O Magnífico Cardo Mariano

Cardo Mariano

Resumo da matéria -

  • O cardo mariano contém flavonoide silimarina, responsável por muitos dos seus efeitos benéficos, incluindo proteção do fígado e propriedades antioxidantes, antivirais e anti-inflamatórias
  • O cardo mariano também promove potenciais benefícios anticancerígenos e antidiabéticos e dá apoio à saúde dos rins, cérebro e coração
  • O cardo mariano pode combater doenças do fígado e reduzir lesões no fígado causadas por vários medicamentos e toxinas ambientais
Tamanho da fonte:

Por Dr. Mercola

Cardo mariano é uma erva usada há milhares de anos para apoiar a saúde do fígado, dos rins e da vesícula biliar. Ele contém flavonoide silimarina, considerado responsável por muitos dos efeitos benéficos que promove, incluindo proteção do fígado e propriedades antioxidantes, antivirais e anti-inflamatórias.

Nativo do Mediterrâneo, mas agora encontrado em todo o mundo, o cardo mariano é considerado uma erva daninha em algumas áreas, apesar de seu potencial terapêutico. Quando as folhas são esmagadas, elas liberam uma seiva leitosa.

A silimarina, componente ativo, é na verdade um grupo de compostos (silibinina, silidianina e silicristina), que trabalham juntos para fornecer múltiplos benefícios à saúde. Como a silimarina protege seu fígado?

Para começar, ela é um antifibrótico, o que significa que ela evita a formação de cicatrizes nos tecidos, e acredita-se que ela atue como "agente bloqueador de toxinas" ao inibir a ligação de toxinas a receptores da membrana celular do fígado.

A silimarina não é apenas usada para tratar doenças hepáticas alcoólicas, hepatites virais agudas e crônicas, e doenças hepáticas induzidas por toxinas, mas esse poderoso composto demonstrou, em estudos realizados com animais, ser capaz de reduzir lesões hepáticas causadas por vários medicamentos e toxinas ambientais, incluindo:

Acetaminofeno (Tylenol)

Tetracloreto de carbono (provável carcinogênico comum em materiais de construção e agentes de limpeza)

Radiação

Excesso de ferro

Fenilidrazina (líquido venenoso)

Álcool

Amanita phalloides (cogumelo venenoso da “cicuta verde”)

Quimioterapia

Medicamentos psicotrópicos

O Cardo Mariano Suprime a Inflamação Celular Usando um Processo Bifásico

Os efeitos anti-inflamatórios promovidos pelo cardo mariano estão entre suas maiores realizações, e pesquisas recentes sugerem que isso é ocorre, em parte, usando um processo bifásico similar àquele usado por outros compostos naturais benéficos como a curcumina e a EGCG (epigalocatequina galato, componente do chá verde).

O estudo revelou que a resposta celular à silimarina na primeira fase dentro das células é um rápido aumento na expressão de genes associados ao estresse celular, especificamente ao estresse do retículo endoplasmático (ER). Em casos graves, esse estresse pode levar à morte celular, o que pode, na verdade, ser benéfico em alguns casos (como o câncer).

A segunda fase envolve uma supressão mais longa da expressão gênica associada à inflamação. Além de inibir as vias de sinalização inflamatória, a silimarina também:

Ativou a proteína quinase ativada por AMP (AMPK) — AMPK é uma enzima encontrada dentro das células do seu organismo. Às vezes é chamada de "principal interruptor metabólico" porque desempenha função importante na regulação do metabolismo. De acordo com a Natural Medicine Journal:

“A AMPK induz uma série de eventos dentro das células que estão todos envolvidos na manutenção da homeostase da energia ... A AMPK regula uma série de atividades biológicas que normalizam os desequilíbrios de lipídios, glicose e energia.

A síndrome metabólica (MetS) ocorre quando essas vias reguladas pela AMPK são desativadas, desencadeando uma síndrome que inclui hiperglicemia, diabetes, anormalidades lipídicas e desequilíbrios energéticos.

… A AMPK ajuda a coordenar a resposta a esses fatores estressantes, transferindo energia para o reparo celular, manutenção ou retorno à homeostase e melhora a probabilidade de sobrevivência.

Os hormônios leptina e adiponectina ativam a AMPK. Em outras palavras, a ativação da AMPK pode produzir os mesmos benefícios que a práticas de exercícios, dieta e perda de peso - modificações de estilo de vida consideradas benéficas para uma variedade de doenças.”

Inibiu a proteína alvo da rapamicina em mamíferos (mTOR) — Isso provavelmente é benéfico, pois quando a via mTOR é ativada, pode aumentar o risco de câncer. Essa via é antiga, mas apreciada relativamente recentemente e só é conhecida há menos de 20 anos.

As probabilidades são muito altas de que seu médico nunca tenha aprendido isso na faculdade de medicina e nem está ciente disso. Muitos novos medicamentos contra o câncer estão sendo direcionadas para uso desta via. Medicamentos que usam essa via também foram administrados a animais para aumentar radicalmente seu tempo de vida.

Além do Fígado: Para que Mais Serve o Cardo Mariano?

O cardo mariano contém silimarina e silibina, antioxidantes conhecidos por ajudar a proteger o fígado contra toxinas, incluindo efeitos do álcool. Não apenas descobriu-se que a silimarina aumenta a glutationa (poderoso antioxidante crucial para a desintoxicação do fígado), mas também pode ajudar a regenerar as células do fígado.

No entanto, considerar o uso do cardo mariano apenas como erva própria para a saúde do fígado seria como fazer um desserviço, pois ele promove diversos benefícios adicionais. Entre eles estão potenciais efeitos anticancerígenos. Conforme relatado pelo American Botanical Council (ABC):

“Diversos estudos, in vitro e in vivo, sugerem que o cardo mariano é potencialmente benéfico no tratamento ou na prevenção de vários tipos de câncer: inibição de células de câncer de próstata e aumento da apoptose (morte celular programada); inibindo o crescimento e estimulando a regressão de tumores de pele com aplicação tópica;

… Inibindo a indução de câncer de células escamosas de língua; diminuição da incidência de neoplasmas da bexiga; inibição do crescimento e síntese de DNA em células de câncer de mama e colo do útero; redução da frequência de adenocarcinomas do cólon induzidos por medicamentos e inibição da proliferação em células de leucemia.

A silibina pode ser útil no câncer de próstata humano refratário a hormônios e pode aumentar a eficácia da quimioterapia baseada no fator de necrose tumoral (TNF) -alfa. De fato, seus efeitos protetores do fígado em terapias de quimioterapia e radiação podem ser igualmente valiosos para pacientes com câncer por conta dos efeitos antineoplásicos do cardo mariano, especialmente em cânceres resistentes a medicamentos.

… Pacientes com tumores cerebrais metastáticos que receberam cardo mariano e ácidos graxos ômega-3 antes da terapia de radiação tiveram uma melhora no seu tempo de sobrevivência e menos efeitos colaterais.

Autores sugerem, com base em vários estudos farmacológicos, que a silimarina tópica seria uma adição benéfica aos protetores solares na proteção contra o câncer de pele induzido por ultravioleta B.

Eles recomendam que os profissionais incluam produtos padronizados de cardo mariano em regimes de tratamento de câncer, especialmente onde houver dano ou dano potencial ao fígado ou rins devido ao tratamento alopático.”

Mais 4 Potenciais Benefícios para a Saúde Promovidos Pelo Cardo Mariano

Além da saúde do fígado e da proteção contra o câncer, o cardo mariano também tem se mostrado promissor para:

  1. Saúde renal — Considera-se que os efeitos do cardo mariano sobre os rins “espelham os efeitos da erva no fígado”. Ele tem se mostrado promissor para estimular a regeneração celular nos rins e pode ser útil até em pacientes em diálise.
  2. Saúde do coração — O cardo mariano parece aumentar os níveis de colesterol HDL benéfico e diminuir o risco de aterosclerose. A silimarina também pode ajudar a reduzir a pressão arterial.
  3. Diabetes — Entre as pessoas com diabetes, aquelas que consumiram silimarina por quatro meses tiveram melhoras no seu perfil glicêmico, incluindo redução significativa na hemoglobina glicosilada (HbA1c - medida da média do nível de açúcar no sangue nos últimos três meses), glicemia de jejum, colesterol total, LDL colesterol e triglicérides em comparação com aquelas que consomem placebo. O cardo mariano também pode melhorar o controle do açúcar no sangue em pessoas com diabetes.
  4. Saúde do cérebro — O cardo mariano parece possuir propriedades neuroprotetoras e há pesquisas em seus estados iniciais sugerindo que pode ser benéfico para esclerose múltipla e doença de Parkinson. Estudos realizados com animais também sugerem que a silimarina pode suprimir a formação da proteína beta amiloide (proteína tóxica associada ao Alzheimer), ajudando assim a prevenir a doença de Alzheimer.

Somando-se a seu encanto, o cardo mariano parece ser seguro e bem tolerado pela maioria das pessoas com poucos efeitos colaterais. A ABC reportou que:

“Em geral, o cardo mariano foi reconhecido como erva segura e bem tolerada, com perfil limitado de eventos adversos semelhante ao do placebo. Embora nenhum exame de curto prazo de alta ingestão de silimarina tenha sido realizado em populações saudáveis, parece claro que sob condições restritas dos testes disponíveis, o cardo mariano aparenta ser bastante seguro ... uma forma oral padronizada pode conter 70% a 80% de silimarina administrado em dose de 420 mg por dia, permaneceu segura por até 41 meses de uso, e reações significativas a medicamentos não foram reportadas.

A maioria dos eventos adversos relatados não está relacionada ao produto, ou é difícil de separar da doença concomitante. Os efeitos adversos associados à ingestão oral de cardo mariano são raros e incluem problemas gastrointestinais. Em doses superiores a 1,5 g por dia, é possível ocorrer efeito laxante devido ao aumento da secreção biliar e do fluxo. Também foram observadas reações alérgicas leves e não graves.”

Se você tiver dúvidas sobre sua saúde hepática ou renal, ou se estiver interessado (a) em alguma das possíveis propriedades anticâncer, antidiabéticas e estimuladoras do coração da silimarina, pode valer a pena considerar um suplemento de cardo mariano de alta qualidade. Em nível alimentar, você também pode encontrar a silimarina em alcachofras, cúrcuma e coentro (coentro), embora o cardo mariano seja a fonte mais rica conhecida de silimarina.

Considerações a ser Feitas Antes de se Cultivar Cardo Mariano em Casa

Antes de pensar em plantar cardo mariano em seu jardim você deve ser alertado (a) que: é uma erva daninha altamente invasiva que pode espalhar-se rapidamente, não apenas em todo o seu quintal, mas para os gramados vizinhos também. O cardo mariano também é tóxico para o gado, por isso, se você tem animais soltos em torno de seu quintal, você deve abster-se de plantá-lo ao ar livre.

O cardo mariano pode crescer em qualquer tipo de solo, mesmo em solos de baixa qualidade. Plante as sementes pelo menos a um quarto de profundidade, logo após a última geada. O ideal é colocá-los em uma área que receba sol pleno. Uma vez que você perceba as flores começando a secar, e uma grama ao redor formar uma cor branca de papiro (semelhante a um dente-de-leão), eles estão prontos para serem colhidos.

Como Armazenar o Cardo Mariano

É melhor colocar as cabeças das flores em um saco de papel e depois guardá-las em um local seco. Isso permitirá que o processo de secagem continue. Quando tiver certeza de que elas estão secas, dê algumas sacudidas no saco para separar as sementes das cabeças das flores. O melhor lugar para colocar as sementes de cardo mariano é um recipiente seco e hermético. Retire-as apenas quando estiver pronto (a) para usá-las.

Receitas com Cardo Mariano: Veja Como Adicioná-lo à sua Alimentação

Existem inúmeras maneiras de incorporar o cardo mariano a seus alimentos. As sementes em pó podem ser polvilhadas em saladas ou adicionadas a batidas e sumos de vegetais. Você também pode adicionar os caules, flores, folhas e raízes em saladas, pratos crus e outras refeições cozidas. O cardo mariano também pode ser transformado em chá. Algumas lojas de alimentos saudáveis vendem chá de cardo mariano pronto para uso, mas você pode fazer o seu próprio usando as sementes. Aqui está uma receita que você pode experimentar:

Chá de Cardo Mariano

  • Sementes e folhas secas de cardo mariano
  • Água quente
  • Mel cru (opcional)

Procedimento

  1. Esmague as sementes e folhas e coloque em um saco de musselina.
  2. Deixe o saco boiar em água quente por cinco minutos.
  3. Adicione uma colher de chá de mel cru para dar sabor.

Óleo de Cardo Mariano

Além de suplementos orais de cardo mariano, você também pode comprá-lo em forma de óleo essencial. Extraído das sementes maduras, o óleo de cardo mariano é rico em esteróis, ácidos graxos essenciais, antioxidantes e vitamina E, conferindo a ele propriedades nutritivas e protetoras da pele. Ele pode na verdade ajudar a aliviar problemas de pele como acne, eczema e rosácea.

O óleo de cardo mariano também é comumente adicionado a cosméticos. Aqui está uma maneira de usar o óleo de leite de cardo nos seus cabelos: Massageie o óleo diluído (adicione uma gota de óleo de cardo mariano a 10 gotas do óleo base preferido) por todo o couro cabeludo 10 minutos antes do banho e depois lave e penteie como de costume.