O Que a Erva-Doce Pode Fazer Pela Sua Saúde?

Erva-Doce

Resumo da matéria -

  • A erva-doce era usada em diversas civilizações antigas – pelos egípcios para alimentos e na medicina e pelos chineses como medicamento para picadas de cobras. Durante a Idade Média, ela era pendurada nas entradas para espantar maus espíritos
Tamanho da fonte:

O Que é o Óleo de Erva-Doce?

O óleo de erva-doce é proveniente de sementes de erva-doce moídas (Foeniculum vulgare). A planta, que é parte da família Apiaceae, que inclui cenouras ou salsa, possui um odor herbáceo e levemente condimentado que lembra o anis.

É nativa da Europa Meridional, porém é também cultivada em partes da Europa Setentrional, Austrália e América do Norte.

Aplicações do Óleo de Erva-Doce

A erva-doce foi usada em diversas civilizações antigas – pelos egípcios para alimentos e na medicina e pelos chineses como medicamento para picadas de cobras. Durante a Idade Média, ela era pendurada nas entradas para espantar maus espíritos.

Atualmente, o óleo de erva-doce é usado principalmente para fins medicinais, como para matar vermes parasitas e seus esporos nos intestinos e nos tratos excretores e como laxante, sem efeitos colaterais.

Também é usado para fins cosméticos, especialmente como ingrediente em óleos de massagem, perfumes, cremes dentais e sabonetes.

Composição do Óleo de Erva-Doce

Os produtos químicos encontrados no óleo de erva-doce incluem anetol, fenchona, estragol, a-pineno e ß-pineno, a-felandreno e ß-felandreno, a-terpineol, mirceno, cânfora e para-cimeno.

Benefícios Promovidos Pelo Óleo de Erva-doce

O óleo de erva-doce age como estimulante dos sistemas nervoso, digestivo e excretor e das glândulas endócrinas e exócrinas. Ele ajuda no alívio da tontura, fadiga e exaustão. Outros benefícios que você pode obter com o uso do óleo de erva-doce:

Carminativo: alivia a indigestão e dores de estômago

Diurético: remove excesso de água, sódio, ácido úrico, sais biliares e outros elementos tóxicos

Esplênico: protege o baço contra diversas infecções

Depurativo: remove substâncias tóxicas do sangue

Expectorante: promove alívio do muco e do catarro que levam à congestão do trato nasal, da faringe, dos brônquios e dos pulmões

Emenagogo: alivia dismenorreia dolorosa e ajuda na prevenção da menopausa inoportuna ou prematura em mulheres

Galactagogo: aumenta a produção de leite em mulheres lactantes

O óleo de erva-doce é também usado para ajudar no tratamento de picadas de insetos, anorexia, soluços, reumatismo e espasmos. Este óleo é também útil ao prevenir que feridas tornem-se infectadas com tétano.

Como Produzir Infusão de Óleo de Erva-Doce

O óleo de erva-doce comercialmente disponível é produzido através de destilação a vapor. No entanto, você pode produzir sua própria infusão de óleo de erva-doce em casa. A Root to Fruit fornece instruções do passo a passo para produção de infusão de óleo de erva-doce.

Como o Óleo de Erva-Doce Funciona?

O óleo de erva-doce pode ser usado topicamente ou por inalação, embora eu fortemente recomende seu uso interno. Aqui estão outras formas de usar este óleo essencial de forma terapêutica:

  • Massagens e banhos: Adicione duas ou três gotas em seu óleo de massagem ou na água do banho.
  • Facial: Misture algumas gotas em um creme facial sem perfume.
  • Inalação direta: Dilua três ou quatro gotas em um vaporizador ou difusor.
  • Feridas: Aplique uma ou duas gotas na área afetada.

O Óleo de Erva-Doce é Seguro?

Apesar dos diversos benefícios que o óleo de erva-doce promove à saúde, fortemente o(a) aconselho a tomar cuidado ao usá-lo, pois ele pode também oferecer alguns perigos à saúde.

O componente trans-anetol encontrado no óleo de erva-doce aumenta a produção de estrogênios que podem ser prejudiciais a mulheres grávidas, que possuem cânceres e tumores de mama ou uterino e possuem histórico de carcinoma associado a hormônios ou endometriose.

Da mesma forma, se você foi diagnosticado (a) com epilepsia, úlcera péptica, hemofilia e outros distúrbios hemorrágicos ou se estiver consumindo medicamentos para diabetes ou anticoagulantes, sugiro que você evite o óleo de erva-doce ou qualquer óleo essencial para tal objetivo, para evitar complicações graves.

Pessoas com pele sensível e crianças abaixo de cinco anos de idade também devem ficar longe deste óleo essencial para evitar reações alérgicas. Sempre verifique com seu médico e/ou faça um teste de toque antes para ter certeza de que você pode usar o óleo de erva-doce sem qualquer problema.

Efeitos Colaterais do Óleo de Erva-Doce

O óleo de erva-doce pode promover efeitos narcóticos, como convulsões, alucinações e desequilíbrio mental, especialmente quando consumido em grandes doses. Ele pode também provocar vômitos, convulsões e edema pulmonar. Além disso, o uso tópico em excesso do óleo de erva-doce coloca-o(a) em risco de desenvolvimento de fotossensibilidade ou dermatite.