As Últimas Novidades Sobre o Repolho

repolho

Resumo da matéria -

  • O repolho é um alimento medicinal potente, sendo que diversas pesquisas realizadas mostraram que ele previne o câncer, em grande parte devido às suas altas concentrações de antioxidantes, componentes anti-inflamatórios e glucosinolatos
  • O repolho é rico em vitamina K1 e vitaminas do complexo B, das quais muitas pessoas têm deficiência
  • O repolho demonstrou ajudar na cura de úlceras estomacais e oferecer benefícios à digestão
  • O repolho deve ser cozido somente levemente, consumido cru ou fermentado para obter-se a maior parte de seus nutrientes
Tamanho da fonte:

Por Dr. Mercola

Não se atribui ao repolho toda boa reputação atribuída a outros membros da família dos vegetais crucíferos, porém isto deveria ser feito. Para que serve o repolho?

Melhor pergunta seria: para que ele não serve? Como um dos alimentos medicinais mais potentes disponíveis, incluir o repolho como parte regular de sua dieta (duas ou três vezes por semana, ou melhor ainda, quatro ou cinco vezes) pode oferecer diversos benefícios significantes à saúde.

O Repolho Possui Propriedades Preventivas do Câncer

A Fundação George Mateljan recentemente destacou algumas das últimas notícias referentes ao repolho e no topo da lista estava seu potencial para a prevenção do câncer. Quase 500 estudos focaram nesta conexão e revelaram que os poderes anticancerígenos do repolho estão provavelmente relacionados a:

1. Antioxidantes: O repolho contém poderosos antioxidantes como vitaminas A e C e fitonutrientes como tiocianatos, luteína, zeaxantina, isotiocianatos e sulforafano, que estimulam as enzimas desintoxicantes e podem proteger contra cânceres de mama, cólon e próstata.

O sulforafano também seletivamente foca nas células tronco e, fazendo isso, efetivamente evita que o câncer espalhe-se e/ou apresente recorrência. Os antioxidantes também ajudam na proteção do organismo contra o estresse oxidativo.

A Fundação George Mateljan observou que:

“Sem o consumo suficiente de antioxidantes, nosso metabolismo do oxigênio pode tornar-se comprometido e podemos acabar experimentando um problema metabólico chamado estresse oxidativo. O estresse oxidativo crônico por si só pode ser um fator de risco de desenvolvimento de câncer.”

2. Propriedades Anti-inflamatórias: Você necessita algum nível de inflamação no organismo para permanecer saudável, no entanto, é também possível, e cada vez mais comum, que a resposta inflamatória saia do controle.

Se seu sistema imunológico erroneamente desencadear uma resposta inflamatória sem que uma ameaça esteja presente, isto pode desencadear dano significativo ao organismo relacionado à inflamação, problema associado ao câncer e outras doenças, dependendo de qual órgão foi impactado pela inflamação.

O repolho contém nutrientes anti-inflamatórios valiosos que ajudam a manter a inflamação sob controle. Entre eles estão as antocianinas, tipo de polifenol que é particularmente abundante no repolho roxo, embora todos os tipos de repolho contenham polifenois anti-inflamatórios.

3. Glucosinolatos: Os glucosinolatos são fitoquímicos que se dividem em indois, sulforafanos e outras substâncias preventivas do câncer. O Indol-3-carbinol, por exemplo, interrompe o ciclo celular nas células do câncer de mama sem realmente matar as células. O ciclo celular é uma série de etapas rigidamente controlada pelas quais a célula precisa passar antes que possa dividir-se em duas, envolvendo a duplicação do conteúdo celular e a divisão final.

Se você conseguir alterar específicos componentes do ciclo celular, você pode interromper o crescimento das células cancerígenas sem matar as células normais. O indol-3-carbinol interfere no ciclo celular de uma forma que desliga um gene de uma enzima importante no ciclo de crescimento celular.

Curiosamente, diferentes tipos de repolho (roxo, verde e Savoy) contêm diferentes padrões de glucosinolatos, sugerindo que você deve tentar consumir uma variedade de tipos diferentes de repolho para obter os melhores benefícios para a saúde. A Fundação George Mateljan foi além:

“… os glucosinolatos são o trunfo do repolho com relação aos benefícios ‘anticancerígenos’. Os glucosinolatos encontrados no repolho podem ser convertidos em compostos isotiocianatos que previnem uma série de tipos de câncer, incluindo de bexiga, de mama, de cólon e de próstata.”

O Repolho é Rico em Vitamina K1 e Vitaminas do Complexo B

Uma porção de repolho pode fornecer 85% da necessidade diária de vitamina K1, merecendo menção especial porque muitas pessoas têm deficiência desta vitamina. A vitamina K1 é uma vitamina lipossolúvel mais conhecida pela importante função que desempenha na coagulação do sangue e no metabolismo ósseo, porém é também um conhecido preventivo da doença de Alzheimer ajudando a limitar os danos aos neurônios no seu cérebro.

O repolho também contém quantidades saudáveis de vitaminas B, incluindo folatos (que é melhor do que a forma sintética conhecida com ácido fólico encontrada em diversos suplementos), vitamina B6, vitamina B1 e vitamina B5.

As vitaminas do complexo B não são importantes somente para energia, mas também podem retardar o encolhimento cerebral em até sete vezes em regiões do cérebro especificamente conhecidas por ser as mais impactadas pela doença de Alzheimer.

Benefícios Digestivos e Propriedades de Cura de Úlceras

O suco de repolho é um dos nutrientes mais curadores para reparação de úlceras, pois é uma excelente fonte de vitamina U (que, na verdade, não é exatamente uma vitamina, e sim uma enzima conhecida como S-metilmetionina). Pesquisa realizada mostra que a vitamina U, administrada como suco de repolho cru, é eficaz na promoção de cura rápida de úlceras pépticas.

O suco do repolho também é um dos mais fortes estimulantes do organismo para a produção de ácido. Isto é bom porque muitas pessoas possuem baixo nível de ácido gástrico, que é a causa de seus problemas digestivos e significativamente aumentará o risco de desenvolvimento de infecções.

O consumo de algumas colheres de chá de suco de repolho antes de alimentar-se, ou melhor ainda, suco de repolho fermentado feito a partir do chucrute, fará maravilhas pela sua digestão.

Outros compostos encontrados no repolho que também possuem potencial para beneficiar o estômago e o revestimento intestinal são os glucosinolatos, os isotiocianatos anti-inflamatórios, os polifenois antioxidantes e substâncias aminoácidas chamadas glutaminas.

A Forma de Preparação do Repolho É Importante

O repolho é mais bem preparado o mais próximo possível do cru, às vezes chamado tenro-crocante, para preservar seus diversos nutrientes. Repolho pouco cozido e cru, por exemplo, foram os únicos tipos a demonstrar benefícios mensuráveis preventivos do câncer em um estudo realizado (o repolho cozido por mais tempo não demonstrou benefícios mensuráveis!).

O cozimento no microondas é outro duplo não para o repolho, pois apenas dois minutos no microondas destroem muitas das enzimas necessárias para a conversão dos glucosinolatos em compostos preventivos do câncer.

O cozimento no vapor ou o salteamento rápido do repolho, ou seu consumo cru em salada de repolho ou saladas em geral é a melhor opção. Pode-se também fazer suco de repolho, conforme mencionado, e pode-se fermentá-lo, promovendo ao organismo quantidades saudáveis de bactérias benéficas e, se determinadas culturas iniciais foram usadas, vitamina K2.

O repolho pode também ser usado como um dos vegetais primários para vegetais fermentados. Ele deve compor, pelo menos, 80% da mistura de vegetais ao fazer a fermentação de vegetais, portanto esta é uma forma incrivelmente eficiente de obtenção de quantidade maior de repolho em sua dieta. Aqui está um rápido guia para a preparação de seu próprio repolho fermentado (você pode obter mais instruções detalhadas aqui).

Triture e corte seus vegetais escolhidos.

Tire o suco de um pouco de aipo. Este é usado como salmoura, pois contém sódio natural e não somente elimina a necessidade do sal marinho como também mantém os vegetais livres do crescimento de bactérias patogênicas.

Faça um bloco com os vegetais e o suco de aipo com os inoculantes (cultura inicial, como grãos de kefir, soro, ou pó iniciante comercial) em uma jarra de boca larga de 1 litro. Um batedor/espremedor de limão/legumes pode ser útil para ajudar a formar o bloco dentro da jarra e eliminar qualquer bolha de ar. Esperamos obter nossa nova cultura inicial que é melhorada com cepas de bactérias que produzirão altas doses de vitamina K2 no começo de 2013, considerando que nossos testes serão bem sucedidos.

Cubra com folha de repolho, dobrando-a nas laterais. Certifique-se de que os vegetais estejam completamente cobertos com suco de aipo e que o suco esteja até o topo da jarra para eliminar o ar preso.

Sele a jarra, armazene-a em local quente e levemente úmido, por 24 a 96 horas, dependendo do alimento que está sendo produzido. A temperatura ideal varia de 20 a 24°C, 29 no máximo. Lembre-se que o calor mata tanto os micróbios bons quanto os não tão bons!

Ao terminar, armazene na geladeira para retardar o processo de fermentação.