Mitocôndrias e a juventude

Resumo da matéria

  • As mitocôndrias são minúsculas inclusões na célula, as quais se acreditam que sejam provenientes das bactérias. A maioria das células tem milhares delas, que representam 15 a 50% do volume celular. Elas são a fonte de mais de 90% da energia do seu corpo
  • As mitocôndrias têm um enorme potencial de influenciar sua saúde, especificamente o câncer, e a otimização do metabolismo mitocondrial pode estar no cerne do tratamento eficaz contra o câncer
Artigo Anterior Próximo Artigo

Como a mitocôndria influencia sua saúde

26 Outubro 2016 | 11,336 Visualizações |


Por Dr. Mercola

Mitocôndrias: talvez você não saiba o que elas são, mas são essenciais para a sua saúde. Rhonda Patrick possui doutorado e é uma cientista médica que estudou a interação entre metabolismo mitocondrial, metabolismo anormal e câncer.

Parte do seu trabalho inclui a identificação de biomarcadores precoces da doença. Por exemplo, o dano ao DNA é um biomarcador precoce do câncer. Ela tenta descobrir quais micronutrientes podem ajudar a reparar esse dano.

Ela também investigou a função e o metabolismo mitocondrial, que é uma das minhas paixões mais recentes. O livro do Dr. Lee Know, "Life - The Epic Story of Our Mitochondria" (Vida - A história épica de nossas mitocôndrias), é um excelente manual se você deseja saber mais sobre esse assunto depois de ouvir esta entrevista.

As mitocôndrias têm um enorme potencial de influenciar sua saúde, especificamente o câncer, e começo a acreditar que a otimização do metabolismo mitocondrial pode estar de fato no cerne do tratamento eficaz contra o câncer.

A importância de melhorar o metabolismo mitocondrial

As mitocôndrias são minúsculas organelas, as quais se acreditam que sejam provenientes das bactérias. As hemácias e células cutâneas têm muito poucas ou nenhuma mitocôndria, enquanto as células germinativas têm 100.000 delas, mas a maioria das células tem uma para 2.000. Elas são a principal fonte de energia do seu corpo.

Para que os órgãos funcionem corretamente, eles demandam energia, e essa energia é produzida pela mitocôndria.

Como a função mitocondrial está no cerne de tudo o que acontece no seu corpo, é extremamente importante para a saúde e prevenção de doenças otimizar a função mitocondrial — e prevenir a disfunção mitocondrial certificando-se de obter todos os nutrientes e precursores certos necessários para suas mitocôndrias.

Por exemplo, uma das características universais das células cancerígenas é que elas têm graves disfunções mitocondriais com números drasticamente menores de mitocôndrias funcionais.

O Dr. Otto Warburg era um médico com doutorado em química e amigo íntimo de Albert Einstein. A maioria dos especialistas reconhece Warburg como o maior bioquímico do século 20.

Ele recebeu o Prêmio Nobel em 1931 por sua descoberta de que as células cancerígenas utilizam glicose como fonte de produção de energia. Isso é chamado de "Efeito Warburg" e, infelizmente, até hoje ele é basicamente ignorado por praticamente todos os especialistas.

Estou mais do que convencido de que seguir uma alimentação cetogênica, que melhora radicalmente a saúde mitocondrial, pode ajudar na maioria dos tipos de câncer, principalmente se utilizada em conjunto com venenos de fermentação de glicose como o 3-bromopiruvato.

Como as mitocôndrias produzem energia

Para produzir energia, as mitocôndrias exigem oxigênio do ar que você respira e gordura e glicose do alimento que você come.

Esses dois processos — respirar e comer — são reunidos em um processo chamado fosforilação oxidativa. É isso que as mitocôndrias usam para gerar energia na forma de trifosfato de adenosina (ATP).

Suas mitocôndrias têm uma série de cadeias de transporte de elétrons por meio das quais passam elétrons da forma reduzida do alimento que você come para combiná-lo com o oxigênio do ar que você respira e, finalmente, formar água.

Esse processo aciona os prótons na membrana mitocondrial, que recarrega o ATP (trifosfato de adenosina) do ADP (difosfato de adenosina). O ATP é o que transporta a energia por todo o corpo.

No entanto, esse processo também produz derivados como espécies reativas de oxigênio (ROS), que danificam as células e seu DNA mitocondrial, que são então transferidos para seu DNA nuclear.

Existe uma troca então. Na produção de energia, seu corpo também envelhece com os aspectos nocivos das ROS geradas. A velocidade com que seu corpo envelhece depende do modo como suas mitocôndrias trabalham e do quanto o dano pode ser minimizado com uma alimentação melhor.

Função das mitocôndrias no câncer

Quando há células cancerígenas, as espécies reativas de oxigênio geradas como subproduto da produção da ATP geralmente enviam um sinal que aciona um processo de suicídio celular, também conhecido como apoptose.

Como você produz células cancerígenas todos os dias, isso é uma coisa boa. Ao matar as células danificadas, seu corpo pode eliminar e substituí-las por células saudáveis.

As células cancerígenas, no entanto, são resistentes a esse protocolo de suicídio e possuem defesa interna contra ele conforme explicado de modo articulado pelo Dr. Warburg e subsequentemente por Thomas Seyfried, que realizou extensa pesquisa sobre o câncer como uma doença metabólica.

Conforme explicado por Patrick:

"Um dos mecanismos através do qual as drogas de quimioterapia funcionam é que elas criam espécies reativas de oxigênio. Elas causam danos e isso é suficiente para fazer com que aquela célula cancerígena morra.

Eu acho que a razão para isso é porque a célula cancerígena, que não está usando suas mitocôndrias, ou seja, já não está mais produzindo essas espécies reativas de oxigênio, de repente se vê forçada a usar suas mitocôndrias e você recebe essa explosão de espécies reativas de oxigênio porque é o que as mitocôndrias fazem, e pronto, ela morre, porque aquela célula cancerígena já foi preparada para a morte. Ela está pronta para morrer".

Os benefícios de evitar o consumo de alimentos tarde da noite

Sou fã do jejum intermitente há algum tempo e por várias razões, certamente por questões de saúde e longevidade, mas também porque ele parece oferecer poderosa prevenção contra o câncer e benefícios de tratamento. E o mecanismo disso está relacionado ao efeito que o jejum tem sobre as mitocôndrias.

Conforme mencionado, um importante efeito colateral da transferência de elétrons na qual as mitocôndrias estão envolvidas é que alguns vazam da cadeia de transporte de elétrons e reagem com o oxigênio para formar o superóxido radical livre.

O ânion superóxido, produto da redução de um elétron de oxigênio, é o precursor das espécies de oxigênio mais reativas e o mediador nas reações de cadeia oxidativa. Esses radicais livres de oxigênio atacam os lipídios nas membranas celulares, receptores de proteína, enzimas e DNA, podendo matar prematuramente as mitocôndrias.

Alguns radicais livres são na verdade bons e seu corpo exige que eles regulem a função celular, mas os problemas aparecem quando você produz radicais livres em excesso. Infelizmente, esse é o caso da maioria da população e o motivo por que a maioria das doenças, principalmente o câncer, é contraída. Existem duas soluções possíveis para esse problema:

  1. Aumentar os antioxidantes
  2. Reduzir a produção de radicais livres mitocondriais

Acredito que uma das melhores estratégias para reduzir a produção mitocondrial de radicais livres seja limitar a quantidade de combustível que você dá ao seu corpo. Essa é uma postura geralmente aceita, pois a restrição calórica tem mostrado continuamente diversos benefícios terapêuticos. Essa é uma das razões por que o jejum intermitente funciona, pois ele limita o período no qual você come e reduz automaticamente suas calorias. 

Ele é eficaz principalmente se você evita comer várias horas antes de ir para a cama já que é quando seu metabolismo fica no estado mais lento.

Pode ser muito complexo para vários leigos, mas a conclusão é que já que seu corpo usa a menor quantidade possível de calorias quando dorme, o ideal é evitar comer perto da hora de dormir, pois o excesso de combustível nesse momento produz radicais livres em excesso que causam danos aos tecidos, aceleram o envelhecimento e contribuem para doenças crônicas.

Outras maneiras de o jejum promover a função mitocondrial saudável

Patrick também observa que parte do mecanismo através do qual o jejum funciona é que seu corpo precisa depender dos lipídios e gorduras armazenados para obter energia, o que significa que as células são forçadas a usar suas mitocôndrias. As mitocôndrias são o único mecanismo através do qual seu corpo consegue gerar energia a partir da gordura. Portanto, o jejum ajuda a ativar as mitocôndrias.

Ela também acredita que isso exerce um enorme papel no mecanismo através do qual o jejum intermitente e uma alimentação cetogênica podem matar as células cancerígenas, e por que determinadas drogas que ativam as mitocôndrias podem matar células cancerígenas. Novamente, isso acontece devido à explosão de espécies reativas de oxigênio, cujos danos inclinam a balança e fazem com que as células cancerígenas morram.

Alimentação das mitocôndrias

Em termos de nutrição, Patrick destaca a importância dos nutrientes a seguir; fatores auxiliares importantes e necessários para que as enzimas mitocondriais funcionem corretamente:

  • CoQ10 ou ubiquinol (forma reduzida)
  • L-Carnitina, que transporta os ácidos graxos para as mitocôndrias
  • D-ribose, que é a matéria-prima da molécula de ATP
  • Magnésio
  • Ômega 3
  • Todas as vitaminas B, incluindo riboflavina, tiamina e B6
  • Ácido alfalipoico

Conforme observado por Patrick:

"Prefiro obter o máximo possível de nutrientes de alimentos integrais por diversas razões. Em primeiro lugar, eles são compostos por fibras que ajudam na absorção. Os nutrientes também aparecem nas proporções certas. A quantidade não é demasiada. O equilíbrio é certo. E provavelmente existem outros componentes que ainda têm que ser identificados.

Você deve ficar bem atento para garantir que esteja comendo uma ampla variedade [de alimentos] e obtendo os micronutrientes certos. Eu acho que tomar um suplemento de complexo B é bom por esse motivo.

É a razão por que eu tomo e também porque à medida que envelhecemos, não absorvemos as vitaminas B tão imediatamente, isso se deve em grande parte à maior rigidez de nossas membranas celulares. Isso altera o modo como as vitaminas B são transportadas para dentro da célula. As vitaminas B são solúveis em água, portanto, não são armazenadas na gordura. Não existe, na realidade, uma toxicidade superior associada a elas. A única coisa que pode acontecer é ter que urinar um pouco mais. Mas eu realmente acho que elas são benéficas".

Exercício físico ajuda a manter jovens as mitocôndrias

O exercício físico também melhora a saúde das mitocôndrias, já que faz com que trabalhem mais. Conforme mencionado anteriormente, um dos efeitos colaterais do trabalho mais intenso das mitocôndrias é que elas produzem espécies reativas de oxigênio que atuam como moléculas de sinalização.

Uma das funções sinalizadas é para produzir mais mitocôndrias. Sendo assim, quando você se exercita, seu corpo responde criando mais mitocôndrias para aguentar a demanda maior de energia.

Envelhecer é inevitável. Mas sua idade biológica pode ser bem diferente da idade cronológica, e as mitocôndrias têm muito a ver com o envelhecimento biológico. Patrick cita um estudo recente que mostra como as pessoas podem envelhecer biologicamente em índices bem diferentes.

Os pesquisadores avaliaram mais de doze biomarcadores diferentes, como comprimento de telômeros, danos ao DNA, colesterol LDL, metabolismo de glicose e sensibilidade à insulina, em três momentos da vida das pessoas: aos 22, 32 e 38 anos.

"O que se descobriu foi que, se você olhasse uma pessoa de 38 anos, ela poderia parecer 10 anos mais jovem com base nos marcadores biológicos ou 10 anos mais velha. Apesar da mesma idade, as pessoas envelheciam biologicamente em índices bem diferentes.

Na realidade, se você tirasse uma foto dessas pessoas, mostrasse a um estranho na rua e pedisse que ele adivinhasse sua idade cronológica, o interessante (e isso faz parte da publicação) é que as pessoas adivinhavam a idade biológica em vez da idade cronológica".

Portanto, independentemente da idade real, sua aparência corresponde aos seus biomarcadores biológicos, que são orientados em grande parte pela saúde de suas mitocôndrias. Portanto a questão é que embora seja inevitável envelhecer, você tem enorme controle sobre o modo como envelhece, o que realmente lhe dá poder. E um dos principais fatores é manter as mitocôndrias em bom funcionamento.

Conforme observado por Patrick, a "juventude" não se trata muito da idade cronológica, mas da idade que você sente que tem e de como o seu corpo funciona bem:

"Eu quero aprender a melhorar meu próprio desempenho cognitivo e meu desempenho atlético. Também quero melhorar a parte jovem da minha vida. Quero chegar aos 90 anos. Quero estar surfando em San Diego como eu fazia quando tinha 20 anos. Eu gostaria de não decair tão rapidamente quanto algumas pessoas. Eu gosto de retardar essa degeneração e prolongar a juventude o máximo possível para poder aproveitar a vida".


Artigo Anterior Próximo Artigo

Aviso legal: Todo o conteúdo deste site baseia-se nas opiniões do Dr. Mercola salvo expresso em contrário. Os artigos individuais baseiam-se nas opiniões do respectivo autor, que detém os direitos autorais conforme indicado. As informações deste site não pretendem substituir a relação individual com um profissional de saúde qualificado nem devem ser consideradas recomendação médica. Sua finalidade é compartilhar conhecimentos e informações a partir da pesquisa e experiência do Dr. Mercola e sua comunidade. O Dr. Mercola incentiva você a tomar suas próprias decisões de saúde com base na sua pesquisa e em conjunto com um profissional de saúde qualificado. Se você estiver grávida, amamentando, tomando medicação ou tiver um problema de saúde, consulte o seu médico antes de usar produtos baseados neste conteúdo.