Benefícios Promovidos pela Beterraba Fermentada

Beterraba Fermentada

Resumo da matéria -

  • O suco da beterraba crua demonstrou reduzir a pressão arterial graças aos nitratos naturalmente ocorrentes que são convertidos em óxido nítrico no organismo. O óxido nítrico ajuda a relaxar e dilatar os vasos sanguíneos, melhorando o fluxo sanguíneo
  • O suco de beterraba pode também melhorar a resistência durante a prática de exercícios em 16% e demonstrou melhorar a capacidade muscular em pessoas com insuficiência cardíaca em 13%
  • A fermentação da beterraba promove todos os benefícios para melhoria da saúde promovidos pela beterraba crua — que são muito mais biodisponibilizados através da fermentação — e as bactérias e enzimas que resultam da fermentação
Tamanho da fonte:

Por Dr. Mercola

A beterraba e o suco da beterraba crua são tipicamente recomendados em quantidades limitadas devido a seu alto teor de açúcar.

No entanto, quando fermentada, a beterraba pode ficar entre os vegetais mais saudáveis existentes, pois a maior parte do açúcar é, então, deglutido pelas bactérias benéficas durante o processo de fermentação enquanto outros ingredientes que promovem a melhoria da saúde são mantidos intactos.

Alimentos fermentados são também ricos em probióticos ou boas bactérias. Uma série de estudos demonstrou como o equilíbrio ideal e a diversidade de bactérias no intestino promovem a fundação do bem-estar físico, mental e emocional e o suco de beterraba fermentado promove diversos benefícios adicionais além dos probióticos.

A Beterraba Crua Melhora a Saúde Cardíaca

Por exemplo, a beterraba crua demonstrou reduzir a pressão arterial, em média, em quatro a cinco pontos em questão de horas. Este efeito é devido aos nitratos naturalmente ocorrentes na beterraba que são convertidos em óxido nítrico no organismo.

O óxido nítrico, por sua vez, ajuda a relaxar e dilatar os vasos sanguíneos, melhorando o fluxo sanguíneo e reduzindo a pressão arterial. Na verdade, medicamente falando, os nitratos são usados no tratamento de anginas e insuficiência cardíaca congestiva e pesquisa realizada mostrou que um copo de suco de raiz de beterraba promove o mesmo efeito que os nitratos prescritos.

Atletas de competição também usam o suco de beterraba pelos benefícios que ele promove no aumento do óxido nítrico. Pesquisa realizada mostrou que a beterraba crua aumenta a resistência durante a prática de exercícios em cerca de 16%, efeito atribuído ao aumento do óxido nítrico.

Em outro estudo, nove pacientes diagnosticados com insuficiência cardíaca que experimentaram perda de força muscular e redução da capacidade de praticar exercícios foram beneficiados pelo suco de beterraba.

Foram administrados aos pacientes 140 mililitros (mL) — cerca de dois terços de xícara — de suco concentrado de beterraba, seguidos de exame resultando em aumento quase instantâneo da capacidade muscular em média de 13%.

Ressalva importante: evite usar enxaguantes bucais ou goma de mascar, pois evitam a ocorrência da conversão do óxido nítrico. O motivo pelo qual isso ocorre é que o nitrato é convertido em nitrito na saliva pelas bactérias amigas. Esse nitrito é, então, convertido em óxido nítrico em outros locais no organismo.

A betaína naturalmente ocorrente na beterraba também ajuda na redução de inflamações e protege contra estressores ambientais que podem desempenhar função na saúde cardíaca.

A Beterraba Possui Propriedades Poderosas de Melhoria Imunológica e Anticancerígenas

Os fitonutrientes que promovem à beterraba sua cor púrpura escura também possuem propriedades anticancerígenas poderosas. Pesquisa realizada demonstrou que o extrato de raiz de beterraba reduziu formações de tumores multiorgânicos em diversas espécies de animais quando administrado com água.

O extrato da raiz de beterraba também está sendo estudado para uso no tratamento de pancreatite humana e câncer de próstata.

Ademais, a beterraba crua ajuda a melhorar a função imunológica graças ao alto teor de vitamina C, fibras, potássio e manganês, enquanto os pigmentos betalaína e os aminoácidos contendo enxofre encontrados na beterraba apoiam o processo de desintoxicação fase 2 no organismo. Tradicionalmente, a beterraba foi valorizada por sua capacidade de purificar o sangue e o fígado.

Rica em folato de vitamina B, a beterraba pode também reduzir os riscos de derrame e é um excelente alimento para mulheres grávidas. O folato é essencial em diversos processos físicos e a falta de folatos durante a gravidez aumenta o risco de defeitos congênitos. As propriedades de limpeza sanguínea que o kvass de beterraba possui pode também ajudar no alívio de enjôos matinais.

Por Que Fermentar a Beterraba?

A fermentação da beterraba, em vez de seu consumo na forma crua, promove todos os benefícios de melhoria da saúde promovidos pela beterraba crua — que são mais biodisponibilizados através da fermentação — e das bactérias e enzimas benéficas resultantes da fermentação.

Além da beterraba em conserva e o chucrute de beterraba, o suco de beterraba fermentado, conhecido como kvass de beterraba, teve sua popularidade elevada no Ocidente.

O uso do kvass de beterraba possui longa tradição na Rússia, Ucrânia e em outros países do Leste Europeu, onde é consumido terapeuticamente como tônico da saúde geral. É também comumente adicionado a sopas, molhos e vinagretes.

Tradicionalmente, o kvass de beterraba tem sido usado para aumentar a função imunológica, limpar o sangue, combater a fadiga e tratar cálculos renais, sensibilidades químicas, alergias e problemas digestivos. Notícias anedóticas sugerem que o kvass de beterraba pode até mesmo melhorar a aparência de manchas senis, espessar os cabelos e reduzir o branqueamento deles.

Pesquisa recentemente feita com animais confirma os benefícios gastrointestinais promovidos pelo suco de beterraba lactofermentado, mostrando que ele ajuda na melhora da microbiota intestinal e na atividade metabólica.

Devido às suas propriedades desintoxicantes, evite tomar muito desse suco no começo. O alto consumo dele pode resultar em sobrecarga de toxinas liberadas, produzindo inchaço, constipação e/ou sintomas de gripe ou resfriado.

Como recomendação geral, comece com 28 gramas por dia, aumentando gradualmente a quantidade para um copo de 220 gramas por dia. Se você está demasiadamente intoxicado(a), você talvez precise começar com apenas uma colher de sopa.

Receita Simples de Kvass de Beterraba

Podem-se encontrar diversas receitas de kvass de beterraba na internet. Aqui está uma retirada do site BeetsandBones.com:

Ingredientes:

Duas beterrabas orgânicas grandes cortadas em cubos de 2,5 cm. Não as rale, pois isto liberará muito açúcar.

Você não precisa descascar as beterrabas se elas forem orgânicas, pois a casca contém muitas bactérias que conduzem a fermentação. Se usar beterraba cultivada convencionalmente, descascá-la é recomendável para evitar o consumo de resíduos de pesticidas.

Três colheres de sopa de suco de chucrute ou suco conservado.

Água filtrada, água de nascente ou água destilada, suco de beterraba recentemente espremida ou uma combinação de suco de beterraba com água pura.

Água de torneira tratada com cloro ou outros produtos químicos não funcionará, pois os produtos químicos evitarão a ocorrência da fermentação e causarão o apodrecimento. Se usar água de torneira, certifique-se de fervê-la e deixá-la esfriar antes de usar.

Opcional: 1/2 colher de chá de sal não refinado natural, tal como sal do mar ou, meu preferido pessoal, sal do Himalaia. O sal ajuda a evitar a formação de bactérias más, porém muito sal fará com que a bebida torne-se intragável.

Coloque as beterrabas em uma jarra de boca larga, enchendo a jarra até um terço de sua capacidade. Adicione o chucrute ou o suco conservado, o sal e o suco de beterraba com água, deixando 56 cm de espaço entre o topo do líquido e a tampa. Feche hermeticamente e agite bem para dissolver o sal.

Mantenha em temperatura ambiente por três a cinco dias. Nos meses de inverno, o processo de fermentação pode demorar até sete dias devido às temperaturas mais frias. Mantenha a tampa fechada hermeticamente, porém lembre-se de liberar a pressão diariamente.

Se houver formação de espuma ou bolor, simplesmente retire-a(a) do topo com uma colher. Faça um teste de sabor diariamente e quando o kvass tiver desenvolvido um sabor agradável, coloque-o na geladeira para interromper o processo de fermentação. A formação de bolhas de gás no topo é sinal de que ele está pronto.

Outras Sugestões e Recomendações

Se você quiser, você pode separar o kvass das beterrabas coando o líquido em uma jarra limpa. Para armazenamento, uma pesquisa realizada mostra que quando refrigerado, o kvass lactofermentado de beterraba retém seus poderes antioxidantes por até 30 dias.

Naturalmente, as beterrabas podem ser consumidas também, ou você pode reusá-las para começar a produção de outro lote de kvass.

As beterrabas também servem como excelente adicional à tradicional sopa borscht (sopa de beterraba), enquanto o kvass pode ser usado para conservar ovos cozidos. Algumas receitas de kvass de beterraba pedem o uso de soro, porém ele não é realmente necessário e aumenta as etapas e o tempo do processo.

Podem-se adicionar aromas, como uvas passas, morangos, suco de laranja recentemente espremida, maçã, cenoura, lavanda, folhas de hortelã frescas ou secas, canela ou gengibre.

Opte por Beterraba Orgânica ou Tradicional e Consuma suas Folhas Também

Independente de você produzir o sumo da beterraba, consumi-la crua ou fermentada, fortemente recomendo comprar beterraba orgânica. Conforme ocorre com diversas outras culturas, a maior parte da beterraba sacarina cultivada nos EUA é geneticamente modificada (GM).

Embora a beterraba de mesa não seja atualmente GM, ela é geralmente cultivada nas proximidades da beterraba sacarina e a polinização cruzada é sabidamente ocorrente. Portanto, quando escolher beterrabas para consumo, opte por variedades orgânicas sempre que possível para evitar contaminação GM potencial.

Você pode também comprar sua própria semente de beterraba tradicional, porque a beterraba é muito fácil de ser cultivada. Os diversos nutrientes e vantagens reais à saúde que ela oferece valem a pena. Além da raiz de beterraba, as folhas da beterraba oferecem uma grande quantidade de vitaminas e minerais.

São uma ótima fonte de fibra — 17% de sua necessidade diária em apenas uma xícara — assim como vitamina B6, magnésio, potássio, cobre, manganês e antioxidantes.

A alta quantidade de vitamina K encontrada nas folhas da beterraba possui propriedades coagulantes do sangue, combate o envelhecimento, suporta o DNA, ajuda a afastar a osteoporose, atua junto com o cálcio no fortalecimento ósseo e pode ajudar no desempenho do combate ao Alzheimer.

As folhas da beterraba contêm mais ferro do que o espinafre e maior valor nutricional do que o legume em si. Além de usar folhas de beterraba jovens em saladas ou salteadas, o suco das folhas de beterraba é outra forma de obtenção de todos estes nutrientes.

Beterraba Crua e Kvass de Beterraba Podem Beneficiar o que o(a) Aflige

Como você pode observar, a beterraba promove uma ampla variedade de benefícios. Se você sofre de pressão alta ou insuficiência cardíaca, você pode querer experimentar suco de beterraba crua ou kvass de beterraba e verificar como isto impacta você. Se você notar melhora na pressão arterial ou na resistência após beber o suco, este pode ser um bom indicativo.

Se você tem diabetes ou é resistente à insulina, cuidadosamente monitore como o suco de beterraba crua afeta sua saúde geral e como você vai preferir consumi-lo. Tipicamente, a moderação é o melhor.

O uso de kvass de beterraba parece ser de longe a melhor opção, pois a maior parte do açúcar é eliminada no processo de fermentação.

Suprindo as bactérias benéficas, a bebida pode também promover impacto benéfico sobre o diabetes e uma ampla gama de problemas de saúde, especialmente doenças enraizadas em disfunções intestinais, e a lista é longa, uma vez que é muito difícil ser idealmente saudável se seu microbioma intestinal não for saudável.