Use o Óleo de Bardana para Promover o Crescimento Saudável dos Cabelos

Óleo de Bardana

Resumo da matéria -

  • Uma forma de se conseguir saúde ideal dos cabelos é confiar no que a natureza tem a oferecer, que é o óleo de bardana de alta qualidade. Conheça a origem deste óleo, as aplicações e os benefícios promovidos por ele, sua composição e o uso adequado para obtenção de mechas brilhantes e outros efeitos terapêuticos
Tamanho da fonte:

A saúde dos cabelos e do couro cabeludo é mais bem promovida sem o uso de xampus comerciais tóxicos e produtos para tratamento dos cabelos. Uma forma de se conseguir saúde ideal dos cabelos é confiar no que a natureza tem a oferecer, que é o óleo de bardana de alta qualidade. Conheça a origem, aplicações e benefícios promovidos por este óleo, sua composição e uso adequado para obtenção de mechas brilhantes e outros efeitos terapêuticos.

O Que é Óleo de Bardana?

Óleo de bardana — também conhecido como óleo de baldrana e extrato da raiz da bardana — é extraído das folhas e raízes da planta bardana (Arctium), perene e resistente, nativa da Europa e naturalizada na América do Norte.

A planta possui folhas grandes, flores roxas, sementes na forma de pequenas rebarbas esféricas (em inglês “burrs” daí o nome “burdock”, que significa bardana) e raízes usadas para fins cosméticos e medicinais. Diz-se que a bardana tem sido usada durante séculos por diversas culturas, o que explica seus diferentes nomes. Tem sido usada em alimentos e bebidas, assim como na medicina tradicional.

Americanos nativos faziam doces fervendo seu caule em xarope de bordo. No herbalismo popular, a bardana seca é considerada diurética, diaforética e agente de purificação do sangue. O óleo de bardana é atualmente usado na Europa e na América para crescimento dos cabelos e para tratamento do couro cabeludo.

Eis uma curiosidade interessante: a bardana é a inspiração por trás dos fechos de velcro. No início dos anos 1940, após levar seu cachorro para passear, o inventor suíço George de Mestral estudou as sementes da planta da bardana que grudaram em suas roupas e nos pelos do cachorro.

Sob as lentes de um microscópio, o inventor estudou atentamente o sistema de ganchos que as sementes usavam para “pegar carona” com animais e pessoas em movimento para promover sua propagação. Ele percebeu que o mesmo princípio poderia ser usado para unir outras coisas e, dessa forma, inventou o velcro.

Observe, no entanto, que a bardana é mais do que simplesmente uma substância colante — sua raiz e seu óleo podem servir como medicamentos herbáceos e possuem uma ampla gama de aplicações.

Aplicações do Óleo de Bardana

Todas as partes da planta da bardana são usadas para fins práticos e medicinais. A raiz serve como alimento, enquanto as sementes podem ser usadas para redução da febre. Herbalistas misturam a tintura da raiz da planta com outras ervas para o tratamento de problemas de articulações.

O cataplasma das raízes ou folhas é aplicado em cortes ou arranhões pequenos, enquanto a lavagem da raiz pode ser um tratamento útil da acne.

O crescimento do cabelo e a manutenção do couro cabeludo são frequentemente destacados como aplicações primárias do óleo de bardana. Este óleo oferece suporte nutricional ao couro cabeludo e nutre profundamente os folículos.

O óleo de bardana também é comercializado para perda de cabelos, tendo produtos prontamente disponíveis nas lojas de produtos cosméticos e pode ser massageado no cabelo três vezes por semana para obtenção de melhores resultados. Ele ajuda a restaurar a função dos folículos capilares e das glândulas sebáceas, protegendo contra o ressecamento do couro cabeludo.

Este óleo também é particularmente popular no Japão, não somente para a saúde dos cabelos, mas também para cuidados da pele — ele é adicionado tanto a xampus quanto a produtos faciais.

Composição do Óleo de Bardana

A planta possui diversos compostos químicos. Suas raízes e folhas — principais fontes do óleo — contêm glicosídeos, flavonoides, tanino, óleo volátil (incluindo lactonas sesquiterpênicas), poliacetilenos (que combatem bactérias e fungos causadores de doenças), resina, mucilagem, inulina (até 45%), alcaloides, óleo essencial, fitoesterois e derivados do ácido cafeico.

As sementes da bardana, por outro lado, possuem ácidos graxos essenciais, juntamente com vitaminas A e B2.

Benefícios Promovidos pelo Óleo de Bardana

Benefícios promovidos pelo óleo de bardana

Devido à quantidade de vitamina A e ácidos graxos essenciais encontrados neste óleo (que incluem AGEs raros de cadeia longa), o óleo de bardana pode ajudar no fortalecimento dos cabelos nutrindo o couro cabeludo. Estes nutrientes são necessários para a manutenção do couro cabeludo saudável e promoção do crescimento natural dos cabelos.

Existe um suporte combinado entre seu efeito relaxante e as funções normais das glândulas sebáceas e os folículos capilares.

O óleo de bardana também ajuda no tratamento de infecções e irritação no couro cabeludo causadas por caspa. Ele auxilia no alívio da coceira e da vermelhidão no couro cabeludo e na aparência do couro cabeludo e dos cabelos.

Como Produzir Infusão do Óleo de Bardana

O eHow fornece uma receita simples e rápida para produção de sua própria infusão de óleo de raiz de bardana. Lembre-se que a melhor forma de fazer isto é usando raiz fresca em vez de seca.

O que você vai precisar:

  • Óleo vegetal de boa qualidade
  • Raiz de bardana
  • Almofariz e pilão
  • Jarra de vidro hermética

Instruções:

  1. Corte a raiz de bardana em pedaços pequenos. Esmague esses pedaços com um almofariz e pilão para deixar a polpa exposta.
  2. Deixe a raiz esmagada secando por um dia. Isto ajudará na perda de umidade e na concentração dos nutrientes dentro da raiz.
  3. Coloque a raiz em uma jarra de vidro limpa. Cubra-a com óleo vegetal de boa qualidade como azeite de oliva extravirgem. Sele e deixe-a no escuro por seis semanas para que a infusão ocorra. Talvez você precise abrir a jarra toda semana para liberar gás que pode formar-se.

Como o Óleo de Bardana Funciona?

A planta bardana contém uma série de componentes benéficos, tais como mucilagem, tanino, inulina, vitamina A e ácidos graxos essenciais, todos podendo promover ações benéficas. Estas substâncias podem ajudar na nutrição dos cabelos, assim como no tratamento de problemas de pele como acne e ressecamento, especialmente quando estes problemas estão associados à má dieta, constipação ou problemas hepáticos.

Geralmente, o óleo de bardana é aplicado topicamente para promoção de seus benefícios capilares e dérmicos.

O Óleo de Bardana é Seguro?

Problemas com relação à segurança relacionados ao óleo e à planta da bardana são considerados raros, exceto em pessoas especificamente sob risco. Por exemplo, ele pode causar reação alérgica em pessoas sensíveis a certas flores e ervas como tasneira, margaridas, calêndula e outras.

A raiz da bardana, fonte do óleo, é usada para o tratamento de problemas internos e externos de saúde. A bardana é ainda mais segura usada como alimento na Ásia. Antes de ingerir o óleo, no entanto, é melhor consultar um médico de confiança ou um herbalista.

Recomendo que mulheres grávidas e amamentando, e pessoas sensíveis a tasneira e afins, evitem o uso deste óleo. Uma vez que o óleo de bardana também pode aumentar o risco de sangramento durante e depois de uma cirurgia, acredito ser melhor parar de consumi-lo, pelo menos, duas semanas antes da data da cirurgia.

Efeitos Colaterais do Óleo de Bardana

O óleo de bardana pode reduzir ou aumentar o açúcar no sangue, portanto pessoas diabéticas devem medir seus níveis e, de forma geral, evitar seu uso. Ele pode também provocar desequilíbrio eletrolítico e alergia na pele. É por isso que o aconselho a consultar um praticante de holística natural antes de usá-lo, especialmente quando o fizer pensando em seus benefícios terapêuticos.

Anticoagulantes ou medicamentos que reduzem a coagulação sanguínea interagem com a bardana, portanto seu consumo aumenta as chances de contusão e sangramento. Alguns medicamentos deste tipo são aspirina, clopidogrel, diclofenaco, ibuprofeno e varfarina.