Para o que é Bom o Manjericão?

Tamanho da fonte:
Manjericão

Se uma cozinha possui apenas algumas ervas, o manjericão provavelmente será uma delas.

Sua essência perfumada combina bem com o alecrim e tomilho em pratos de carne, peixe, legumes, queijo, sopa e ovos, e é um dos principais ingredientes no pesto, juntamente com pinhões e queijo parmesão.

Embora tenham sido identificadas mais de 60 variedades de manjericão, elas caem em três tipos principais: doce, roxo e de muitas folhas.

Cada um oferece uma diferença sutil no gosto; variedades como manjericão limão, anis e canela dão uma ideia de como alguém pode modificar e melhorar uma receita.

São necessárias apenas algumas folhas para transformar um prato simples - mesmo um sanduíche.

As plantas de manjericão são fáceis de ser cultivadas tanto dentro de casa quanto fora.

Tire os topos dos brotos sempre que eles aparecerem e embaixo da base de uma folha perto do fundo em hastes retas para manter sua planta cheia e uma nova ramificação aparecerá.

Para secar as folhas de manjericão, aqueça seu forno a 60 graus Celsius enquanto coloca uma única camada de folhas de manjericão em uma assadeira.

Desligue o forno e coloque na panela por 20 minutos (você não quer que eles assem).

Retire a panela, esfrie as folhas e guarde imediatamente em garrafas ou sacos com fecho de correr, longe da luz solar.

Os Benefícios do Manjericão Para a Saúde

O manjericão também é considerado uma das ervas mais saudáveis. É melhor quando fresco, exalando um aroma doce e terroso que indica não apenas a promessa de um sabor agradavelmente pungente, mas uma lista impressionante de nutrientes. A vitamina K, essencial para a coagulação do sangue, é uma delas.

Apenas duas colheres de sopa de manjericão fornecem 29% do valor diário recomendado.

O manjericão também fornece vitamina A, que contém betacarotenos, poderosos antioxidantes que protegem as células que revestem uma série de numerosas estruturas corporais, incluindo os vasos sanguíneos, de danos por radicais livres. Isso ajuda a evitar que o colesterol no sangue fique oxidado, ajudando a prevenir a aterosclerose, ataques cardíacos e acidentes vasculares cerebrais.

Outras vitaminas e minerais no manjericão incluem ferro, cálcio, manganês, magnésio, vitamina C e potássio. Não surpreendentemente, o manjericão também possui propriedades antibacterianas e contém flavonoides que protegem o DNA.

São os flavonoides e os óleos voláteis no manjericão que oferecem os maiores benefícios para a saúde, sendo que o primeiro protege em nível celular, com propriedades antibacterianas relacionadas aos seus óleos voláteis.

Entre estes estão o estragol, linalol, cineol, eugenol, sabineno, mirceno e limoneno, todos capazes de restringir o crescimento de numerosas bactérias nocivas, incluindo listeria, estafilococos, E. coli, yersinia enterocolitica e pseudomonas aeruginosa.

Alguns medicamentos antibióticos que foram identificados como resistentes a algumas dessas cepas foram inibidos por extratos de manjericão. Um desses óleos - o eugenol - pode bloquear a atividade da enzima prejudicial ciclooxigenase (COX).

Este mesmo efeito coloca o manjericão na categoria “anti-inflamatório” porque proporciona alívio a problemas relacionados, como a artrite reumatóide.

Fatos Nutricionais do Manjericão

Tamanho da dose: 3,5 onças (100 gramas), fresco
  Quantidade
por Porção
% Valor
Diário*
Calorias 23  
Calorias da gordura 5  
Gordura total 1 g 1%
Gordura saturada 0 g 0%
Gordura trans    
Colesterol 0 mg 0%
Sódio 4 mg 0%
Carboidratos totais 3 g 1%
Fibra dietética 2 g 1%
Açúcar 0 g  
Proteína 3 g  
Vitamina A 106% Vitamina C 30%
Cálcio 18% Ferro 18%

*Valores diários de referência com base em uma dieta de 2000 kcal. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas.

Receitas Saudáveis com Manjericão:

Sopa Minestrone Verde de Espinafre-Manjericão

Sopa Minestrone Verde de Espinafre-Manjericão

Ingredientes:

  • 2 colheres de sopa de óleo de coco
  • 4 onças (113 g) de prosciutto com nitrato/sem nitrato cortado em pedaços de 1 polegada (2,54 cm)
  • 1 cebola amarela média, picada
  • 2 talos de aipo com folhas, picadas
  • 2 dentes de alho finamente picados
  • 1 abobrinha média, cortada em cubos
  • 1 folha de louro
  • 16 oz (473 ml) de feijão cannellini (ou outro tipo de feijão branco)
  • 16 oz (473 ml) de grão-de-bico
  • Sal marinho e pimenta recém-moída
  • 8 xícaras de caldo de galinha
  • 1 xícara de macarrão tipo mini penne (ou macarrão sem trigo de sua escolha)
  • ½ libra (226 g) de feijões verdes, reduzidos e cortados em pedaços de 1 polegada (2,54 cm)
  • 10 onças (283 g) de espinafre ou de acelgas, sem hastes e picadas grosseiramente
  • ½ xícara de queijo parmesão ou romano ralado (opcional)
  • ¼ xícara de manjericão fresco cortado (ou salsinha)

Procedimentos:

  1. Aqueça em uma panela grande em fogo médio alto. Adicione óleo e o prosciutto. Refogue por 2 minutos, depois adicione cebolas, aipo, alho, abobrinha e folha de louro. Tempere com sal e pimenta a gosto. Refogue por 5 minutos, mexendo com frequência.
  2. Adicione feijão branco, grão-de-bico, e caldo de galinha. Cubra e leve a ferver.
  3. Adicione o macarrão e o feijão verde e cozinhe por 8 minutos, ou até que a massa fique al dente (levemente macia). Adicione o espinafre, cerca de um minuto antes de servir. Adicione o queijo e sirva em tigelas de sopa. Coloque manjericão ou salsinha em cima de cada porção. Serve quatro porções.

(Receitas saudáveis para seu tipo nutricional - do Dr. Mercola)

Fatos Divertidos Sobre o Manjericão

A palavra grega antiga “basilikohn”, que significa real, é derivada do que chamamos hoje de manjericão. Isso refletia uma atitude de nobreza e um desejo de oferecer hospitalidade, amizade e honra quando servidos.

Resumo

O manjericão é indiscutivelmente uma das ervas favoritas porque tem muitos usos. Tudo, de sopas a sanduíches, pode ficar melhor com a simples adição de suas folhas frescas e pungentes. Também se descobriu que ele contém óleos e flavonoides que protegem o corpo de doenças e de infecções.

Concentrações muito pequenas podem matar bactérias nocivas, mas ainda são muito benéficas, até mesmo prevenindo a aterosclerose, ataques cardíacos e acidentes vasculares cerebrais.