Viva uma Experiência Purificante Como Nenhuma Outra com Óleo de Tulsi

Óleo de Tulsi

Resumo da matéria -

  • Devido às suas diversas propriedade benéficas, a tulsi foi batizada de “rainha das ervas”
  • Uma das formas mais populares de maximizar os benefícios potenciais desta erva é dissipando ou inalando seu óleo essencial. Aqui você encontra tudo o que precisa saber sobre a tulsi, conhecida como óleo de manjericão santo
Tamanho da fonte:

Altamente reverenciada na Índia por mais de 5000 anos, a tulsi, também conhecida como manjericão sagrado, tem sido valorizada por suas inúmeras propriedades benéficas à saúde.

Acredita-se que esta erva purifique a mente, o organismo e o espírito, e ela tem sido apreciada por sua natureza protetora e revigorante.

Existem diversos produtos à base de tulsi disponíveis hoje em dia, como pastilhas de tulsi, chá de tulsi e até tulsi em pó.

Porém, uma das formas mais populares de maximizar os benefícios potenciais desta erva é dissipando ou inalando seu óleo essencial.

Aqui você encontra tudo o que precisa saber sobre a tulsi, ou óleo de manjericão santo.

O Que é Óleo de Tulsi?

O óleo de tulsi é extraído do manjericão santo (Ocimum tenuiflorum), uma espécie de manjericão nativo do subcontinente Indiano. Esta planta cheia de arbustos pode crescer 60 a 90 centímetros em altura, possui folhas serrilhadas ovais com cor variando de verde claro a roxo (dependendo da espécie).

As plantas tulsi igualmente produzem espigas de flores cor de rosa ou lavanda pequenas, e frutas que lembram castanhas cor de ferrugem.

A planta tulsi é altamente sensível a geadas e desenvolve-se melhor em climas quentes do Mediterrâneo, assim como outras espécies de manjericão. Porém, embora ela floresça melhor no jardim externo, você pode igualmente cultivá-la em ambientes fechados.

Devido às suas diversas propriedades benéficas, a tulsi foi batizada de “Rainha das Ervas”. O nome por si só traduz o “incomparável”, provavelmente referindo-se aos inúmeros benefícios promovidos por ela.

A tulsi é uma das principais ervas do sistema de saúde holístico ancestral da Índia chamado Ayurveda. Na verdade, Ayurveda significa “conhecimento de vida”, e as ervas são o centro desta prática.

Por isso mesmo, não é surpresa que o óleo de tulsi tenha igualmente conseguido atenção considerável, particularmente por causa de seus efeitos calmantes. A fragrância única e as qualidades medicinais que o óleo de manjericão santo oferece definitivamente o torna merecedor do título “elixir da vida”.

O óleo de tulsi possui fragrância acentuada, fresca, terrosa e mentolada descrita como sendo similar ao alcaçuz. Ele tem cor amarelo pálido e possui consistência fina.

Aplicações do Óleo de Tulsi

Na Índia, a tulsi é uma erva considerada sagrada, particularmente porque ela representa a deusa Lakshmi, esposa de Vishnu, uma das divindades mais importantes do Hinduísmo. Existe um costume ancestral na Índia de adoração à planta duas vezes ao dia, regando-a e colocando lâmpadas em volta dela, uma vez pela manhã e uma vez à noite.

Os hindus acreditam que ela traz boa sorte ao mesmo tempo em que protege suas famílias contra males e danos.

Todas as partes da planta, desde as folhas até as sementes, têm usos surpreendentes ao organismo. Por exemplo, a planta integral pode ser usada para aliviar vômitos, náusea e diarreia, enquanto misturar folhas e sementes com pimenta do reino pode promover efeitos potentes contra a malária.

Pílulas e pomadas produzidas com a tulsi podem ser eficazes contra eczema, enquanto um extrato de álcool pode funcionar contra problemas nos olhos e picadas de insetos. Acredita-se que as flores frescas de tulsi diminuam sintomas de bronquite.

Na verdade, existe uma crença que diz que mesmo ficar fisicamente perto de uma planta de tulsi protege contra diferentes infecções. Acredita-se que adicionar algumas folhas no alimento ou na água potável pode ajudar na purificação e na matança de germes. Mesmo inalar seu perfume pode ajudar na proteção contra tosses, resfriados e outros vírus.

Acredita-se que o óleo de tulsi, em particular, seja eficaz no afastamento de insetos quando usado como repelente. Tudo o que você precisa fazer é diluir o óleo essencial em um óleo veicular seguro ou em água purificada e, então, aplicá-lo no corpo (certifique-se de não ser alérgico(a) a esta planta antes de fazê-lo).

O óleo de tulsi diluído igualmente funciona como bom desodorizante para ajudar na eliminação do odor do corpo.

Composição do Óleo de Tulsi

O eugenol constitui a maior parte da composição do óleo de tulsi sendo, em alguns casos, mais de 85 por cento. Este é o mesmo constituinte que promove ao óleo de cravo seu aroma principal, causando ocasionalmente confusão entre estes dois óleos. Outros compostos benéficos do óleo de tulsi são o estragol, o 1,8-Cineol, o B-Bisaboleno e o (Z)-a-Bisaboleno.

Benefícios do Óleo de Tulsi

Tanto a planta quanto o óleo essencial produzido a partir dela oferece benefícios à saúde, como:

  • Ajuda no alívio de problemas de pele e no afastamento de mosquitos.
  • Ajuda na proteção contra problemas cardiovasculares. O eugenol na tulsi pode ajudar no gerenciamento dos níveis de colesterol no sangue.
  • Alívio da febre. É um excelente germicida, fungicida e desinfetante e pode efetivamente proteger seu organismo contra organismos patogênicos.
  • Diminui problemas respiratórios como bronquite. Ele ajuda no alívio da congestão respiratória, graças a seus componentes benéficos.
  • Promove proteção contra problemas dentários. Ajuda na eliminação de bactérias que podem causar tártaro, mau hálito e placas, enquanto promove efeito protetor ao mesmo tempo. Suas propriedades adstringentes igualmente podem ajudar as gengivas a segurar os dentes mais firmemente, então eles não cairão facilmente.

Como Produzir o Óleo de Tulsi

O óleo essencial puro de tulsi pode ser extraído através do vapor destilando as folhas e outras partes da planta. Ao comprar óleo de tulsi, certifique-se de comprar de um fabricante que não use produtos químicos perigosos ou solventes durante o processo de extração.

Você pode igualmente produzir uma infusão simples de óleo de tulsi em casa usando este método publicado pela VisiHow. Este óleo de infusão é recomendado para o alívio de problemas no couro cabeludo:

Materiais:

  • 1 a 2 ramos de folhas de tulsi (suficiente para fazer 10 colheres de chá de pasta de tulsi)
  • 1/2 xícara de óleo de coco
  • 1 a 3 xícaras de grãos de feno-grego

Modo de Fazer:

  1. Corte e moa as folhas de tulsi até que elas formem uma pasta. Você precisa de cerca de 3 ¼ colheres de sopa de pasta.
  2. Transfira a pasta para uma panela. Se houver mais pasta do que necessário, congele o restante em uma forma para muffin.
  3. Misture metade de uma xícara de óleo de coco com a pasta de tulsi e coloque-a em fogo baixo.
  4. Adicione 1 a 3 xícaras de grãos de feno-grego. Espere até que os grãos estourem e, então, desligue o fogo.
  5. Deixe a mistura esfriar antes de guardar em recipiente fechado.

Como o Óleo de Tulsi Funciona?

O tulsi funciona quando difundido no ar ou quando inalado. Ao fazer isto, ele pode diminuir a ansiedade e o estresse enquanto melhora o foco. No entanto, este óleo não deve jamais ser ingerido. O óleo de tulsi puro igualmente não é aconselhado para aplicação tópica, a menos que completamente diluído em óleo veicular seguro e suave.

Por ser este óleo cáustico para a pele podendo causar irritação, ele precisa ser preparado em solução extremamente diluída de 0,5 por cento ou menos.  

O Óleo de Tulsi é Seguro?

Se diluído adequadamente, o óleo de tulsi não é tóxico e não é alergênico, e é geralmente seguro para uso. No entanto, é recomendada a realização de um teste cutâneo para garantir que você não seja sensível ou alérgico(a) a este óleo. Simplesmente coloque uma gota do óleo diluído em um braço e observe se ocorre irritação.

O óleo de tulsi não é recomendado para mulheres grávidas ou lactantes, nem para crianças com menos de dois anos de idade. Pessoas suscetíveis a convulsões ou que têm epilepsia devem igualmente abster-se de seu uso.

Efeitos Colaterais do Óleo de Tulsi

Apesar de seus benefícios, tenha em mente que tanto a tulsi quanto o óleo de tulsi podem promover efeitos colaterais potenciais, como:

  • Overdose de eugenol — Consumo excessivo da erva tulsi pode causar sintomas de overdose que podem manifestar-se por expulsão de sangue ao tossir ou na urina e respiração ofegante.
  • Efeitos de afinação do sangue — Pessoas que tomam medicamento para afinar o sangue devem abster-se de ingerir a tulsi.
  • Hipoglicemia — Níveis anormalmente baixos de açúcar no sangue. Os efeitos de redução do açúcar no sangue provocados pela tulsi podem provocar a hipoglicemia, portanto pessoas diabéticas devem consultar seus médicos antes de usar esta erva ou seu óleo essencial.
  • Infertilidade em homens — Um estudo realizado concluiu que a tulsi provocou significante decréscimo da contagem de espermatozoides em testes realizados em coelhos.
  • Parto prematuro — Contrações uterinas podem ser estimuladas por causa da tulsi, o que é perigoso para mulheres grávidas. Ela pode igualmente provocar complicações no parto ou no ciclo menstrual.

Finalmente, a tulsi pode interferir na forma como o organismo processa certos medicamentos. Se você está tratando um problema de saúde, consulte seu médico antes de usar o óleo de tulsi ou a planta bruta.