O que são verrugas genitais? Fatos sobre o papilomavírus humano (HPV)

Tratamento e prevenção de verrugas genitais

Resumo da matéria -

  • Estima-se que existam mais de 100 diferentes cepas de HPV atualmente; contudo, apenas duas delas causam a maior parte das verrugas genitais: os tipos 6 e 11 do HPV
  • Se você notar algo fora do normal ao urinar, há uma possibilidade de que você tenha verrugas dentro da uretra
  • Quando se trata de prevenir verrugas vaginais, o método mais eficaz é se proteger por meio do sexo seguro
Tamanho da fonte:

Para simplificar, a verruga genital é uma doença sexualmente transmissível (DST) causada pelo papilomavírus humano (HPV). O micróbio foi descoberto por um virologista alemão chamado Harald zur Hausen, conhecido por seu trabalho com o vírus Epstein-Barr (VEB, da família da herpes).

Zur Hausen percebeu que um certo papilomavírus causava verrugas e câncer em coelhos, o que levou à hipótese de que um certo tipo de papilomavírus estaria causando verrugas genitais em humanos.

Eventualmente, ele acabou provando que seu palpite estava certo, e descobriu inúmeras cepas do HPV que estavam causando verrugas e câncer no final dos anos 80. Por sua contribuição no campo da medicina, ele ganhou o Prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina em 2008.

Como surgem as verrugas genitais?

Estima-se que existam mais de 100 diferentes cepas de HPV atualmente. Contudo, apenas duas causam a maior parte das verrugas genitais: os tipos 6 e 11 do HPV. Tratam-se de cepas consideradas de "baixo risco", já que não são fatais e podem ser eliminadas com o tratamento adequado.

Uma vez que o HPV entra na sua pele, ele infecta as células epiteliais, fazendo com que cresçam e formem as tais verrugas. As verrugas contêm o vírus HPV e podem escapar através de pequenas aberturas, sendo passadas facilmente para outras pessoas através de relações sexuais ou contato direto com a pele.

Com os que as verrugas genitais se parecem?

As verrugas genitais geralmente se parecem com pequenos inchaços cor de carne, mas em alguns casos, podem ser acinzentadas. Elas geralmente se agrupam em pequenos pontos e podem assumir uma textura semelhante à da couve-flor. Você pode sentir coceira e desconforto na região genital, e as verrugas podem sangrar caso você tenha relações sexuais.

Em homens, as verrugas podem aparecer em qualquer lugar do pênis, seja na cabeça ou no corpo. Áreas adjacentes também podem ser afetadas, como o escroto ou o ânus. Em alguns casos, as verrugas também podem surgir dentro do pênis, mais especificamente na uretra. Em mulheres, os sintomas podem aparecer dentro ou fora da vagina, e também no colo do útero.

O HPV assintomático pode ser perigoso

O que torna o HPV potencialmente perigoso para a saúde é que ele pode ser assintomático, o que significa que você contraiu a doença, porém não exibe sintomas. Em resumo, você pode acabar passando HPV a seu parceiro sem saber.

Além disso, algumas cepas de HPV são consideradas de "alto risco" e, caso não sejam tratadas, podem causar câncer vaginal, anal ou no reto. Foram identificadas duas cepas que causam esses cânceres: os tipos 16 e 18 do HPV.

Por isso a importância de realizar exames de rotina. Se você é uma mulher sexualmente ativa, os médicos recomendam que você faça o exame de Papanicolau regularmente ou um teste de HPV para verificar a presença do vírus em seu organismo.

O teste ajuda a identificar se você corre o risco de desenvolver verrugas genitais ou câncer cervical. De qualquer maneira, o teste servirá como um guia para realização de tratamento caso seja encontrada qualquer anomalia.

+ Recursos e Referências