que também influencia o processo de carcinogênese e mutagênese. Comparado com os brócolis maduros, os brotos dos brócolis podem conter até 20 vezes mais glucorafanina.
  • Compostos fenólicos, incluindo flavonoides e ácidos fenólicos, têm alta capacidade de eliminar radicais livres nocivos e acalmar a inflamação, resultando em risco menor de doenças como asma, diabetes tipo 2 e doenças cardíacas.

    Uma das maneiras na qual os compostos fenólicos retardam a invasão da doença é defendendo-se contra infecção, destruindo principalmente as ROS associadas à aterosclerose e doenças neurodegenerativas como Parkinson e Alzheimer.
  • Diindolilmetano (DIM). Seu corpo produz DIM quando decompõe hortaliças crucíferas. Assim como vários outros compostos dos brócolis, o DIM mostrou vários benefícios possíveis, como o fortalecimento do sistema imunológico e auxílio na prevenção ou tratamento do câncer.

Os Brócolis Reduzem o Risco de Fígado Gorduroso e Câncer de Fígado

A Doença hepática gordurosa não alcoólica (DHGNA), que afeta até 25% dos americanos, inclusive crianças, é definida como o acúmulo excessivo de gorduras no fígado na ausência de consumo de álcool significativo.

O consumo excessivo de carboidratos líquidos, principalmente a frutose de refrigerantes e sucos, está associado fortemente à DHGNA que, se não tratada, pode aumentar o risco de carcinoma hepatocelular (câncer de fígado).

A razão disso é porque, ao contrário de outros açúcares, quase toda a frutose consumida é levada para o fígado e, se você a consumir em grandes quantidades, ela exigirá muito do fígado e o prejudicará da mesma maneira que o álcool e outras toxinas.

Conforme observado em um estudo de 2015: "Os carboidratos ingeridos têm...maior probabilidade de contribuir diretamente com a DHGNA do que o consumo de gordura alimentar".

Os efeitos formadores de gordura e pró-inflamatórios da frutose parecem ser causados pelo esgotamento transitório de ATP (forma química de armazenamento de energia), segundo o estudo. Isso, por sua vez, leva à formação de ácido úrico, que, em níveis excessivamente altos, atua como um pró-oxidante dentro das células.

Segundo um estudo com animais publicado no início deste ano, o consumo de brócolis em longo prazo pode reduzir as chances de desenvolver fígado gorduroso e câncer de fígado causados pela alimentação americana padrão, diminuindo os níveis de triglicerídeos no fígado.

Os Excelentes Benefícios dos Brotos de Brócolis

Uma excelente alternativa, se você não gosta do paladar (ou cheiro) dos brócolis, é comer brotos de brócolis. As sementes dos brócolis germinados são muito mais potentes, em termos de nutrição, do que os brócolis maduros.

Sendo assim, você não precisa comer tanto para obter os benefícios clínicos dos principais compostos terapêuticos, como o sulforafano.

Pesquisas mostram que até mesmo pequenas quantidades do extrato de brotos de brócolis têm o poder de reduzir notavelmente o tamanho de tumores mamários nos ratos induzidos por carcinógenos químicos. Conforme observado pelos pesquisadores da Universidade Johns Hopkins:

"Os brotos de brócolis com três dias de germinação contêm 20 a 50 vezes a quantidade de compostos quimioprotetores encontrados nas cabeças de brócolis maduros, e podem oferecer um meio alimentar simples de reduzir o risco de câncer de modo químico".

Além das vantagens já mencionadas, os brotos de brócolis oferecem ácidos graxos essenciais e fibras, além de estimular a biodisponibilidade de minerais e proteínas de outros alimentos consumidos. Outra vantagem importante é que você não tem que cozinhá-los.

Eles são consumidos crus, geralmente adicionados à salada, fazendo deles um alimento prático supersaudável. O melhor de tudo é que ainda é possível plantar os brotos de brócolis em casa de forma fácil e barata.

Cozinhe os Brócolis Ligeiramente no Vapor Para Aumentar o Teor de Sulforafano

Quando você come os brócolis maduros crus, você obtém apenas 12% do teor total de sulforafano teoricamente disponível no composto original. Você pode aumentar essa quantidade e maximizar o poder dos brócolis no combate ao câncer preparando-os corretamente.

O vídeo apresentado com a entrevista de Elizabeth Jeffery, doutora, pesquisadora e professora do Departamento de Ciências Alimentares e Nutrição na Universidade de Illinois, aprofunda essa pesquisa, que mostra que o ideal é cozinhar os brócolis no vapor por três a quatro minutos.

Não deixe passar de cinco minutos.

Cozinhar os ramos de brócolis no vapor por três a quatro minutos otimiza o teor de sulforafano eliminando a proteína epitioespecificadora, uma proteína captadora de enxofre e sensível ao calor que anula a atividade do sulforafano, ao mesmo tempo que retém a enzima mirosinase, que transforma a glucorafanina em sulforafano.

Sem ela, é impossível obter o sulforafano.

Ferver ou cozinhar os brócolis no micro-ondas por mais de um minuto NÃO é recomendado, uma vez que isso destrói grande parte da mirosinase. Se você deseja ferver os brócolis, branqueie-os em água fervente por no máximo 20 a 30 segundos, depois os mergulhe na água fria para interromper o processo de cozimento.

A Adição da Semente de Mostarda Pode Aumentar Ainda Mais o Teor de Sulforafano

O teor de sulforafano pode ser aumentado ainda mais com a adição de alimentos com mirosinase. Conforme relatado pelo Instituto Americano de Pesquisa de Câncer (AICR):

"[os] participantes ingeriram um suplemento de brócolis sem a mirosinase ativa. Quando alguns participantes comeram um segundo alimento com mirosinase, os níveis de sulforafano no sangue e na urina foram bem mais altos do que nos participantes que não comeram o alimento".

Alguns alimentos que contêm essa enzima importante são:

  • Semente de mostarda
  • Nabo japonês
  • Wasabi
  • Rúcula
  • Salada de repolho

Um estudo de 2013 sobre a semente de mostarda (que se acredita conter uma forma de mirosinase especialmente resistente) confirmou que a semente de mostarda pode aumentar a formação de sulforafano até mesmo nos brócolis cozidos. Conforme observado pelos autores:

"A fervura dos brócolis na água evitou a formação de níveis significativos de sulforafano devido à mirosinase inativada. No entanto, a adição das sementes de mostarda em pó aos brócolis processados no calor aumentou bastante a formação de sulforafano".

A adição de alimentos ricos em mirosinase é importante principalmente se você não cozinha os brócolis crus no vapor ou os branqueia rapidamente. Por exemplo, os brócolis congelados geralmente têm uma quantidade menor de mirosinase já que já foram branqueados como parte do processo.

Ferver ou cozinhá-los ainda mais pode facilmente deixá-lo mais ou menos sem sulforafano. Portanto, se você está usando brócolis congelados, certifique-se de adicionar um alimento que contenha mirosinase (ver lista acima).

Um Pouco de Brócolis Todos os Dias Evita as Consultas Médicas

Os benefícios dos brócolis são realmente incríveis e com certeza vale a pena fazer um esforço para adicionar alguns ramos de brócolis e/ou brotos de brócolis a suas refeições regularmente. Foi comprovado que fazer isso:

Ajuda a desintoxicar, graças aos fitonutrientes glucorafanina, gluconasturtina e glucobrassicina. Reduz as inflamações, que são a causa de várias doenças crônicas Combate alergias, graças ao flavonoide quenferol
Melhora a digestão e a saúde intestinal devido às quantidades significativas de fibras Promove a saúde ocular, graças aos altos níveis dos carotenoides luteína e zeaxantina Faz bem para a pele, pois o sulforafano ajuda a reparar os danos cutâneos
Fornece vitaminas e minerais importantes, como magnésio, potássio, cálcio, proteínas e vitamina C Ajuda a reduzir os níveis de açúcar no sangue, pois contém fibras solúveis e cromo Auxilia na saúde cardíaca, prevenindo o espessamento das artérias