Para um Corpo e Mente Mais Saudáveis, Escolha o Óleo de Cipreste

óleo de cipreste

Resumo da matéria -

  • Medicinalmente, o óleo de cipreste pode ser usado topicamente, inalado via terapia de vaporização ou ingerido em pequenas doses. Acredita-se que ele ajuda a regular o fluxo sanguíneo e alivia problemas menstruais, desintoxica e descongestiona o sistema linfático, reduz a retenção de água e relaxa os músculos.
Tamanho da fonte:

O cipreste foi associado, há muito tempo, à mortalidade, à dor e à imortalidade da alma. Porém, além destes simbolismos melancólicos, esta árvore é também bem conhecida pelo óleo aromático e relaxante que ela produz.

Aqui estão fatos interessantes sobre o óleo de cipreste.

O Que é o Óleo de Cipreste?

O óleo de cipreste é proveniente da Cupressussempervirens, uma árvore caducifólia e perene que pode ser identificada por sua folhagem verde escura, pelas pequenas flores e pelos cones arredondados cinza amarronzados com semente dentro.

É nativa da Europa Meridional, porém espalhou-se pelo Norte da África e América do Norte. É também amplamente cultivada na Espanha, na França e no Marrocos.

Os ciprestes prosperam bem nos pântanos, crescendo nas “articulações” de ciprestes ou em raízes pneumatóforas. Esta árvore possui madeira macia ideal para a produção de vasos e outros itens modernos.

Durante o período mais primitivo, fenícios e cretenses usavam-no para a construção de casas e navios, enquanto os egípcios usavam-no para a produção de sarcófagos para queimar seus mortos.

Os gregos também usavam a madeira do cipreste para esculpir estátuas de seus deuses. O nome botânico desta planta é proveniente de palavra grega que significa “sempre vivo”.

Os ciprestes são frequentemente citados na arte e na literatura, e acredita-se que sejam um símbolo da morte.

A lenda também diz que a cruz em que Jesus foi crucificado foi feita com cipreste. Este ainda é um simbolismo em muitos países, como Egito, onde a madeira é usada para a produção de caixões.

Nos Estados Unidos e na França, os ciprestes são geralmente plantados em cemitérios. Os chineses também reverenciam os ciprestes e os associam com contemplação, pois sua raiz toma a forma de um homem sentado quando eles crescem.

Hoje, os ciprestes não são apreciados somente pela madeira, mas também usados para a produção do óleo de cipreste. Este óleo essencial esverdeado ou amarelado possui aroma fresco, herbáceo e levemente perene e amadeirado, o qual se acredita ser calmante e revigorante. Ele também pode ser usado em diversas aplicações.

Além da Cupressussempervirens, outras espécies de ciprestes usadas para a produção de óleos essenciais são o cipreste de Monterey (Cupressusmacrocarpa), nativo somente na faixa costeira abaixo da Baía de Monterey na Califórnia; o cipreste português (Cupressuslusitanica); e o cipreste do Arizona (Cupressusarizonica), nativo das montanhas do sudoeste dos EUA e do México Setentrional.

No entanto, evite usar o óleo do cipreste do Arizona na aromaterapia, pois ele contém uma cetona tóxica que pode atacar as membranas mucosas.

Aplicações do Óleo de Cipreste

O cipreste era apreciado pelas civilizações antigas por suas aplicações medicinais. Os chineses mascavam os cones para curar sangramento das gengivas, enquanto Hipócrates o recomendava para o tratamento de hemorroidas. Os gregos amavam o aroma reconfortante do cipreste e usavam-no para limpar a mente e os sentidos.

Hoje, o óleo de cipreste é usado para práticas industriais e medicinais. Indústrias de perfumes e sabonetes frequentemente usam o óleo de cipreste, pois seu aroma fresco perene, com tom levemente doce e balsâmico, adiciona uma nota masculina a colônias e pós-barba para homens.

Medicinalmente, o óleo de cipreste pode ser usado topicamente, inalado via terapia de vaporização ou ingerido em pequenas doses. Acredita-se que ele regula o fluxo sanguíneo e alivia problemas menstruais, desintoxica e descongestiona o sistema linfático, reduz a retenção de água e relaxa os músculos. O óleo de cipreste promove profundos efeitos sobre os sistemas respiratório e digestivo, especialmente durante os meses de inverno. Aqui estão algumas formas de aplicação do óleo de cipreste:

  • Inale-o ou vaporize-o através de um difusor para acalmar e relaxar a mente. Ele pode também ajudar no alívio de problemas respiratórios, como asma, enfisema e bronquite.
  • Use-o como óleo para massagem para aliviar asma, artrite, reumatismo, câimbras, varizes e fluxo menstrual pesado. Você pode também adicioná-lo ao banho quente.
  • Adicione-o à sua loção ou creme favorito para ajudar no alívio da pele descascada e varizes. Ele também promove efeitos adstringentes que podem ajudar a clarear a pele oleosa e congestionada.
  • Se você tiver hemorragia nasal, aplique algumas gotas do óleo em uma compressa fria e pressione-a contra o nariz para ajudar a estancar o sangramento
  • Adicione-o ao escalda-pés para ajudar na desodorização e limpeza de pés suados.

Composição do Óleo de Cipreste

As propriedades medicinais e calmantes do óleo de cipreste são provenientes principalmente dos terpenos como alfa-pineno, beta-pineno e alfa-terpineno. Estes hidrocarbonetos orgânicos são os principais blocos de construção de qualquer resina de planta ou óleo essencial e contribuem com seu aroma, sabor e cor, assim como com seus efeitos medicinais.

O óleo de cipreste também contém careno, canfeno, cadineno, sabineno, mirceno, terpiloneno, linalol e acetato de bornila, todos essenciais para os efeitos de cura do óleo de cipreste.

Benefícios do Óleo de Cipreste

Os benefícios promovidos pelo óleo de cipreste à saúde são abrangentes e este demonstrou propriedades benéficas aos sistemas circulatório e respiratório. Por exemplo, ele pode ajudar na redução da celulite e de varizes e estreitar e reduzir os poros.

O óleo de cipreste pode também:

Aliviar a dor — Quando massageado sobre as áreas afetadas do corpo, o óleo de cipreste pode aliviar reumatismo, osteoartrite e dor nas articulações e músculos. Ele também ajuda no controle de espasmos, alivia os períodos de câimbra e pode ainda ser usado na reabilitação de lesões.

Fortalecer e endurecer os tecidos — As propriedades adstringentes do óleo de cipreste promovem contração dos tecidos das gengivas, da pele, dos músculos e até dos folículos capilares, auxiliando no fortalecimento deles e mantendo-os no lugar. Isto ajuda na prevenção do afrouxamento e queda.

Tratar feridas — Devido a seu conteúdo de canfeno, o óleo possui propriedades antissépticas que ajudam no tratamento de feridas internas e externas. O óleo de cipreste é também usado como ingrediente de loções e cremes antissépticos.

Funcionar como diurético — Ajuda na promoção da boa digestão e auxilia na interrupção da formação de gases nos intestinos. Ele também potencialmente reduz inchaços, limpa os rins e elimina toxinas e excesso de água do organismo.

Constringir os vasos sanguíneos – Constringindo as veias, ele ajuda no estancamento de sangramentos e pode ainda beneficiar pessoas que sofrem com hemorroidas e varizes. Ele pode também ser usado para aliviar sangramentos, transpiração e fluxo menstrual irregularmente pesado.

Promover função adequada do fígado — Ele mantém a secreção adequada da bile e ajuda na proteção do fígado contra qualquer tipo de infecção, ambos essenciais para uma saúde ótima do fígado.

Relaxar o sistema nervoso — Promove efeito calmante e sedativo para a mente e para o corpo. O óleo de cipreste é também benéfico para pessoas que sofreram grande trauma ou choque.

Como Produzir o Óleo de Cipreste

O óleo de cipreste é proveniente de galhos, caules e pontas jovens da árvore e é extraído via destilação a vapor. Às vezes, as frutas da planta são usadas para produzir o óleo essencial.

Como o Óleo de Cipreste Funciona?

De acordo com a medicina oriental, o óleo de cipreste funciona ajudando a avivar e regular o fluxo sanguíneo no organismo. Ele promove efeitos restauradores e tonificantes nas veias, devido à sua qualidade adstringente. O óleo de cipreste pode também harmonizar o sangue tornando-o útil para dificuldades menstruais das mulheres.

O Óleo de Cipreste é Seguro?

O óleo de cipreste é geralmente seguro e não é tóxico nem irritante. No entanto, não recomendo usá-lo topicamente sem antes realizar o teste de toque na pele. Simplesmente aplique uma pequena quantidade na pele e veja se ocorrem reações alérgicas.

Você pode diluir o óleo em um óleo base se suspeitar ser sensível a ele. Alguns dos melhores óleos que você pode misturar no óleo de cipreste são jojoba orgânica, óleo de girassol e óleo de argan.

Consulte sempre um profissional de saúde qualificado antes de consumir o óleo de cipreste oralmente, pois assim conhecerá a melhor dosagem para seu problema. Por causa de suas habilidades reguladores do fluxo menstrual, não recomendo este óleo essencial para mulheres grávidas ou amamentando. Tampouco use-o em crianças muito pequenas.

Efeitos Colaterais do Óleo de Cipreste

Além de seus potenciais efeitos em mulheres grávidas, o óleo de cipreste não possui qualquer contra indicação. No entanto, certifique-se de adquirir apenas os benefícios saudáveis deste óleo, comprando-o de fabricantes confiáveis, pois desta forma você saberá que ele não está adulterado e foi produzido com ingredientes de alta qualidade.