Dor nas Costas

Resumo da matéria

  • A dor nas costas é um problema comum afetando, pelo menos, 31 milhões de americanos com dores lombares que ocorrem a qualquer momento.
  • Lesões causadas pela prática de esporte são causas comuns de dores nas costas. Porém, existem outros fatores que aumentam o risco de desenvolvimento desta condição, tais como postura ruim, obesidade, falta de condicionamento físico e inatividade, estresse psicológico e emocional e doenças silenciosas como osteoporose.
  • Tempo prolongado na posição sentada e postura ruim colocam você sob o risco de desenvolvimento não somente de dores crônicas nas costas, como também de outros problemas de saúde, tais como ganho de peso, obesidade e outras doenças.
Artigo Anterior Próximo Artigo

Como Tratar a Dor nas Costas Sem o Uso de Medicamentos Perigosos

15 Junho 2017 | 1,087 Visualizações |

Por Dr. Mercola

  • A dor nas costas é um dos motivos mais comuns de ausência no trabalho. Na verdade, é o segundo motivo mais comum de consulta ao médico (depois de infecções do trato respiratório superior).
  • Em torno de 75 a 85 por cento da população terá um problema dorsal em algum momento da vida. Na maioria dos casos, esta dor tem natureza mecânica – ela NÃO é causada por uma condição médica séria, como artrite inflamatória ou fratura.

Tenho sempre enfatizado que evitar, ou tratar uma doença, é possível sem a intervenção de medicamentos. O mesmo pensamento vale para a dor nas costas. É preciso simplesmente tratar a causa do problema mudando seu estilo de vida e a forma como você se alimenta e se movimenta.

Quais são as Causas Comuns da Dor nas Costas?

Lesões causadas por acidentes e prática de esportes são as causas mais comuns da dor crônica nas costas. Porém, às vezes, atividades ou movimentos simples, como abaixar para pegar um objeto do chão, podem causar a dor.

Existe uma série de outros fatores que pode aumentar o risco de desenvolvimento de dor nas costas, a saber:

  • Postura ruim
  • Falta de condicionamento físico, facilitado por inatividade
  • Doenças internas, como cálculos renais, infecções, coágulos sanguíneos
  • Obesidade
  • Estresse psicológico/emocional
  • Osteoporose ou perda óssea

Um Estilo de Vida Sedentário e Períodos Longos na Posição Sentada Colocam Você Sob Risco de Desenvolvimento de Dores nas Costas – e Muito Mais

Existe um denominador comum entre a maioria dos pacientes que sofrem com casos graves de dor crônica: estilo de vida sedentário. A maioria dos casos de dores nas costas, no pescoço e em outros músculos está relacionada à distribuição desequilibrada de força ao longo do corpo causada pelo trabalho ou permanência em posições não naturais por longos períodos de tempo.

Tempo prolongado na posição sentada e postura ruim são os principais fatores de risco de desenvolvimento não somente de dor nas costas como também de ganho de peso, obesidade, problemas nas articulações, problemas nos nervos como a síndrome do túnel de carpo e outras doenças debilitantes. Na verdade, extensas pesquisas concluíram que o tempo prolongado na posição sentada é agora um fator independente de risco de saúde precária e morte prematura – mesmo se você se exercita regularmente!

O Preço que Você Paga por uma Saúde Emocional Fraca

Existe uma evidência crescente que diz que a dor nas costas e outros tipos de dor podem ser exacerbados por problemas psicológicos ou emocionais. A minha experiência diz que a saúde emocional e a capacidade de efetivamente lidar com o estresse são componentes essenciais para a saúde ideal e pode promover grande influência na forma como você efetivamente elimina a dor.

Se você tem um problema emocional subjacente e um trauma não resolvido, isso pode afetar profundamente sua saúde, particularmente em termos de dor física. Um estudo realizado em 2004 sobre a dor nas costas dá suporte a esta teoria. Os pesquisadores envolvidos neste estudo acompanharam 100 pacientes durante quatro anos. Todos os pacientes, que não sentiam dores nas costas no início do estudo, submeteram-se a testes psicológicos. Em seguida, os pesquisadores compararam quais dos participantes permaneceram sem dor e quais desenvolveram dor nas costas.

De acordo com os resultados, as pessoas que tiveram pontuação baixa nos testes psicológicos estavam três vezes mais suscetíveis a relatar dor nas costas ao final do estudo.

Perigos dos Medicamentos Usados para Tratamento de Dor nas Costas

Profissionais de cuidados convencionais de saúde são rápidos em prescrever medicamentos como anti-inflamatórios não esteroides (NSAIDs), acetaminofenos e até mesmo opioides para dor crônica. Porém, mesmo que estes medicamentos possam promover alívio imediato na dor nas costas, seu efeito é somente temporário – a dor voltará mais cedo ou mais tarde e, em alguns casos, causará hiperalgesia ou aumento da sensibilidade à dor.

Back Pain Medications

Ademais, medicamentos indicados para promoção do alívio da dor são sobrecarregados de sérios efeitos colaterais. Por exemplo, os NSAIDs, que estão entre os medicamentos mais comumente prescritos no mercado, não somente aumentam duas a quatro vezes o risco de desenvolvimento de infartos, AVC e outros problemas cardíacos, como também causam:

  • Sérios problemas gastrointestinais, como sangramento do trato digestivo
  • Aumento da pressão arterial
  • Problemas renais

Esteja ciente de que estes perigosos efeitos colaterais causados pelos analgésicos  não estão restritos à prescrição de NSAIDs como o Celebrex, mas podem igualmente ser vendidos como medicamentos de balcão como aspirina, Advil e Motrin.

O resumo da história é que os analgésicos são sempre acompanhados de riscos. Infelizmente, se você consultar um médico convencional a respeito da dor crônica nas costas que você sente, ele geralmente prescreverá um plano de tratamento em longo prazo podendo incluir medicamentos anti-inflamatórios, relaxantes musculares e possivelmente outros tipos de medicamento para dor ou até mesmo medicamentos contra convulsões.

Seu Médico Está Prescrevendo este Medicamento Caro, Porém Perigoso para Tratamento de Dor nas Costas?

A Big Pharma recentemente começou a promover o Humira, um medicamento caro com preço de etiqueta perto de 20.000 dólares ao ano. O Humira é indicado para ajudar no tratamento de espondilite anquilosante, uma doença inflamatória crônica do esqueleto axial, que inclui a coluna. É ultrajante ver como as companhias fabricantes de medicamentos promovem este medicamento perigoso para uma causa extremamente rara de dor lombar –que é responsável por menos que um décimo de décimo de um por cento da dor lombar! Ademais, o Humira pode causar sérios efeitos colaterais, como:

  • Tuberculose
  • Infecções graves
Back Pain X-Ray
  • Aumento do risco de linfoma e outros tipos de câncer  
  • Infecção por hepatite B                         
  • Reações alérgicas
  • Problemas hepáticos, no sistema nervoso e no sangue
  • Insuficiência cardíaca
  • Reações imunes, como síndrome parecida com o lúpus
  • Psoríase

Esta é uma lista compilada; o Humira pode promover outros efeitos prejudiciais à saúde que surgem somente após vigilância pós-marketing em populações expostas a ele sendo forçadas a atuar como cobaias vivas.

Corte o Risco de Desenvolvimento de Dor nas Costas Desde o Começo!

Como em qualquer condição de saúde ou doença, prevenir a dor nas costas é melhor do que tentar curá-la depois de instalada e, mesmo assim, pode ser tarde demais. Portanto, mesmo que você não tenha os sintomas de dor nas costas, recomendo que você siga estas simples dicas:

  1. Sempre faça alongamento antes de praticar uma atividade física extenuante.
  2. Não relaxe a postura ao ficar em pé ou sentado(a).
  3. Se você fica a maior parte do tempo sentado(a), preste muita atenção para conscientemente contrair o abdômen e girar ligeiramente a pélvis. Ao mesmo tempo, você deve manter a cabeça para trás, com os ouvidos sobre os ombros e as escápulas comprimidas. Esta postura manterá sua coluna em seu alinhamento adequado.
  4. Sente-se em cadeiras ou bancos de automóveis que tenham bom suporte lombar.
  5. Mude de posição frequentemente quando estiver sentado(a). Igualmente recomendo que você periodicamente caminhe ou gentilmente alongue os músculos para aliviar a tensão.
  6. Evite abaixar-se sem apoiar as costas.
  7. Use sapatos confortáveis e de salto baixo. Mulheres devem igualmente evitar usar salto alto o tempo todo.
  8. Durma de lado para reduzir qualquer curvatura na coluna.
  9. Ao fazer levantamento de peso usando as pernas, sempre mantenha as costas retas.
  10. Mantenha o peso ideal.
  11. Pare de fumar. O fumo reduz o fluxo sanguíneo para a região lombar causando degeneração dos discos vertebrais.
  12. Consuma quantidade suficiente de vitamina D através de exposição diária ao sol, pois a vitamina D ajuda a manter os ossos fortes, incluindo a coluna.
  13. Beba muita água para melhorar a altura dos discos intervertebrais.

Como Aliviar a Dor nas Costas Naturalmente

Quiropraxia

Uma das melhores táticas de ajuda no tratamento de dor nas costas é procurar um quiropata qualificado.

O problema é que diversas pessoas ignoram a quiropraxia pensando que se trata apenas de “colocar os ossos no lugar”. No entanto, há muito mais por trás da quiropraxia. Na verdade, um dos fundamentos básicos deste sistema de saúde é o “vitalismo” – reconhecendo que o corpo humano possui uma inteligência inata de cura ou ‘energia vital’ que guia e direciona o processo de cura do organismo.

Interrompa o Período na Posição Sentada – ou Melhor, Mantenha-se Sentado(a) pelo Menor Tempo Possível

Já recomendei anteriormente ficar em pé e realizar alguns exercícios à mesa de trabalho para compensar os efeitos negativos do tempo na posição sentada. Porém, após minha conversa com o Dr. James Levine, autor de Get Up!: Why Your Chair Is Killing You and What You Can Do About It (Levante-se!: Porque sua Cadeira Está Te Matando e o que Você Pode Fazer a Respeito, em tradução livre), fiquei convencido de que ficar em pé por 10 minutos a cada hora na posição sentada é realmente o mínimo, PORÉM ainda está muito longe do ideal. O que eu estava fazendo não era suficiente; na realidade, eu realmente acredito que a resposta é ficar em pé o máximo possível.

Exercícios para Dor nas Costas

Exercitar-se e ser fisicamente ativo ajuda no fortalecimento dos músculos da coluna, radicalmente reduzindo a dor nas costas. Abaixo estão algumas sequências de exercícios que podem especificamente focar na dor nas costas:

Treinamento de Fundamento

Um dos melhores exercícios para dor nas costas que recomendo é o Treinamento de Fundamento, criado pelo quiropata Dr. Eric Goodman. Ele o desenvolveu para tratar sua própria dor crônica nas costas.

Os exercícios do Treinamento de Fundamento são simples, porém poderosos movimentos estruturais que ajudam no fortalecimento e realinhamento da postura corporal e tratam a causa da dor lombar, a qual está relacionada à fraqueza e desequilíbrio entre a cadeia posterior de músculos que é causada pelo estilo de vida sedentário e tempo prolongado na posição sentada.

Método Gokhale

Criado pela “guru da postura” Esther Gokhale, este método permite que você redescubra sua postura primária, que é a forma como seu corpo foi projetado para ficar em pé, sentar-se e mover-se. Suas técnicas te ensinam como sentar-se, deitar-se, ficar em pé e caminhar com a postura adequada.

Exercícios Egoscue

Exercícios Egoscue, série de alongamentos e exercícios especiais que ajudam a restaurar o equilíbrio muscular e o alinhamento esquelético. Frequentemente gasto, pelo menos, uma hora ou mais fazendo um exercício Egoscue chamado “A Torre”. É muito simples; você só precisa deitar-se no chão e permitir que sua pélvis e coluna torácica relaxem.

Treinamento Intervalado de Alta Intensidade

Você deve igualmente incluir sessões de alta intensidade, como Preparação Física de Pico, em sua rotina de exercícios, embora você precise fazer estas sessões apenas uma ou duas vezes por semana, no máximo. Você deve igualmente incluir exercícios que não apenas desafiem seu corpo de forma intensa, como também promovam força muscular, equilíbrio e flexibilidade. Lembre-se de fortalecer seu abdômen para evitar dor nas costas. E, conforme supracitado, sempre realize um alongamento e aquecimento antes de iniciar uma atividade física extenuante.

Ioga

A ioga pode ser uma estratégia efetiva para o alívio da dor nas costas fazendo com que as pessoas fiquem mais conscientes do movimento de seus corpos.  

Massagem

  • Alivia os músculos tensos e presos e as articulações rígidas, melhorando a mobilidade e a flexibilidade
  • Alivia a dor causada por enxaquecas, trabalho de parto, fibromialgia e até mesmo câncer 
  • Relaxa e suaviza os músculos prejudicados e usados excessivamente, reduzindo espasmos e câimbras
  •  Estimula o sistema linfático que é a defesa natural do organismo contra invasores tóxicos
  •  Reduz o tempo de recuperação de exercícios extenuantes e elimina dores subsequentes do atleta
  • Promove alívio da dor causada pela artrite aumentando a flexibilidade das articulações
  • Reduz e realinha o tecido cicatricial após a ocorrência da cicatrização
  • Reduz a coalescência e os edemas pós-cirúrgicos
  • Aumenta o grau de vigilância e atenção
  • Contribui para a redução do tempo do parto e reduz a laceração nas mulheres grávidas
  • Reduz sintomas da TPM
  • Reduz o estresse, a ansiedade e a depressão e ameniza a insônia

Terapia K-Laser

Algumas pessoas imediatamente pensam em realizar uma cirurgia na coluna apenas para aliviar a dor, porém fortemente aconselho o contrário, a menos que você já tenha esgotado todas as opções de tratamento supracitadas. No entanto, se nenhuma dessas estratégias funcionar, aconselho você a tentar a K-Laser – é simplesmente ótima.

A terapia infravermelha K-Laser funciona através do estímulo da enzima citocromo oxidase nas células mitocondriais. Ela melhora a microcirculação e estimula o fluxo das células vermelhas do sangue na área a ser tratada. A terapia K-Laser ajuda na redução da dor e da inflamação e melhora a cura dos tecidos rígidos e macios, incluindo os músculos, os ossos e os ligamentos. Ela igualmente devolve as funções venosa e linfática, uma vez que os tecidos ficam oxigenados.

Descompressão Estrutural da Respiração

Abaixo estão dicas de como realizar a descompressão estrutural da respiração:

  1. Sentado (a) ou em pé, coloque os polegares na base da caixa torácica, posicionando os dedos mindinhos nos ossos pontiagudos na frente da cintura. Pense no espaço existente entre os dedos como uma vareta de medição.
  2. Puxe o queixo para trás de forma que o peito fique voltado para cima. Respire profundamente por três vezes conforme instruções abaixo.
  3. A distância entre os polegares e os dedos mindinhos deve aumentar conforme você inspira.
  4. Quando você expirar, contraia os músculos do abdômen de forma que o torso não vá para baixo. Este é o passo mais importante: não permita que o torso caia em direção à pélvis conforme você expira. Este movimento deve desafiá-lo(a) permitindo que você sinta o abdômen sendo acionado conforme você expira.

Faça este exercício por 30 segundos mais ou menos e, então, volte à sua posição sentada normal. Ao longo do tempo, os músculos ficarão mais fortes e a postura sentada melhorará gradualmente.

Outras Estratégias para Eliminar a Dor Crônica nas Costas (e Outros Tipos de Dor)

  • Consuma quantidades suficientes de gordura ômega-3 de alta qualidade proveniente de animais.
  • Elimine ou radicalmente reduza o consumo de grãos e açúcares, especialmente frutose.
  • Melhore o nível de vitamina D (através de exposição ao sol regular e adequada) e os níveis de vitamina K2.
  • Faça contato com o solo. O contato com a terra, conhecido como “Aterramento”, pode ajudá-lo(a) a reduzir inflamações no organismo e aliviar a dor nas costas e outros tipos de dor. Caminhar descalço(a) na grama molhada ou na areia faz com que seu organismo absorva suprimento adequado de elétrons vindos da terra.

Para gerenciamento da dor nas costas, sugiro tentar as seguintes soluções naturais:

  • Astaxantina
  • Gengibre
  • Curcumina
  • Creme de pimenta caiena
  • Boswellia
  • Bromelaína
  • Cetil miristoleato (CMO)
  • Óleos de Onagra, Cassis e Borragem
Artigo Anterior Próximo Artigo

Aviso legal: Todo o conteúdo deste site baseia-se nas opiniões do Dr. Mercola salvo expresso em contrário. Os artigos individuais baseiam-se nas opiniões do respectivo autor, que detém os direitos autorais conforme indicado. As informações deste site não pretendem substituir a relação individual com um profissional de saúde qualificado nem devem ser consideradas recomendação médica. Sua finalidade é compartilhar conhecimentos e informações a partir da pesquisa e experiência do Dr. Mercola e sua comunidade. O Dr. Mercola incentiva você a tomar suas próprias decisões de saúde com base na sua pesquisa e em conjunto com um profissional de saúde qualificado. Se você estiver grávida, amamentando, tomando medicação ou tiver um problema de saúde, consulte o seu médico antes de usar produtos baseados neste conteúdo.