Não Transpire

mulher suando

Resumo da matéria -

  • O suor produzido quando você pratica exercícios é proveniente das glândulas écrinas, enquanto o suor produzido quando você está estressado (a) ou ansioso (a) é produzido pelas glândulas apócrinas
  • O “suor do estresse” tem odor diferente do “suor do exercício” e desencadeia um elevado estado de atenção
  • Homens que inalaram o suor causado pelo estresse em mulheres avaliaram-nas como menos confiantes, menos confiáveis e menos competentes
Tamanho da fonte:

Por Dr. Mercola

Embora muitas pessoas prefiram não suar, especificamente porque a transpiração geralmente ocorre no meio de um evento social importante ou em situação relacionada ao trabalho, este processo natural do organismo é bastante benéfico.

Para iniciantes, a transpiração ajuda na prevenção do organismo contra superaquecimento porque ela o (a) ajuda a manter a temperatura adequada do organismo.

A transpiração também elimina toxinas do organismo, auxiliando na desintoxicação, limpa os poros (o que ajuda a reduzir a incidência de acne), e pode até mesmo matar vírus e bactérias da superfície da pele.

A Ciência da Transpiração

Você possui dois tipos diferentes de glândulas sudoríparas: glândulas sudoríparas écrinas, as quais são distribuídas por todo o organismo, e as glândulas apócrinas, localizadas no couro cabeludo, nas axilas e na área genital.

O principal objetivo das glândulas écrinas é regular a temperatura do organismo.

Conforme a temperatura do corpo aumenta, o organismo automaticamente transpira para liberar líquido salgado das glândulas sudoríparas para ajudá-lo (a) a esfriar.

Isto é controlado pelo sistema nervoso autônomo, o qual você não pode controlar conscientemente.

No entanto, certas emoções, como ansiedade, raiva, embaraço ou medo, podem fazer com que você transpire mais.

Este — suas emoções — é um desencadeador primário da transpiração proveniente das glândulas apócrinas. Estas glândulas, a propósito, também produzem bactérias para romper a transpiração e este processo causa odor no corpo.

É por isto que o odor do corpo ocorre primariamente nas axilas — não tanto por causa do suor que forma-se no peito ou nos braços, por exemplo.

Ademais, o suor produzido pela prática de exercícios ou superaquecimento é produzido principalmente por água e sal.

O suor produzido quando você está estressado (a) também contém água e sal, juntamente com substâncias gordurosas e proteínas, as quais interagem com bactérias desencadeando um odor diferente.

O Suor do Estresse Muda a Forma Como Você é Compreendido (a) por Outras Pessoas

Curiosamente, o suor produzido pela ansiedade é diferente do produzido por um treino pesado.

O suor produzido quando você pratica exercícios é proveniente das glândulas écrinas, enquanto o suor produzido quando você “está transpirando demais”, por causa de uma prova que vai realizar, uma apresentação ou um encontro às cegas, é produzido pelas glândulas odoríferas apócrinas.

As pessoas não somente podem detectar a diferença entre o suor causado pelo estresse e o suor causado pela prática de exercícios, como podem também mudar sua forma de compreendê-lo (a) por causa de seu suor. Em um estudo publicado no periódico PLOS One, homens que inalaram o suor causado por estresse em mulheres avaliaram-nas como menos confiantes, menos confiáveis e menos competentes.

Pesquisadores sugeriram que isto pode ser um sinal não verbal útil que permite que você comunique-se com pessoas à sua volta. A autora do estudo, Pamela Dalton, Ph.D. informou ao New York Daily News:

“Se você está interagindo com alguém e atenta-se ao fato de que essa pessoa está estressada, isto pode mudar sua interação. Talvez você seja um pouco mais agradável, talvez você se afaste; isto nos permite expressar informações sobre nosso estado emocional ou situação de saúde sem realmente termos que falar sobre isso. ”

O Suor Proveniente do Estresse Aguça o Estado de Atenção

O suor proveniente do estresse, ao que parece, é bastante transmitido às pessoas à sua volta, o que faz sentido, pois ele é geralmente produzido em associação à resposta de luta ou fuga do estresse. Um estudo realizado fez com que participantes inalassem o suor coletado de homens durante a primeira vez em que praticaram paraquedismo ou durante a prática de exercícios.

Aqueles que inalaram o suor proveniente do estresse tiveram resposta cerebral elevada quando, mais tarde, olharam rostos com diferentes expressões. Em outras palavras, eles estavam em um estado de atenção elevado. A autora líder do estudo, Lilianne Mujica-Parodi, Ph.D., informou ao The Wall Street Journal:

“Isto elevou a percepção do cérebro de maneira geral, não somente a coisas que são obviamente uma ameaça, mas também a coisas que não eram tão óbvias, mas que poderiam ser ameaças.”

Outras alterações cerebrais reveladas na resposta ao estresse incluíram elevada atividade na região da amígdala cerebral, que processa emoções incluindo medo.

Portanto, o suor parece exercer não somente benefícios físicos, mas pode também transmitir sinais benéficos às pessoas à sua volta, particularmente quando é desencadeado por emoções como o estresse.

Por Que Algumas Pessoas Transpiram Mais que Outras?

Você nasce com cerca de 2 a 4 milhões de glândulas sudoríparas, e o número dessas glândulas que você possui determinará, em parte, o quanto você transpira. Embora mulheres geralmente possuam mais glândulas sudoríparas que homens, as glândulas masculinas tendem a ser mais ativas e produzir mais suor.

Ademais, embora algumas pessoas transpirem quando a temperatura de seus corpos aumenta, todo mundo é diferente em relação à quantidade de suor que será liberada como resultado. Seu peso também desempenha uma função; pessoas com sobrepeso tendem a transpirar mais do que outras com peso saudável.

Conforme mencionado, seu nível de estresse e ansiedade também desempenha uma função. Mesmo em casos de hiperidrose, que é o termo médico usado para transpiração em excesso, o suor tende a ser pior quando você está sob estresse e acredita-se que seja desencadeado pela resposta do organismo ao estresse. A pediatra do Johns Hopkins, Dra. Kate Puttgen, informou ao Medical Daily:

“A causa da hiperidrose focal primária não é bem compreendida, mas acredita-se que seja originada da superatividade do sistema nervoso simpático de ‘luta ou fuga’ enviando sinais aberrantes às principais glândulas sudoríparas do organismo. ”

As palmas e as solas dos pés possuem densidade mais alta de glândulas écrinas do que outras partes do corpo e, embora o “porque” ainda seja desconhecido, estas duas áreas tendem a ser primariamente ativadas pelos estímulos emocionais.

As glândulas das axilas são estimuladas tanto pela geração de calor como pelas emoções, enquanto a maior parte das outras áreas do corpo é levada a transpirar principalmente devido ao calor.

É possível transpirar excessivamente apenas em uma área do corpo, como as palmas das mãos, por exemplo, e, embora isso não seja fisicamente perigoso, pode desencadear problemas emocionais e sociais para algumas pessoas.

Tome Cuidado ao Bloquear a Transpiração com Produtos Antiperspirantes

Antiperspirantes tratam o odor das axilas usando agentes antimicrobianos que matam bactérias e outros ingredientes como alumínio que bloqueia as glândulas sudoríparas. No entanto, estes produtos podem afetar o equilíbrio bacteriano das axilas desencadeando um problema de mau cheiro ainda maior.

Pessoas que usaram antiperspirantes perceberam um aumento definitivo das actinobactérias que são, em grande parte, responsáveis pelo mau cheiro das axilas. Outras bactérias que vivem nas axilas das pessoas são Firmicutes e Staphylococcus, porém o odor que estas produzem é mais ameno e não é produzido tão facilmente.

Descobriu-se que as bactérias menos causadoras de odor podem ser mortas pelos compostos de alumínio (ingrediente ativo da maior parte dos antiperspirantes), permitindo que as bactérias que produzem os odores mais pungentes prosperem. Em alguns participantes, a abstenção do uso de antiperspirantes provocou a redução da população de actinobactérias praticamente até a inexistência.

Isto significa que o uso de antiperspirantes pode fazer com que o odor de suas axilas fique mais pronunciado, enquanto a redução do uso de antiperspirantes pode finalmente suavizar o odor. Sem mencionar que a ideia de bloquear as glândulas sudoríparas não é exatamente inteligente.

Benefícios Promovidos Pela Transpiração

Muitas pessoas focam nas desvantagens da transpiração, porém existem diversas vantagens também. O uso da transpiração como forma de desintoxicação foi avaliada como forma de limpeza desde os tempos remotos. De acordo com uma revisão sistemática publicada no Journal of Environmental and Public Health (Jornal da Saúde Ambiental e Pública):

“A transpiração tem sido há muito tempo entendida como promotora da saúde, não somente acompanhando exercícios, mas também devido ao calor. Tradições e hábitos mundiais incluem os banhos romanos, os alojamentos aborígenes para transpiração, as saunas escandinavas (calor seco, umidade relativa de 40% a 60%) e os banhos turcos (com vapor). ”

A revisão concluiu que toxinas incluindo arsênico, cádmio, chumbo e mercúrio são excretadas pelo suor e comentou:

“Observou-se que a transpiração não somente melhora a excreção dos elementos tóxicos de interesse neste trabalho, como também aumenta a excreção de diversos tóxicos, conforme observado em trabalhadores de resgate de Nova Iorque ou em retardantes de chama persistente em particular e no Bisfenol A… A melhora do potencial da transpiração como mecanismo excretor terapêutico merece novas pesquisas. ”

Pesquisadores observaram as seguintes funções promissoras da transpiração na desintoxicação:

  • A transpiração pode ser uma rota importante para a excreção de cádmio quando uma pessoa é exposta a altos níveis dele
  • O uso de sauna indutora da transpiração pode oferecer um método terapêutico para aumentar a eliminação de metais traço tóxicos
  • A transpiração deveria ser tratamento inicial e preferido para pacientes com elevados níveis de mercúrio na urina

Você Transpira o Suficiente?

Importante órgão de eliminação, a pele da maioria das pessoas é muito inativa. Muitas pessoas simplesmente não transpiram o suficiente para aproveitar todos os benefícios promovidos pela desintoxicação e proteção da pele. Para esta última, a transpiração desencadeia a redução de bactérias viáveis na superfície da pele podendo reduzir os riscos de desenvolvimento de infecções cutâneas.

Na verdade, um estudo realizado sugeriu que pessoas com dermatite atópica com recorrência de infecções bacterianas ou virais podem estar com falta de dermicidina no suor, o que pode prejudicar o sistema de defesa inato na pele humana.

Se você quiser transpirar mais para aproveitar os benefícios, praticamente qualquer tipo de exercício intenso fará com que você o faça prontamente, embora a prática de exercícios em clima quente (ou em sala aquecida, como ocorre na ioga Bikram) criará ainda mais suor. Curiosamente, se você está em forma, seu corpo vai transpirar mais cedo e mais facilmente.

Isto é um benefício, pois quanto mais cedo você começar a suar, mais cedo seu organismo esfriará e isto permite que você continue a exercitar-se mais intensamente e por mais tempo.

Você pode também induzir a transpiração através da sauna, tanto a tradicional quanto a infravermelha. A sauna infravermelha é uma ótima opção e pode significativamente agilizar o processo de desintoxicação. O condicionamento hipertérmico ou “aclimatação ao calor independente de atividade física aeróbica através do uso de sauna” parece também desencadear transpiração mais cedo e mais facilmente, similar a estar em forma.

Resumindo, conforme seu organismo fica sujeito a quantidade razoável de estresse térmico, ele gradualmente aclimata-se ao calor, incitando a ocorrência de uma série de mudanças benéficas no organismo. Isto inclui uma maior taxa de transpiração e sensibilidade ao suor como função de controle elevado de termorregulação.

Tenha em mente que a transpiração, especialmente a transpiração pesada, provocará perda de valiosos fluidos e eletrólitos no organismo. Certifique-se de manter-se bem hidratado (a) bebendo água de coco ou água misturada com sal do Himalaia.