As 10 melhores ervas e plantas medicinais e como usá-las

ervas

Resumo da matéria -

  • Antes da criação dos medicamentos, as plantas medicinais eram muito utilizadas, e assim como antigamente, ainda são muito úteis hoje em dia. Neste artigo, você vai aprender sobre a utilização e os benefícios de 10 ervas e plantas medicinais importantes, muitas das quais você mesmo pode plantar
  • A aloe vera pode aliviar problemas na pele, como queimaduras, assaduras, cortes e arranhões, e problemas de pele mais sérios, como a psoríase. E o capim-limão tem sido utilizado para tratar dores de estômago, pressão alta, resfriados comuns, convulsões, dores e vômitos
  • O chá de folha de dente-de-leão tem propriedades diuréticas e laxantes, além de ajudar na digestão. Já o chá de raiz de dente-de-leão tem propriedades desintoxicantes, e pode ajudar a aliviar problemas no fígado, na vesícula biliar e na próstata
Tamanho da fonte:

Por Dr. Mercola

Neste artigo, você encontrará uma revisão sobre a utilização e os benefícios das 10 ervas e plantas medicinais mais importantes, muitas das quais você pode plantar em casa para tê-las por perto sempre que precisar.

No. 1 — Aloe vera

A Aloe vera é uma planta suculenta, muito conhecida por suas propriedades calmantes, principalmente para problemas na pele, como queimaduras, assaduras, cortes e arranhões, e também para problemas de pele mais sérios, como a psoríase.

Para colher a planta, escolha uma folha madura, da parte exterior da planta, e corte-a o mais próximo da base quanto for possível, utilizando uma ferramenta afiada. Então, corte ao longo das laterais da folha para remover os espinhos.

  • Para uso tópico — Simplesmente corte um pedaço de 2 a 5 cm da planta, e aplique o gel diretamente sobre a pele. Além de aliviar queimaduras, inclusive queimaduras de sol, e cortes e arranhões, o gel da aloe vera funciona muito bem como uma loção pós-barba. O gel de aloe vera fresco é o melhor remédio que eu conheço para queimaduras de sol, além da prevenção.
  • Para uso interno — Se você quiser ingerir a planta, use um descascador de legumes para remover sua casaca externa, e então raspe o gel para dentro de um recipiente de vidro. Eu gosto de misturar o meu com suco de limão. É só misturar os dois com um mixer de mão, e o resultado é uma bebida deliciosa que estimula o seu sistema imunológico.

No. 2 — Capim-limão

As partes mais utilizadas dessa planta são suas folhas e o seu óleo essencial, e dependendo do seu estado, podem ser consumidas de forma oral, aplicadas sobre a pele, ou inaladas (aromaterapia), para tratar das seguintes condições:

Para aliviar o estresse, a ansiedade, a irritabilidade e a insônia, basta difundir algumas gotas do óleo essencial de capim-limão com um difusor de aromas.

O capim-limão também pode ser usado para relaxar e tonificar seus músculos, aliviar dores musculares, dores de cabeça e cólicas menstruais. Basta misturar algumas gotas do óleo essencial de capim-limão com óleo transportador e espalhar sobre o local da dor, ou difundir o óleo como um tratamento de aromaterapia.

O capim-limão também pode ser usado para relaxar e tonificar seus músculos, aliviar dores musculares, dores de cabeça e cólicas menstruais. Basta misturar algumas gotas do óleo essencial de capim-limão com óleo transportador e espalhar sobre o local da dor, ou difundir o óleo como um tratamento de aromaterapia.

Para tratar de cortes e arranhões, esfregue uma pequena quantidade do óleo diluído sobre o local ferido. O óleo essencial de capim-limão tem propriedades antibiofilme que combatem a bactéria Staphylococcus aureus, e interrompem o crescimento das bactérias no corpo.

Para tratar de problemas gastrointestinais, beba chá de capim-limão ou uma infusão de capim-limão em água. O óleo de capim-limão tem efeitos anti-úlcera, estimula a digestão e ajuda a regular as funções do intestino.

Para melhorar a qualidade do seu sono, beba chá de capim-limão ou infusão em água antes de dormir.

Alivie dores de cabeça, dores musculares e nas articulações, espasmos e distensões, aplicando o óleo essencial diluído sobre a pele, ou difundindo o óleo e inalando seu aroma, ou bebendo chá de capim-limão ou infusão em água.

Para melhorar a sua sensibilidade à insulina, beba chá de capim-limão ou infusão em água. O citral presente no capim-limão é capaz de regular a glicemia e melhorar a sensibilidade à insulina. Alguns testes já mostraram que a quantidade de citral presente nas soluções e infusões de capim-limão é a mesma do capim-limão fresco.

Para tratar cabelos oleosos, aplique e massageie algumas gotas do óleo essencial diluído sobre seu couro cabeludo, e deixe descansar com 15 minutos antes de lavar.

Combata os odores corporais de forma natural. O óleo essencial de capim-limão diluído pode ser utilizado como um desodorante natural devido às suas propriedades antifúngicas e antibacterianas.

No. 3 — Dente-de-leão

O dente-de-leão contém vitamina A, B, C e D, e pode ser utilizado como um remédio para febre, furúnculos, diarreia e diabetes. O chá de folha de dente-de-leão tem propriedades diuréticas e laxantes, além de ajudar na digestão, enquanto o chá de raiz de dente-de-leão tem propriedades desintoxicantes, e pode ajudar a aliviar problemas no fígado, na vesícula biliar e na próstata.

No. 4 — Sálvia

A sálvia é utilizada como remédio há milhares de anos, e sua lista de benefícios à saúde é longa. Abaixo estão os mais importantes:

Ajuda na digestão — O ácido rosmarínico encontrado na sálvia funciona como um anti-inflamatório, acalmando seu estômago e prevenindo espasmos gástricos.

Melhora as funções cognitivas — Pesquisas demonstraram que até mesmo pequenas quantidades de sálvia, ingeridas ou inaladas como óleo essencial, podem ser muito eficientes para melhorar as funções do cérebro, aumentando as capacidades de concentração e de recuperação e retenção de memórias.

Melhora a saúde dos ossos — A sálvia contém grandes quantidades de vitamina K, que, juntamente com sua alta quantidade de cálcio, ajuda a manter seus ossos e dentes fortes.

Ajuda no controle da diabetes — A sálvia contém compostos conhecidos por seus efeitos similares aos medicamentos prescritos para o controle da diabetes. Dessa forma, a sálvia parece ser capaz de regular e inibir a liberação da glicose armazenada no seu fígado, equilibrando sua glicemia, e ajudando a prevenir a diabetes tipo 2 ou a controlar a doença.

Melhora a saúde da sua pele — Devido às suas propriedades antioxidantes, a sálvia é útil para neutralizar os sinais do envelhecimento, como manchas, linhas finas de expressão e rugas. Essas propriedades antioxidantes protegem contra radicais livres conhecidos por serem capazes de danificar as células da sua pele e causarem o envelhecimento prematuro. Alguns estudos obtiveram sucesso em usar a sálvia como uma tintura ou pomada tópica para tratar problemas de pele como acne, eczema e psoríase.

Fortalece sua imunidade — Segundo pesquisas, a sálvia contém propriedades antimicrobianas que inibem o crescimento de bactérias como a Staphylococcus aureus, quando usada na forma de óleo essencial.

Trata inflamações — Os compostos antioxidantes da sálvia podem ajudar a neutralizar os radicais livres, prevenindo o desenvolvimento do estresse oxidativo no seu corpo. A sálvia é capaz de reduzir com eficiência as inflamações que afetam o cérebro, coração, articulações, músculos, órgãos e pele. Para reduzir as inflamações, masque folhas frescas de sálvia, beba chá de sálvia, ou aplique uma tintura de sálvia.

Alivia dores — O óleo essencial de sálvia pode ser usado durante o banho ou acrescentado em um óleo de massagem para ajudar a relaxar os músculos. Quando combinado com um óleo transportador e aplicado na parte inferior do abdome, o óleo essencial de sálvia pode ajudar no alívio das dores e cólicas menstruais.

No. 5 — Camomila

A camomila é uma das fontes mais abundantes do polifenol apigenina, um inibidor poderoso de uma enzima na superfície das suas células chamada de CD38. Apesar da CD38 ser útil para suas funções imunológicas, ela consome muito NAD+, que é a coenzima mais importante do seu corpo.

Além disso, dizem que os óleos voláteis encontrados nas flores da camomila são responsáveis pela maioria das propriedades beneficiais da planta, como:

  • Acalma os nervos, promovendo um relaxamento geral, aliviando o estresse e controlando a insônia;
  • Alivia alergias, inflamações e infecções;
  • Alivia os espasmos musculares;
  • Alivia náuseas e flatulências;
  • Alivia problemas no estômago, gastrite, colite ulcerativa, diverticulose, doença de Crohn e síndrome do intestino irritável.

No. 6 — Equinácea

Antes dos antibióticos, a equinácea era utilizada para tratar várias infecções e ferimentos, como a malária, escarlatina e sífilis. Séculos atrás, os nativos americanos também usavam a planta para tratar resfriados comuns.

Hoje em dia, a equinácea é utilizada para:

  • Fortalecer o sistema imunológico ⁠— Os compostos presentes na equinácea podem ajudar a fortalecer seu sistema imunológico. Em um estudo publicado na revista Integrative Cancer Therapies, a equinácea demostrou ajudar a reduzir a gravidade e a duração de resfriados, quando administrada logo após o aparecimento dos sintomas. No entanto, se você usar a planta dias depois do resfriado começar, ela não terá muito efeito.
  • Combater bactérias e vírus ⁠— A equinácea contém um composto chamado equinaceína, que pode ajudar a combater infecções bacterianas e virais. De acordo com um estudo publicado na revista Pharmaceutical Biology, a equinácea demonstrou propriedades antibióticas e eficiência contra 15 bactérias patogênicas diferentes e 2 fungos patogênicos.
  • Acelerar a cicatrização de ferimentos ⁠— Quando aplicada a um ferimento, a equinácea pode ajudar a acelerar a formação de novas células da pele, enquanto ajuda a prevenir infecções, graças às suas propriedades antibacterianas. De acordo com um estudo publicado na revista Journal of Ethnopharmacology, o composto responsável pela capacidade de cicatrização da equinácea é o equinacosídeo, presente em várias espécies da planta.

No. 7 — Ashwagandha

A ashwagandha, conhecida por ser uma erva multiuso e “rejuvenescedora”, foi utilizada pelas medicinas ayurveda e chinesa por milhares de anos. Ela é uma erva adaptogênica poderosa, ou seja, ela ajuda seu corpo a controlar e a se adaptar ao estresse, pois promove o equilíbrio do seu metabolismo e dos sistemas imunológico e hormonal.

No. 8 — Canabidiol e/ou óleo de cânhamo

Os benefícios médicos do canabidiol (CBD) estão sendo cada vez mais reconhecidos, e agora sabemos que o corpo humano produz canabinóides endógenos e que o sistema endocanabinóide (ECS) é muito importante para a saúde humana, pois regula a homeostase entre os sistemas do seu corpo, como o respiratório, digestivo, imunológico e cardiovascular.

No. 9 — Cardo mariano

Apesar de todas as partes do cardo mariano serem comestíveis, a silimarina só está presente em suas sementes. Caso você não possa plantar seu próprio cardo mariano, a planta é barata, e pode ser encontrada em alta qualidade em lojas de alimentos saudáveis. A seguir estão algumas maneiras de incorporar o cardo mariano na sua alimentação:

  • Em pó — Use um pilão para amassar as sementes do cardo mariano até formar um pó, que pode ser adicionado à sopas, salteados e outros pratos;
  • Saladas — Já que a planta inteira é comestível, você pode adicionar suas flores, folhas, raízes e caules nas suas saladas, ou em outros pratos;
  • Smoothies — Para fazer um smoothie saldável para seu fígado, deixe duas colheres de sopa de sementes de cardo mariano de molho em água filtrada durante a noite. Na manhã seguinte, adicione as sementes (juntamente com a água), 1 copo de suco de limão, 1/3 copo de goji berry e 1 copo e meio de gelo no liquidificador, e bata até a mistura adquirir uma textura uniforme;
  • Lanches — Apesar de ser uma questão de gosto, as sementes de cardo mariano podem ser consumidas secas, na sua forma natural;
  • Chá — Amasse as sementes de cardo mariano, ou suas folhas, ou ambos, para fazer uma mistura de chá para infundir em água quente. Adicione algum adoçante saudável da sua escolha para amenizar o gosto amargo, ou adicione um saquinho de chá de hortelã para ter uma sensação diferenciada.

No. 10 — Tulsi

A planta tulsi, também conhecida por manjericão sagrado, é uma erva ayurvédica considerada vital na Índia. Assim como a ashwagandha, ela é uma erva adaptogênica poderosa, com propriedades antibacterianas, antivirais, antifúngicas, anti-inflamatórias, analgésicas, antioxidantes e adaptogênicas, e essas não são todas.

Existem vários produtos de tulsi disponíveis hoje em dia, como chás, comprimidos, pós, extratos e o óleo essencial de tulsi. Dentre seus vários benefícios, a tulsi pode ajudar a:

Controlar os níveis de glicemia — A tulsi tem efeitos hipoglicêmicos e hipolipidêmicos, que podem ser beneficiais para a diabetes. Um estudo descobriu que, após a ingestão de pó de folha de tulsi, ratos diabéticos tiveram “uma redução considerável na glicemia de jejum, ácido urônico, aminoácidos totais, colesterol total, triglicerídeos, fosfolipídios e lipídios totais”.

Fortalecer a imunidade — Foi descoberto que o extrato da folha de tulsi tem um potencial imunoterapêutico em mamíferos. Os pesquisadores descobriram que “o extrato aquoso e cru da folha de ocimum sanctum possui alguns princípios biologicamente ativos que são antibacterianos e imunomoduladores por natureza”.

Aliviar o estresse e a ansiedade — Compostos presentes no extrato de folha de tulsi, conhecidos como ocimarina e ocimumosídeos A e B, têm propriedades antiestressantes. Um teste feito em humanos descobriu que o consumo do extrato da planta pode ajudar a aliviar o transtorno de ansiedade generalizada.

Melhorar a saúde dos dentes — Usar chá de tulsi como enxaguante bucal pode trazer benefícios para a sua saúde oral. Um estudo descobriu que um enxaguante bucal feito com ervas naturais como neem, óleo de cravo, tulsi e outras ervas foi capaz de inibir bactérias orais como Actinomyces sp., Eubacterium nodatum, Prevotella intermedia, dentre outras.

Melhorar as funções cognitivas — Um estudo descobriu que ratos induzidos à demência apresentaram melhoras em suas funções cognitivas após receberem extrato de folha de tulsi.

Melhora a saúde do fígado — A tulsi pode ter efeitos hepatoprotetores, e um estudo descobriu que a planta pode ajudar a proteger contra danos hepáticos induzidos em ratos.

Proteger contra vários tipos de infecções — Acredita-se que a tulsi ajuda a aliviar várias infecções bacterianas, como infecções urinárias, infecções dérmicas causadas pela bactéria Staphylococcus aureus e outras bactérias, e infecções do trato respiratório, como a pneumonia.

Aliviar dores — Beber chá de tulsi pode te ajudar a adquirir as propriedades antipiréticas, anti-inflamatórias e analgésicas da planta. Um estudo descobriu que a tulsi pode ser uma alternativa aos medicamentos anti-inflamatórios não esteroides (AINEs).

+ Recursos e Referências