Vitamina B12 Comprovadamente Essencial Para Todas as Células


Vitamina B12

Resumo da matéria -

  • A Vitamina B12 influencia o metabolismo de cada uma de suas células, cérebro e sistema nervoso, até mesmo regulando e sintetizando o DNA
  • Enquanto ela é produzida por apenas alguns organismos, a B12 é necessária para quase todos eles e, como tal, mantém uma grande influência
  • Mulheres deficientes em B12 são 21 por cento mais suscetíveis ao parto prematuro  
Tamanho da fonte:

Por Dr. Mercola

Praticamente todos sabem que o consumo de quantidades corretas de vitaminas é importante. Ocasionalmente, uma nova informação emerge mostrando que algumas vitaminas provocam maiores consequências do que se pensava previamente, geralmente porque elas tratam funções cruciais do organismo. 

Isto é verdade quando nos referimos à vitamina B12, não apenas porque ela influencia diretamente o metabolismo de todas as células do organismo através dos sistemas cerebral e nervoso, pois ela regula e sintetiza o DNA e a formação do sangue, mas também por causa dos novos resultados que sugerem que a vitamina B12 pode ser muito mais importante à vida mitocondrial do que se imaginava previamente.

Evidências reveladas por pesquisadores do Laboratório Nacional do Noroeste Pacífico do Departamento de Energia dos EUA (U.S. Department of Energy’s (DOE) Pacific Northwest National Laboratory), localizado em Richland, Washington, mostram que a vitamina B12, também denominada cobalamina, pode, de fato, desempenhar papel “crucial” no crescimento das células e na coordenação das células nos complexos sistemas multicelulares.  

O estudo, publicado nos Procedimentos da Academia Nacional de Ciências (Proceedings of the National Academy of Sciences) (PNAS), relatou duas “descobertas inesperadas” resultantes de sua pesquisa. Uma publicação observou que ao mesmo tempo em que a vitamina B12 é produzida por poucos organismos, ela é necessária para quase todos eles e, como tal, mantém uma grande influência.

O químico Aaron Wright e sua equipe estudaram uma “esteira” microbiana tirada de Hot Lake no estado de Washington. A EurekAlert descreveu-a como uma “comunidade” de camadas microbianas tendo vários de seus membros “vivendo juntos e trocando nutrientes como carbono e oxigênio, água salgada, espessada pelo crescimento de algas e outros micro-organismos.”

Comprovando a Influência da Vitamina B12 Sobre as Funções Cruciais

Wright notou a enorme quantidade de energia necessária para um micróbio sintetizar as 30 etapas bioquímicas no processo de produção de vitamina B12, “significando que a substância é altamente valiosa e realiza importantes funções”.

De acordo com a EurekAlert, a equipe de Wright fez com que um protótipo químico da vitamina B12 funcionasse exatamente como o original, porém oferecendo maiores opções para os cientistas rastrearem células vivas.  

Eles usaram a caracterização da proteína baseada em afinidade para identificar moléculas mais ativas e uma técnica chamada espectrometria de massa para determinar quais proteínas eram mais interessantes. A New Hope Network observou que:

“A equipe de Wright concluiu que a vitamina B12 interage com 41 proteínas diferentes nas bactérias e é crucial na regulação do folato, da ubiquinona e da metionina – substâncias cruciais para a capacidade das células microbianas de criar energia, construir proteínas, reparar o DNA e crescer.  

Os resultados com relação à metionina mostram uma influência estendida da vitamina B12 comparando-se com o que já se conhece. A vitamina igualmente altera as instruções que ela envia aos genes dependendo de ser dia ou noite – o que não é surpresa em uma comunidade de organismos para a qual a luz é o condutor chave.”

Cientistas provaram o papel da vitamina B12 nos genes e micróbios enzimáticos envolvidos no desenvolvimento do DNA e da proteína por anos, porém dois outros cientistas, Andrew Goodman de Yale e Michiko Taga da Universidade de Berkeley na Califórnia previamente divulgaram mais funções desta vitamina.  

A Importância da Vitamina B12 na Dieta

 A vitamina B12 está associada às proteínas no alimento. Uma vez consumida, o ácido clorídrico do estômago separa a vitamina B12, a qual então se liga a um composto conhecido como fator intrínseco de forma que possa ser absorvida pelos intestinos.

A produção e a manutenção de uma nova célula, assim como a síntese do DNA, fazem com que a vitamina B12 seja vital para a saúde.

Abandonados, níveis baixos de vitamina B12 podem resultar em problemas neurológicos ou produção ineficiente de células sanguíneas. Uma indicação de nível baixo de vitamina B12 é a sensação de “formigamento” lembrando ondas de choque elétrico devido ao baixo nível de oxigênio. Outros sintomas são:

  • Tontura
  • Fadiga inexplicada
  • Palidez
  • Fraqueza muscular
  • Visão ruim
  • Esquecimento
  • Anemia
  • Dano no sistema nervoso
  • Dificuldades na menstruação
  • Diarreia
  • Feridas na boca
  • Perda de peso

Um estudo realizado observou que a deficiência de vitamina B12 igualmente pode estar associada a fraturas, uma vez que homens de 75 anos de idade no quadrante mais baixo de concentrações de B12 no sangue sofreram 70 por cento mais fraturas e, em 120 por cento dos casos, as fraturas foram na região lombar.

Para receber as quantidades apropriadas, a vitamina deve ser consumida e absorvida para se ter um metabolismo ótimo. De acordo com os Institutos Nacionais de Saúde dos EUA (U.S. National Institutes of Health (NIH)), as quantidades necessárias de vitamina B12 na forma de suplemento são:

  • 0,5 micrograma para crianças com idade entre 7 e 12 meses
  • 0,9 micrograma para crianças com idade entre 1 e 3 anos
  • 1,2 micrograma para crianças com idade entre 4 e 8 anos
  • 1,8 micrograma para crianças com idade entre 9 e 13 anos
  • 2,4 microgramas para pessoas com idade acima de 14 anos

Mulheres grávidas são aconselhadas a consumir 2,6 microgramas de vitamina B12 por dia, enquanto lactantes devem consumir 2,8 microgramas.

A Vitamina B12 Ajuda na Proteção Contra Riscos no Parto e Outros Problemas

University of Science and Technology), mulheres deficientes em vitamina B12 eram 21 por cento mais suscetíveis a ter um parto prematuro.

O estudo envolvendo 11 países avaliou 11.216 gravidezes e partos e demonstrou que este era o caso. (A Clínica Mayo define parto prematuro como sendo aquele que ocorre antes de 37 semanas de gravidez ou três semanas antes do prazo de nascimento do bebê).

O peso de nascimento, segundo o estudo Norueguês, não parece ter sido afetado pelo baixo nível de B12, porém ao redor do mundo, peso baixo no nascimento e partos prematuros são a causa de 50 por cento das mortes de bebês ocorridas nos primeiros 28 dias de vida.

Ademais, a Organização Mundial de Saúde (OMS), relatou que complicações nos partos prematuros são a principal causa de morte de crianças abaixo de 5 anos. Tormod Rogne, Ph.D., doutorando do Departamento de Saúde Pública e Práticas Gerais (Department of Public Health and General Practice) e autor líder do estudo no Hospital da Universidade Akershus da Noruega (Norway’s Akershus University Hospital), observou que:

“A Vitamina B12 é um nutriente essencial encontrado somente em produtos de origem animal como carne, leite e ovos. Mulheres grávidas que consomem poucos alimentos derivados de animais aumentam o risco de desenvolver deficiência em vitamina B12.”

Tão importante quanto o consumo de quantidades adequadas de vitamina B12 é a escolha de alimentos de alta qualidade para a manutenção de níveis ótimos.

Vegetarianos e Veganos com Alto Risco de Desenvolvimento de Deficiência de Vitamina B12 Igualmente Têm Opções

O “status” socioeconômico, como pobreza, má nutrição ou cataclismo social em algumas regiões no mundo pode levar a um alto risco de deficiência de vitamina B12 entre mulheres de tais populações, afetando a duração da gravidez, possivelmente o peso do bebê no nascimento e, subsequentemente, a saúde.  

O mesmo ocorre com o vegetarianismo — e especialmente o veganismo. A diferença é que, enquanto primeiro grupo geralmente consome ovos, peixe e lácteos, o segundo grupo geralmente não o faz, fazendo com que estes indivíduos necessitem mais consciência de seu consumo de nutrientes.

Levedura alimentar e outros alimentos fortificados com B12 apresentam uma forma dos vegetarianos (ou qualquer outra pessoa) aumentarem o consumo de B12 através da dieta.

Iogurte e queijo cru derivados de leite de vaca alimentada com pasto orgânico — significando que devem ser derivados de vacas criadas no pasto e que consomem basicamente relva e feno – são opções adicionais com conteúdo naturalmente rico em vitamina B12.

Leite de coco fortificado (ou seja, deve ser enriquecido com B12) é outra fonte possível tanto para vegetarianos quanto para veganos, porém a dieta vegana não é a que eu recomendaria, uma vez que a deficiência de vitamina B12 – sem falar dos outros nutrientes vitais que os veganos podem deixar de consumir junto com suas dietas – pode causar sérios problemas como anormalidades cerebrais e incapacidade de combater doenças.