O que é chá de kombucha?

chá de kombucha

Resumo da matéria -

  • Kombuchá é feito através da fermentação de chá preto ou verde adoçado com bactérias de levedura e ácido acético, produzindo uma bebida gasosa com sabor azedo e ácido
  • Os microrganismos bioativos do chá de kombucha são a fonte de seus benefícios. Estudos têm ressaltado as propriedades antimicrobianas da bebida, que sugerem seu potencial de influenciar a microflora gastrointestinal
  • Um estudo publicado em 2011 abordou as atividades antibacterianas e antifúngicas do chá kombuchá verde e preto, e os resultados mostraram seu potencial antimicrobiano contra espécies de Candida, exceto a Candida krusei
  • Há alguns efeitos colaterais vinculados à preparação caseira inadequada, como infecções, reações alérgicas e irritação do estômago. Eu recomendo que você pesquise e adquira o equipamento adequado antes de tentar fazer seu próprio chá
Tamanho da fonte:

Ultimamente, um grande número de pessoas tem procurado um estilo de vida mais saudável. Como resultado, tem crescido a demanda por bebidas que fazem bem para a saúde. Uma das mais interessantes (e controversas) é a kombucha.

Às vezes chamada de “combucha” ou “chá de kombucha”, diz-se que o mercado para essa bebida gasosa (mas potencialmente alcoólica) cresce 25% a cada ano. Segundo um relatório da MarketsandMarkets, de 0,6 bilhão de dólares em 2015, estima-se que o mercado global de kombucha cresça para 1,8 bilhão de dólares até 2020.

Mas o que é exatamente a kombucha e quais são seus potenciais benefícios, apesar de seu teor alcoólico? Descubra mais sobre a bebida neste artigo.

Fatos conhecidos sobre a kombucha:

A definição mais básica de kombucha é “chá doce fermentado”. Ele é feito através da fermentação do chá preto ou verde adoçado com bactérias do ácido acético e levedura. O processo de fermentação pode levar de uma a duas semanas, e o produto final é uma bebida gasosa com sabor azedo e ácido.

Para fazer Kombucha, você precisa da C.S.D.B.L.: que quer dizer, "cultura simbólica de bactérias e leveduras". A C.S.D.B.L. tem a forma de um disco redondo e aparência emborrachada. Ele forma uma nova camada a cada lote de chá. Sua aparência pode não abrir o apetite, mas a formação de C.S.D.B.L. é sinal de que os microrganismos da bebida estão ativos.

Quando o processo de fermentação ocorre, o açúcar no chá é quebrado pela C.S.D.B.L., liberando bactérias probióticas. A fermentação também é responsável pela natureza gasosa da bebida, bem como por seu teor levemente alcoólico.

Os quatro principais benefícios do chá de kombucha para a saúde

Abaixo, enumeramos os quatro potenciais benefícios do chá de kombucha para a sua saúde:

  • Ajuda a eliminar microrganismos patogênicos, como a Candida — Um estudo publicado em 2011 examinou as atividades antibacterianas e antifúngicas do chá kombuchá verde e preto, e os resultados mostraram seu potencial antimicrobiano contra espécies de Candida, exceto a Candida krusei. O maior potencial antimicrobiano foi observado no chá verde fermentado.
  • Pode contribuir para uma microflora intestinal ideal — Um estudo de 2014 identificou algumas das populações bacterianas e fúngicas no kombucha, e estas incluem Gluconacetobacter, Acetobacter e uma população proeminente de Lactobacillus. Há estudos destacando as propriedades antimicrobianas desta bebida que também sugerem seu potencial para influenciar a microflora gastrointestinal humana.
  • Pode proteger o fígado — Estudos conduzidos em ratos descobriram que o chá de kombucha pode ter propriedades hepatoprotetoras, ajudando a reverter a toxicidade hepática. Uma pesquisa publicada em 2003 na Biomedical and Environmental Sciences descobriu que suas propriedades antioxidantes e imunomoduladoras podem proteger o órgão contra o estresse oxidativo.
  • Possível proteção contra o câncer de próstata — Um estudo publicado na Biomedicine and Preventive Nutrition descobriu que o kombucha tem efeitos ativos que atacam células do câncer de próstata.

O chá de kombucha tem cafeína?

Visto que ele é feito de chá verde ou preto, você deve esperar que ele contenha cafeína. De acordo com o Bon Appetit, o processo de fermentação diminui o teor de cafeína, mas cerca de um terço desse teor permanece.

Os níveis podem variar de acordo com o preparo. Caso você seja sensível à cafeína, pode ser uma boa ideia evitar ou moderar o consumo dessa bebida para evitar efeitos colaterais.

Atenção para os efeitos colaterais do chá de kombucha

Uma questão problemática é o potencial alcoólico da bebida. O site Spruce Eats afirma que o chá pode deixá-lo "levemente afetado", porém, isso depende da sensibilidade de cada um ao álcool. Dizem que mulheres são mais sensíveis do que homens. Outro grupo mais sensível é o de pessoas com pouca massa corporal.

Outra preocupação é o potencial de infecção bacteriana. Se o seu chá for contaminado por bactérias ruins, você pode experimentar efeitos colaterais como infecção, reação alérgica ou problemas de estômago. O antraz e o aspergilo (um fungo prejudicial a indivíduos imunocomprometidos) também contaminaram as bebidas fermentadas do kombuchá.

No Irã, um surto de infecção por antraz cutâneo foi relatado devido ao chá de kombuchá. Outro perigo do chá de kombucha é o risco de envenenamento por chumbo, que pode ocorrer quando recipientes de cerâmica são usados no preparo.

Isso aconteceu com uma mulher em Wales, que foi parar no hospital após exibir sintomas de envenenamento por chumbo. Por fim, foi descoberto que o envenenamento foi causado justamente por tomar chá de kombucha preparado em uma panela de cerâmica.

Por esse motivo, você sempre deve usar um recipiente de vidro para a preparação. Normalmente, um odor e sabor incomuns podem ser um sinal de contaminação, mas esses fatores não estão presentes em todos os casos.

Como fazer chá de kombucha

Eu recomendo que você pesquise e adquira o equipamento adequado antes de tentar fazer seu próprio chá. Desde que as medidas apropriadas sejam tomadas, o chá de kombucha é uma bebida saudável que você mesmo pode preparar. Caso queira experimentar o chá de kombucha, confira o seguinte modo de preparo:

Receita de chá de kombucha

Ingredientes

3,3 litros de água

1 xícara de açúcar (cristal)

8 saquinhos de chá preto, verde ou uma mistura dos dois (você também pode usar duas colheres de sopa de folhas de chá)

2 xícaras de chá inicial do último lote de kombucha ou kombucha industrializada (não pasteurizado, com sabor neutro)

1 C.S.D.B.L. por jarra de fermentação, (você pode fazer o seu em casa31 ou comprar on-line)

Ingredientes opcionais para mais sabor

  • 1 ou 2 xícaras de frutas picadas
  • 2 a 3 xícaras de suco de fruta
  • 1 ou 2 colheres de sopa de chá aromatizado (como hibisco ou Earl Grey)
  • 1/4 xícara de mel
  • 2 a 4 colheres de sopa de ervas frescas ou especiarias

Equipamento

Panela funda

Uma jarra de vidro de 4 litros ou duas de 2 litros

Guardanapo, papel toalha, filtro de café ou pano de prato limpo para cobrir a jarra

Garrafas: Seis garrafas de vidro de 500 ml com tampas plásticas de rosca ou garrafas de refrigerante limpas

Funil pequeno

Modo de preparo

1. Ferva a água e depois tire-a do fogo. Misture o açúcar até dissolver. Coloque os saquinhos ou folhas de chá e deixe em infusão até a água esfriar. Isso pode levar algumas horas, dependendo do tamanho da sua panela. Para acelerar o processo, coloque a panela em uma travessa com água e gelo.

2. Quando esfriar, remova os saquinhos ou folhas de chá. Adicione o chá inicial. Isso deixa o líquido ácido, impedindo a formação de bactérias ruins durante os primeiros dias de fermentação.

3. Transfira para uma jarra de 4 litros (ou duas de 2 litros cada, dependendo da sua disponibilidade. Caso divida o conteúdo em duas jarras, você precisará de duas C.S.D.B.L.). Lave as mãos e coloque a C.S.D.B.L. na jarra delicadamente.

4. Cubra a boca da jarra com algumas camadas de papel toalha, filtros de café ou um pano de prato limpo e prenda com um elástico.

5. Deixe fermentar por 7 a 10 dias. Mantenha a jarra em temperatura ambiente e sem exposição à luz solar direta. Coloque-a em um local onde você não precisará trocá-la de lugar. Verifique a C.S.D.B.L. e o kombucha periodicamente. Ela flutuará no topo, fundo ou nas laterais da jarra durante a fermentação, e uma nova camada se formará em sua superfície após alguns dias.

6. Caso note a formação de veios marrons ou sedimentos debaixo da C.S.D.B.L., não fique alarmado. Isso é normal. Bolhas ao redor da C.S.D.B.L. também são normais e esperadas.

7. Após sete dias, experimente o kombucha, servindo um pouquinho em uma xícara. Quando ele atingir a acidez e doçura esperados, você já pode envasar.

8. Remova a C.S.D.B.L.. Porém, antes de fazer isso, prepare e deixe resfriar outra panela de chá para o próximo lote. Tire a C.S.D.B.L. gentilmente do kombucha e coloque em um prato limpo. Se a camada no fundo do scoby ficar muito grossa, você pode removê-la.

9. Envase o chá. Tire parte do chá inicial desse lote e reserve para o próximo. Use o funil pequeno para colocar o chá nas garrafas. Adicione sucos, ervas ou frutas, mas deixe um dedo de espaço vazios em cada garrafa.

Uma alternativa é fazer a infusão do kombucha com seu aromatizante favorito, por um dia ou dois, em outra jarra antes de começar a envasar. Isso produzirá um chá mais "limpo".

10. Deixe o kombuchá engarrafado em temperatura ambiente e longe da luz solar direta por um a três dias para que ele possa se gaseificar. Você saberá que esse processo chegou ao fim quando apertar as garrafas e elas parecerem mais firmes. Refrigere o chá para ele parar de fermentar e gaseificar. Consuma seu kombucha dentro de um mês.

Obs.: Evite o contado prolongado do kombucha com qualquer metal durante e depois do preparo. Isso pode afetar o sabor do chá e enfraquecer a C.S.D.B.L..

Essa receita rende quase 4 litros de chá de kombucha.

Você pode tomar kombucha durante a gravidez?

Muitos alimentos ricos em probióticos são ótimos para gestantes, mas não é o caso desse. Há muita divergência sobre a ingestão desse chá durante a gravidez e não há estudos suficientes nesse sentido.

Porém, dado o potencial alcoólico da bebida, bem como sua possível interação com bactérias ruins, é melhor optar pela precaução e evitar o consumo durante esse momento tão delicado da vida. Lembre-se de que qualquer quantidade de álcool durante a gravidez pode ser perigoso.