Gengibre Pode Ajudar Pacientes com Asma


Asma

Resumo da matéria -

  • Uma pesquisa recente revelou que a adição de compostos de gengibre ao isoproterenol, um tipo de medicamento para asma, melhorou os efeitos broncodilatadores, ajudando a liberar as vias aéreas
  • O gengibre é excelente para o trato gastrointestinal e pode ajudar a aliviar a náusea, o enjoo matinal e o enjoo por movimento
  • O gengibre fresco é simples de usar; descasque a raiz usando uma faca para legumes e depois a corte em fatias finas (ou pique) para adicionar ao chá ou a pratos cozidos.
Tamanho da fonte:

Por Dr. Mercola

O gengibre é usado medicinalmente há séculos e, nos Estados Unidos, talvez seja mais conhecido por sua capacidade de aliviar a náusea e problemas estomacais.

Ele é com certeza o melhor remédio que conheço para enjoos. Não é preciso muito, basta picar bem um só pedaço do tamanho da unha e engolir. Ele é incrivelmente eficaz.

Mas, agora, uma nova pesquisa sugere que essa raiz natural pode ajudar ainda mais, inclusive na dor da artrite, na saúde do coração e as pessoas com asma, nas quais o gengibre pode melhorar o efeito dos medicamentos broncodilatadores usados tradicionalmente para tratar o problema. Ele pode ajudar até mesmo no controle do peso!

O Gengibre é Anti-inflamatório e Pode Aliviar a Dor

As propriedades anti-inflamatórias do gengibre fizeram dele uma poderosa ferramenta no alívio das dores há séculos. Em 2001, uma pesquisa mostrou que o óleo de gengibre ajudou a reduzir a dor no joelho de pessoas com osteoartrite.

E, no início deste ano, um estudo revelou que as mulheres atletas que tomavam três gramas de gengibre ou canela diariamente (menos do que uma colher de chá) tiveram uma redução significativa nas dores musculares. Descobriu-se também que o gengibre foi tão eficaz quanto o ibuprofeno no alívio das cólicas menstruais das mulheres.

Além disso, o potencial de alívio da dor oferecido pelo gengibre parece ser muito amplo. Juntamente com a dor muscular e das articulações, por exemplo, o gengibre mostrou reduzir a intensidade da dor das enxaquecas tão bem quanto o medicamento Sumax, e com menos efeitos colaterais.

O Gengibre Ajuda a Tratar os Sintomas da Asma

Outro estudo recente, apresentado na Conferência Internacional da Sociedade Torácica Americana, mostrou que a adição de compostos de gengibre ao isoproterenol, um tipo de medicamento para asma chamado de beta-agonista, melhorou os efeitos broncodilatadores.

O tratamento convencional da asma consiste em um broncodilatador não esteroide, um agente anti-inflamatório que você inala, que faz com que as células do músculo liso nos pulmões relaxem.

Isso ajuda a abrir as vias aéreas. Se isso não funcionar, a etapa seguinte é geralmente a inalação de um esteroide, que é um agente anti-inflamatório bastante potente.

Parte da explicação dos benefícios do gengibre à asma é sua potente atividade antioxidante, atribuída a componentes como o gingerol, o shogaol e a zingerona. Acredita-se que esses compostos tenham propriedades analgésicas e anti-inflamatórias específicas, semelhantes às drogas anti-inflamatórias não esteroides (AINEs).

Como o gengibre aumenta a broncodilatação, ele pode ser uma alternativa muito mais segura, ou pelo menos um auxiliar, às medicações existentes no mercado, que são extremamente necessárias. Embora a asma seja um problema grave que pode levar à morte se não for tratada, os medicamentos para asma contêm efeitos colaterais graves e até mesmo letais.

Por exemplo, o medicamento Seretide, comum no tratamento da asma, contém o beta-agonista de longa duração (LABA) salmeterol, capaz de aumentar a gravidade de uma crise de asma, bem como o risco de morte por problemas de asma. 

A droga utilizada no estudo mencionado acima, o isoproterenol, também foi associada a uma epidemia de mortes por asma que ocorreu na década de 60, enquanto que os tratamentos convencionais da asma também mostraram aumentar o risco de doenças cardíacas, catarata e osteoporose, só para citar alguns dos riscos adicionais.

Se você tem asma, sugiro dar uma olhada no Método Buteyko, que ensina como trazer o volume de respiração de volta ao normal ou, em outras palavras, a reverter o que chamamos de hiperventilação crônica. Quando sua respiração é normal, você tem melhor oxigenação dos tecidos e órgãos.

Gengibre Para Náusea e Enjoo por Movimento

O gengibre é excelente para o trato gastrointestinal, uma vez que atua como carminativo (previne gases) e espasmolítico intestinal (previne espasmos ao relaxar o trato intestinal). Se você luta contra o enjoo por movimento ou náuseas (da gravidez ou quimioterapia, por exemplo), o gengibre deve fazer parte da sua alimentação. Pesquisas mostram que:

  • A ingestão diária de um grama de gengibre pode ajudar a reduzir as náuseas e vômitos nas mulheres grávidas, além disso, o gengibre funcionou melhor do que um placebo no alívio do enjoo matinal
  • A suplementação diária de gengibre diminui a intensidade das náuseas causadas pela quimioterapia
  • O gengibre pode ajudar a diminuir os vômitos e outros sintomas de enjoo por movimento

O Gengibre Pode ser Bom Para Diabéticos

Se você tem diabetes ou pré-diabetes, preste atenção. O gengibre parece ser bom como preventivo e terapêutico nessa doença, através de seu efeito na ação e liberação de insulina e melhor metabolismo de carboidratos e lipídios.

Segundo uma análise abrangente, um estudo revelou que depois de consumir três gramas de gengibre em pó por 30 dias, os participantes diabéticos tiveram uma forte redução no nível de glicose no sangue, além de triglicerídeos, colesterol total e LDL. Acredita-se que o gengibre tenha um efeito positivo sobre a diabetes porque:

  • Inibe as enzimas no metabolismo de carboidratos
  • Aumenta a liberação de e a sensibilidade à insulina
  • Melhora os perfis lipídicos

O gengibre também tem um efeito protetor nas complicações de diabetes, oferecendo proteção ao fígado, rins, sistema nervoso central e olhos do diabético.

O Gengibre Promove Sensação de Saciedade e Ajuda a Controlar a Fome

Outro benefício a ser adicionado a esse tempero maravilhosamente quente é que ele mostrou aumentar a termogênese e diminuir a sensação de fome, exercendo importante função no controle do peso. 

Assim como a pimenta-caiena e a cúrcuma, o gengibre pode aumentar temporariamente a termogênese no corpo, na qual seu corpo queima combustível (como a gordura) para gerar calor, com impactos claramente positivos no metabolismo e no armazenamento de gordura. Uma pesquisa indica que o consumo de ingredientes termogênicos pode melhorar o metabolismo em geral em até 5% e aumentar a queima de gorduras em até 16%.

 Ele pode até mesmo ajudar a compensar a queda na taxa metabólica que geralmente ocorre durante a perda de peso.

Mais Algumas Razões Para Comer Gengibre…

O gengibre possui propriedades antibacterianas, antivirais, antioxidantes e antiparasitas de amplo espectro, só para mencionar algumas de suas mais de 40 ações farmacológicas. Segundo uma pesquisa compilada pelo GreenMedInfo, o gengibre também pode ser útil para:

  • Melhorar a função cognitiva de mulheres de meia-idade
  • Proteger contra vírus respiratórios
  • Diminuir a vertigem
  • Melhorar a digestão e absorção de gorduras
  • Proteger contra efeitos tóxicos de substâncias químicas ambientais, como parabenos

Na última década, os pesquisadores também descobriram que o gengibre pode oferecer potentes benefícios cardiovasculares :

  • Prevenindo a aterosclerose
  • Reduzindo os níveis de colesterol
  • Prevenindo a oxidação da LDL (lipoproteína de baixa densidade)

Por fim, uma pesquisa publicada no British Journal of Nutrition demonstrou a atividade anticâncer do gengibre in vitro e in vivo, sugerindo sua eficácia no controle do câncer de próstata.

Como Usar o Gengibre

Se você nunca usou o gengibre fresco antes, talvez ache essa raiz torta marrom um pouco assustadora — mas ela é incrivelmente fácil de usar. Uma das maneiras mais simples é cortar alguns centímetros do gengibre e deixá-lo imerso na água quente para preparar um chá de gengibre fresco.

Você também pode descascar a raiz usando uma faca para legumes e depois cortar em fatias finas (ou picar) para adicionar ao chá ou a pratos cozidos. Se mantido com a pele, o gengibre fresco pode ser armazenado na geladeira por pelo menos três semanas ou no freezer por pelo menos seis meses, o que faz com que seja incrivelmente fácil tê-lo à mão.

Experimente adicionar o gengibre fresco e outros temperos quentes, como canela, a uma xícara de chá pela manhã, noite ou após uma refeição...e veja se você observa algum dos benefícios à saúde que descrevi acima.