Por que Você Realmente Deve Filiar-se a Uma Academia

Filiação a uma academia

Resumo da matéria -

  • Um estudo mostrou que estar filiado a uma academia estava relacionado a chances 14 vezes maiores de cumprir as orientações semanais de atividade física para homens e mulheres, mesmo depois de ser ajustado para problemas de saúde como artrite e a asma
  • Os pesquisadores dizem que este estudo apoia o conceito de que filiar-se a uma academia pode ajudar a motivar as pessoas que não estão fazendo exercícios suficientes por conta própria
  • Alguns gostam de ir a uma academia para fazer suas próprias rotinas de treinamento de força ou de condicionamento físico; outros querem um programa projetado especificamente para eles, ou filiam-se por conta de aspectos sociais, mas não importa o que o motive, isso significa que você está se exercitando mais
Tamanho da fonte:

Por Dr. Mercola

Talvez tenha ocorrido a você que se filiar a uma academia pode ser uma boa ideia para realmente conseguir manter aquela rotina de exercícios que você prometeu cumprir e que desapareceu em poucas semanas depois de 1º de janeiro.

E talvez você tenha pensado seriamente em filiar-se a uma academia com um plano especializado em condicionamento físico, mas ainda não conseguiu fazer isso.

Seja qual for o seu nível de motivação - ou falta dela - um estudo interessante feito pela Universidade Estadual de Iowa pode lhe movimentar para a direção certa.

Os pesquisadores reuniram 405 voluntários adultos normalmente saudáveis, metade dos quais não estava particularmente ativa, por assim dizer, durante pelo menos três meses.

A outra metade tornou-se assídua em uma academia por pelo menos 30 dias.

A frequência cardíaca, a pressão sanguínea em repouso e os índices de massa corporal foram medidos, e cada participante preencheu questionários sobre quanto tempo eles passavam se exercitando, sentados ou em algum tipo de atividade envolvendo o corpo a cada semana.

Um Pouco de Exercício Pode Fazer Muito

Ao analisar as respostas para determinar qual dos participantes atendeu às orientações recomendadas pelos EUA para atividades físicas, os pesquisadores usaram um conjunto de critérios: um total de 150 minutos de atividade aeróbica moderada ou 75 minutos de atividade aeróbica vigorosa a cada semana, incluindo pelo menos dois dias de atividades para fortalecimento muscular, como levantamento de peso.

As diferenças encontradas entre os dois grupos foram “bem dramáticas e surpreendentes”, de acordo com Dr. Duck-chul Lee, professor assistente de cinesiologia e um dos pesquisadores do estudo.

E este é o motivo: os não filiados fizeram em média apenas 137 minutos de exercícios por semana, enquanto aqueles filiados a uma academia fizeram em média 484 minutos por semana. Apenas 18% daqueles que fizeram exercícios por conta própria cumpriram as orientações para atividades físicas e treinamento de força, em comparação a 75% das pessoas filiadas a uma academia.

A Time observou que:

“No geral, calcularam os pesquisadores, estar filiado a uma academia estava relacionado a chances 14 vezes maiores de cumprir as orientações semanais de atividade física. Os resultados foram semelhantes em homens e mulheres, e foram adequados para aqueles com problemas de saúde como... artrite e asma.

Não só aqueles filiados a uma academia se exercitavam mais; eles também tiveram melhores medidas cardiovasculares e eram menos propensos a ser obesos. Aqueles que frequentam uma academia... tendiam a ter frequências cardíacas em repouso reduzidas, um maior condicionamento cardiorrespiratório e circunferências da cintura menores do que os seus colegas não filiados.”

As Filiações a Academias Oferecem Mais

Com base na sua experiência, os cientistas descobriram que tinham uma boa compreensão dos hábitos sedentários daqueles não filiados a uma academia. De acordo com Lee:

“Pensávamos que talvez estivessem mais cansados, ou ficassem satisfeitos por terem feito o suficiente para o dia. A atividade física fora da academia foi a mesma para ambos os grupos. Para os não matriculados, filiar-se a uma academia realmente pode aumentar os níveis gerais de atividade.”

Lee acrescentou que é possível que pessoas mais ativas simplesmente sejam mais propensas a filiar-se a uma academia. Além disso, embora o estudo tenha sido conduzido em uma cidade onde muitas opções de academias de ginástica estavam disponíveis, em áreas mais rurais as academias nem sempre estão disponíveis.

Mas a premissa de filiar-se a uma academia é que você passe a frequentá-la. Não fazer isso é um desperdício tanto de dinheiro quanto de tempo, e garante que nada mudará em termos de condicionamento físico. De acordo com Lee:

“É verdade que algumas pessoas filiadas a uma academia não a frequentam regularmente, assim como algumas pessoas que não são filiadas a uma academia mesmo assim saem e correm ou andam de bicicleta e ainda cumprem as orientações.”

Embora as academias ofereçam pesos e/ou máquinas de resistência para serem usadas pelas pessoas para melhorar seus músculos, muitas delas não fazem atividades do dia a dia que poderiam oferecer os mesmos resultados, ele disse.

Condicionamento Físico: Opções para Serem Pensadas e Ação

Como você pode suspeitar, há outras razões para comprometer-se a filiar-se a uma academia, além da perda de peso ou querer ter músculos salientes.

A autora do estudo, Elizabeth Schroeder, uma graduanda da Universidade Estadual de Iowa, disse que espera que os resultados da pesquisa encorajem as pessoas a procurar e cumprir uma rotina na academia de ginástica. Ela acrescenta:

“Algumas pessoas podem gostar de estar em uma academia e fazer sua própria rotina de exercícios, enquanto outras podem desejar aulas com grupos que potencialmente promovam um aspecto social, um ambiente divertido, com um horário consistente e uma série de exercícios projetados para você.

De qualquer forma, ambos envolvem a acumulação de atividade física, e esse é o objetivo.”

James Chestnut, um médico de quiropraxia com título de bacharel em educação física, um mestrado em fisiologia do exercício, além de uma certificação de pós-graduação em bem-estar, diz que as pessoas devem ver o exercício como uma necessidade para a saúde ao invés de algo que elas escolham fazer - ou não. Em uma entrevista passada ele observou que:

“O exercício é tão importante quanto a vitamina C ou respiração ou amor ou qualquer outra coisa. O exercício deve ser visto como um nutriente, um nutriente necessário e um nutriente essencial.”

O tempo e a motivação são os fatores com os quais todos têm de lidar. Mentalmente, você sabe o quão importante é o exercício, mesmo para reduzir o estresse, mas, como eles dizem, o espírito é muitas vezes fraco.

Se você se enquadra nesta categoria, o que você mais precisa é uma mudança na forma como você pensa sobre o exercício.

Motivação: Concentre-se no Positivo

Ao invés de pensar sobre se você quer fazê-lo e se você tem energia, tempo, foco ou motivação para se filiar a uma academia ou criar um tempo para uma sessão de exercícios- como uma pessoa sábia disse uma vez, basta fazê-lo.

Se tudo que você consegue fazer neste momento é juntar a vontade para se levantar, andar fora de casa e preencher seus pulmões com um punhado de respirações limpas, isso já é um começo. Ao trabalhar com pessoas que relutam em exercitar-se, Chestnut disse que gosta de começar gradualmente e pergunta:

“’Você estaria disposto a comprar algum equipamento para exercícios, algumas roupas, alguns tênis adequados, e você estaria disposto a sair pela manhã e respirar profundamente, dizer algo positivo sobre você e talvez sair e caminhar por três minutos?

O que você está disposto a fazer? Você está disposto a dar uma caminhada?  “E eu tenho tudo desde começar a fazer algumas flexões a só ficar fazendo agachamentos com os joelhos – isso está tudo dentro de uma progressão.”

Para alguns, concentrar-se nos aspectos positivos inicialmente é como dar os “primeiros passos”, o que, em pouco tempo, torna-se um ritmo natural. Talvez na privacidade de sua própria casa, você possa fazer mais, mesmo que seja apenas 10 minutos por dia de movimento corporal concentrado.  

Quando você se sentir mais confiante, o que normalmente acontece quando os efeitos positivos de se exercitar regularmente se tornam evidentes, você pode começar a procurar por uma academia, a menos que, é claro, você queira começar imediatamente.

Por que Filiar-se a uma Academia?

Deve-se prestar atenção ao fato de que se filiar a uma academia não é necessário para ficar e manter-se em forma. Algumas das rotinas de exercícios mais desafiadoras, incluindo os exercícios com peso corporal, podem ser feitas diretamente em sua própria casa, não sendo necessário nenhum equipamento.

Então, se você não pode pagar para filiar-se a uma academia, não tenha nenhuma próxima a você ou caso você simplesmente prefira se exercitar por conta própria, você ainda pode colher os benefícios do exercício.

No entanto, muitas pessoas gostam de se exercitar em uma academia. De acordo com o treinador de condicionamento físico pessoal baseado no Reino Unido, Scott Laidler, no Telegraph, quando você preenche um cartão de filiação a uma academia:

“A intenção normal é ir lá algumas vezes por semana para conseguir alguns resultados bastante alcançáveis. A realidade é que quanto mais você for atraído pela cultura de treinamento, mais você investirá em seus resultados; viver de forma saudável começa a penetrar em todas as facetas do seu estilo de vida.” 

Em uma academia, você provavelmente será introduzido a novos conceitos sobre treinamento de força, construção muscular, aeróbica, alongamento ativo e treinamento intervalado, bem como o treinamento intervalado de alta intensidade (High-Intensity Interval Training -HIIT).

Uma coisa que se torna aparente quando você começa a exercitar-se em uma academia é que trocar suas rotinas e atividades de condicionamento físico pode ajudar a aumentar seu nível de energia, força e sim, até mesmo sua motivação.

O que Você Pode Esperar ao Comprometer-se a Fazer Exercícios Regularmente?

Como você já sabe, alguns métodos aumentam a motivação mais do que apenas decidir fazer algo. Não há nada como uma pequena responsabilidade para fazer você continuar algo.

Mas aqui está outra coisa que pode te impulsionar a dar o primeiro passo: uma rotina de exercícios melhora a sua saúde de maneiras que você nem pode estar ciente.

  • Os benefícios físicos variam de ajudar você a combater os resfriados e a gripe a prevenir doenças ainda mais graves, como o câncer. O exercício pode ajudar a diminuir a pressão arterial, reduzir os níveis de insulina e a evitar e até reverter o diabetes tipo 2, fortalecer seu coração e ajudar a prevenir a doença de Parkinson.
  • Estudos mostram que o exercício pode até melhorar sua memória, criar novos vasos sanguíneos em seu cérebro e até ampliar o seu hipocampo, a área cerebral responsável pela memória verbal e aprendizado.
  • Em um nível mais profundo, até em nível celular, exercitar-se regularmente pode compensar o dano celular causado por radicais livres, causado por tudo, desde a poluição do ar até produtos químicos tóxicos na sua casa, escritório e até mesmo na sua comida. O exercício também pode melhorar seu humor e até aumentar sua produtividade.
  • Além de fortalecer seus músculos e ajudar a controlar o seu peso, o exercício pode ajudar a diminuir os inevitáveis sinais de envelhecimento  em até 10 anos, de modo que você estará mais propenso a pegar seus tênis para dar uma caminhada do que ir pegar seu tanque de oxigênio só para sair da casa.

Também há benefícios sociais em filiar-se a uma academia, pois você provavelmente encontrará novas pessoas que, como você, desfrutam de um estilo de vida ativo. Além da academia, você também pode procurar ligas esportivas em sua comunidade ou no seu trabalho, ou participar de aulas de exercícios especiais, como Ioga e Pilates, para aproveitar as recompensas tanto do exercício quanto de novos amigos.

Mais algumas coisas a serem observadas: planeje fazer suas sessões de exercícios quando eles funcionarem melhor para sua agenda e níveis de energia e ouça seu corpo.

Sessões de exercícios feitas no começo do dia provaram ser benéficas para queimar gordura e regular seu ritmo circadiano, embora outras pessoas prefiram fazer exercícios à tarde ou mesmo sessões de treinamento noturnas na academia.

Lembre-se, não é provável que você atinja um bem-estar otimizado sem fazer do exercício uma parte da sua rotina.