Remédios Caseiros Para o Tratamento de Unhas Encravadas

Unha encravada

Resumo da matéria -

  • A unha encravada pode causar uma dor paralisante. Ela ocorre quando a borda afiada da unha do pé começa a crescer para dentro, entrando na pele, na lateral do dedo, causando infecção e desconforto.
  • Embora a cirurgia seja geralmente a melhor solução para a unha encravada, existem inúmeros remédios caseiros que podem ser úteis nos estágios iniciais.
  • Para reduzir a dor e acelerar a cura, mergulhe os pés em sal de Epsom, peróxido de hidrogênio ou vinagre de cidra de maçã. Entre os remédios úteis de uso tópico estão Vick VapoRub, óleo de flor branca, óleo de orégano, limão e pasta de cúrcuma.
Tamanho da fonte:

Por Dr. Mercola

Oito em cada dez americanos sofrem de algum problema nos pés. Um em cada quatro americanos diz que não consegue fazer exercícios devido a dores nos pés.

Uma causa comum de dor nos pés que pode provocar dor insuportável é uma unha encravada — um problema que ocorre quando a borda afiada da unha começa a crescer para dentro, entrando na pele, na lateral do dedo.

Assim como várias pessoas que estão lendo este artigo, eu sei como é a dor de uma unha encravada. Por muitos anos, eu tentei só remover a parte da unha que estava me machucando. Mas essa era apenas uma solução temporária e bastante dolorosa também.

Embora eu não seja um grande fã de procedimentos cirúrgicos, optei pelo tratamento cirúrgico podológico cerca de 10 anos atrás e foi realmente uma correção permanente. Ainda não tive nenhuma recorrência e sou muito grato por essa opção.

Um podólogo explica como surge a unha encravada geralmente e qual o melhor modo de tratá-la. Embora a cirurgia seja geralmente a melhor solução para a unha encravada (como foi para mim), existem inúmeros remédios caseiros que podem ser úteis nos estágios iniciais.

Não é preciso dizer que, quanto mais cedo você a trata, maior a probabilidade de sucesso na cura. Como regra geral, se você tem um problema que prejudica a circulação sanguínea até os pés, como a diabetes, ou se você tem danos nos nervos da perna ou pés, evite o autotratamento e consulte um podólogo para evitar complicações.

O Que Causa a Unha Encravada?

A unha encravada ocorre principalmente entre aqueles que usam sapatos fechados por longos períodos. A pressão nos dedos e nas unhas, causada por sapatos desconfortáveis, juntamente com a umidade do suor, é a receita perfeita para problemas nas unhas dos pés.

Talvez a causa número 1 da unha encravada seja, na verdade, o corte errado. Ao cortar as unhas, evite arredondá-las nas bordas. Em vez disso, certifique-se de mantê-las retas. Também evite cortá-las muito curtas. Outras causas comuns de unha encravada são:

  • Infecção fúngica ou bacteriana
  • Diabetes
  • Problemas genéticos
  • Leito ungueal com formato anormal
  • Lesões na unha (seja por deixar cair algo sobre o dedo, bater em um móvel ou ao jogar futebol, por exemplo)

Nos estágios iniciais, você percebe uma vermelhidão ao redor da unha afetada, além de dor ao usar sapatos que pressionam a região. Com o passar do tempo, a dor piora à medida que a inflamação avança.

Por fim, a região pode sangrar e/ou pode começar a sair pus. Em casos graves, você pode apresentar febre.

A maioria dos remédios caseiros requer mergulhar os pés regularmente para amolecer a região e promover a cura. Diversos remédios totalmente naturais também podem ser aplicados de modo tópico para resolver a infecção.

Remédios De Imersão para Pés:

Como imersão para pés, você pode usar os seguintes itens, misturados com água. Mergulhe os pés por cerca de 15 a 20 minutos, de quatro vezes por semana a duas vezes por dia, e certifique-se de secar bem todo o pé no final:

  • Sabonete suave
  • Sal de Epsom (use cerca de 1 colher de sopa em uma banheira pequena com água quente)
  • Peróxido de hidrogênio (use cerca de meia xícara de peróxido de hidrogênio em uma banheira pequena com água quente)
  • Vinagre de cidra de maçã (misture na proporção 50-50 de vinagre e água)

Remédios Tópicos

Para aplicação tópica, os seguintes itens podem ajudar a tratar a infecção e a dor:

  • Vick VapoRub: aplique diretamente na região afetada para aliviar a dor e acelerar a cura
  • Óleo de flor branca: feito de várias ervas, esse óleo possui propriedades analgésicas e é usado comumente na medicina chinesa tradicional (TCM). Aplique algumas gotas na região afetada
  • Óleo essencial de orégano: sua atividade antibacteriana e antisséptica faz com que ajude a aliviar a dor. No entanto, ele irrita muito a pele, portanto certifique-se de diluí-lo com um óleo veicular ou azeite de oliva puro antes de aplicar na região afetada
  • Limão: corte uma fatia de limão e prenda no dedo afetado com uma atadura. Deixe agindo à noite, enquanto dorme, para acelerar a cura
  • Pasta de cúrcuma: Para fazer a pasta, misture meia colher de chá de cúrcuma em pó com algumas gotas de óleo de mostarda. Aplique a pasta na região afetada e cubra com uma gaze. Repita duas ou três vezes por dia por vários dias

Outro remédio caseiro doloroso, mas útil, é separar e elevar a borda da unha do leito ungueal. Para fazer isso, depois de deixar o pé imerso, levante cuidadosamente o canto da unha que está crescendo para dentro usando uma pinça e um pequeno pedaço de gaze enrolada entre a unha e a pele.

 Certifique-se de trocar a gaze todos os dias. Pode demorar até duas semanas para que a unha cresça o suficiente e não entre mais no leito ungueal.

Como Prevenir a Unha Encravada

A unha encravada pode ser prevenida, cortando-se as unhas do pé corretamente. Certifique-se de mantê-las retas. Evite arredondá-las nas bordas. Também evite cortá-las muito curtas. O corte certo ajuda a evitar que a unha se curve e entre no tecido do pé em um ou nos dois lados, causando dor e infecção.

A pressão em excesso de sapatos apertados também pode contribuir para a unha encravada, então evite usá-los. Opte também por meias de algodão de alta qualidade ao usar sapatos fechados para evitar a formação de umidade em excesso.

Se você tiver uma unha encravada, pense em usar sandálias até que o problema tenha sido resolvido.

A Cirurgia Muitas Vezes é a Melhor Opção

Nos estágios iniciais, é possível conseguir se livrar da unha encravada na pele, mergulhando os pés na água quente com sabão. Isso pode ajudar a evitar que ela encrave em primeiro lugar. No entanto, evite cortar você mesmo a unha, pois isso geralmente piora o problema.

Entretanto, se o método caseiro não resolver o problema em questão de dias ou semanas, ou se a área apresentar uma infecção de aparência grave, a melhor opção é consultar um bom médico especializado que possa resolver o problema de modo cirúrgico

É uma das pouquíssimas situações em que a cirurgia é recomendada.

O médico irá adormecer seu dedo e remover a borda da unha para permitir que o tecido cure. Ele também pintará com fenol a base da unha extraída cirurgicamente.

Embora o fenol seja claramente tóxico, os benefícios superam os riscos, pois evitam que aquela parte da unha cresça novamente algum dia. Todo o procedimento pode ser feito, em alguns casos, em até 15 minutos, e o alívio e a recuperação são geralmente rápidos.

Alguns Problemas nos Pés Podem Ser Sinal de Questões de Saúde Mais Graves

Além da unha encravada, existem vários outros problemas que podem afetar os pés. Curiosamente, alguns problemas nos pés também podem ser sinal de outras questões de saúde que devem ser investigadas clinicamente. Alguns exemplos:

  • Cãibras musculares nos pés e/ou pernas: se você usa salto alto, as cãibras musculares podem estar relacionadas à sua escolha de sapato. Se esse for o caso, a solução é trocar para sapatos mais confortáveis.

    No entanto, as cãibras musculares também podem ser um sinal de deficiência de determinados nutrientes, de desidratação (seja pela falta de ingestão de água ou um efeito colateral de remédios diuréticos) e/ou de falta de magnésio.

    Elas também podem estar relacionadas ao desequilíbrio na relação de sódio, potássio, cálcio e magnésio.
  • Gota: essa doença inflamatória afeta geralmente os dedões do pé, fazendo com que um ou ambos inchem e fiquem vermelhos e dolorosos. A inflamação é causada por excesso de ácido úrico que se acumula nas articulações.

    Para reduzir a inflamação, corrigir a alimentação é a prioridade número 1. Isso vale principalmente para a gota.

    As carnes e os alimentos ricos em purina podem elevar o ácido úrico, mas um dos fatores de causa principais é a frutose, já que o ácido úrico é um subproduto do metabolismo da frutose.

    Na realidade, a frutose geralmente produz ácido úrico minutos após a ingestão. Para normalizar os níveis de ácido úrico, elimine totalmente a frutose até que o nível de ácido úrico fique dentro da faixa ideal de 3 a 5,5 miligramas por decilitro (mg/dl). Limite também o consumo de cerveja, já que ela também pode ser um potente acionador de ácido úrico.
  • Pés frios: podem ser um sinal de problemas como má circulação, diabetes, hipotireoidismo e/ou anemia.
  • Pés inchados: pode ser um sinal de diversos problemas de saúde, como má circulação relacionada à insuficiência cardíaca, problemas nos rins ou fígado, trombose venosa profunda (TVP) ou coágulo sanguíneo, só para citar alguns.

    Se o inchaço for acompanhado de calor e vermelhidão, você pode ter uma infecção.

    Hematomas e inchaço podem indicar torções ou fraturas. Exceto em problemas mais graves, geralmente é possível aliviar o inchaço colocando os pés para cima, exercitando-se, normalizando o peso, evitando o uso de roupas muito justas e reduzindo o consumo de sal refinado.
  • Unhas do pé descoloridas: embora o esmalte de unha possa descolorir suas unhas, se você não usa esmalte normalmente, então as unhas amarelas podem indicar um problema sistêmico. As unhas amareladas dos pés já foram associadas a problemas como tuberculose, icterícia causada por problema no fígado, inflamação da glândula tireoide, sinusite e bronquiectasia (um problema pulmonar).

    As alterações na textura da unha também podem ser sinal de um problema mais profundo. Como regra geral, a menos que a descoloração ou variação de textura possam ser associadas ao uso de cosméticos, seria bom consultar um médico.