Estar Desidratado Pode Deixá-lo Cansado, Mal-humorado e Doente

desidratação

Resumo da matéria -

  • Estima-se que de 20% a 30% dos adultos mais velhos estejam desidratados, muitas vezes devido à privação de água e ao fato de que as pessoas naturalmente têm um volume menor de água no seu corpo à medida que envelhecem
  • Bebês e crianças também podem ficar rapidamente desidratados, especialmente se estiverem doentes e sofrendo de vômitos ou diarreia
  • Mau hálito, desejo por açúcar, diminuição do estado de alerta e fadiga podem ocorrer se você estiver desidratado
  • Tipicamente, usar a sede como um guia para a quantidade de água que você precisa beber é uma maneira simples de ajudar a garantir que suas necessidades individuais sejam atendidas no dia a dia
  • Você também pode usar a cor da sua urina como um guia; se for de uma cor amarela profunda e escura, provavelmente você não está bebendo água suficiente, enquanto se tiver uma cor de palha pálida ou amarela clara é tipicamente indicativa de hidratação adequada
Tamanho da fonte:

Por Dr. Mercola

Você já esteve tão ocupado que se esqueceu de beber sequer um gole ou dois de água por um longo período, e de repente percebeu que estava com muita sede e precisando de um grande gole? Ao reabastecer o suprimento de água do seu corpo quando este lhe diz que você está com sede, muitas vezes você poderá evitar a desidratação. Na verdade, normalmente o mecanismo de sede fisiológica do seu corpo é acionado antes de você ficar desidratado, dando a você a chance de reidratar-se antes que seja tarde demais.

Há exceções a essa regra, no entanto, já que adultos mais velhos e crianças pequenas correm um risco particular de ficarem desidratadas. Estima-se que de 20 a 30% dos adultos mais velhos estejam desidratados, muitas vezes devido à privação de água e ao fato de que as pessoas naturalmente têm um volume menor de água em seu corpo à medida que envelhecem. Bebês e crianças também podem ficar rapidamente desidratados, especialmente se estiverem doentes e sofrendo de vômitos ou diarreia.

Um estudo até sugeriu que mais da metade das crianças americanas está desidratada, enquanto cerca de um quarto não bebe água diariamente. Entre os adultos saudáveis, a Academia Nacional de Ciências dos EUA concluiu que “a grande maioria das pessoas saudáveis ​​satisfaz adequadamente suas necessidades diárias de hidratação, usando a sede como seu guia”.

No entanto, se você estiver ignorando sua sede ou não estiver bebendo água suficiente durante as estações quentes, especialmente se estiver exercitando-se, é muito fácil ficar de leve a moderadamente desidratado, com sinais e sintomas que podem surpreendê-lo.

Por que seu Corpo Precisa de Água

Seu corpo consiste em cerca de 42 litros de água, o que representa entre 50% e 70% do seu peso corporal. Seu sangue é 85% água, seus músculos 80% água, seu cérebro 75% água e até mesmo seus ossos são 25% água, o que sinaliza a importância que este fluido desempenha na sua saúde. Então, o que acontece se você não beber o suficiente dela?

Para começar, o fator de risco número 1 para cálculos renais é não é beber água suficiente. Há também algumas pesquisas demonstrando que uma alta ingestão de líquidos está ligada a um menor risco de certos tipos de câncer, como o de bexiga e o colorretal.

Até mesmo o risco de doença cardíaca coronária fatal tem sido associado à ingestão de água, com um estudo mostrando que as mulheres que bebiam cinco ou mais copos de água por dia reduziram seu risco em 41% em comparação com as mulheres que bebiam menos. Homens, enquanto isso, reduziram seu risco em 54%.

Seu corpo também precisa de água para a circulação sanguínea, metabolismo, regulação da temperatura corporal e remoção de resíduos. Se você está desidratado, mesmo que de forma leve, seu humor e função cognitiva também podem sofrer. Em um estudo com 25 mulheres, aquelas que sofreram 1,36% de desidratação experimentaram uma piora no humor, irritabilidade, dores de cabeça e menor concentração, e elas perceberam que ficou mais difícil cumprir suas tarefas.

Quando você não bebe água suficiente, você também pode representar um perigo na estrada, de acordo com um estudo publicado na revista Physiology & Behavior, que descobriu que motoristas desidratados cometeram o dobro da quantidade de erros durante uma viagem de duas horas se comparados a motoristas hidratados.

Como seu Corpo Reage Quando está com Pouca Água

Seu corpo funciona otimamente quando está adequadamente hidratado, enquanto mudanças biológicas negativas ocorrem quando há falta de fluidos. Quando você está desidratado, o fluido do tecido cerebral diminui, levando a alterações no volume cerebral.

Seu sangue também torna-se mais espesso e circula menos, o que pode levar a cãibras musculares e também desencadeia a retenção de água pelos rins, de modo que a produção de urina diminui. Além disso, de acordo com Toby Mündel, professor sênior em ciência do esporte e exercício da Universidade Massey na Nova Zelândia:

“Quanto mais espesso e mais concentrado o sangue se torna, mais difícil será para o seu sistema cardiovascular compensar, fazendo-o aumentar a frequência cardíaca para manter a pressão arterial. Quando o seu corpo desidratado é ‘forçado’ — por exemplo, quando se exercita ou depara-se com estresse por calor — o risco de exaustão ou colapso aumenta. Isso pode fazer com que você desmaie, por exemplo, quando você levanta-se muito rápido.

Menos água também dificulta as tentativas do corpo de regular a temperatura, o que pode causar hipertermia (uma temperatura corporal muito acima do normal). Em um nível celular, o ‘encolhimento’ ocorre quando a água é efetivamente emprestada para manter outras reservas, como o sangue. O cérebro sente isso e desencadeia um aumento da sensação de sede.”

Mündel recomenda manter o controle de seu peso corporal para monitorar seus níveis de hidratação. A primeira coisa que você deve fazer pela manhã, quando você sai da cama, seria pesar-se por três manhãs seguidas e calcular então a média dos seus pesos. Este é o seu peso basal normal, e você deve estar dentro de 1% disso se estiver adequadamente hidratado (assumindo que outros fatores não influenciaram seu peso).

Sinais Surpreendentes da Desidratação

Quando seu corpo está desidratado, a falta de água pode manifestar-se em sinais e sintomas surpreendentes, incluindo:

Mau hálito: A saliva é antibacteriana, mas quando você está desidratado, há uma diminuição da saliva na sua boca. Isso permite o desenvolvimento de bactérias que causam mau hálito.

Desejos por açúcar: A sede pode disfarçar-se de fome e muitas pessoas fazem um lanche quando na verdade estão com sede. Os desejos por açúcar são especialmente comuns quando você está desidratado porque seu fígado, que libera glicose armazenada, requer água para isso. Além disso, Amy Goodson, nutricionista esportiva do Dallas Cowboys, disse à Health: “Quando você exercita-se em um estado desidratado, você usa glicogênio (carboidrato armazenado) em um ritmo mais rápido, diminuindo assim suas reservas mais rapidamente”.

Deterioração atlética: Se você está no meio de um treino, uma redução de 2% no peso corporal através da perda de água pode levar a quedas no desempenho de até 10%, de acordo com Goodson.

Diminuição do estado de atenção e aumento da fadiga: Em um estudo de 2013, 20 mulheres saudáveis com 20 e poucos anos foram privadas de todas as bebidas por 24 horas. Embora não tenham sido observadas anormalidades clínicas nos parâmetros biológicos (urina, sangue e saliva), a sede e a frequência cardíaca aumentaram e a saída de urina foi drasticamente reduzida (e ela tornou-se mais escura).

Quanto aos efeitos de humor, os autores observaram que: “Os efeitos significativos da privação de líquidos no humor incluíram diminuição do estado de atenção e aumento da sonolência, fadiga e confusão”. Outras pesquisas demonstraram que mesmo níveis de desidratação de apenas 1% podem afetar adversamente o desempenho cognitivo.

Calafrios: Se você sentir calafrios por nenhuma razão, isso pode acontecer porque você precisa tomar um copo de água. Quando você está desidratado, seu corpo limita o fluxo de sangue para sua pele, o que pode causar uma sensação de frio.

Prisão de ventre é outra consequência de não beber água suficiente, pois seu corpo vai realmente retirar a água das suas fezes para compensar o que você não tem ingerido. Isso, por sua vez, torna as fezes mais secas, mais duras e difíceis de serem eliminadas.

Outros sintomas de desidratação leve e grave incluem:

Desidratação de leve a moderada Desidratação Grave

Boca seca e pegajosa

Sede extrema

Sonolência ou cansaço

Irritabilidade e confusão

Pele seca

Olhos afundados

Dor de cabeça

Pele seca que não retorna à sua posição natural quando é apertada

Tontura

Pressão sanguínea baixa

Vertigem

Batimento cardíaco acelerado

Poucas ou nenhuma lágrima ao chorar

Respiração rápida

Urina mínima

Sem lágrimas ao chorar

Pele seca e fria

Febre

Cãibras musculares

Pouca ou nenhuma micção e qualquer cor de urina que seja mais escura que o habitual

Em casos graves, delírio ou inconsciência

Quanta Água é Suficiente?

Há muitos debates ocorrendo sobre a quantidade de água que a pessoa comum precisa para manter-se saudável. Você provavelmente já ouviu a recomendação de beber oito copos de 8 onças (236 ml) conhecidos como 8x8 de água por dia para manter-se saudável, e isso é muitas vezes declarado como um fato científico.

No entanto, não é assim tão simples, já que muitos fatores afetam a quantidade de água que você precisa, desde a sua idade e estado de saúde até os níveis de atividade e clima.

Além disso, em uma analise publicada no American Journal of Physiology, o Dr. Heinz Valtin, da Faculdade de Medicina de Dartmouth, não encontrou bases científicas para a regra 8x8, que é mais apropriadamente descrita como um mito. Valtin também descartou alguns mitos sobre o consumo de água, como o de que se você esperar até estar com sede para beber já seria tarde demais, porque você já estaria desidratado.

Como Valtin disse, “a sede é tão sensível, rápida e precisa que é difícil imaginar que o desenvolvimento evolutivo teria nos deixado com um déficit hídrico crônico que tem que ser compensado forçando a ingestão de líquidos”. Em última análise, você não precisa preocupar-se em tentar descobrir a quantidade exata de água que seu corpo precisa ou controlar quantos copos você consumiu em um dia.

Não há necessidade disso porque o seu corpo vai informar-lhe. Simplesmente usar a sede como um guia para a quantidade de água que você precisa beber é uma maneira simples de ajudar a garantir que suas necessidades individuais sejam satisfeitas, dia a dia. Você também pode usar a cor da sua urina como um guia. Se ela tiver uma cor amarela profunda e escura, provavelmente você não está bebendo água suficiente. Uma cor de palha pálida ou amarela clara é tipicamente indicativa de uma hidratação correta.

Se sua urina é escassa ou se você não tiver urinado em muitas horas, isso também é uma indicação de que você não está bebendo o suficiente (com base nos resultados de alguns estudos diferentes, uma pessoa saudável urina em média cerca de sete ou oito vezes por dia).

Se você sabe que está propenso a ignorar sua sede e não beber quando seu corpo dá este sinal, então faria sentido prestar mais atenção e sempre criar tempo para beber água quando estiver com sede. Nos bebês e crianças, a detecção da desidratação pode ser mais complicada, mas se você observar esses sintomas, pode presumir que seu filho está desidratado e deve procurar ajuda médica imediatamente:

Ponto macio e afundado (fontanela) em seu crânio

Poucas ou nenhuma lágrima quando chora

Boca seca

Poucas fraldas molhadas

Sonolência

Respiração acelerada