Azeite de Oliva: A Superestrela da Salada

Azeitonas

Resumo da matéria -

  • O azeite de oliva de boa qualidade contém importantes vitaminas e nutrientes e é repleto de antioxidantes. Este óleo também é conhecido por ser leve no seu sistema digestivo e pode ajudar na prevenção de cálculos biliares e aliviar úlceras
Tamanho da fonte:

A azeitona não é apenas um alimento básico na região do Mediterrâneo, mas também goza da reputação de ser um óleo saudável. É valorizado não só pelo seu sabor, mas também pela sua variedade de benefícios para o bem-estar.

Saiba mais sobre este óleo à base de plantas — seus usos (por que eu recomendo usá-lo em saladas frias, e não cozinhar com ele), valor para a saúde e como identificar e evitar um bom óleo que ficou ruim.

O que é o Azeite de Oliva?

O azeite de oliva é extraído de azeitonas frescas e é feito principalmente no Mediterrâneo, principalmente na Itália, Espanha e Grécia. Está disponível durante todo o ano. Assim como na produção de vinhos, vários fatores afetam o caráter do óleo, incluindo o clima, o solo e a forma como as azeitonas são colhidas e prensadas.

O sabor, cheiro e cor do azeite de oliva podem variar significativamente, com base na sua origem e se é extravirgem (melhor grau) ou não. Geralmente, quanto mais quente o país, mais robusto será o sabor.

O Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) classifica o azeite de oliva com base no seu sabor, odor, ausência de defeitos e acidez. O azeite de oliva extravirgem é descrito como de excelente sabor e odor, e um conteúdo de ácidos graxos livres de ≤ 0,8g por 100g (0,8%).

Usos do Azeite de Oliva

O azeite de oliva pode ser aromatizado com ervas e especiarias, que você pode deixar no óleo por mais ou menos dez dias. Se você estiver usando chili, você precisa de muito menos tempo.

No entanto, é importante notar que o azeite de oliva não é recomendado para cozinhar — eu prefiro usá-lo frio, geralmente salpicando em saladas e outros alimentos. A estrutura química do azeite de oliva extravirgem e sua grande quantidade de gorduras insaturadas o tornam muito suscetível a danos oxidativos quando usado para cozinhar.

Sempre que precisar de um óleo para cozinhar, eu recomendo usar óleo de coco em vez do azeite de oliva, outros óleos vegetais, manteiga, margarina e outros óleos.

O Good Housekeeping lista diversos usos surpreendentes do azeite de oliva, inclusive para ter uma pele saudável. O azeite de oliva tem sido usado há séculos para hidratar a pele, em parte devido ao seu ácido linoleico. Você pode consumir o óleo, aplicá-lo diretamente na pele ou adicionar um pouco a um banho morno para ter um bom banho de banheira.

O azeite de oliva também pode ser usado como lubrificante natural e seguro para um barbear rente e como uma loção pós-barba emoliente (esfregue uma colher de chá extra depois de enxaguar). Ele também pode ajudar a aliviar a dor de lábios rachados — faça um bálsamo misturando azeite de oliva de oliva e cera de abelha derretida na proporção de 1:1 e adicione um óleo essencial para fragrância.

De acordo com o site AltUse.com, ele também pode ser usado para hidratar suas cutículas quando você aplica diretamente antes de polir as unhas ou esmaltar.

Composição do Azeite de Oliva

Cem gramas de óleo de oliva possuem 100 gramas de gordura — monoinsaturada (77 gramas), poliinsaturada (8,4 gramas) e saturada (13,5 gramas).

Além da grande quantidade de gorduras insaturadas que o tornam muito propenso a danos oxidativos, o azeite de oliva extravirgem tem uma desvantagem significativa, mesmo quando usado a frio: ele ainda é extremamente perecível. Ele contém clorofila que acelera a decomposição e faz o óleo estragar rapidamente.

Benefícios do Azeite de Oliva

O azeite de oliva é promovido por oferecer uma série de benefícios à beleza, incluindo os seguintes:

Hidratar a pele

Melhora a elasticidade da pele e suas propriedades regenerativas

Fornecer antioxidantes e gorduras boas para combater os radicais livres e facilitar a cicatrização da pele

Reduzir as rugas sob os olhos

Ser massageado no couro cabeludo para tratar um couro cabeludo escamoso ou a caspa

Ser massageado nos cabelos frisados ou pontas duplas (azeite de oliva levemente aquecido)

Mas seus benefícios não atingem somente a superfície da pele. O azeite de oliva é rico em gorduras monoinsaturadas, ajudando a diminuir o risco de doenças cardíacas. Pode até mesmo beneficiar os níveis de insulina e controle de açúcar no sangue e, portanto, potencialmente reduzir o risco de diabetes tipo 2.

O azeite de oliva de boa qualidade contém vitaminas e nutrientes importantes e é repleto de antioxidantes. Este óleo também é conhecido por ser leve no seu sistema digestivo e poder ajudar na prevenção de cálculos biliares e aliviar úlceras.

Como Fazer Azeite de Oliva

A arte de fazer azeite de oliva foi dominada na região do Mediterrâneo há milhares de anos. Cada produtor pode ter uma maneira única de cuidar das árvores e produzir o óleo. As árvores amadurecem por vários anos antes de produzir azeitonas.

Depois que as azeitonas são colhidas, elas são lavadas e as folhas, galhos e caules são removidos. Depois, eles são processados para extrair a água e o óleo, que são então separados. O azeite de oliva é armazenado em recipientes de aço inoxidável a cerca de 65° F (18,33° C) para evitar a decomposição antes do engarrafamento e envio.

É melhor deixar que a extração do óleo das azeitonas seja feita pelos agricultores e produtores especializados, mas você pode desfrutar imediatamente de azeite de oliva de alta qualidade nas suas saladas e outras receitas sem cozimento. Aqui está uma que você pode tentar:

Salada de Frango com Tomilho

Ingredientes:

  • 2 xícaras de frango de carne escura, cozido e picado
  • 1/2 copo de caju cru
  • 2 talos de aipo orgânico picado
  • Um pequeno punhado de salsinha, fresca e orgânica, picada (também pode usar salsa encaracolada)
  • 2 colheres de chá de tomilho fresco picado
  • 1/3 de xícara de cebola roxa picada
  • 1/2 xícara a 1 xícara de creme fresco e cru
  • 1/2 colher de chá de mostarda preparada
  • Um salpico de azeite de oliva orgânico
  • Suco de ½ limão

Preparação:

  1. Coloque o frango, o caju, o aipo, a salsa, o tomilho e a cebola em uma tigela de tamanho médio.
  2. Adicione suco de limão, creme cru e mostarda (o ingrediente secreto).
  3.  Adicione um pouco de azeite de oliva orgânico.
  4. Misture bem.

Como o Azeite de Oliva Funciona?

O azeite de oliva é rico em ácidos graxos monoinsaturados (MUFAs), encontrados em fontes vegetais e animais, como nas azeitonas e no azeite de oliva, nozes e sementes e abacate. Alguns dos possíveis benefícios deste tipo de gordura incluem: aqueles cujas dietas eram mais ricas em gorduras monoinsaturadas (comparadas às gorduras polinsaturadas) apresentaram uma incidência menos frequente de câncer de mama.

Diminuição do risco de câncer de mama — Um estudo com mulheres na Suécia descobriu que mulheres cujas dietas eram mais elevados em gorduras monoinsaturadas (comparadas às gorduras polinsaturadas) mostraram incidência menos frequente de câncer de mama.

Nível reduzido de LDL ou colesterol “ruim”

Menor risco de doença cardíaca e acidente vascular cerebral — Dietas ricas em MUFAs estão ligadas a um coração saudável e menos derrames.

Controle de peso — Pesquisas descobriram que mudar para gordura monoinsaturada a partir de dietas com gordura trans resultou na perda de peso.

Dor e rigidez menos intensas para quem sofre de artrite reumatóide (AR)

Redução da gordura da barriga — Um estudo da American Diabetes Association relacionou dietas com gordura monoinsaturada a uma melhor perda de gordura na barriga do que dietas ricas em carboidratos.

O Azeite de Oliva é Seguro?

Como mencionado anteriormente, o azeite de oliva é ideal como molho de salada e não deve ser usado para cozinhar, pois pode ser facilmente danificado pelo calor.

Gorduras poliinsaturadas, que incluem óleos vegetais comuns, como milho, soja, cártamo, girassol e canola, são os piores óleos a serem usados – eles possuem ligações duplas que os tornam altamente suscetíveis a danos causados pelo calor.

Aqui estão quatro sinais de um azeite de oliva defeituoso, conforme relatado pelo The Olive Oil Times:

1. Rancidez — Lembre-se de que um azeite de oliva rançoso tem um cheiro semelhante a giz de cera, tem gosto de nozes rançosas e deixa uma sensação gordurosa na boca. Portanto, cuidado para não deixar a garrafa de azeite de oliva no balcão, abrindo e fechando-a várias vezes em uma semana. Toda vez que ele é exposto ao ar e/ou à luz, ele oxida. A clorofila no azeite de oliva extravirgem acelera a oxidação das gorduras insaturadas.

Trate o azeite de oliva como o faria com outros óleos ômega-3 sensíveis, mantendo-o em um local fresco e escuro, comprando frascos menores em vez dos maiores para garantir o frescor, e imediatamente tampando após cada uso.

2. Azeite de oliva rançoso — Seu óleo não deve ter um cheiro fermentado, como meias suadas ou vegetação pantanosa. Veja esta qualidade nas azeitonas de mesa — as azeitonas ao estilo Kalamata, marrons e moles, possuem um sabor rançoso.

3. Azeitonas mofadas — Se o seu azeite de oliva tem gosto de pó ou mofo, é provável que tenha sido feito a partir de azeitonas mofadas.

4. Sabor de vinho ou vinagre — Se ele tiver gosto de vinho e vinagre, é provável que as azeitonas tenham passado por fermentação com oxigênio, o que leva a um sabor acentuado e desagradável.

+ Recursos e Referências