Óleo de Alecrim: O Perfume do Bem-Estar

Óleo de Alecrim

Resumo da matéria -

  • O óleo de alecrim tem sido extensivamente usado e estudado desde os tempos antigos devido a seus diversos benefícios à saúde. Atualmente, ele está sendo incluído em vários preparados medicinais, com muitos benefícios em potencial.
  • A versatilidade do óleo essencial de alecrim o faz ser usado amplamente na aromaterapia sob diversas combinações.
Tamanho da fonte:

Um dos óleos essenciais mais populares é extraído da Rosmarinus officinalis, amplamente conhecida na região Mediterrânea por seus benefícios culinários e naturais e tem sido extensivamente usado para fins de saúde e bem-estar.

Saiba mais sobre o óleo de alecrim e sobre o que o diferencia dos outros óleos de ervas tão amplamente celebrados.

O Que é o Óleo de Alecrim?

Relacionado à hortelã e parecido com a lavanda, o alecrim possui folhas que lembram agulhas de pinheiro lisas com um toque de prata.

Ele ostenta uma fragrância amadeirada, cítrica que se tornou uma característica de diversas cozinhas, jardins e apotecários ao redor do mundo.

Seu nome vem do Latim ros (“orvalho”) e marinus (“mar”), ou “orvalho do mar. ”

Dizem que a Virgem Maria colocou seu manto azul em um arbusto de alecrim enquanto descansava e então as flores brancas se tornaram azuis.

O arbusto acabou ficando conhecido como “Rosa de Maria”.

O alecrim era considerado sagrado pelos egípcios, hebreus, gregos e romanos e foi usado na Idade Média para afastar espíritos malignos e proteção contra pragas.

O óleo de alecrim possui um evidente e refrescante odor de erva, tem uma cor clara e viscosidade aquosa.

É extraído da floridos parte de cima da planta pela destilação a vapor, produzindo de 1,0 a 2,0 por cento.

Seus benefícios à saúde o tornaram um dos favoritos de Paracelso, um físico e botânico alemão-suíço que contribuiu grandemente para a compreensão da medicina à base de ervas durante o século XVI.

Ele valorizou o óleo de alecrim por conta de sua habilidade de fortalecer todo o organismo, como a cura de órgãos sensíveis como o fígado, o coração e o cérebro.

Aplicações do Óleo de Alecrim

Eu recomendo o uso de óleo de alecrim fresco infundido nas suas saladas como um molho delicioso. A erva, por si só, possui milhares de aplicações e é extremamente resistente e, portanto, fácil de cultivar tanto internamente como externamente. Você pode adicionar um raminho inteiro dela na sopa para obter um sabor único.

De acordo com o Modern Essentials, um guia para as aplicações terapêuticas dos óleos essenciais, o óleo de alecrim de alta qualidade possui propriedades analgésicas, anticancerígenas, anticatarrais, antifúngicas, anti-infecciosas, anti-inflamatórias, antioxidantes e expectorantes.

A lista completa do livro tratando das aplicações do óleo de alecrim cobre diversos problemas de saúde, incluindo as seguintes:

  • Lucidez – Adicione uma gota dele em suas mãos, esfregue-as e cubra a boca e o nariz por um minuto
  • Tosse – Massageie uma ou duas gotas do óleo sobre o peito e garganta em um espaço de algumas horas
  • Dores de cabeça – Adicione uma gota em suas mãos e cubra a boca e o nariz por um minuto. Você pode também aplicar uma gota topicamente sobre a parte dolorida da cabeça.
  • Aprendizado e memória – Disperse o óleo pelo ambiente, inale-o diretamente da garrafa, esfregue-o sobre a têmpora ou aplique-o nos dedos dos pés regularmente.
  • Infecção vaginal – Massageie uma ou duas gotas do óleo ao redor da vagina certificando-se de fazer o exame de sensibilidade antes de fazer uso interno.

Tanto o óleo como o chá de alecrim são adicionados a xampus e loções. O uso regular do óleo estimula os folículos, ajudando no crescimento de cabelos fortes. Você também pode massagear o couro cabeludo com o óleo para nutri-lo e remover caspas.

O óleo de alecrim pode igualmente ser usado em animais de estimação para estimular o crescimento dos pelos e ajudar na produção de uma pelagem brilhante.

Este óleo essencial é um desinfetante e é frequentemente usado como enxaguante bucal ajudando na remoção do mau hálito. Ao remover as bactérias bucais, o óleo de alecrim pode prevenir cáries, placas e outros problemas dentais. O aroma hipnotizante do alecrim é notável, fazendo dele um excelente inalante.

O óleo de alecrim é usado em velas, perfumes, óleos para banho, purificadores de ar e cosméticos, aumentando a energia mental ao ser inalado.

Usado em diluição 50:50, o óleo de alecrim pode ser aplicado nos tornozelos e pulsos (de duas a quatro gotas), aplicado nos pontos dos chacras ou pontos vitais, diretamente inalado, dispersados ou como suplemento dietético.

Composição do Óleo de Alecrim

Os principais componentes químicos do óleo de alecrim são: a-pineno, borneol, b-pineno, cânfora, acetato de bornilo, canfeno, 1,8-cineol e limoneno.

Um estudo publicado na Chemistry of Natural Compounds analisou os compostos voláteis obtidos a partir do óleo essencial de alecrim cultivado no Saara Argelino. Sua análise concluiu que 30 compostos representavam 98,2 por cento do óleo essencial, sendo o 1,8-cineol (29,5 por cento), o 2-etil-4,5-dimetilfenol (12 por cento) e a cânfora (11,5 por cento) seus principais componentes.

Benefícios do Óleo de Alecrim

O óleo de alecrim tem sido extensivamente usado e estudado desde os tempos antigos devido a seus diversos benefícios à saúde. Hoje em dia, ele é incluído em vários preparados medicinais, com muitos benefícios em potencial. A Organic Facts cita alguns deles:

1. Indigestão – O óleo de alecrim é frequentemente usado para dar alívio a flatulência, cólicas estomacais, constipação e inchaço. O óleo essencial é também considerado útil para estimular o apetite. Pesquisa demonstrou que o óleo essencial de alecrim pode ajudar na desintoxicação do fígado e ajudar na regulação da criação e liberação da bile, uma parte chave do processo digestivo.

2. Alívio do estresse – Além dos benefícios aromaterapêuticos, o óleo de alecrim parece reduzir o nível de cortisol, um dos hormônios liberados durante a resposta de luta ou fuga do corpo ao estresse, na saliva. De acordo com um estudo realizado em 2007, inalar os óleos de alecrim e de lavanda por cinco minutos reduz de forma significativa os níveis de cortisol na saliva da pessoa, potencialmente reduzindo os perigos do estresse crônico.

3. Alívio da dor – O óleo essencial de alecrim é valorizado por sua habilidade de aliviar a dor, motivo pelo qual é amplamente usado no tratamento de dores de cabeça, dores musculares e até mesmo artrite. Massageie a área afetada com o óleo essencial, que você pode também adicionar a banhos de vapor, para um tratamento de reumatismo. Suas qualidades anti-inflamatórias fazem desse óleo uma boa forma de lidar com a dor causada por entorses e dores articulares.

4. Reforço ao sistema imunológico – O mesmo estudo feito em 2007 que identificou níveis reduzidos de cortisol após a massagem e inalação simultâneas de óleo essencial de alecrim, concluiu que a atividade de eliminação dos radicais livres no organismo da pessoa também aumentou de forma bastante significativa.

Os antioxidantes são armas valiosas no combate de infecções e doenças, portanto este benefício promovido pelo óleo de alecrim é uma notícia muito bem-vinda – o uso ou inalação regular do óleo pode dar apoio a sua imunidade e lhe ajudar na luta contra doenças associadas aos radicais livres.

5. Problemas respiratórios – O perfume do óleo demonstrou promover alívio da congestão da garganta e no tratamento de alergias, resfriados, dor de garganta e gripe. Sua ação antisséptica também faz o óleo de alecrim ser útil contra infecções respiratórias. Devido a seu efeito antiespasmódico, ele é usado em certos programas de tratamento de asma brônquica.

O óleo de alecrim também parece fazer maravilhas sobre a ansiedade. Um estudo publicado no Holistic Nursing Practice em 2009 concluiu que o uso de sachês contendo óleos essenciais de lavanda e alecrim ajudam a reduzir a ansiedade associada à realização de exames.

O uso do óleo essencial também parece ser benéfico à saúde cerebral. Um estudo publicado em 2003 no International Journal of Neuroscience envolvendo 144 voluntários, concluiu que o óleo de alecrim ajuda a melhorar o humor em adultos saudáveis. Existe também um efeito positivo proposto para pacientes com Alzheimer – um pequeno estudo realizado em 2009 concluiu que um mês de aromaterapia envolvendo óleos essenciais de alecrim, limão, lavanda e laranja, ajudaram a melhorar a função cognitiva, especialmente em pacientes de Alzheimer.

Como Produzir Óleo de Alecrim

A versatilidade do óleo essencial de alecrim o faz ser usado amplamente na aromaterapia como uma fragrância sob diversas combinações. Ele mistura-se bem com óleos de lavanda, olíbano, sálvia esclareia, manjericão, tomilho, citronela, erva-limão, camomila e hortelã.

Você pode produzir seu próprio óleo de alecrim infundido ao colocar um raminho ou dois de folhas de alecrim completamente secas em uma jarra de vidro, cobrindo tudo com azeite de oliva, substituindo a tampa, e agitando vigorosamente.

Armazene-o em local quente e escuro por duas semanas. Coe a mistura e coloque o líquido de volta na jarra de vidro. Uso um quarto dele para um banho aromático ou misture com vinagre balsâmico para espalhar em saladas como molho saboroso.

Como o Óleo de Alecrim Funciona?

Para tratar da circulação corporal, fadiga mental, alívio de dores, descongestionamento do trato respiratório e como agente de cuidados para a pele e cabelos, você pode usar o óleo de alecrim de várias formas, incluindo em queimadores e vaporizadores, óleos de massagem ou no banho, cremes, loções e xampus. Como uma orientação geral, eu aconselho adicionar de duas ou três gotas de óleo essencial de alecrim na água do banho.

O Óleo de Alecrim é Seguro?

O óleo de alecrim parece ser um óleo essencial eficaz e seguro para diversas aplicações e fins. Antes de usá-lo topicamente, recomendo diluí-lo em um óleo de base, pois existe um risco de haver sensibilidade ao contato. Faça um exame de alergia antes de usá-lo.

Mulheres grávidas e lactantes devem evitar o uso do óleo essencial de alecrim durante sua gravidez. Ademais, consulte um médico antes de administrar o óleo de ervas em crianças. O autotratamento de doenças crônicas, tais como depressão ou Alzheimer usando o óleo de alecrim, pode igualmente causar sérias consequências sem o devido aconselhamento profissional.

Efeitos Colaterais Causados pelo Óleo de Alecrim

Às vezes, o óleo de alecrim pode causar reações alérgicas, portanto consulte seu médico para determinar o uso adequado. Ele possui natureza volátil, o que significa que pode causar vômitos e espasmos. Portanto, não o ingira.

Novamente, é fortemente recomendado que mulheres grávidas e lactantes evitem o uso do óleo essencial de alecrim, pois ele pode afetar o feto ou causar aborto espontâneo.