Diminua o risco de câncer de tireoide com o chá de camomila


Chá de camomila

Resumo da matéria -

  • As pessoas que beberam chá de camomila duas a seis vezes por semana tiveram risco 70% menor de desenvolver anormalidades na tireoide
  • As pessoas que tomaram chá de camomila regularmente por 30 anos tiveram risco 80% menor de problemas de tireoide, inclusive câncer
  • É provável que os flavonoides naturalmente presentes, como a apigenina, sejam os responsáveis por alguns dos efeitos anticâncer da camomila
Tamanho da fonte:

Por Dr. Mercola

Os chás de ervas são uma fonte rica em compostos benéficos, como polifenóis e flavonoides, com propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias.

Tomar uma xícara de vez em quando, sem levar também um estilo de vida saudável, talvez não faça uma grande diferença na sua saúde, mas entre as pessoas na Grécia, a maioria delas seguindo uma dieta mediterrânea saudável, o chá de ervas acabou oferecendo bastante proteção contra o câncer.

Três tipos de chás de ervas destacaram-se por seu potencial anticâncer, mas dentre os tipos (camomila, sálvia e chás da montanha), a camomila assumiu a liderança, superando os outros dois em termos de prevenção contra o câncer.

Consumo do chá de camomila pode reduzir o risco de câncer de tireoide em até 80%

Os índices de câncer de tireoide são significativamente menores na Grécia do que nos Estados Unidos e na Europa. Na Grécia, cerca de 1,6 a cada 100.000 pessoas são diagnosticadas com câncer de tireoide todo ano, em comparação aos índices de 13,2 e 5,2 a cada 100.000 pessoas nos Estados Unidos e na Europa, respectivamente.

Além das hortaliças frescas e das gorduras saudáveis que são o enfoque da dieta mediterrânea, os moradores de Atenas geralmente tomam chá de ervas, e o estudo revelou que quanto mais se consumia chá de camomila, menor era o risco de câncer de tireoide.

Em termos específicos, as pessoas que tomaram chá de camomila duas a seis vezes por semana tiveram risco 70% menor de desenvolver anormalidades na tireoide enquanto que as que beberam o chá regularmente por 30 anos apresentaram risco 80% menor. Segundo o estudo:

"Embora os estudos na última década tenham abordado a função protetora do chá preto e do chá verde em diversas doenças, inclusive o câncer, existem alguns estudos controversos sobre o efeito do chá nas doenças benignas e malignas da tireoide.

…Nossas descobertas indicam pela primeira vez que a ingestão de chás de ervas, principalmente de camomila, protege contra o câncer de tireoide e outras doenças benignas da tireoide".

Camomila contém o flavonoide anticâncer apigenina

É provável que os flavonoides naturalmente presentes, como a apigenina, sejam os responsáveis por alguns dos efeitos anticâncer da camomila. A apigenina, encontrada na camomila e também no aipo, salsa, frutas e outras verduras e ervas, retardou o desenvolvimento de câncer e reduziu o número de tumores cancerígenos em estudos com animais.

Quando os ratos que receberam células de um câncer de mama humano particularmente mortal e de rápido desenvolvimento foram tratados com apigenina, o crescimento do câncer foi retardado e os tumores diminuíram.

Os vasos sanguíneos que alimentavam os tumores também se contraíram e restringiram o fluxo de nutrientes para as células tumorais, impedindo, assim, o fornecimento de nutrientes necessários para sua propagação. Um estudo realizado em 2011 também mostrou resultados promissores semelhantes: quando os ratos com câncer de mama foram tratados com apigenina, eles desenvolveram menos tumores e tiveram atrasos significativos na formação de tumores.

Novamente, em 2013, a apigenina mostrou bloquear a capacidade das células do câncer de mama de inibir sua própria morte. O interessante é que foi constatado que o composto se ligou a 160 proteínas do corpo humano, o que indica que seus efeitos à saúde são bem mais amplos (diferentemente dos remédios farmacêuticos, que geralmente apresentam somente um objetivo específico). Os pesquisadores explicaram:

"...em contraste com os produtos farmacêuticos de moléculas pequenas projetados para a especificidade de um objetivo definido, as substâncias fitoquímicas alimentares afetam um grande número de metas celulares com diferentes afinidades, que, combinadas, resultam em benefícios reconhecidos à saúde".

Sete benefícios da camomila à saúde

Essa erva calmante apresenta uma longa história de uso tradicional, inclusive pelo próprio pai da medicina, Hipócrates. A camomila é geralmente utilizada em forma de infusão, de extratos líquidos ou de óleos essenciais feitos da cabeça da flor fresca ou seca da planta.

Além de exercer um papel na prevenção do câncer de tireoide, a camomila, oriunda da planta Camellia sinensis, tem diversas funções farmacológicas, tais como:

AntibacterianaAntifúngicaAnti-inflamatória
AntiespasmódicaAntiulcerosaAntiviral
Efeitos sedativos  

Além disso, a camomila pode ajudar nos seguintes problemas:

1. Feridas e picadas de inseto
A camomila é uma das ervas mais calmantes de todas, seja ela usada no chá ou aplicada sobre a pele. Ela é rica em bioflavonoides como a apigenina, luteolina e quercetina e era valorizada pelos antigos gregos, romanos e egípcios como um remédio para o tratamento de feridas.
Uma pesquisa mostra que os ratos que beberam água de camomila se curaram mais rapidamente do que os que não beberam, possivelmente devido aos efeitos anti-inflamatórios, antimicrobianos e antioxidantes da erva. A camomila mostrou até mesmo curar as feridas de modo mais rápido do que os corticoides.

2. Diabetes

O chá de camomila pode ser uma excelente opção para os diabéticos conforme demonstrado em um estudo com animais que mostrou quedas significativas nos níveis de glicose no sangue entre ratos com diabetes, ao mesmo tempo que reduziu o risco de complicações diabéticas, como a neuropatia diabética (danos aos nervos), catarata, danos à visão e aos rins.

Segundo o Molecular Medicine Reports:

"Estudos indicam que a camomila melhora a hiperglicemia e as complicações diabéticas suprimindo os níveis de açúcar no sangue...[e] aumentando o armazenamento de glicogênio no fígado..."

3. Menos espasmos musculares, estresse e ansiedade

O chá de camomila eleva os níveis de glicina, que ajuda a acalmar os espasmos musculares. A glicina é também um relaxante dos nervos, o que explica por que a camomila também é eficaz no alívio do estresse e da ansiedade. Tradicionalmente, o chá de camomila também é recomendado para aliviar as cólicas menstruais.

4. Sono

A camomila tem efeitos sedativos que auxiliam no sono, e é por isso que o chá de camomila é geralmente ingerido antes de dormir. Um estudo revelou que as pessoas com insônia que beberam um suplemento de camomila apresentaram melhorias no funcionamento durante o dia e possíveis benefícios nos indicadores de sono também. Segundo o Molecular Medicine Reports:

"A camomila é amplamente conhecida por ser um calmante leve e indutor do sono. Os efeitos sedativos podem ser devido ao flavonoide, a apigenina, que se liga aos receptores de benzodiazepina do cérebro.

Estudos em modelos pré-clínicos mostraram efeitos anticonvulsivos e depressores do SNC [sistema nervoso central ] respectivamente… 10 pacientes cardíacos caíram imediatamente em sono profundo por 90 minutos depois de ingerir o chá de camomila".

5. Problemas digestivos

Como relaxante muscular, a camomila pode ajudar a aliviar um problema estomacal e pode ajudar na síndrome do intestino irritável (SII). O Molecular Medicine Reports publicou:

"A camomila é usada tradicionalmente em diversos problemas gastrointestinais, como distúrbios digestivos, 'espasmos' ou cólicas, problemas estomacais, flatulência (gases), úlceras e irritação gastrointestinal. A camomila é especialmente útil na eliminação de gases, aliviando o estômago e relaxando os músculos que movimentam o alimento através dos intestinos".

6. Hemorroidas

A camomila tem potentes efeitos anti-inflamatórios e a pomada de camomila pode ajudar a melhorar as hemorroidas. A camomila também pode ser usada em forma de solução em um banho de assento para aliviar as hemorroidas.

7. Irritação cutânea

Os efeitos calmantes da camomila não se concentram apenas no humor. Devido aos seus efeitos anti-inflamatórios, a camomila é geralmente usada para tratar irritações cutâneas como queimaduras solares e erupções, e pode ajudar em problemas como eczema também. Em um estudo sobre eczema, a camomila mostrou ser 60% tão eficaz quanto um creme de hidrocortisona.

A camomila é um tônico de saúde em geral?

A camomila é um dos chás de ervas mais populares em todo o mundo. Nos Estados Unidos, são importadas até 450 toneladas de camomila a cada ano, e cerca de 90% disso é usado nos chás. Assim como acontece com a maioria das ervas, parece que a camomila é útil em diversos problemas de saúde ao mesmo tempo que oferece amplos efeitos de cura. Na Alemanha, a camomila é aprovada para uso na redução de inchaço cutâneo e cólicas estomacais.
 
O Conselho Botânico Americano observa que existem estudos que apoiam o "uso da camomila na melhoria do sono, alívio da diarreia em crianças, alívio da cólica em bebês, cicatrização, redução de mucosite em pacientes que passam por tratamento de radiação e alívio dos sintomas de eczema".

A camomila também tem benefícios significativos na saúde emocional e mental, oferecendo alívio da "tensão nervosa...excitabilidade nervosa nas crianças...[e] condições de estresse em que a digestão é um problema". Descobriu-se também que melhorou alguns sintomas de transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) em adolescentes. Além disso, o Molecular Medicine Reports publicou:

"A camomila é usada como um remédio fitoterápico desde a antiguidade, ainda é popular hoje em dia e provavelmente continuará sendo usada no futuro porque contém substâncias fitoquímicas bioativas capazes de fornecer efeitos terapêuticos. A camomila pode ajudar a melhorar os problemas cardiovasculares, estimular o sistema imunológico e fornecer alguma proteção contra o câncer".

Sugestões e doses de utilização da camomila

Se você gosta de chá de camomila, ela é uma boa bebida para tomar antes de ir para a cama ou depois de um dia estressante. Você também pode desfrutar de uma xícara de chá após a refeição. Se você deseja preparar uma infusão de camomila para aliviar problemas gastrointestinais, a Comissão E da Alemanha recomenda a seguinte receita:

"150 ml de água fervente despejada sobre aproximadamente 3 g de flores secas, imersas por 5 a 10 minutos, 3 a 4 vezes por dia entre as refeições para problemas gastrointestinais".

O Conselho Botânico Americano também oferece as seguintes receitas para o uso da camomila na forma de flor seca para diversas indisposições:

  • Aditivo para o banho: 50 g de flores secas adicionadas a 10 litros de água como banho para inflamações da área anogenital (p. ex., hemorroidas)
  • Gargarejo: 100 ml de água fervente despejada sobre 3 a 10 g de flores secas, imersas por 5 a 10 minutos. A infusão do chá é usada como lavagem ou gargarejo em inflamações das membranas mucosas da boca e da garganta.
  • Inalação: 100 ml de água fervente despejada sobre 3 a 10 g de flores secas, imersas por 5 a 10 minutos, de 1 a 3 vezes por dia. A inalação do vapor é boa para inflamações do trato respiratório superior.
  • Emplastro: pasta semissólida ou gesso contendo 3 a 10% de cabeças da flor.
Embora a camomila apresente um excelente histórico de segurança com pouquíssimas contraindicações, se você é alérgico ao pólen de ambrosia, crisântemo, áster, aquileia, arnica ou calêndula, você também pode ter alergia à camomila. Além disso, se você está tomando remédios anticoagulantes como a varfarina (Coumadin), foram relatadas possíveis interações com esse medicamento embora isso ainda seja discutível.