Para Que Serve o Sal do Himalaia?

Tamanho da fonte:
Sal do Himalaia

Uma pitada de sal pode fazer uma grande diferença, sendo capaz de transformar um prato comum em uma refeição apetitosa que a família e os amigos vão adorar.

O sal pode vir de diversas formas, não somente na forma do sal branco de mesa ao qual a maioria das pessoas estão acostumadas.

Sal Kosher, sal marinho, sal Celta e sal do Himalaia estão disponíveis atualmente, o que é uma ótima notícia para os cozinheiros ávidos que amam experimentar novos sabores.

Em particular, o sal do Himalaia está se tornando popular não somente porque é considerado um sal puro, mas igualmente porque há um aumento na curiosidade em relação a seus impactos sobre a saúde.

Mas, o que realmente faz do sal do Himalaia ser um produto tão especial?

Este artigo fornece informações sobre os usos e benefícios do sal do Himalaia e sobre como você pode hoje mesmo incorporá-lo em suas receitas favoritas .

O Que é o Sal do Himalaia?

O sal do Himalaia é um tipo de sal grosso extraído da região de Punjab no Paquistão, particularmente da Mina de Sal Khewra.

Noventa e oito por cento do sal do Himalaia é constituído de cloreto de sódio, enquanto que a porcentagem restante é constituída de traços de minerais como potássio, magnésio, cálcio, fósforo e vanádio.

Estes traços de minerais são responsáveis pelo sabor único do sal do Himalaia, diferente do sal de mesa, embora ambos sejam quimicamente similares.

Frequentemente, as pessoas tendem a comparar o sal do Himalaia com o sal marinho, provavelmente por causa do sabor único que estes dão ao alimento.

No entanto, existem características distintas que separam estes dois tipos de sal um do outro.

Veja o que o sal do Himalaia tem a oferecer comparado com o sal marinho:

Sal do Himalaia Sal Marinho

Fonte: Fonte

Sal do Himalaia: O sal do Himalaia é extraído da Mina de Sal Khewra na região de Punjab no Paquistão.

Sal Marinho: O sal marinho é obtido através da coleta e evaporação da água dos mares, oceanos ou lagos de água salgada usando-se um reservatório construído pelo homem. Após a evaporação da água, resíduos de sal se desenvolvem.

Textura e Sabor: Textura e Sabor

Sal do Himalaia: O sal do Himalaia é um sal grosso de cor vermelha a rosada de sabor forte se provado diretamente.

Sal Marinho: O sal marinho é grosso, porém de cor cinzenta a branca. Ele também tem um sabor forte quando experimentado diretamente, porém é diferente do sabor do sal do Himalaia.

Elementos Encontrados no Sal: Elementos Encontrados no Sal

Sal do Himalaia: Traços de minerais e outros elementos são encontrados no sal do Himalaia.

Sal Marinho: O sal marinho também contém traços de minerais, porém há um alto risco de possuir traços de metais pesados, como chumbo. Isto é devido à poluição que pode afetar negativamente a qualidade da água de onde o sal é extraído.

Para Que Serve o Sal do Himalaia?

O sal do Himalaia é geralmente usado da mesma forma que o sal de mesa; é usado para cozinhar, para temperar e para preservar alimentos. O que é uma exclusividade do sal do Himalaia, no entanto, é sua disponibilidade como blocos de sal que podem ser usados como travessas para servir pratos, como superfícies de cozimento e como tábuas de corte de alimentos.

Além de usar o sal do Himalaia para fins culinários, ele também pode substituir os sais de banho e pode ser adicionado a banhos relaxantes de sal e minerais permitindo que a pele absorva os minerais da água. Além disso, ele pode também ser transformado em lâmpadas de sal do Himalaia e suportes para velas para seus cômodos.

Benefícios do Sal do Himalaia para a Saúde

Usar o sal do Himalaia em vez do sal convencional de mesa é uma decisão da qual você não vai se arrepender.  Para começar, o sal do Himalaia é menos processado e não contém aditivos, diferente do sal de mesa, que é pesadamente refinado e misturado com agentes antiaglomerantes como carbonato de magnésio ou aluminossilicato de sódio.

Além disso, o sal do Himalaia também oferece benefícios que podem impactar o organismo das seguintes formas:

Melhora o equilíbrio saudável do pH nas suas células, particularmente nas células cerebrais

Auxiliando o desenvolvimento das células energéticas hidroelétricas no organismo

Ajudando a pele na recuperação de músculos danificados e outros problemas nos tecidos

Inibindo cãibras musculares

Melhora a força óssea

Dando apoio a saúde respiratória

Melhora da saúde do açúcar no sangue

Melhora da saúde vascular

Promove uma melhora na saúde sinusal

Absorvendo partículas de alimentos por meio do trato intestinal

Ajuda a melhorar a digestão e aumentando a saciedade

Dando apoio a libido

Regulando o sono

Regulando os níveis de pressão arterial (em conjunto com a água)

Purificando o ar (quando usado em uma lâmpada de sal)

Auxiliando com potente desintoxicante quando adicionado na água, pois ela transforma-se em solução iônica ajudando a eliminar toxinas da pele e dos tecidos adiposos

Existem 84 traços de minerais no sal do Himalaia que oferecem diversos benefícios. Abaixo, um resumo dos cinco traços de minerais mais importantes encontrados neste sal:

  • Sódio: O organismo precisa dele para desempenhar várias funções, pois ele ajuda a contrair e relaxar os músculos, prevenindo contra a desidratação e níveis baixos de pressão e enviando impulsos ao sistema nervoso.
  • Cálcio: Ele é aclamado por suas propriedades de proteção dos músculos cardíacos, formação de ossos, gengivas e dentes fortes, inibindo o desenvolvimento de cálculos renais, depressão pré-menstrual e obesidade, regulando os níveis de pressão arterial e promovendo um nível de pH alcalino saudável.
  • Magnésio: Este é um componente vital para os processos bioquímicos do organismo. O magnésio também desempenha um papel na promoção da formação óssea e dental adequada, relaxando vasos sanguíneos, melhorando a função dos músculos e dos nervos, regulando o açúcar no sangue e a sensibilidade à insulina e promovendo a criação de trifosfato adenosina (ATP) ou a corrente energética do corpo.
  • Ferro: Serve para aumentar a força do sistema imunológico e na produção de energia. A principal função do ferro, no entanto, é a produção de hemoglobina que é uma etapa importante no transporte do oxigênio pelo organismo.
  • Potássio: O sal do Himalaia contém grandes quantidades de potássio se comparando com outros sais naturais e não processados. Isto ajuda o organismo a manter o equilíbrio da proporção potássio/sal.

Manter os Níveis de Sódio e Potássio no Corpo Pode Fazer a Diferença

Muitos especialistas têm sugerido que consumir a menor quantidade possível de sal é melhor para a saúde. No entanto, há diversas desvantagens nesta linha de pensamento. Embora consumir muito sal seja definitivamente perigoso para o seu organismo, existem riscos à saúde atribuídos a uma queda brusca no consumo de sal.

De acordo com um estudo publicado no Lancet, embora dietas com grande consumo de sal estivessem ligadas  uma maior risco de eventos cardiovasculares e morte em populações hipertensas, dietas com baixo consumo de sal foram também foram alarmantemente associadas a uma maior possibilidade de eventos cardiovasculares como infartos e derrames e mortes de pessoas com e sem hipertensão.

Resultados destacaram que um consumo diário de cerca de 3.000 miligramas de sal foi associado à uma saúde otimizada. Embora os resultados deste estudo realizado pela Lancet tenham sido considerados controversos, você ficaria surpreso em saber que há outros estudos apoiando essa afirmação.

Finalmente, você não deve se preocupar em manter somente os níveis de sódio otimizados, mas garantir que haja um equilíbrio entre os níveis de sódio e potássio no seu corpo.

Um estudo realizado em 2014 pela revista Advances in Nutrition apontou que a proporção entre sódio e potássio de uma pessoa estava mais fortemente ligado a alterações na pressão arterial do que o sódio e o potássio individualmente.

Ademais, pesquisadores também descobriram que esta proporção pode ajudar na determinação se uma pessoa está em um maior risco de doenças cardiovasculares (Cardiovascular Disease -CVD) e todas as causas de mortalidade aos quais uma pessoa está predisposta e pode ser um fator de risco mais importante de hipertensão e CVD.

Idealmente, fazer o equilíbrio entre a proporção de sódio e potássio envolve o aumento da ingestão de alimentos ricos em potássio enquanto se consome quantidades moderadas de sódio.

Exemplos de alimentos que são naturalmente ricos em potássio com baixa quantidade de sódio:

Feijão branco

Espinafre

Batata doce

Brócolis

Cantaloupe

Tomate cereja

Amoras

Laranja

Toranja Vermelha

Ameixas

Ameixas Secas

Uvas passas

Bananas

Alcachofras

Abóbora bolota

Nozes e sementes

Damasco

Abacate

Alho

Pólen da abelha

Como Cozinhar com o Sal do Himalaia

Conforme mencionado anteriormente, o sal é ótimo para temperar alimentos, desde aperitivos até pratos principais e até algumas sobremesas.

Nesta Receita Simples Porém Saborosa de Picles Feito em Casa, o sal do Himalaia é usado por dois motivos — adiciona sabor aos legumes e preserva-os para o prolongamento de sua vida útil:

Cozinhando com o Sal do Himalaia: 

Receita Simples Porém Saborosa de Picles Feito em Casa

sal do himalaia e alho

Ingredientes:

  • Mini  pepinos  orgânicos em quantidade suficiente para encher um frasco de sua preferência
  • 2 colheres de sopa de sal do Himalaia do Dr. Mercola
  • Folhas frescas de carvalho fresco ou de louro (3 ou 4 para o frasco todo)
  • Vinagre de cidra de maçã do Dr. Mercola

  • Erva-doce, sementes de mostarda, pimenta, alho, coentro e / ou endro

Modo de Fazer:

  1. Lave o frasco com água fervente para esterilizá-lo.
  2. Para fazer a salmoura, adicione 1/4 de xícara de vinagre de cidra de maçã, a Cultura Cinética inicial (se for usada) e quantidade suficiente de sal para que ela fique saturada (você deve ter um sal que não dissolva).
  3. Adicione qualquer tempero de sua preferência no frasco.
  4. Adicione os pepinos no frasco, apertando-os bem.
  5. Adicione as ervas frescas no topo (coentro e endro).
  6. Preencha o resto do frasco com água purificada.
  7. Cubra o frasco e coloque-o na geladeira de três ou quatro dias.

Se você estiver pronto para um desafio, tente cozinhar com o bloco de sal do Himalaia. Idealmente, você deve vagarosamente pré-aquecer ou temperar o bloco de sal cuidadosamente antes de cozinhar, especialmente durante as primeiras cinco vezes que ele for usado. A Wellness Mama fornece um guia passo a passo para fazer a têmpera do bloco de sal:

  1. “Coloque o bloco no forno na grelha mais baixa.
  2. Ligue o forno na temperatura mais baixa (geralmente 76°C).
  3. Deixe o bloco de sal por 30 minutos nesta temperatura.
  4. Após 30 minutos, aumente a temperatura em 10 graus e deixe o bloco por mais 30 minutos.
  5. Repita este processo, aumentando a temperatura em 10 gruas a cada 30 minutos, até que a temperatura chegue a 260 graus.
  6. Desligue o forno e deixe o bloco de sal dentro, com a porta fechada, até que o sal esteja completamente resfriado à temperatura ambiente.”

De acordo com o autor, o bloco de sal produziu sons de rachadura e desenvolveu linhas visíveis durante a têmpera, porém isso é normal. Depois fazer a têmpera do bloco de sal, aqueça-o novamente no fogão ou em uma grelha para garantir que esteja pronto para cozinhar:

Aquecendo o Bloco de Sal no Fogão

  1. Certifique-se de que o bloco de sal esteja completamente limpo e seco e que ele esteve seco, há pelo menos, 24 horas desde o momento em que esteve úmido.
  2. Coloque o bloco de sal sobre um queimador de gás. Você pode igualmente aquecê-lo sobre uma fogão elétrico, porém coloque um anel de metal ou algum tipo de grade entre o bloco e o fogão para permitir que o ar flua.
  3. Ligue o fogo e configure o cronômetro para 15 ou 20 minutos (dependendo do tamanho, uma vez que blocos maiores levam mais tempo).
  4. Aumente o fogo para médio e deixe por outros 15 ou 20 minutos.
  5. Aumente o fogo novamente de médio para alto por mais 10 ou 15 minutos.
  6. Use um termômetro a laser, se tiver um, para garantir que o bloco atinja 260 graus Celsius. Se não tiver, respingue algumas gotas de água no sal e certifique-se de que elas dançam e evaporam imediatamente; tome cuidado para não tocá-lo.

Aquecendo o Bloco de Sal em uma Grelha a Gás ou a Carvão

  1. Em uma grelha a gás, comece com um aquecimento baixo como você faria com um fogão a gás e trabalhe vagarosamente. Se estiver usando uma grelha a carvão, coloque o carvão em um lado e o bloco de sal no outro lado.
  2. Observe a temperatura vagarosamente para garantir que ela não se aqueça rapidamente.

Após pré-aquecer o bloco de sal, você está agora pronto para cozinhar carnes, frutos do mar, legumes ou ovos. O cozimento com sal do Himalaia doura o alimento perfeitamente e dá um sabor suave e salgado. Abaixo, você encontra alguns lembretes finais sobre o cozimento com o bloco de sal do Himalaia:

  1. Aqueça completamente o bloco antes de usá-lo. Se o bloco de sal não estiver aquecido suficientemente, ele pode salgar demais e cozinhar pouco seu alimento.
  2. Tente usar alimentos de rápido cozimento. Quanto mais rápido o alimento cozinhar, melhor o bloco de sal do Himalaia irá funcionar. Evite assar ou usar alimentos que demoram muito tempo para cozinhar. Bifes derivado de animais alimentado com grama e cortes finos de carne, frutos do mar e legumes de rápido cozimento, como aspargos e abobrinha, são boas opções.
  3. Evite usar óleo no bloco. Existe uma tendência n o óleo de funcionar por si próprio nas rachaduras do bloco de sal e se tornar rançoso se em primeiro lugar ele não pegar fogo enquanto você está cozinhando.
  4. Continue a cozinhar. Depois de pré-aquecer o bloco, você pode cozinhar nele por diversas horas.

Para garantir que você possa usar o bloco de sal do Himalaia por um tempo prolongado, cuide dele com carinho.  Existem duas regras principais para cuidar do bloco de sal: a primeira é permitir que as mudanças de temperatura aconteçam vagarosamente, e a segunda é não colocá-lo na máquina de lavar louça.

Existe um guia para fazer limpeza do bloco de sal do Himalaia:

  1. Deixe que ele esfrie naturalmente e completamente após o cozimento; antes de limpá-lo, o bloco de sal deve estar completamente frio.
  2. Não use sabão e use a menor quantidade possível de água. Felizmente, o sal é naturalmente antibacteriano e fácil de limpar.  Usar a menor quantidade de água possível é crucial porque altas quantidades da mesma podem desgastar o bloco e remover uma pequena camada de sal.
  3. Use um esfregão ou esponja para esfregar o bloco e remover qualquer resíduo de alimento.
  4. Faça uma limpeza final com uma esponja limpa e levemente úmida.
  5. Pegue uma toalha limpa e seque o bloco. Deixe-o secar por 24 horas antes de usá-lo novamente.

Com suas muitas finalidades, muitos benefícios importantes e falta de aditivos e ingredientes artificiais, o sal do Himalaia está claramente um grau acima dos outros tipos de sal vendidos atualmente. Melhor ainda, estudos destacaram a importância da adição de fontes de sódio, tais como o sal do Himalaia à dieta, por conta de suas capacidades na melhorara do seu bem-estar.

Lembre-se, no entanto, que para que o sal do Himalaia cumpra sua função, você deve consumi-lo junto com alimentos ricos em potássio. Apesar das características únicas do sal do Himalaia, ele não é a única chave para melhorar sua saúde e reduzir o risco de doenças.

Consumir uma dieta com alimentos reais e integrais e aumentar a atividade física permanecem sendo os principais fatores que podem ajudar você a alcançar esses objetivos.

+ Recursos e Referências