Relaxe, e Você Vai se Sentir Melhor

Técnica de relaxamento

Resumo da matéria -

  • A ansiedade aumenta o risco de doenças relacionadas ao envelhecimento devido ao envelhecimento acelerado a nível celular
  • Estratégias de relaxamento podem ajudar a evitar essa aceleração do envelhecimento
  • Pessoas que praticam técnicas de relaxamento têm mais genes ativos no combate a doenças, incluindo aqueles que protegem contra dor, infertilidade, pressão alta e artrite reumatoide
Tamanho da fonte:

Por Dr. Mercola

Embora muitas pessoas se sintam relaxadas, e isso seja importante, a maioria passa menos de 5% do dia em busca de relaxamento, segundo uma pesquisa encomendada por uma grande empresa de cruzeiros.

Depois de cumprir todas as tarefas do dia, você pode simplesmente achar que não tem tempo para relaxar ou, como 62% dos pesquisados, pode se sentir culpado por isso.

Um terço dos participantes afirmam se sentir estressados só de pensar em relaxar! Talvez, mais propriamente dito, eles se sintam estressados por se tratar de uma coisa a mais que deveriam estar fazendo para ficarem bem.

No entanto, eu asseguro que, quando fizer do relaxamento diário um hábito, você não vai saber como conseguia viver sem isso antes. E não vai se sentir culpado. Relaxar-se com regularidade é tão importante quanto se alimentar corretamente, dormir bem e se exercitar; tudo tem a ver com se sentir em sua melhor versão física, emocional e espiritual.

A Ansiedade Pode Acelerar o Envelhecimento Enquanto o Relaxar Retarda

Em parte, o relaxamento faz tão bem por que diminui os efeitos do estresse e da ansiedade. Como exemplo, temos um estudo recente que revelou que os transtornos de ansiedade aumentam o risco de diversas doenças relacionadas ao envelhecimento, e isso pode se dever ao envelhecimento acelerado a nível celular.

O envelhecimento celular foi reversível quando os transtornos de ansiedade entraram em remissão, o que sugere que as técnicas de relaxamento possam ajudar a evitar a aceleração do envelhecimento. Na verdade, você já deve saber que seu corpo gera uma resposta ao estresse quando se depara com uma ameaça real (ou percebida).

Na outra extremidade da resposta ao estresse existe a resposta ao relaxamento, que é um estado físico de profundo repouso, capaz de alterar a resposta física e emocional ao estresse.

Hoje, os pesquisadores sabem que, ao despertar a resposta natural do corpo ao relaxamento – sua capacidade inata, inerente, de combater os efeitos nocivos do estresse, de acordo com o professor adjunto da Faculdade de Medicina de Harvard, Dr. Herbert Benson – é possível alterar a expressão de seus genes para melhor.

De acordo com um estudo da revista científica PLOS One:

“A extração da RR [resposta ao relaxamento] é uma intervenção terapêutica eficaz, que anula os efeitos clínicos adversos do estresse em transtornos que incluem hipertensão, ansiedade, insônia e envelhecimento...

A prática da RR melhorou a expressão de genes associados com o metabolismo energético, a função mitocondrial, secreção de insulina e manutenção dos telômeros, além de reduzir a expressão de genes relacionados à resposta inflamatória e às vias relacionadas ao estresse".

Uma pesquisa anterior do Dr. Benson com outros pesquisadores também descobriu que as pessoas que praticavam técnicas de relaxamento há longa data, como ioga e meditação, tinham mais genes ativos no combate a doenças, incluindo genes que protegem contra dor, infertilidade, pressão e artrite reumatoide.

O Diversos Benefícios do Relaxamento Profundo Para a Saúde

Se quiser experimentar os benefícios que o relaxamento traz para a saúde, é preciso mais do que apenas se esticar no sofá para ver TV. Você precisa de um relaxamento profundo, que é quando sua mente para de trabalhar e seu corpo se liberta da tensão.

Jake Toby, hipnoterapeuta do Centro de Medicina BodyMind em Londres que auxilia pessoas a despertarem a resposta ao relaxamento, disse ao Independent:

"Você está buscando um estado de relaxamento profundo, em que a tensão é liberada do corpo no nível físico e sua mente se desliga completamente", diz ele.

"O resultado não será alcançado pela ociosidade rotineira, e você não pode se forçar a relaxar. A única maneira de alcançar esse estado de verdade é aprendendo uma técnica específica como auto-hipnose, imaginação guiada ou meditação."

No entanto, quando conseguir entrar na "zona" de relaxamento, seu corpo terá enormes benefícios. Por exemplo, foi comprovado que um programa de gerenciamento do estresse é capaz alterar os processos de desenvolvimento de tumores a nível molecular em mulheres com câncer de mama.

Os genes responsáveis pela progressão do câncer (como as citocinas pró-inflamatórias) sofreram uma diminuição enquanto aqueles associados com uma resposta imunológica saudável apresentaram um aumento. Além disso, o relaxamento pode ajudar a:

  • Melhorar a imunidade — Sabe-se que a meditação tem um efeito importante sobre as células imunológicas, e pesquisas mostram que exercícios de relaxamento são capazes de melhorar as células exterminadoras naturais em idosos, aumentando a resistência a tumores e vírus.
  • Fertilidade — Pesquisas sugerem que as mulheres têm mais chances de engravidar quando estão relaxadas, mas o contrário também se aplica quando estão estressadas.
  • Saúde do coração — O relaxamento via meditação (duas ou três vezes por dia, durante três meses) diminuiu consideravelmente a pressão sanguínea e a aflição psicológica, além de melhorar a capacidade de lidar com problemas em pessoas com elevador risco de hipertensão.
  • Saúde mental — As pessoas que praticam meditação apresentam uma redução da aflição psicológica, depressão e ansiedade.
  • Síndrome do intestino irritável (SII) — Quando pessoas com SII praticaram meditação de relaxamento duas vezes por dia, seus sintomas (incluindo inchaço abdominal, arroto, diarreia e constipação) apresentaram uma melhora considerável.

O Dinheiro é Umas das Principais Causas de Estresse

Caso esteja se perguntando, nos Estados Unidos, o dinheiro aparece no topo da lista de causas do estresse, passando na frente do trabalho, responsabilidades familiares e preocupações com a saúde. Se você tiver dificuldade para relaxar, talvez já saiba disso muito bem.

De acordo com o mais recente relatório da Associação Americana de Psicologia (APA), intitulado "O estresse na América", quase três quartos dos norte-americanos (72%) disseram se sentir estressados por questões financeiras pelo menos alguma vez, e cerca de um quarto (22%) afirmaram sentir estresse extremo quando o assunto é dinheiro.

Além disso, 32% dos norte-americanos disseram que a falta de dinheiro os impede de ter uma vida saudável, enquanto 1 a cada 5 deixou de ir (ou pensou em não ir) ao médico quando necessário por questões financeiras.

Lembre-se de que é importante cortar o estresse pela raiz, pois o estresse crônico – independentemente da causa – perturba os sistemas neuro-endócrino e imunológico, e parece ativar um processo degenerativo no cérebro, o que pode resultar em Alzheimer.

Além disso, quando está estressado, seu corpo libera hormônios do estresse, como cortisol, que prepara seu corpo para "lutar ou correr" diante do evento estressante.

Quando o estresse se torna crônico, seu sistema imunológico fica menos sensível ao cortisol, e como a inflamação é, em parte, regulada por esse hormônio, essa menor sensibilidade eleva a resposta inflamatória e permite que a inflamação fuja do controle.

De acordo o premiado neorobiologista Dr. Robert Sapolsky, as condições de saúde a seguir são as mais comumente causadas ou pioradas pelo estresse (que, em teoria, pode ser combatido pelo relaxamento):

Doença cardiovascular

Hipertensão

Depressão

Ansiedade

Disfunção sexual

Infertilidade e ciclos irregulares

Resfriados frequentes

Insônia e fadiga

Dificuldade de concentração

Perda de memória

Alterações no apetite

Problemas digestivos e disbiose

Como Despertar a Resposta do Corpo ao Relaxamento

Como observado no periódico PLOS One, "As práticas milenares que despertam a RR incluem meditação, ioga e oração repetitiva". Mas é clara que essas não são as únicas opções. A resposta ao relaxamento também pode ser despertada pelo tai chi, relaxamento muscular progressivo, biorretroalimentação, imaginação guiada e Qi Gong, por exemplo.

A respiração profunda ativa o sistema nervoso parassimpático, o que induz à resposta ao relaxamento, mas tirar nem que sejam 10 minutos para se sentar em silêncio e calar o caos à sua volta também pode ter esse efeito. E, como observado pela Dra. Kelly Brogan:

"...trazer à mente uma sensação de gratidão enquanto se respira em um ritmo controlado (geralmente seis contagens na inspiração e seis na expiração) pode transformar o ritmo cardíaco variável nos padrões mais ideais associados com o relaxamento e o ápice do desempenho mental. Seus efeitos foram comprovados no TDAH, hipertensão e ansiedade através de testes randomizados, duplo-cegos, controlados por placebo".

Se estiver sentindo os efeitos do estresse, mas não conseguir relaxar por completo, a Dra. Brogan recomenda o seguinte:

  1. Perceba e reconheça seu desconforto.
  2. Relaxe e liberte esse desconforto, não importa quão urgente seja. Deixe a energia passar por você antes de tentar resolver qualquer coisa.
  3. Imagine-se sentado em um lugar alto, atrás de sua cabeça, vendo seus pensamento, emoções e comportamentos com uma compaixão imparcial.
  4. Então, conecte-se ao solo. Conecte-se com o momento presente – sinta a terra sob seus pés, cheire o ar, imagine raízes partindo de sua coluna e entrando na terra.

EFT Para Alívio do Estresse e Relaxamento

Eu também recomendo veementemente as técnicas da psicologia energética, como a Técnica de Libertação Emocional (EFT), que pode ser muito eficaz para a redução da ansiedade e do estresse – além de induzir o relaxamento – através da correção do curto-circuito bioelétrico que causa as reações do seu corpo. Você pode pensar na EFT como uma ferramenta que serve para "reprogramar" seus circuitos. Ela funciona com estressores reais e imaginários.

A EFT é uma forma de acupressão psicológica que tem por base os mesmos meridianos de energia usados na acupuntura tradicional há mais de 5.000 anos para tratar males físicos e emocionais, mas sem a invasividade das agulhas.

Após a Revisão da Psicologia Geral, em 2012, no periódico da Associação Americana de Psicologia (APA), a EFT passou a atender aos critérios para tratamentos à base de evidências, conforme estabelecido pela APA para uma série de condições de saúde. Pesquisas recentes mostraram que a EFT aumenta consideravelmente as emoções positivas, como esperança e contentamento, e diminui os estados emocionais negativos, incluindo a ansiedade.

A EFT é particularmente eficaz no tratamento do estresse e da ansiedade, pois atua especificamente sobre a amígdala e o hipocampo, partes do cérebro que ajudam a decidir se algo é ou não uma ameaça. Além do alívio do estresse, você pode usar a EFT para definir metas e ater-se a elas.

Se você estiver passando por muito estresse devido a dinheiro, estabelecer metas relacionadas ao seu futuro financeiro pode ser especialmente pertinente para que você consiga chegar a um relaxamento mais profundo – e mais fácil de alcançar quando combinado com a EFT.

O ideal é escolher uma combinação de abordagens, como imaginação guiada, meditação, ioga e EFT, e fazer uma delas diariamente. Lembre-se de que o segredo para alcançar os efeitos benéficos do relaxamento é relaxar regularmente e sempre que puder.