Fonte Surpreendente de Arsênio na Água Potável - Quais Medidas Tomar para Proteger sua Saúde?

água potável

Resumo da matéria -

  • Embora o arsênio de ocorrência natural na água subterrânea seja uma das fontes mais comuns de exposição, o ácido fluorídrico (fluoreto) adicionado à água potável é comumente contaminado com arsênio tóxico
  • A exposição crônica de baixo nível ao arsênio pode levar a uma ampla variedade de problemas de saúde, incluindo fadiga crônica, problemas reprodutivos, redução do QI e outros problemas neurológicos, além de vários tipos de câncer
  • A substituição do ácido fluorídrico pelo fluoreto grau farmacêutico poderia economizar US$ 1-6 bilhões anualmente e prevenir cerca de 1.800 casos de câncer de pulmão e de bexiga
Tamanho da fonte:

Por Dr. Mercola

A água pura é uma das bases mais importantes para uma saúde otimizada. Infelizmente, a maior parte da água de torneira está longe de ser pura, contendo uma vasta variedade de subprodutos de desinfecção, produtos químicos, metais pesados e até mesmo medicamentos farmacêuticos. O fluoreto e o arsênio são dois exemplos dos principais contaminantes perigosos da água.

Não apenas o nível de arsênio na água da torneira nos EUA é alto devido à contaminação natural da água subterrânea, mas a forma mais comumente usada de fluoreto adicionado ao abastecimento de água também tende a ser contaminada com arsênio. Conforme relatado pelo artigo em destaque:

“Atualmente, a fonte de flúor na maioria dos suprimentos públicos de água é o ácido fluorossilícico, de acordo com registros do governo. A petição pede que a EPA solicite a substituição do mesmo por fluoreto de sódio grau farmacêutico na fluoretação da água, que é a adição de flúor à água potável com a finalidade de prevenir cáries.

O ácido fluorossilícico é frequentemente contaminado com arsênio, e pesquisas recentes associaram o arsênio do ácido fluorossilícico na água potável a 1.800 casos adicionais de câncer anualmente nos Estados Unidos....”

A petição foi apresentada por William Hirzy, pesquisador de química da American University em Washington, D.C. Hirzy trabalhou anteriormente na EPA por 27 anos.

Sua equipe publicou recentemente um estudo intitulado: "Comparison of hydrofluorosilicic acid and pharmaceutical sodium fluoride as fluoridating agents – a cost-benefit analysis (Comparação de ácido fluorídrico e fluoreto de sódio farmacêutico como agentes de fluoretação - análise de custo-benefício), na revista Environmental Science & Policy.

De acordo com sua estimativa, a substituição do tipo de flúor usado pelo fluoreto de sódio grau farmacêutico reduziria a quantidade de contaminação inorgânica por arsênio na água potável em 99%!

Os Perigos do Arsênio Inorgânico Para a Saúde

O arsênio inorgânico é um poderoso carcinógeno que foi associado a um aumento do risco de desenvolvimento de vários tipos de câncer. Em 2001, a Environmental Protection Agency (Agência de Proteção Ambiental) - EPA reduziu o nível máximo de arsênio permitido na água potável de 50 ug / L para 10 ug / L (ou 10 partes por bilhão (ppb)) devido ao risco de desenvolvimento de câncer estabelecido.

O Natural Resources Defense Council (Conselho de Defesa dos Recursos Naturais) estima que até 56 milhões de americanos que vivem em 25 estados bebem água com arsênio em níveis inseguros. De acordo com a EPA:

"Sabe-se que a exposição crônica ao arsênio inorgânico está associada a efeitos adversos à saúde em vários sistemas do organismo, mas ele é mais conhecido por causar tipos específicos de lesões de pele (feridas, hiperpigmentação e outras lesões) e aumento dos riscos de desenvolvimento de câncer de pulmão e de pele."

Outros impactos da exposição crônica ao arsênio incluem, de acordo com a EPA:

Danos e falha dos rins

Anemia

Pressão sanguínea baixa

Choque

Dores de cabeça

Fraqueza

Delírio

Aumento do risco de desenvolvimento de diabetes

Efeitos adversos hepáticos e respiratórios, incluindo irritação das membranas mucosas

Durante o desenvolvimento, aumento da incidência de parto prematuro, aborto espontâneo, natimortos, baixo peso ao nascer e mortalidade infantil

Durante a infância, diminuiu o desempenho em testes de inteligência e memória de longo prazo

Lesões na pele

Produtos Químicos de Fluoretação da Água NÃO São Grau Farmacêutico

Embora o arsênio natural nas águas subterrâneas seja uma das fontes mais comuns de exposição, o ácido hidrofluorossilícico - forma mais comumente usada de fluoreto adicionado ao abastecimento de água - é um resíduo tóxico da indústria de fertilizantes fosfatados comumente contaminado com arsênio, radionucleotídeos, alumínio e outros contaminantes industriais.

De acordo com a pesquisa, o ácido fluorossílico diluído adiciona, em média, cerca de 0,08 ppb de arsênio à sua água potável.

A maioria das pessoas fica chocada quando percebe que o fluoreto adicionado ao seu suprimento de água é, na verdade, um subproduto tóxico da indústria de fertilizantes, em oposição a um produto químico grau farmacêutico. A fonte da maioria dos produtos químicos de fluoretação da água é explicada por Michael Miller, especialista em mercadorias minerais do US Geological Survey, no artigo em destaque:

“Durante a produção de fertilizantes fosfatados, o minério de fosfato é reagido com ácido sulfúrico para produzir gases tóxicos. Estes são retirados do ar depois de serem pulverizados com água, que produz ácido fluorossilícico ... A solução é vendida para sistemas de água em todo o país, onde é diluída e colocada na água potável.

Ocasionalmente, ele é tratado para criar fluorossilicato de sódio. Juntos, esses compostos (chamados silicofluorídeos) fornecem flúor a 90% dos sistemas de água potável dos EUA que são fluoretados...”

A Fluoretação da Água Pode Estar Expondo Bebês a Grande Risco

Não só existem evidências crescentes de que o flúor representa graves riscos à saúde de bebês e crianças – incluindo reduções no QI— como a exposição ao arsênio no útero e durante a primeira infância também são particularmente problemáticos, pois pode causar danos permanentes ao cérebro e aos sistemas endócrinos e imunológicos em desenvolvimento da criança.

Por exemplo:

Um estudo realizado em 2006 concluiu que chilenos expostos a altos níveis (pico de 1.000 ppb) de arsênio natural na água potável no útero e durante a primeira infância tiveram uma taxa de mortalidade do câncer de pulmão seis vezes maior em comparação com os chilenos que vivem em áreas com níveis mais baixos de arsênio na água. E sua taxa de mortalidade na faixa dos 30 e 40 anos de outra forma de doença pulmonar foi quase 50 vezes maior do que de pessoas sem essa exposição ao arsênio.

Um estudo realizado em 2004 demonstrou que crianças expostas ao arsênio na água potável em níveis acima de 5 ppb tiveram menores pontuações em testes de QI. Estudos anteriores associaram a exposição crônica ao arsênio a uma série de disfunções cognitivas, incluindo dificuldades de aprendizagem, problemas de memória, baixa concentração e neuropatias periféricas e centrais.

Um estudo publicado em 2011 examinou os efeitos a longo prazo da exposição a nível baixo em mais de 300 texanos rurais cuja água subterrânea estimou-se que contivesse níveis médios de arsênio abaixo do padrão federal de água potável. Também concluiu-se que a exposição estava relacionada a pontuações baixas em linguagem, memória e outras funções cerebrais.

Vale a Pena Aumentar o Risco de Desenvolvimento de Câncer para Obter-se um Benefício Mínimo, se Algum, aos Dentes?

Alguns defensores da fluoretação acreditam que a grande diluição desses produtos químicos de fluoretação ocorrente quando são adicionados aos sistemas de distribuição pública de água ameniza as preocupações em relação aos contaminantes conhecidos. No entanto, o arsênio é um conhecido carcinogênico humano.

Inevitavelmente, a adição de ácido hexafluorossilícico contaminado ao suprimento de água por definição deve aumentar a taxa de câncer nos EUA por causa do arsênio que contém, e é exatamente isso que a pesquisa de Hirzy mostra. Por que qualquer governo racional faria isso para reduzir - na melhor das hipóteses - uma quantidade minúscula de cáries dentárias? De acordo com Hirzy:

"Descobrimos que os Estados Unidos, como sociedade, estão gastando, numa estimativa moderada, de US$ 1 bilhão a US$ 6 bilhões tratando o excesso de cânceres de bexiga e pulmão causados pelo arsênio no flúor químico mais comumente utilizado, o ácido fluorossilícico ... A substituição pelo fluoreto de sódio grau farmacêutico custaria US$ 100 milhões, mas economizaria bilhões em custos reduzidos de desenvolvimento de câncer."

Para as pessoas que vivem em áreas com água da torneira fluoretada, o flúor é uma parte de cada copo de água, cada banho e chuveiro, e cada refeição cozida usando essa água. Isso não faz sentido, considerando a natureza carcinogênica do arsênio - especialmente à luz da epidemia de câncer.

O estudo de Hirzy é na verdade a primeira avaliação de risco do fluoreto contaminado com arsênio na água potável. Isto é particularmente chocante, considerando o fato de que os ácidos fluorossilícicos têm sido usados desde o início dos anos 1950 (antes disso, o fluoreto de sódio, subproduto da indústria do alumínio, era tipicamente usado). Incrivelmente, enquanto a EPA realiza avaliações de risco para a maioria dos contaminantes da água potável, a agência NÃO supervisiona a adição de produtos químicos de fluoretação.

Filtração de Água - Obrigação Para se Ter uma Água Pura e Limpa…

Se você tem acesso a água de poço, seria prudente testá-la para verificar seus níveis de arsênio e outros contaminantes.

Em geral, a maioria dos suprimentos de água contém vários contaminantes potencialmente perigosos,, desde flúor até medicamentos e subprodutos de desinfecção (DBPs), só para citar alguns. Você pode ter uma boa ideia de quais tipos de contaminantes podem estar na sua água potável agora, visualizando este incrível gráfico do GOOD Environment (reimpresso com permissão.)

Dirty Water Infographics

>>>>> Clique aqui <<<<<

Recomendo fortemente o uso de um sistema de filtragem de água de alta qualidade, a menos que você possa verificar a pureza da sua água. Para ter certeza absoluta de que você está recebendo a água mais pura possível, você deve filtrar a água tanto no seu ponto de entrada quanto no seu ponto de uso.

Isso significa filtrar toda a água que entra na casa e depois filtrá-la novamente na pia da cozinha. Eu atualmente uso um sistema de filtragem de água de toda a casa à base de carbono, e antes disso eu usei osmose reversa (OR) para purificar minha água.

Você pode ler mais sobre filtração de água neste artigo anterior para ajudá-lo (a) a tomar uma decisão sobre qual tipo de sistema de filtragem de água será melhor para você e sua família. Como a maioria das fontes de água está severamente poluída, a questão da filtragem e purificação da água não poderia ser mais importante.

Fontes de Água Ideais

Além da purificação, também acredito que é essencial beber água viva. Eu recentemente entrevistei o Dr. Gerald Pollack sobre seu livro, The Fourth Phase of Water: Beyond Solid, Liquid, and Vapor (A Quarta Fase da Água: Além do Sólido, Líquido e Vapor).

Esta quarta fase da água é chamada de “água estruturada” e é o tipo de água encontrada em todas as suas células. Esta água possui propriedades curativas e é naturalmente produzida de várias maneiras. A água proveniente de uma nascente profunda é uma excelente fonte de água estruturada. Quanto mais profunda melhor, a água estruturada é produzida sob pressão.

Mas você também pode criar água estruturada por meio de um vórtice. Eu pessoalmente bebo água de vórtice quase que exclusivamente quando me tornei um grande fã de Viktor Schauberger, que fez muito do trabalho pioneiro em relação ao vórtice cerca de um século atrás.

O Dr. Pollack concluiu que, ao criar um vórtice em um copo de água, você está colocando mais energia nele, aumentando assim a estrutura da água. De acordo com o Dr. Pollack, praticamente qualquer energia colocada na água parece criar ou fortalecer a água estruturada.

Minha própria equipe de P&D está trabalhando em um estudo cuidadoso no qual usamos água em vórtice para cultivar brotos, para avaliar a vitalidade e a eficácia da água. Estamos conduzindo uma extensa pesquisa interna para desenvolver a melhor máquina de vórtice no mercado, porque acreditamos que um vórtice ideal poderia ser uma das maneiras mais simples de melhorar a saúde das pessoas.

A Fluoretação da Água é Tudo Menos Segura...

De acordo com Bill Hirzy, a fluoretação da água continua a ser uma política do governo por causa da “inércia institucional [e] constrangimento entre as agências governamentais que promovem esse material como seguro.” Isso é provavelmente verdade, mas é vergonhoso que a prática seja permitida. diante de evidências esmagadoras demonstrando os riscos à saúde não apenas do próprio flúor, mas também de contaminantes relacionados, como o arsênio.

Beber água pura e limpa é um pré-requisito para se ter uma saúde otimizada. Produtos químicos industriais, medicamentos e outros aditivos tóxicos realmente não têm lugar em nossos suprimentos de água.