Os Benefícios “Picantes” das Pimentas Malagueta

Pimentas Malagueta Vermelhas

Resumo da matéria -

  • Conhecida pelo seu sabor picante, as pimentas malagueta (Capsicum annuum) são primariamente utilizadas com fins culinários, como um tempero adicionado a vários pratos e molhos
  • A malagueta não apenas oferece uso culinário para a saúde; como ela também pode ser usada na autodefesa de sua saúde
Tamanho da fonte:

Conhecida pelo seu sabor picante, as pimentas malagueta (Capsicum annuum) são usadas principalmente para fins culinários, como um tempero adicionado a vários pratos e molhos.

A malagueta é uma vagem de fruto da planta da pimenta capsicum pertencente à família nightshade (Solanaceae). A pimenta-caiena, jalapenho, habanero e pimentas serrano são algumas das variáveis mais populares da pimenta malagueta.

As pimentas malagueta foram cultivadas pela primeira vez por antigos agricultores da América Central e do Sul, regiões cujas tradições culinárias são conhecidas pelo sabor picante. Atualmente, as pimentas malagueta crescem por todo o mundo, mas o México, China, Espanha, Nigéria e Turquia estão entre os maiores produtores comerciais.

As pimentas malagueta contém um composto bioativo chamado capsaicina, que é responsável pelo seu sabor apimentado. A capsaicina fica concentrada nas sementes e na membrana interna branca; quanto mais capsaicina ela contiver, mais picante será a pimenta.

Qualquer que seja o jeito injerido fresca, seca ou em pó (conhecida como páprica), as pimentas malaguetas podem pôr fogo na sua língua e talvez façam você lacrimejar.

O Que Torna as Pimentas Malagueta Saudáveis?

Capsaicina oferece mais que uma sensação oral picante - especialistas dizem que o impacto das endorfinas faz com que este composto químico seja eficaz para dor e outros problemas de saúde.

Dr. Ashwin Mehta, diretor da medicina interativa da University of Miami Millee Schools of Medicine, disse: “ela é usada para tratar todos os tipos de dor relacionadas à artrite, bem como para tratar todos os tipos de dores neuropáticas e doenças dermatológicas que causam uma coceira dolorosa.”

Além do alívio da dor, a capsaicina tem se mostrado promissora na perda de peso ao ajudar a reduzir a ingestão de calorias e na diminuição do tecido adiposo. A pimenta malagueta também oferece esses benefícios:

Ajuda a Combater a Inflamação — a capsaicina possui propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, e tem demonstrado potencial para o tratamento de doenças inflamatórias e câncer. De fato, uma pesquisa publicada na Future Oncology indicou que ela pode suprimir o crescimento de células humanas de câncer de próstata.

Melhora a Imunidade — as pimentas malagueta são ricas em betacaroteno, que é convertido em vitamina A no corpo. Essa vitamina é essencial para manter saudáveis as membranas e mucosas, que ajudam a proteger o corpo contra patógenos invasores (microrganismos causadores de doenças). A pimenta malagueta também é rica em vitamina C, e isso ajuda o corpo a produzir glóbulos brancos que combatem os germes.

Ajuda a Reduzir os Níveis de Insulina — outro benefício conhecido para quem come pimentas malagueta é que elas ajudam no o controle do nível de açúcar do sangue. Um estudo publicado na American Journal of Clinical Nutrition concluiu que o consumo regular de pimentas malagueta pode ajudar a reduzir os riscos de hiperinsulinemia (altos níveis de insulina no sangue).

Protege seu Coração — O componente capsaicina pode ajudar a reduzir o triglicérides, colesterol e a agregação de plaquetas. Alguns estudos têm mostrado que pode ajudar o corpo a dissolver fibrina, o que impede a formação de coágulos de sangue. Além disso, culturas que usam pimentas picantes regularmente em sua culinária tem significativamente menores taxas de ataques cardíacos e derrame cerebral.

Previne a Sinusite e Alivia o Congestionamento — outro efeito do composto de capsaicina é o de tratar o congestionamento nasal, ajudando a limpar o muco do nariz. Ela também possui propriedades antibacterianas e pode ajudar a combater infecções sinusais crônicas. Além da capsaicina, a pimenta malagueta também contém compostos benéficos de plantas bioativas, incluindo:

Capsantina — Este é o carotenoide primário das pimentas malagueta vermelhas, dando a elas a cor avermelhada e normalmente representam até 50 por cento do conteúdo antioxidante do tempero.

Luteína — Mais abundante e não madura (verde) das pimentas malagueta, foi demonstrado que ajuda a manter e melhorar a saúde dos olhos.

Volaxantina — E o principal carotenoide encontrado nas pimentas malagueta amarelas, que contabiliza de 37 a 68 por cento do conteúdo total.

Ácido Sinápico — Também conhecido como ácido sinapínico, este antioxidante é conhecido pelo seu potencial neuroprotetor.

Ácido Ferúlico — Este composto se mostrou promissor na proteção contra o diabetes, câncer e doenças cardiovasculares.

Outros Usos da Pimenta Malagueta

A malagueta não oferece apenas usos culinários e para a saúde. Oleoresin capsicum (OC), extraído das pimentas malagueta vermelhas, o que é um ingrediente ativo do spray de pimenta.

OC e um agente inflamatório que que faz os olhos e as membranas das mucosas das vias aéreas superiores incharem. O spray de pimenta causa dificuldade de respiração, corrimento nasal dor nos olhos e cegueira temporária.

A capsaicina da pimenta malagueta pode ser usada para repelir insetos e animais selvagens, razão pela qual é frequentemente usada como pesticida natural para jardins.

Se você quiser usá-lo para ajudar a repelir pragas, basta misturar 1 ½ de colher de chá de pimenta em um litro de água e adicionar duas gotas de detergente líquido. Note que algumas plantas são sensíveis aos sprays de pimenta em pó, então você precisa testar em algumas folhas.

Como Cultivar Pimentas Malagueta em Casa

Cultivar as pimentas malagueta leva cerca de seis meses, então você deverá plantá-las em Maio, embora seja recomendável começar antes, para que a planta amadureça bem a tempo para o verão.

Aqui temos um guia passo a passo simples para o cultivo de pimentas malagueta adaptado do The Telegraph:

  1. Encha uma bandeja com múltiplos espaços em um solo orgânico rico, firme ele e molhe com água. Coloque uma semente em cada espaço, depois cubra com terra.
  2. Use uma mangueira muito fina para regar suavemente e depois cubra com papel filme e mantenha em uma área aquecida da sua casa. O solo deve estar úmido, mas não encharcado.
  3. Depois de duas a quatro semanas, quando houver os primeiros sinais de crescimento, mude elas para um local quente - mas não deverá colocá-las diretamente sob a luz solar. Regue a planta de baixo para fortalecer as raízes, e cheque diariamente se a superfície está úmida.
  4. Quando as mudas germinarem um segundo conjunto de folhas, transplante para vasos de 7 cm (2.75 polegadas) com solo úmido e use tomate líquido para a alimentação semanal.
  5. Uma vez que as plantas atinjam 12 centímetros (4.72 polegadas), transplante para vasos maiores e com solo de até aproximadamente 1 centímetro (0.39 polegadas) a partir do topo. Você deve apoiar a planta com uma vara quando atingir 20 centímetros (7.87 polegadas).
  6. Quando as plantas atingirem 30 centímetros (11.8 polegadas), aperte a ponta dos galhos logo acima do quinto conjunto de folhas para estimular sua densidade. Transplante ela para outro vaso se necessário, se certifique de verificar todos os dias para ver se há presença de pulgões.
  7. Quando as flores aparecerem, aplique suavemente um cotonete em cada flor para polinizar.
  8. Corte as primeiras pimentas malagueta ainda verdes para incentivar a frutificação durante toda a estação (de julho a outubro). Permita que a próxima fruta fique vermelha, se você quiser um sabor completo.

Cozinhando com Pimentas Malagueta

Se você quiser testar algumas receitas com pimenta malagueta lembre-se que as menores pimentas geralmente são as mais picantes, e que as hastes e sementes são geralmente removidas durante a preparação.

Além disso, os óleos da capsaicina podem irritar e queimar sua pele (e seus olhos), então use luvas de borracha quando manusear essa pimenta. As Pimentas malagueta são saborosas combinadas com feijões, assim como esse prato delicioso do meu livro "Healthy Recipes for Your Nutritional Type:"

Receita de Pimenta Malagueta com Carne e Feijões

Ingredientes

  • 2 libras de carne de gado alimentado no pasto
  • 1 ½ xícaras de feijão vermelho (drenar e enxaguar)
  • 8 tomates (esmagados)
  • 1 pimenta jalapenho média (remova as nervuras e sementes e depois pique)
  • 1 ½ colher de sopa de malagueta em pó
  • 2 xícaras de cebola picada
  • 2 xícaras de molho de tomate
  • ¼ de xícara de iogurte tradicionalmente cultivado a partir de leite cru orgânico
  • ¼ de xícara de queijo cheddar de vacas alimentadas com capim (ralado)
  • 2 colheres de sopa de dentes de alho (picado)
  • 2 colheres de chá de cominho

Procedimento: Esta Receita Rende Quatro Porções

  1. Aqueça uma panela pesada de 5 litros e adicione a carne moída. Cozinhe, mexendo e quebrando a carne até que ela fique marrom (se certifique de que ela não queime). Drene o excesso de gordura e deixe apenas uma pequena quantidade para cozinhar as cebolas nela.
  2. Adicione as cebolas e cozinhe por cinco minutos. Junte o alho e a jalapenho até que fique macio. Adicione a pimenta em pó e o cominho e continue a cozinhar até que eles liberem o seu aroma. Adicione as cebolas e cozinhe por cinco minutos.
  3. Adicione o tomate esmagado e depois o molho de tomate, e deixe ferver por cerca de 30 minutos.
  4. Adicione os feijões e continue a cozinhar até que a carne e os feijões estejam bem macios e a pimenta malagueta engrosse (cerca de 30 minutos mais).
  5. Sirva em tigelas pequenas e decore cada tigela com uma colher de sopa de iogurte e queijo cheddar.

Você Também Deve Experimentar o Óleo de Malagueta

Um condimento básico da culinária chinesa, tailandesa e coreana, o óleo de pimenta é comumente usado como um condimento. Seu delicioso aroma e infusão laranja avermelhada das pimentas malagueta em uma base de óleo podem melhorar praticamente qualquer prato comum.

O óleo de pimenta é muito útil se seu paladar deseja algo mais picante, levando seu prato a outro nível.

A boa notícia é que você pode fazer o seu óleo de pimenta em casa para se certificar de que ele é puro e higiênico. Note que alguns óleos de pimenta malagueta comerciais são adulterados com corantes sintéticos, o que pode ser prejudicial para a sua saúde. Se você quiser aprender a fazer óleo de pimenta.

Aqui está uma receita adaptada do The Works of Life:

Receita de Óleo de Malagueta

Ingredientes

  • 1 ½ copos de óleo de coco extra virgem
  • 5 pedaços de estrelas-de-anis
  • 1 pauzinhos de canela (de preferência canela Cássia)
  • 2 folhas de louro
  • 3 colheres de sopa de pimenta-de-Sichuan
  • ¾ de xícaras de flocos de pimenta vermelha asiática (esmagadas)
  • 1 a 1 ½ colheres de chá de sal do Himalaia (a gosto)

Procedimento

  1. Aqueça cuidadosamente o óleo, a estrela-de-anis, o pau de canela, folhas de louro e a pimenta-de-Sichuan em uma pequena panela em fogo médio-alto.
  2. Deixe o óleo ferver por 30 minutos. Se você começar a ver que as borbulhas diminuíram, periodicamente volte a aquecer em fogo médio-alto, depois reduza para o médio se ficar muito quente.
  3. Você saberá quando o óleo acabou de cozinhar quando as sementes e vagens ficam mais escuras.
  4. Deixe o óleo esfriar por cinco minutos, e em uma tigela separada e à prova de calor, misture os flocos esmagados de pimenta vermelha e o sal do himalaia.
  5. Retire os aromáticos do óleo, despeje lentamente sobre os flocos de pimenta malagueta e depois mexa bem. Quando estiver completamente frio, transfira para um frasco de vidro esterilizado usando um funil.
  6. Sele o frasco e depois guarde ele na geladeira e use dentro de seis meses.

Essa receita faz cerca de 2 ¼ xícaras. O óleo de mlagueta não é apenas um condimento obrigatório que adiciona um tom avermelhado e picante a muitas receitas asiáticas, mas ele pode ser usado com a finalidade de cura.

Ele contém nutrientes da pimenta malagueta e do óleo base, e alguma porcentagem desses nutrientes penetra no óleo. O óleo de malagueta tem um teor de cerca de 7 por cento de capsaicina, então isso pode oferecer os mesmos benefícios saudáveis das pimentas malagueta.

Há algumas coisas importantes para serem recordadas enquanto preparamos, cozinhamos e armazenamos o óleo de Malagueta. Ele geralmente tem uma vida útil longa e pode até durar 6 meses se for armazenado na despensa ou pode durar mais de um ano quando refrigerado.

Mas, como qualquer outro óleo infundido, ele pode criar um ambiente anaeróbico (onde há pouco ou nenhum oxigênio respirável) ambiente onde o botulismo pode se desenvolver, uma doença bacteriana rara, mas potencialmente fatal.

Aquecer o óleo e as pimentas malagueta para matar qualquer bactéria, esterilizar o frasco antes do seu uso e drenar os agentes aromatizantes secos, reduzirá os potenciais riscos.

+ Recursos e Referências