Por que a Chlorella é Considerada um Superalimento?

Benefícios Promovidos Pela Chlorella

Resumo da matéria -

  • Pesquisa realizada demonstra que a chlorella influencia positivamente a pressão arterial, a glicose no sangue em jejum, o índice de massa corporal (IMC) e o perfil lipídico, quatro fatores que geralmente promovem impacto prejudicial no risco de doenças cardiovasculares
  • Antioxidantes luteína e beta-caroteno, enzimas, aminoácidos, proteínas, minerais, vitaminas e fibras encontrados na chlorella ajudam a melhorar o metabolismo e a imunidade, combatem o câncer e aumentam a função cerebral
  • Contendo mais clorofila do que qualquer outra planta, a chlorella ajuda a limpar o sangue, proteger o fígado, limpar o intestino e melhorar o sistema digestivo devido às enzimas digestivas
Tamanho da fonte:

Por Dr. Mercola

Muitos estão fazendo o que for possível para otimizar sua saúde, especialmente a saúde do coração, portanto o novo estudo realizado pela revista Clinical Nutrition é encorajador e útil, pois enfatiza o quão poderosos são os compostos naturais como os encontrados na chlorella para diferentes aspectos do seu bem estar.

Essa análise sistemática revelou que a chlorella, alga verde rica em nutrientes especialmente popular em países asiáticos e usada para produção de medicamentos, bem como suplementos nutricionais, é uma maneira poderosa de dar apoio ao seu sistema cardiovascular, especialmente em termos de redução de fatores de risco.

Pesquisadores da Universidade Shahrekord, no Irã, analisaram 19 estudos de suplementação de chlorella realizados antes de janeiro de 2017, focando naqueles que cobriram de forma completa o modo como a chlorella influencia a pressão arterial, glicemia de jejum, índice de massa corporal (IMC) e perfil lipídico, pois esses quatro fatores frequentemente promovem impacto dramático no seu risco de desenvolvimento de doença cardiovascular.

Embora os efeitos da chlorella sobre o IMC não tenham sido conclusivos, pesquisadores observaram que a suplementação com antioxidantes naturais, agentes hipolipemiantes ou medicamentos destinados à redução dos níveis de glicose, devem ser mais estudados para determinar o valor da terapia combinada para a saúde cardiometabólica.

Combinados, os estudos incluíram 797 participantes, a maioria do Japão, mas também alguns do Irã e da Coréia, com uma série de problemas de saúde. Alguns eram limítrofes ou levemente hipertensos, ou hipercolesterolêmicos, enquanto outros estavam grávidas ou eram fumantes; alguns eram indivíduos saudáveis.

A Food Science focou nos compostos bioativos encontrados na chlorella que podem otimizar o metabolismo dos lipídios. Conforme reportado pela NutraIngredients:

“Fibras solúveis em água, ricas em chlorella (13g / 100g), ligam-se à gordura digerida e reduzem a absorção de esterois (como o colesterol) do intestino; portanto, a quantidade de esterois nas fezes aumenta ...

Além disso, a análise revelou que o consumo de chlorella promoveu maior efeito em participantes insalubres, em contraste com seus homólogos mais saudáveis. Isso ocorre porque esta alga melhorou muito os indicadores, como os da pressão arterial e do colesterol total.”

Por dois meses, pesquisadores da Universidade do Commonwealth da Virginia, em Richmond, administraram suplementos de chlorella a indivíduos que sofrem de fibromialgia (10 gramas de comprimidos de Chlorella Solar e 100 mL de um suplemento de chlorella líquido mais concentrado, diariamente).

Posteriormente, os exames indicaram que a dor sentida pelos participantes do estudo havia diminuído em média 22%.

Chlorella: O que é e o que Ela Pode Fazer por Você

Então, por que a chlorella pode receber o título de superalimento? A Food Science observa que ela fornece muitos dos nutrientes mais importantes, incluindo os antioxidantes luteína e beta-caroteno, enzimas, aminoácidos, proteínas, minerais, fibras e vitaminas C e E.

Porém, o motivo pelo qual a chorella é introduzida nos anais dos alimentos mais nutritivos e ricos em nutrientes em comparação com a média, pode ser o que esses nutrientes fazem por você.

Um tipo de alga verde com mais clorofila do que qualquer outra planta, a chlorella também ajuda a limpar o sangue, proteger o fígado, limpar seu intestino e melhorar seu sistema digestivo devido à presença de enzimas digestivas, como a clorofilase e a pepsina. A Food Science observa que ela é:

“Repleta de nutrientes e promove a boa saúde. Esta alga verde cresce em lagoas de água doce e é comum no sudeste asiático. Foi descoberta por um microbiologista holandês em 1890 e foi examinada como possível fonte de proteína por cientistas alemães.

No entanto, ela só passou a ser estudada globalmente após a Segunda Guerra Mundial, na busca por alimentos baratos para as pessoas, mas acabou sendo considerada antieconômica.

Mais tarde, a Administração Nacional de Aeronáutica e Espaço (NASA) avaliou que ela era um alimento ideal para os astronautas… Para que possa ser usada como suplemento, a chlorella deve ser seca até ficar em forma pasta, esmagada até virar um pó fino e transformada em comprimidos.”

De acordo com a Medical News Today, uma vantagem pouco conhecida é que a proteína encontrada na chlorella pode ser absorvida muito bem, tornando-a excelente fonte de proteína para os veganos. Além disso, um estudo realizado em 2015 concluiu que:

“A B-12 extraída da chlorella ajudou a melhorar os marcadores de saúde de 17 veganos e vegetarianos com idades entre 26 e 57 anos com histórico de deficiência de B-12. Este resultado sugere que o organismo efetivamente absorve a B-12 encontrada na chlorella, tornando a alga uma opção útil para veganos e vegetarianos com deficiência de vitamina B-12.”

Como a Chlorella Beneficia seu Organismo

Existem muitas outras funções, no entanto. Por exemplo, a chlorella pode:

Ajudar a melhorar a imunidade — especialmente em pessoas saudáveis, e promove “efeito positivo sobre a atividade celular relacionada à imunidade”. Por conter propriedades anti-inflamatórias, ela pode ajudar seu organismo a resistir a infecções. De fato, estudos demonstraram que ela reduziu as células cancerígenas em estudos realizados com animais, e que pode até matar células cancerosas que já existem em um processo conhecido como apoptose ou morte celular programada.

Aumentar a energia — um caso em questão é um estudo que demonstrou como a chlorella reduz a fadiga em pacientes com câncer de mama (assim como melhora a saúde da pele). Outro estudo indicou que os efeitos da chlorella incluem o “aumento da vitalidade e a diminuição dos níveis de fadiga.

Melhorar seu metabolismo — o que pode ajudar seu organismo a resistir ao ganho de peso através de uma nutrição completa. Seu organismo pode ajudá-lo (a) a sentir-se satisfeito (a) após as refeições e manter longe os desejos por alimentos. Além disso, os participantes de um estudo revelaram redução na porcentagem de gordura corporal. Outro estudo concluiu que ela também pode inibir o crescimento de células de gordura para ajudar no combate à obesidade.

Na mesma linha, a chlorella também pode ajudar a controlar os níveis de açúcar no sangue, uma vez que um estudo realizado em 2013 também concluiu que a ingestão da mesma evitou o crescimento de células adiposas e dos níveis de gordura no sangue, o que melhorou a tolerância à glicose e sensibilidade à insulina.

Promover a proliferação de bactérias intestinais benéficas e melhorar a saúde intestinal e a flora intestinal para reduzir a diarreia. Esta premissa foi apoiada por um estudo recente realizado na França, que concluiu que a chlorella pode possuir potencial para tratar indigestão leve e distúrbios semelhantes, possivelmente através da estimulação da atividade das enzimas digestivas.

Melhorar a função cerebral — Por conter vitamina B12 (e é de fato uma das poucas fontes vegetais desta vitamina), magnésio e aminoácidos, a função cerebral também é impactada positivamente pela chorella. Isso não só pode prevenir o estresse oxidativo que pode causar o declínio cognitivo relacionado ao envelhecimento, como também pode reduzir a perda de memória, outro estudo indicou.

Aplicação da Chlorella para Desintoxicação - Mercúrio, Chumbo, Quimioterapia e Radiação

Uma das funções mais importantes da chlorella é sua capacidade de desintoxicar seu organismo de substâncias nocivas, como pesticidas e metais pesados, como o mercúrio.

Preenchimento dentários e frutos do mar contaminados são duas das principais causas de intoxicação por mercúrio atualmente, mas também pode ocorrer com todas as formas de mercúrio - elementar, vapor, inorgânico e orgânico, explica a Clínica Mayo.

Um estudo realizado demonstrou que a chlorella administrada a ratos prenhes não apenas reduziu os níveis de mercúrio do seu próprio sangue e cérebro, mas também de seus descendentes. Uma razão pela qual esse estudo é tão importante é porque mulheres grávidas podem transferir sua toxicidade de mercúrio para seus bebês. O dano pode incluir vários problemas sérios para as mães e danos ao sistema nervoso central, danos aos rins e degeneração dos neurônios nos bebês.

Uma estratégia que as pessoas usam para desintoxicação bem-sucedida é uma abordagem dupla, como o uso de chlorella em conjunto com coentro, erva perfumada frequentemente associada a pratos mexicanos ou indianos e conhecida por promover uma série de benefícios saudáveis por conta própria.

A chlorella também pode ser útil contra danos da radiação, particularmente a pessoas submetidas à quimioterapia, pois a quimioterapia não só irá matar as células cancerígenas, como também pode promover efeitos devastadores sobre os glóbulos brancos saudáveis, o que pode enfraquecer o sistema imunológico, aumentando assim o risco de infecção. A Health Line nota que:

“Pesquisas mais antigas sugerem que a clorofila encontrada na chlorella ajuda a proteger o organismo contra esses efeitos nocivos. Por exemplo, um estudo realizado em 1990 demonstrou que pessoas que tomaram suplementos de chlorella durante a quimioterapia tiveram menos infecções respiratórias e doenças semelhantes à gripe.”

A chlorella também está sendo testada por sua capacidade de proteção contra a radiação prejudicial do sol. Para fins de desintoxicação, é importante usar chlorella e outros tipos de agentes de desintoxicação gradualmente, mesmo durante vários meses, como eu fiz, e algumas pessoas precisam de alguns anos para se desintoxicarem com segurança.

No processo, embora você possa sentir-se um pouco mal às vezes, é parte infeliz do processo e vale a pena livrar seu organismo das toxinas nocivas à saúde - a menos que os efeitos colaterais causados por ele tornem-se graves.

Da mesma forma, a toxicidade causada pelo chumbo também pode ser eliminada usando chlorella. Um estudo realizado com animais em 2013 descobriu que ratos expostos ao chumbo apresentaram uma redução “dramática” de 66% em seus níveis sanguíneos devido aos efeitos quelantes quando as duas substâncias foram administradas simultaneamente.

Embora os ratos tenham tido uma melhora de apenas 30% quando houve exposição prévia ao chumbo, o efeito da chlorella sobre o chumbo tem um grande potencial, concluiu o estudo.

Como Consumir Suplementos de Chlorella

Como a chlorella possui uma parede celular resistente, é impossível digeri-la e fazer com que ela funcione, por isso ela deve ser processada antes de ser vendida para que seus nutrientes possam ser absorvidos adequadamente. No entanto, a maneira de quebrar essa parede celular é um aspecto muito importante.

Se chlorella com parede celular quebrada não estiver disponível, especialmente para desintoxicação, a chlorella fermentada possui paredes celulares finas e, por isso, ela também é uma boa opção.

Ao consumir suplementos de chlorella, certifique-se de que elas sejam tão absorvíveis e digeríveis quanto possível e sem ingredientes sintéticos. Além disso, certifique-se de não consumir suplementos de algas liofilizadas ou pasteurizadas, pois elas não conterão o benefício crucial de enzimas como essas.

A maioria dos suplementos de chlorella vem em forma de comprimidos de 500 miligramas (mg), então o consumo de até cinco comprimidos por dia é o ideal, dessa forma, totalizando 4 gramas por dia. Aumentar gradualmente até essa dose é o mais sensato, então você pode começar com uma dose menor e ir aumentando gradualmente.

Esteja ciente de que pequenos efeitos colaterais podem ocorrer ao consumir suplementos de chlorella, incluindo os seguintes. Consumi-los com alimentos pode ajudar a evitar esses problemas.

Diarreia

Sensibilidade à luz solar

Gases

Cólicas estomacais

Movimentos intestinais e da flora

Náusea

Além disso, há momentos em que o consumo de chlorella pode não ser seguro, por exemplo se você estiver:

Grávida

Amamentando

Com o sistema imunológico em baixa

Sofrendo de uma doença autoimune

Sofrendo de uma desordem sanguínea

Propenso (a) a alergias, como a iodo ou a mofos

Chlorella em Comparação com Spirulina

A spirulina é outro tipo de alga, muitas vezes chamada de alga verde-azulada. Sem determinar que uma é melhor que a outra, a Healthline observa que existem diferenças entre as duas:

  • A chlorella tem quase o dobro dos ácidos nucléicos, o que beneficia seu DNA e RNA
  • A chlorella também contém o dobro da quantidade de clorofila
  • A chlorella é capaz de ligar-se a metais pesados para desintoxicação
  • A spirulina contém maiores quantidades de ferro, proteína e ácido gama-linolênico
  • A spirulina tem histórico de ser capaz de ajudar a combater alergias e aumentar a imunidade

Você pode beneficiar-se com o consumo das duas juntas. Suplementos de chlorella são muitas vezes creditados como sendo capaz de ajudar no tratamento das chamadas “doenças de estilo de vida”, como diabetes e doenças cardíacas. A Amazing Wellness observou que em um estudo realizado, a chlorella:

“Diminuiu significativamente o risco ao reduzir a gordura corporal, diminuindo o colesterol e baixando os níveis de açúcar no sangue. Pesquisadores observaram que a chlorella melhorou a maneira como os genes são ativados, levando a um metabolismo mais saudável.”

No entanto, isso não significa que você deve tratar este superalimento como desculpa para comer todos os piores alimentos que você sabe que são ruins para você e esperar que a chlorella compense o funcionamento do seu sistema danificado.

Quão melhor você se sentiria e funcionaria se se alimentasse bem, e além disso, colhesse os benefícios dessa incrível alga verde?