É a Sua Vida, Não os seus Genes, Que Adicionam Anos no seu Rosto

Tamanho da fonte:
envelhecimento

As rugas da sua mãe podem não ser o melhor indicador da forma como você envelhecerá. Um estudo realizado envolvendo gêmeos idênticos sugere que, apesar da composição genética, certos fatores ambientais podem adicionar anos à idade aparente de uma pessoa.

Fatores como o divórcio ou o uso de antidepressivos são os verdadeiros culpados causadores do envelhecimento facial.

Pesquisadores obtiveram respostas a questionários abrangentes e imagens digitais de quase 200 pares de gêmeos idênticos.

As imagens foram analisadas por um painel independente, que registrou a diferença de idade aparente entre os irmãos.

Ao estudar participantes que haviam se divorciado, observou-se que estes aparentavam quase dois anos mais velhos do que seus irmãos casados, solteiros ou até viúvos.

O uso de antidepressivos foi associado a uma aparência significativamente mais envelhecida, e os pesquisadores também descobriram que um maior ganho ou perda de peso também representava um fator importante.

Em conjuntos de gêmeos com menos de 40 anos, o gêmeo mais pesado aparentava ser mais velho, enquanto que naqueles grupos com mais de 40 anos, o gêmeo mais pesado aparentava ser mais novo.

A presença de estresse pode ser um dos denominadores comuns causadores do envelhecimento facial.

Pesquisadores também suspeitam que o relaxamento contínuo dos músculos faciais devido ao uso de antidepressivos poderia explicar a flacidez.

Comentários do Dr. Mercola:

Curiosamente, este artigo foi publicado na revista médica oficial da Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos (American Society of Plastic Surgeons - ASPS), e o autor do estudo, Dr. Bahaman Guyuron, é um dos cirurgiões membros desta sociedade, por isso o estudo pode ter segundas intenções.

Como o Dr. Guyuron disse: "Nossas descobertas dão uma base cientifica à ideia de que a reposição de volume rejuvenesce o rosto."

Em outras palavras, os cirurgiões plásticos podem usar a descoberta de que os rostos mais cheios aparentam mais jovens depois dos 40 anos como uma "prova" de que os procedimentos de cirurgia plástica injetáveis podem fazer você parecer mais jovem. Já foi realizado mais de 1,5 milhão desses procedimentos em 2007, de acordo com as estatísticas da ASPS.

Mas para mim, a parte REALMENTE interessante deste estudo não tem nada a ver com consultar um cirurgião e ter seu rosto injetado com gordura na tentativa de parecer alguns anos mais jovem. Em vez disso, o que me impressionou foi a descoberta de que suas experiências de vida moldam a aparência do seu rosto à medida que você envelhece, muito mais do que seus genes.

Pessoas que passaram pelo estresse de um divórcio pareciam ser quase dois anos mais velhas do que seus gêmeos casados, solteiros ou até viúvos. Aqueles que usaram antidepressivos também aparentavam ser significativamente mais velhos.

Pesquisadores atribuíram este fato aos medicamentos que causam um relaxamento contínuo dos músculos faciais, o que levou à flacidez, mas também poderia ser associado a algum tipo de estresse psicológico o qual aqueles que tomavam antidepressivos estivessem experimentando.

Vocês que são leitores regulares, saberão que isso promove credibilidade ao campo emergente e incrivelmente interessante da epigenética, centrada na noção de que fatores ambientais como estresse e dieta influenciam a expressão de seus genes.

E é a expressão de seus genes - NÃO os próprios genes - que determina se você desenvolve certas doenças ou envelhece prematuramente.

Como o Estresse Molda seus Genes

Os pais muitas vezes brincam sobre como seus cabelos grisalhos apareceram magicamente depois que seus filhos nasceram. Da mesma forma, se você já viu alguém passar por um divórcio ou outra situação  emocionalmente penosa, pode parecer que este envelheceu 10 anos em questão de meses.

Mesmo que você tenha enfrentado somente alguns dias seguidos de estresse, muitas vezes você poderá vê-lo marcado por todo o rosto.

Estes são alguns dos principais exemplos da pena que pode ser sentenciada a seu físico devido ao estresse.

Conforme comprovado através do estudo genético maciço, Projeto Genoma, cada um de seus genes pode criar até 30.000 proteínas, sendo que cada um deles pode criar um resultado diferente. Então, o fato de que você pode ter uma "predisposição" genética a rugas faciais, por exemplo, não significa que você esteja condenado a desenvolver um rosto cheio de rugas durante a meia idade.

Há algo que ativa ou suprime seus genes, e a pesquisa realizada pelo Dr. Bruce Lipton, precursor no campo da epigenética e da Nova Biologia, demonstrou que isto está frequentemente relacionado à sua mente.

Em outras palavras, o fato de você estar mentalmente estressado ou ser capaz de manter uma perspectiva mais positiva pode influenciar a expressão de seus genes e, portanto, afetar diretamente a sua idade.

Considere um estudo realizado em 2001, que avaliou a rapidez com que a pele de estudantes de medicina conseguia se recuperar após ter um pedaço de fita adesiva aplicada a ela. O que eles descobriram foi que a recuperação da pele parecia estar diretamente ligada aos níveis de estresse – sendo que níveis elevados de estresse durante as provas estavam associados à redução da habilidade da pele ferida em voltar à sua função normal.

Eles concluíram que o estresse diminui a capacidade da pele em funcionar corretamente, cicatrizar feridas e combater doenças, e pode colocá-lo em risco elevado de desenvolvimento de doenças de pele como psoríase ou dermatite.

Enquanto isso, dados científicos revelaram que a exposição prolongada ao estresse psicológico pode acelerar o processo de envelhecimento das células e fazer com que elas morram a uma taxa mais rápida do que o normal.

Levando tudo em consideração, isso significa que a capacidade do organismo em resistir e adaptar-se adequadamente a estresses internos e externos é essencial para uma boa saúde e que a marca principal do envelhecimento é a incapacidade do organismo em suportar o estresse, que, então, começa a degradá-lo.

A solução, portanto, para prevenir o envelhecimento prematuro e ter uma aparência exterior jovem é lidar eficazmente com o estresse e ensinar seu organismo a tolerá-lo melhor. Esta é uma ótima notícia, pois significa que você tem a capacidade de influenciar diretamente a maneira como envelhece, baseando-se simplesmente em suas perspectivas mentais.

Principais Dicas para Lidar Eficazmente com o Estresse

A chave não é se livrar do estresse completamente, pois todos enfrentamos situações estressantes de vez em quando (até mesmo a prática de exercícios é uma forma de estresse), mas sim ajustando a capacidade do seu organismo em tolerar o estresse. Aqui estão as minhas principais dicas para fazê-lo:

Libere as emoções negativas com as Técnicas de Libertação Emocional (Emotional Freedom Technique-EFT). As EFT, consideradas por muitos como a melhor ferramenta de controle de estresse, visam o sistema de meridianos de energia interrompidos de uma pessoa, considerando este o verdadeiro responsável pelos níveis de estresse elevados.

Esta técnica simples de acupressão, que você mesmo (a) pode realizar, equilibra sua energia e elimina a resposta ao estresse do organismo e da mente.

Exercício. A atividade física é uma maneira excelente de aliviar a tensão e afastar as consequências físicas do estresse. Estudos demonstraram que, durante o exercício, substâncias químicas tranquilizantes, endorfinas, são liberadas no cérebro, tornando o exercício uma maneira natural de relaxar e rejuvenescer seu corpo.

Consiga muitas horas de sono. Dormir somente algumas horas regularmente pode prejudicar o metabolismo e a produção hormonal de forma semelhante aos efeitos do envelhecimento e dos estágios iniciais de diabetes. Além disso, seu organismo precisa de um sono de alta qualidade para ajudá-lo a lidar com situações estressantes.

Melhore sua dieta. Consumir alimentos certos para o seu tipo nutricional pode ter um impacto direto no seu humor. Também é importante obter muita gordura ômega-3 a partir de óleo de peixe ou de óleo de krill, pois isso pode ajudar a reduzir a angústia psicológica e os sintomas depressivos.

As gorduras ômega-3 também ajudam a normalizar os lipídios da pele e a prevenir a desidratação das células. Isso mantém as células da pele fortes e bastante hidratadas, o que pode ajudar a diminuir a aparência de linhas finas.

O Que Mais Você Pode Fazer para Parecer Mais Jovem?

A concentração no lado positivo da vida é apenas uma maneira fundamental de manter uma aparência revigorada e juvenil. Uma das estratégias mais importantes que você pode experimentar é melhorar seus níveis de vitamina D ao expor seu corpo de forma adequada e segura ao sol ou cama de bronzeamento.

Se esta não é uma opção, então, o consumo de um suplemento oral de vitamina D é a segunda melhor opção. Mas se você pegar esta rota, você deve se certificar de fazer um teste para examinar seus níveis sanguíneos, pois há simplesmente muitos fatores envolvidos para prever-se qual é a dose correta, a menos que você a meça.

A vitamina D controla cerca de 2.000-3.000 de seus genes e pode melhorar radicalmente todos os sistemas em seu corpo - incluindo sua aparência. Se você usa a exposição de UVB preferida para aprimorar seus níveis de vitamina D, você precisa saber que é importante não exagerar. Você só precisa de exposição suficiente para deixar sua pele com um leve tom rosa.

Uma exposição adicional a este ponto não aumentará o seu nível de vitamina D, mas aumentará o envelhecimento prematuro da sua pele. Então seja cuidadoso e prudente.

Como eu disse anteriormente, também é útil prestar atenção aos alimentos que você está consumindo, e isso é tão importante que vale a pena ser repetido. Ao consumir grandes quantidades de alimentos crus integrais, não processados e saudáveis que são repletos de antioxidantes, você pode ajudar a reduzir a velocidade com a qual os sinais de sua aparência real aparecem.

De fato, uma das razões pelas quais eu comecei a fazer sucos de legumes (juicing) é que eu observava mulheres de 75 anos de idade na minha clinica, que pareciam ter 40 anos de idade com praticamente nenhuma ruga facial. A maioria delas estava fazendo grandes quantidades de sucos e viviam estilos de vida saudáveis.

Juicing é realmente uma ótima maneira de conseguir adicionar mais vegetais crus à sua dieta, desde que você ajuste suas seleções de vegetais com base no seu tipo nutricional e, se possível, procure comprar legumes orgânicos cultivados localmente que estejam na época.

Também é importante reduzir o açúcar. Dietas com alto teor de açúcar aumentam os radicais livres e o estresse oxidativo, e levam a sinais de envelhecimento prematuro.

E o quanto antes você começar a fazer essas mudanças positivas - para seus níveis de estresse, perspectivas mentais e dieta - melhor. Se você é jovem ou velho, esse estilo de vida saudável ajudará a manter os sinais de envelhecimento afastados ou, pelo menos, diminuí-los consideravelmente.

+ Recursos e Referências