Quais são os Benefícios e Usos do Selênio?

castanha-do-pará

Resumo da matéria -

  • O selênio é um mineral essencial encontrado no tecido humano, principalmente nos músculos esqueléticos e em diferentes alimentos, e é dito que proporciona inúmeros benefícios para a saúde do corpo
  • Aprenda mais sobre os benefícios do selênio, suas fontes alimentares e possíveis efeitos colaterais ao ler este artigo.
Tamanho da fonte:

O selênio (Se) foi descoberto há quase 200 anos pelo químico sueco Baron Jöns Jacob Berzelius. Muitas décadas depois, os cientistas consideram o selênio essencial para melhorar a saúde humana. Esta página irá ajudar você a aprender mais sobre o selênio: os seus benefícios para a saúde, alimentos ricos neste mineral e potenciais efeitos colaterais aos quais se deve estar atento.

O que é o Selênio?

O selênio é um mineral essencial encontrado no tecido humano, principalmente nos músculos esqueléticos e em diferentes alimentos, e considera-se que ele ofereça inúmeros benefícios para a saúde do corpo (mais sobre isso a seguir).

Embora os pesquisadores enfatizem que o selênio é altamente essencial, a deficiência de selênio continua sendo um grande problema. Quase 1 bilhão de pessoas em todo o mundo sofrem disso, enquanto a maioria das pessoas consome menos do que a quantidade diária recomendada para oferecer proteção contra doenças.

Para ajudar a compensar os riscos associados a uma deficiência de selênio, pode-se recomendar tomar suplementos de selênio. Normalmente, o selênio pode ser tomado como um componente de um suplemento vitamínico-mineral ou como uma fórmula antioxidante nutricional.

A maioria dos suplementos de selênio contém uma forma de selênio chamada selenometionina. Se você deparar-se com um produto chamado sulfeto de selênio, não o use para tratar a deficiência de selênio, já que ele vem em forma de loção e é aplicado como xampu para ajudar a aliviar a caspa e tratar pitiríase versicolor, uma infecção fúngica da pele.

Alimentos Ricos em Selênio Que Você Deveria Experimentar

Além de tomar suplementos de selênio, você também pode combater os efeitos negativos de uma deficiência de selênio através da ingestão de alimentos ricos em selênio. Exemplos de alimentos abundantes em selênio incluem:

castanhas-do-pará

Peixes como sardinhas, salmão selvagem do Alasca e arenque

Alho

Sementes de girassol e sementes de chia

Ovos orgânicos de animais alimentados com pasto

Frangos e perus orgânicos alimentados com pasto

Fígado de animais alimentados com capim (de cordeiro ou de boi)

Cogumelos

Note que os níveis de selênio em alguns alimentos dependem da quantidade deste mineral presente no solo onde eles foram cultivados. Idealmente, consuma esses alimentos crus ou levemente cozidos ou procure por itens orgânicos que não sofreram processamento adicional, porque o selênio pode ser destruído quando os alimentos são refinados ou processados.

Benefícios do Selênio para a Saúde

O selênio tem sido associado a vários benefícios, com alguns já sendo comprovados por pesquisas:

Serve como um componente essencial da glutationa peroxidase: Esta é uma enzima que pode converter o peróxido de hidrogênio em água.

Possui propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias para melhorar a função imunológica:

Quando o selênio é utilizado para a produção de glutationa peroxidase, o mineral fornece propriedades antioxidantes e serve como uma primeira linha de defesa contra o acúmulo de radicais livres nas células.

O selênio também possui o potencial de influenciar a resposta imune via selenoproteínas (proteínas contendo selênio), que podem ajudar a regular o excesso de respostas imunológicas e a inflamação crônica.

Auxilia no combate a doenças infecciosas e infecções virais: O selênio pode ser benéfico na inibição do HIV, já que os pacientes com essa doença possuem baixos níveis de selênio.

Tomar suplementos de selênio demonstrou diminuir as hospitalizações e melhorar a contagem de glóbulos brancos entre pacientes com HIV.

Vários estudos também enfatizaram que o selênio pode ajudar a combater infecções virais, como a gripe, e infecções bacterianas como a Coxsackie, que pode sofrer mutação para cepas altamente patogênicas.

Ajuda a manter a função tireoidiana adequada: Embora seus efeitos definitivos ainda estejam sendo estudados, o selênio desempenha um papel importante na preservação da função tireoidiana adequada.

A tireoide contém mais selênio por grama de tecido do que qualquer outro órgão do corpo e pode expressar selenoproteínas específicas.

Promove uma gravidez saudável: O selênio tem sido sugerido para diminuir o risco de aborto.

Trata as preocupações de fertilidade entre os homens: ele foi identificado como capaz de ter um efeito favorável sobre a fertilidade masculina.

Ajuda pessoas com asma crônica: Estudos observacionais demonstraram que aqueles com asma crônica podem possuir níveis mais baixos de selênio em comparação àqueles sem essa doença.

Ajuda a mitigar o risco de câncer: Isso se deve ao potencial do selênio em prevenir o acúmulo de radicais livres, um conhecido precursor do câncer.

Numerosos estudos destacaram que baixos níveis de selênio estavam ligados a um aumento do risco de morte por câncer e todas as causas.

Lembre-se de que aumentar consideravelmente sua ingestão de selênio deve ser feito corretamente para evitar riscos à saúde. Eu sugiro consultar um médico antes de tomar suplementos de selênio ou aumentar sua ingestão de alimentos ricos em selênio.

Dosagem Ideal de Selênio

O selênio é necessário em quantidades muito pequenas, pesadas em microgramas (mcg). Sugiro que você modere sua ingestão de selênio, seja de fontes alimentares ou suplementos, porque ela pode levar a uma toxicidade de selênio. Idealmente, eu recomendo não exceder a dose de 200 mcg de selênio por dia.

A maioria das pesquisas em torno do selênio apoia a dose diária de 200 mcg e destaca que nenhum benefício significativo foi registrado com dosagens mais altas.

Se você quiser aumentar os níveis de selênio comendo castanha-do-pará, consumir de duas a três castanhas por dia pode ser suficiente. Suplementos também podem ser tomados para aumentar os níveis de selênio, desde que você consulte um médico primeiro.

Depois de receber a permissão dele, certifique-se de obter a forma correta de suplementos de selênio. Uma forma de levedura com alto teor de selênio, que é a versão cientificamente testada e mais recomendada, é ideal.

Efeitos Colaterais do Selênio

Embora seja difícil sofrer uma “overdose” de selênio causada por alimentos, o mesmo não ocorre com os suplementos de selênio. O envenenamento por selênio, ou toxicidade por selênio, é um grande risco à saúde associado ao selênio.

A ingestão excessiva de selênio pode desencadear vários sintomas de toxicidade do selênio. O envenenamento por selênio pode ser agudo ou crônico:

Envenenamento agudo por selênio: As pessoas desenvolvem essa doença pela inalação (geralmente na forma de dióxido de selênio ou seleneto de hidrogênio) ou exposição oral ao selênio. Efeitos colaterais diferentes estão ligados a esses dois métodos de exposição:

Intoxicação aguda por selênio por inalação Intoxicação aguda por selênio através da exposição oral

Irritação das membranas mucosas no nariz e garganta

Edema pulmonar

Tosse

Lesões pulmonares

Sangramento nasal

Taquicardia

Dispneia ou dificuldade em respirar

Náusea

Espasmos brônquicos

Vômito

Bronquite

Diarreia

Pneumonia química

Dor abdominal

Vômito

Efeitos no fígado

Náusea

Dores

Irritação dos olhos

Irritabilidade

Dores de cabeça

Arrepios

Mal-estar

Tremores

Efeitos cardiovasculares

Envenenamento crônico por selênio: pode ocorrer devido à exposição a altos níveis de selênio em alimentos e na água. A intoxicação crônica por selênio pode resultar em complicações, como:

Descoloração da pele

Deformação e perda de unhas

Calvície

Cárie dentária excessiva e descoloração

“Bafo de alho”

Fraqueza

Falta de alerta mental

Apatia

Erupções cutâneas

Fadiga

Irritabilidade

Perda de peso

Quantidades excessivas de selênio também foram associadas a um aumento do risco de níveis elevados de colesterol e diabetes. Se você pertence a algum dos grupos a seguir, evite tomar suplementos de selênio sem consultar um médico:

  • Pessoas diagnosticadas com hipotireoidismo
  • Pessoas que tiveram câncer de pele
  • Pessoas em risco de desenvolver câncer de pele

Medicamentos a Evitar se Você Planeja Tomar Suplementos de Selênio

Se você ou alguém que você conhece estiver tomando algum destes medicamentos, não tome suplementos de selênio sem consultar ou informar seu médico, devido ao risco de contraindicações, como:

Níveis reduzidos de selênio: esses medicamentos reduzem os níveis desse mineral no organismo:

Cisplatina (um medicamento de quimioterapia conhecido)

Clozapina (Clozaril)

Corticosteróides como prednisona

Ácido valpróico (Depakote)

Anticoagulantes e antiplaquetários ou anticoagulantes

Aumento do risco de hemorragia: tomar suplementos de selênio juntamente com estes medicamentos pode aumentar o risco de hemorragia interna:

Clopidogrel (Plavix)

Varfarina (Coumadin)

Heparina

Aspirina

Barbitúricos

Efeitos sedativos de longa duração: alguns estudos feitos com animais demonstraram que o selênio pode fazer com que os efeitos sedativos destes medicamentos durem mais tempo:

Butabarbital (Butisol)

Mefobarbital (Mebaral)

Fenobarbital (Nembutal)

Secobarbital (Seconal)

Interferência com quimioterapia: Pacientes submetidos à quimioterapia são aconselhados a falar com um oncologista ou médico antes de tomar suplementos de selênio, pois esse mineral pode interferir nos efeitos do tratamento.

Diminuição da efetividade dos medicamentos para reduzir o colesterol: Foi sugerido que o selênio reduz a eficácia das estatinas.

Se você é uma mulher que toma pílulas anticoncepcionais, mas quer experimentar suplementos de selênio, consulte primeiro um médico ou um ginecologista. Pesquisadores propuseram que as mulheres que tomam pílulas anticoncepcionais podem já possuir altos níveis de selênio, e uma maior ingestão de selênio pode provocar envenenamento por selênio ou toxicidade.

Enquanto isso, os sais de ouro, que são compostos químicos, reduzem os níveis de selênio no organismo e causam sintomas de deficiência de selênio.

Selênio: Este Mineral Merece ser Elogiado

Quando algo é considerado “essencial”, deve haver uma lista de razões pelas quais merece esse reconhecimento. O selênio provou seu valor como um nutriente essencial, graças aos seus benefícios de saúde para pessoas de várias condições.

Infelizmente, você deve ter cuidado ao otimizar seus níveis, dado o risco de envenenamento por selênio ou toxicidade por selênio causada por níveis excessivamente altos, bem como os potenciais efeitos colaterais associados aos suplementos de selênio.

Como mencionei anteriormente, seria prudente consultar um médico antes de tomar suplementos de selênio para ajudar a reduzir o risco dessas complicações.

Perguntas Frequentes Sobre o Selênio

P: Para que serve o selênio?

R: O selênio tem sido associado a benefícios para a saúde, como:

Servir como um componente essencial da enzima glutationa peroxidase

Possuir propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias para aumentar a função imunológica

Ajudar a combater doenças infecciosas e infecções virais

Auxiliar na manutenção da função tireoidiana adequada

Dar apoio a mulheres grávidas

Tratar preocupações relativas a fertilidade entre os homens

Auxiliar pessoas com asma crônica

Ajudar a mitigar o risco de câncer

P: Quais alimentos contêm quantidades elevadas de selênio?

R: Existem fontes alimentares de selênio das quais você pode beneficiar-se. Estes incluem castanha-do-pará, sementes de girassol e chia, alho, ovos orgânicos de animais alimentados no pasto, frango e peru orgânico alimentados com pasto, fígado de animais alimentados com grama (de vaca ou cordeiro), peixes como salmão selvagem do Alasca e arenque, e cogumelos.

P: Quanto selênio você deve tomar por dia?

R: Eu recomendo tomar uma dose diária de 200 mcg de selênio. Evite passar dessa quantidade, porque isso pode aumentar o risco de toxicidade por selênio ou envenenamento. Ao comprar suplementos de selênio, compre a forma de levedura com alto teor de selênio, que foi cientificamente testada e é a mais recomendada. Fale com um médico para saber quanto desse mineral seu corpo precisará.

+ Recursos e Referências