Falta de Sono Ligada à Obesidade Infantil

Tamanho da fonte:
Obesidade infantil

Estudos mostram uma conexão direta entre obesidade e sono insuficiente. Crianças com um descanso noturno inadequado estão em maior risco de obesidade do que aqueles que estão recebendo a quantidade adequada de sono. Se uma criança tiver chances de ser obesa, ter um sono adequado ajudará a protegê-lo contra o risco futuro.

A Dra. Phyllis C. Zee, a diretora do Sleep Disorders Center no Northwestern Memorial Hospital relata:

“Há evidências crescentes de uma ligação entre a duração do sono e a obesidade infantil... talvez ainda mais importante do que a duração do sono é o efeito da variabilidade diária do tempo de vigília do sono na regulação do peso. ”

Dr. Mercola

A maior parte das nações desenvolvidas tem uma explosiva epidemia de obesidade infantil, juntamente com um número crescente de cientistas que estudam esta situação infeliz. Mas por favor, não entenda mal o artigo apresentado e chegue à conclusão de que a falta de sono de qualidade está causando a epidemia de obesidade infantil.

Ela não está.

A falta de sono de qualidade é um sintoma da obesidade, que também fomenta inúmeras consequências negativas para a saúde que são exacerbadas pela obesidade, criando um ciclo vicioso de ganho de peso e piora dos padrões de sono e aumento dos problemas de saúde.

A falta de qualidade do sono e da apneia do sono costumava estar reservada principalmente a homens obesos de meia idade, mas não mais.

Como a Falta de Sono Afeta a Saúde do seu Filho

Seu ritmo circadiano evoluiu ao longo de centenas de gerações para alinhar sua fisiologia com seu ambiente. Seu relógio corporal está “definido” para dormir à noite e ficar acordado durante o dia. Se você está privado de sono, sinais conflitantes são enviados para o seu corpo.

Como a Falta de Sono Afeta a Saúde do seu Filho

Dormir muito pouco afeta seus níveis de hormônios da tireoide e do estresse, o que por sua vez pode afetar sua memória, sistema imunológico, coração e metabolismo, e muito mais. Ao longo do tempo, a falta de sono pode levar a:

  • Níveis elevados de açúcar no sangue e aumento do risco de diabetes - indivíduos com privação de sono tendem a comer alimentos mais doces e amiláceos em vez de legumes e produtos lácteos. Os pesquisadores suspeitam que esses desejos resultam do fato de que seu cérebro é alimentado por glicose (açúcar no sangue); portanto, quando a falta de sono ocorre, seu cérebro busca carboidratos. Em suma, a privação do sono coloca seu corpo em um estado pré-diabético e faz com que você fique com fome, mesmo que já tenha comido.
  • Ganho de peso - Quando você está privado de sono, seu corpo diminui a produção de leptina, o hormônio que indica ao seu cérebro que não há necessidade de mais alimentos. Ao mesmo tempo, aumenta os níveis de grelina, um hormônio que desencadeia a fome.
  • Envelhecimento acelerado.
  • Hipertensão arterial (pressão alta) e depressão.
  • Aumento do risco de câncer, alterando o equilíbrio dos hormônios no seu corpo. (Os tumores crescem de duas a três vezes mais rápido em animais de laboratório com disfunções graves do sono).

Então, qual exatamente é a quantidade de sono ideal para uma criança?

A pesquisa parece indicar que, para adultos normais, sete horas de sono são a quantia otimizada. Mas as crianças sabidamente precisam de mais sono do que adultos, e outras condições podem afetar a quantidade “otimizada” de sono, como o nível de atividade. Na verdade, não existe uma quantidade “certa” de sono, especialmente quando se trata de uma criança em crescimento.

Mas se o seu filho é obeso ou está exausto na maior parte do tempo, as chances de que os padrões de sono ruins sejam uma parte da vida deles e que estejam aumentando seus problemas são elevadas.

A Obesidade e a Deterioração da Saúde da Criança

Se o seu filho é obeso, é provável que ele não esteja recebendo o sono que seu corpo jovem precisa, ele também estará a caminho de ter uma vida repleta de problemas de saúde e terá um risco muito maior de morrer jovem.

De acordo com um artigo do New York Times:

“Um estudo que monitorou milhares de crianças até a idade adulta revelou que os jovens mais pesados tinham mais de duas vezes mais chances de morrer prematuramente, antes dos 55 anos, de uma doença ou de uma lesão autoinfligida.

Jovens com uma condição chamada pré-diabetes tinham quase o dobro do risco de morrer antes dos 55, e aqueles com pressão alta estavam com algum risco aumentado. Mas a obesidade foi o fator mais associado à morte precoce. Os adultos que tiveram os índices de massa corporal mais elevados quando crianças, tinham 2,3 vezes mais probabilidade de ter morrido precocemente em relação àqueles com menores índices. ”

Tratar as causas subjacentes da obesidade infantil pode ser muito benéfico ao longo da vida e, em minha opinião, há uma clara causa de obesidade nos EUA em geral que simplesmente deve ser tratada: frutose.

A Frutose é Culpada pela Epidemia de Obesidade Infantil?

Embora a American Beverage Association afirme que “não existe uma associação entre o xarope de milho de alta frutose e a obesidade”, uma longa série de estudos científicos sugerem o contrário.

Por exemplo:

  • O Dr. David Ludwig do Boston Children's Hospital fez um estudo sobre os efeitos das bebidas açucaradas na obesidade em crianças. Ele descobriu que, para cada dose adicional de uma bebida açucarada, tanto o índice de massa corporal quanto a probabilidade de obesidade aumentaram nas crianças que ele estudou.
  • O estudo Fizzy Drink feito em Christchurch, Inglaterra, explorou os efeitos sobre a obesidade quando as máquinas de refrigerante foram removidas das escolas por um ano. Nas escolas onde as máquinas foram removidas, a obesidade permaneceu constante. Nas escolas onde as máquinas de refrigerante permaneceram, as taxas de obesidade continuaram a aumentar.
  • Em um estudo recente, 16 voluntários foram alimentados com uma dieta controlada, incluindo altos níveis de frutose. Dez semanas depois, os voluntários produziram novas células de gordura ao redor de seus corações, fígados e outros órgãos digestivos. Eles também demonstraram sinais de anormalidades no processamento de alimentos ligados a diabetes e doenças cardíacas. Um segundo grupo de voluntários que receberam uma dieta similar, mas com a glicose substituindo a frutose, não teve esses problemas.

Por favor, entenda que, embora existam muitos fatores que contribuem para a obesidade infantil, estou convencido de que a FRUTOSE é a principal causa da epidemia de obesidade em crianças e adultos. As bebidas açucaradas e os alimentos processados são as principais fontes de frutose na dieta estadunidense.

O Que a Medicina Convencional tem Feito em Relação aos Transtornos de Sono Infantil?

Receitar remédios, é claro!

Um estudo recente descobriu que mais de 75% dos pediatras americanos entrevistados recomendaram soníferos de venda livre para crianças e mais de 50% receitaram soníferos para alguns de seus pacientes jovens.

Um estudo até descobriu que 81% das visitas aos pediatras para problemas de sono incluíam uma receita para uma medicação! A maioria das receitas para tratar dos problemas de sono das crianças eram anti-histamínicos, medicamentos para a pressão arterial, benzodiazepinas, como o sonífero Restoril, antidepressivos e soníferos como Ambien e Sonata.

Você certamente não precisa ir para a faculdade de medicina para entender que usar remédios para ajudar crianças a dormir não é sua melhor opção, pois de forma alguma isso trata a causa subjacente dos padrões de sono ruins e, em vez disso, expõe as crianças a medicamentos com efeitos colaterais potencialmente graves.

Perigos dos Soníferos... e Eles Sequer Funcionam?

Dar soníferos a crianças é uma faca de dois gumes, um deles trazendo consigo sérios riscos e falta de evidência de eficácia.

Para começar, os soníferos são notórios por serem viciantes, o que significa que, uma vez que você desejar parar de tomar, provavelmente irá sofrer sintomas de abstinência que podem ser piores do que a insônia inicial. Alguns, como o Ambien, também podem tornar-se menos efetivos quando tomados por mais de duas semanas.

O Ambien também pode fazer você querer comer enquanto está dormindo - e o essa alimentação durante o sono pode incluir alimentos estranhos, como cigarros com manteiga, sanduíches de sal e bacon cru.

Os antidepressivos, que são frequentemente usados como soníferos para crianças, demonstraram CAUSAR pensamentos e comportamentos suicidas e homicidas. Por exemplo, sete tiroteios recentes em escola foram feitos por crianças que estavam tomando antidepressivos ou que estavam sofrendo com a abstinência deles.

Mesmo soníferos de venda livre podem causar efeitos colaterais sérios, incluindo insuficiência hepática causada por aqueles que contêm acetaminofeno (Tylenol). Eles também são questionáveis, na melhor das hipóteses, quando se trata de sua eficácia.

O Que Você Pode Fazer se o Seu Filho não Consegue Dormir?

Os soníferos e outros medicamentos não fazem nada para tratar as razões subjacentes pelas quais seu filho está tendo problemas para dormir, em primeiro lugar. Provavelmente é por isso que estudos demonstraram que a terapia comportamental cognitiva pode tratar a insônia melhor do que remédios.

Então, se seu filho é obeso e tem problemas para dormir, meu conselho é ir atrás da raiz do problema, e aqui estão os culpados comuns:

  • Dieta: seu filho está comendo grandes quantidades de açúcar ou grãos, ou consumindo bebidas açucaradas ou repletas de cafeína, como o refrigerante ou o suco de frutas? Corte isso primeiro e seu filho provavelmente verá os resultados na estabilização do seu peso, e provavelmente ele irá dormir melhor imediatamente.
  • TV, videogames e outras distrações: muitas crianças ficam acordadas até tarde assistindo TV, navegando na internet ou jogando videogames, e então têm dificuldade em adormecer. Desligar a TV em um horário definido, ou remover a TV e o computador do quarto do seu filho, deve ser outra das primeiras medidas a serem tomadas, se você quiser garantir uma boa noite de sono.
  • Estresse: como com os adultos, o estresse pode levar a comer em excesso e também manter as crianças acordadas à noite. Seu filho está preocupando-se com uma prova na escola ou está tendo problemas com amigos? Certifique-se de ajudá-lo a lidar com suas preocupações. Um método comprovado e eficaz de fazer isso são as Técnicas de Libertação Emocional (Emotional Freedom Technique-EFT), uma forma de acupressão psicológica, que eu costumo recomendar para o alívio do estresse nos adultos, mas também pode ser usado para crianças.
  • Exercício: se seu filho é sedentário, isso pode afetar seu peso e seus padrões de sono. Por outro lado, exercitar-se - ou brincar de pega-pega ao ar livre, andar de bicicleta, etc. - durante pelo menos 30 minutos todos os dias pode ajudar seu filho a estabilizar seu peso e até a adormecer. O exercício também pode ajudar seu filho a liberar ansiedades subjacentes que também podem prejudicar o sono.

Eu também sugiro ler meu guia para ter uma boa noite de sono que tem 33 dicas simples sobre como melhorar o seu sono e o dos seus filhos também. Algumas das minhas recomendações incluem:

  • Evitar lanches na hora de dormir, particularmente grãos e açúcares, que elevarão o açúcar no sangue de seus filhos e inibirão seu sono.
  • Dormir em completa escuridão ou o mais próximo disso possível. Se houver um pouco de luz na sala (incluindo luzes noturnas), isso pode interromper seu ritmo circadiano e a produção de melatonina e serotonina da glândula pineal. Além disso, se você tiver que ir ao banheiro durante a noite, mantenha a luz do banheiro desligada. Assim que você acender essa luz, você ou seus filhos (por essa noite) cessarão imediatamente toda a produção da melatonina que é importante para o sono.
  • Mantenha a temperatura no quarto não superior a 70 °F (21 °C).  Muitas pessoas mantêm suas casas e, em particular, seus quartos no andar de cima, muito quentes.

Tratar antes os problemas de peso e de sono de uma criança pode ajudar a estabelecer uma rotina mais saudável que durará por toda a vida. Então, se você tem um filho ou conhece uma criança que tem problemas de obesidade e padrões de sono ruins, eu encorajo você a usar este artigo como uma ferramenta para discutir o problema e tratá-lo de frente.