Experimente Uma Massagem para Reduzir sua Dor

benefícios da massagem terapêutica

Resumo da matéria -

  • A massagem terapêutica alivia a dor melhor do que não receber algum tratamento
  • Quando comparada a outros tratamentos para dor, como acupuntura e fisioterapia, a massagem terapêutica ainda demonstra ser benéfica e possui poucos efeitos colaterais
  • Além de aliviar a dor, a massagem terapêutica também melhorou a ansiedade e a qualidade de vida relacionada à saúde
Tamanho da fonte:

Por Dr. Mercola

A dor é a razão por trás de cerca de 80% das consultas médicas nos EUA. A dor, especialmente a dor persistente e a crônica, não só causam danos físicos, como também interferem nos aspectos sociais, mentais, emocionais e espirituais dos pacientes.

Uma pessoa que sofre uma dor pode achar difícil realizar atividades diárias e participar de atividades sociais. A saúde psicológica e a qualidade de vida também costumam sofrer em decorrência disso. Infelizmente, a administração de medicamentos é o tratamento mais usado para dor nos EUA.

Como resultado, agora temos uma epidemia de uso excessivo e uso indevido de opiáceos, tornando as pessoas rapidamente dependentes de medicamentos, muitas vezes depois de consumi-los para tratar de uma dor crônica, como dor nas costas. Mortes por overdose de analgésicos opiáceos superam agora as mortes causadas por drogas ilícitas.

O ponto é, se você está lutando com uma dor crônica, faz sentido esgotar todas as outras opções antes de passar a usar medicamentos prescritos. E uma opção que vale a pena tentar devido à sua eficácia e excelente histórico de segurança é a massagem.

A Massagem Ajuda a Aliviar a Dor

Uma análise sistemática e meta-análise, publicada na revista Pain Medicine, incluiu 60 estudos de alta qualidade e sete de baixa qualidade que investigaram o uso da massagem para vários tipos de dor, incluindo dores musculares e ósseas, dores de cabeça, dor interna profunda, dor provocada pela fibromialgia e dor na medula espinhal.

A análise revelou que a massagem terapêutica alivia a dor melhor do que não receber tratamento algum. Quando comparado com outros tratamentos para dor como acupuntura e fisioterapia, a massagem terapêutica ainda demonstra ser benéfica e tem poucos efeitos colaterais.

Além de aliviar a dor, a massagem terapêutica também melhorou a ansiedade e a qualidade de vida relacionada à saúde. Não se sabe como a massagem, que envolve a manipulação de tecidos moles, alivia a dor, mas é provável que vários mecanismos estejam atuando. Estes incluem fatores que são:

  • Biomecânicos
  • Fisiológicos
  • Neurológicos
  • Psicológicos

A massagem está longe de ser uma nova forma de alívio da dor e foi descrita por Hipócrates como uma terapia eficaz para lesões de esportes ou de guerra. Como observado na revista Pain Medicine, em uma petição para incluir a massagem terapêutica para tratar da dor, esta prática milenar é desesperadamente necessária em nossa mentalidade atual de “pílula para todos os males”:

“ … A "pílula para todos os males" de muitos americanos, incluindo investidores em ações de empresas farmacêuticas, gerou problemas sociais e de saúde significativos para esse país.

Esta questão é exemplificada pela principal crise de saúde pública referente à dor crônica na América e tem sido destacada recentemente por seu sintoma mais proeminente – o uso indevido e a dependência de opioides.”

A Massagem Pode Funcionar Reduzindo a Inflamação Local e Fornecendo Alívio ao Estresse

Os benefícios da massagem terapêutica para alívio da dor são suficientemente estabelecidos para que a massagem seja comumente usada durante a fisioterapia e a reabilitação de lesões. Em um estudo realizado, pesquisadores fizeram biópsias musculares em participantes do estudo que receberam massagem terapêutica ou nenhum tratamento para dano muscular induzido pelo exercício.

Descobriu-se que a massagem terapêutica reduziu a inflamação e promoveu a biogênese mitocondrial no músculo esquelético.

Além disso, uma análise publicada na revista Complementary Therapies in Clinical Practice revelou que a massagem de pressão moderada reduziu os níveis de depressão, ansiedade, frequência cardíaca e cortisol e alterou os padrões de EEG para indicar uma resposta de relaxamento. De acordo com o estudo:

“A massagem com pressão moderada também levou ao aumento da atividade vagal e diminuição dos níveis de cortisol.

Frequência e Dosagem Têm Importância para Certos Tipos de Dor

Algumas pessoas experimentam um alívio imenso através da massagem, enquanto outras não. Essa diferença pode existir por conta da dose. Pesquisadores do Group Health Research Institute em Seattle analisaram qual seria a dose otimizada de uma massagem para pessoas com dor cervical crônica.

Os participantes do estudo receberam massagens de 30 minutos duas ou três vezes por semana, ou massagens de 60 minutos uma, duas ou três vezes por semana (comparando com um grupo que não recebeu massagens).

Em comparação com o grupo sem massagem, aqueles que receberam massagens três vezes por semana tiveram quase cinco vezes mais probabilidade de relatar uma melhora significativa na função e mais de duas vezes mais probabilidade de relatar uma diminuição significativa na dor.

Os melhores resultados de alívio da dor foram obtidos por aqueles que receberam massagens por 60 minutos duas ou três vezes por semana. Parece que as massagens mais longas funcionaram melhor para dores no pescoço, assim como receber vários tratamentos por semana, especialmente durante as primeiras quatro semanas.

Se você tentar fazer uma massagem terapêutica e descobrir que não está conseguindo alívio, poderá se beneficiar da alteração da dose e da frequência. Existem outras variáveis ​​que também afetam a eficácia da massagem, como a técnica usada e o nível de habilidade do massoterapeuta.

Ao escolher um massoterapeuta, peça ao seu médico holístico para recomendar um massagista certificado com experiência no tipo de alívio da dor que você está buscando.

Atualmente Mais de 80 por Cento dos Hospitais Oferecem Massagens Terapêuticas

Uma pesquisa da American Hospital Association (AHA) (Associação Hospitalar Americana) descobriu que 82% dos hospitais que oferecem terapias complementares e alternativas incluem a massagem terapêutica como opção. Entre eles, mais de 70 por cento oferecem massagem terapêutica para o tratamento e alívio da dor.

A prática tem uma reputação positiva entre as pessoas que tentaram. Segundo a American Massage Therapy Association (AMTA) (Associação Americana para Massagens Terapêuticas): 

“Em uma recente pesquisa realizada com consumidores encomendada pela AMTA, 91% dos entrevistados concordaram que a massagem pode ser eficaz na redução da dor, e quase metade dos entrevistados (47%) fizeram uma massagem especificamente para aliviar a dor.”

A AMTA observa que a massagem tem um impacto benéfico na dor apenas pela virtude do toque humano, e pode ser especialmente eficaz para aliviar a dor lombar, a dor provocada pela enxaqueca e a dor da síndrome do túnel do carpo. A AMTA aponta vários benefícios comprovados promovidos pela massagem para alívio da dor:

  • A massagem terapêutica pode aliviar a percepção de dor e ansiedade em pacientes com câncer
  • A massagem terapêutica pode reduzir dores de cabeça pós-traumáticas melhor do que compressas frias
  • Uma massagem recebida em um hospital após cirurgia de revascularização miocárdica reduz dor e espasmos musculares
  • A massagem estimula seu cérebro a produzir endorfinas. De acordo com a AMTA, “os benefícios da massagem terapêutica aplicáveis a quem sofre de qualquer tipo de dor incluem a estimulação da produção de endorfina no cérebro e o encorajamento da confiança do paciente que sua doença vai melhorar.”

Uma massagem mais forte estimula a circulação sanguínea para melhorar o suprimento de oxigênio e nutrientes aos tecidos do corpo e ajuda seu sistema linfático a eliminar os resíduos. Também alivia músculos tensos e com nó e articulações rígidas, melhorando a mobilidade e a flexibilidade. Considera-se que a massagem aumenta a atividade do nervo vago, 1 de 10 nervos cranianos, que afeta a secreção de hormônios de absorção de alimentos, frequência cardíaca e respiração.

19 Soluções Sem o Uso de Medicação para Aliviar a Dor

Se você está com uma dor suportável, por favor, tente fazer alguns destes antes de recorrer a analgésicos de qualquer tipo.

1. Elimine ou reduza radicalmente a maioria dos grãos e açúcares de sua alimentação: evitar grãos e açúcares diminuirá os níveis de insulina e leptina e diminuirá a resistência à insulina e à leptina, que é uma das razões mais importantes pelas quais as prostaglandinas inflamatórias são produzidas. É por isso que parar de consumir açúcar e doces é tão importante para controlar sua dor e outros tipos de doenças crônicas.

2. Consuma gordura ômega-3 de alta qualidade de origem animal: Meu favorito é o óleo de krill. As gorduras ômega-3 são precursoras de mediadores da inflamação chamados prostaglandinas. (Na verdade, é assim que os analgésicos anti-inflamatórios funcionam, manipulando as prostaglandinas.)

3. Otimize sua produção de vitamina D obtendo uma exposição solar regular e apropriada, que funcionará através de uma variedade de mecanismos diferentes para reduzir sua dor.

4. Técnicas de Libertação Emocional (Emotional Freedom Techniques-EFT) são uma abordagem sem o uso de medicamentos para tratar dores de todos os tipos. As EFT pegam emprestado os princípios da acupuntura no sentido de que elas ajudam a equilibrar seu sutil sistema de energia. Elas ajudam a resolver emoções subjacentes, muitas vezes subconscientes e negativas, que podem estar exacerbando sua dor física.

Estimulando (tocando) pontos de acupuntura bem estabelecidos com as pontas dos dedos, você reequilibra seu sistema de energia, o que tende a dissipar a dor.

5. Terapia a Laser K-Laser Classe 4: Se sofrer de uma lesão, artrite ou outra dor causada por inflamação, eu o (a) encorajo a experimentar a terapia com K-Laser. Pode ser uma excelente escolha para muitas doenças dolorosas, incluindo lesões agudas.

Ao abordar a causa subjacente da dor, você não precisará mais ter de confiar em analgésicos. O K-Laser é um tratamento de terapia a laser infravermelho de classe 4 que ajuda a reduzir a dor, reduzir a inflamação e melhorar a cicatrização do tecido - tanto nos tecidos duros como nos tecidos moles, incluindo músculos, ligamentos e até ossos.

Os comprimentos de onda infravermelhos usados no K-Laser permitem atingir áreas específicas do seu corpo e podem penetrar profundamente no corpo para alcançar áreas como a coluna e o quadril.

6. Quiropraxia: Muitos estudos confirmaram que o tratamento quiroprático é muito mais seguro e menos dispendioso do que tratamentos médicos alopáticos, especialmente quando usados para o tratamento de dores, como dor lombar.

Os médicos quiropraxistas, osteopatas e naturopatas qualificados são confiáveis, pois receberam treinamento extensivo no manejo de distúrbios osteomusculares durante o curso de formação de graduação em saúde, que dura de quatro a seis anos. Esses especialistas em saúde têm treinamento abrangente no manejo musculoesquelético.

7. A acupuntura também pode tratar efetivamente muitos tipos de dor. A pesquisa descobriu um efeito "claro e robusto" promovido pela acupuntura no tratamento de dores nas costas, pescoço e ombros, osteoartrite e dores de cabeça.

8. A fisioterapia tem se mostrado tão boa quanto a cirurgia para o tratamento de condições dolorosas, como cartilagem rompida e artrite.

9. A astaxantina é um dos antioxidantes lipossolúveis mais eficazes conhecidos. Tem propriedades anti-inflamatórias muito potentes e, em muitos casos, funciona de forma muito mais eficaz do que os medicamentos anti-inflamatórios. Doses mais altas são normalmente necessárias e você pode precisar de 8 miligramas (mg) ou mais por dia para alcançar esse benefício.

10. Gengibre: Essa erva possui uma potente atividade anti-inflamatória e oferece alívio da dor e propriedades de fixação do estômago. O gengibre fresco funciona bem se colocado em água fervente como um chá ou ralado em um suco de legumes.

11. Curcumina: Em um estudo com pacientes com osteoartrite, aqueles que adicionaram 200 mg de curcumina por dia ao seu plano de tratamento reduziram a dor e aumentaram a mobilidade. Um estudo anterior também descobriu que um extrato de cúrcuma composto de curcuminoides bloqueava as vias inflamatórias, efetivamente impedindo a produção excessiva de uma proteína que desencadeia o inchaço e a dor.

12. Boswellia: Também conhecida como boswellin ou "incenso indiano", esta erva contém ingredientes anti-inflamatórios ativos específicos. Ele é um dos meus favoritos pois já o observei funcionar bem em muitos pacientes com artrite reumatoide.

13. Bromelaína: Esta enzima, encontrada no abacaxi, é um anti-inflamatório natural. Pode ser consumido em forma de suplemento, mas consumir um abacaxi fresco, incluindo um pouco do caule rico em bromelina, também pode ser útil.

14. Cetil Miristoleato (CMO): Este óleo, encontrado em peixes e manteiga láctea, atua como um "lubrificante das articulações " e um anti-inflamatório. Eu usei isso para aliviar cistos ganglionares e uma síndrome do túnel do carpo levemente irritante que aparece quando eu digito demais em teclados não ergonômicos. Eu usei uma preparação tópica dele.

15. Prímula, groselha preta e óleos de borragem: Estes contêm ácido gama-linolênico (GLA), ácido graxo essencial, útil para o tratamento da dor artrítica.

16. Creme de Pimenta-caiena: Também chamado de creme de capsaicina, essa especiaria é proveniente de pimentas secas. Alivia a dor, esgotando o suprimento do corpo de substância P, componente químico das células nervosas que transmite sinais de dor ao cérebro.

17. A Cannabis medicinal tem uma longa história de uso como analgésico natural. Suas qualidades medicinais são devidas a quantidades elevadas (até 20%) de canabidiol (CBD), terpenos medicinais e flavonoides.

Existem variedades de cannabis que são muito baixas em tetrahidrocanabinol (THC) - o componente psicoativo da maconha que faz você se sentir "chapado" - e rico em CBD medicinal. O Journal of Pain (JOP), publicação da American Pain Society (APS), tem uma longa lista de estudos sobre os efeitos da cannabis para o alívio da dor.

18. Métodos como ioga, Foundation Training, acupuntura, exercícios, meditação, compressas quentes e frias e técnicas mente-corpo também podem resultar em alívio surpreendente da dor sem o uso de medicamento.

19. Aterramento, ou andar descalço sobre a terra, também pode fornecer uma certa medida de alívio da dor, combatendo a inflamação.