Como Você Pode Beneficiar-se da Vitamina B12?

fontes de vitamina B 12

Resumo da matéria -

  • A vitamina B12 é uma vitamina B encontrada na maioria dos produtos de origem animal
  • A vitamina B12 ajuda na produção de hemoglobina, melhora na força do nervo e na regulação dos níveis de homocisteína
  • Leia mais para saber como você pode melhorar seus níveis de vitamina B12 através de sua dieta ou de suplementação
Tamanho da fonte:

Cerca de 92 por cento da população tem algum tipo de deficiência em vitamina e, sem saber, sofrem as consequências disso. Uma delas é a deficiência em vitamina B12, que afeta mais de 20% das pessoas com mais de 50 anos. Nos países em desenvolvimento, um número maior de pacientes com essa deficiência foi registrado, na Índia, no México e em algumas partes da África.

Embora essa deficiência afete um número significativo de pessoas, é um dos problemas de saúde mais negligenciados. Isto deve-se principalmente ao número de casos diagnosticados ou não detectados por causa de exames imprecisos, início tardio dos sintomas ou falta geral de conhecimento sobre o assunto.

Mas por que a vitamina B12 é necessária? Além de ser essencial para a cognição e manutenção da saúde cerebral, ela também pode ajudar você a maximizar sua saúde. Continue lendo para saber mais sobre essa vitamina e por que é absolutamente essencial que você consiga obter a quantidade recomendada da mesma.

O que é Vitamina B12?

A vitamina B12, ou cobalamina, é uma vitamina B necessária para a saúde cardiovascular e cognitiva. Ela ajuda na produção de hemoglobina, melhora da força do nervo e da regulação dos níveis de homocisteína. A homocisteína é um aminoácido produzido pelo organismo, que em grandes quantidades pode aumentar o risco de uma pessoa sofrer ataques cardíacos e acidentes vasculares cerebrais. A vitamina B12 atua garantindo que a homocisteína no seu sangue seja consumida com sucesso pelo organismo.

Infelizmente, o organismo humano não pode produzir esta vitamina e depende principalmente de sua alimentação para obter um amplo suprimento dela. A vitamina B12 é produzida naturalmente por micro-organismos anaeróbicos comumente encontrados no trato gastrointestinal de animais.

Isso significa que a maioria das fontes de B12 é proveniente de produtos produzidos com carne ou aves, e é por isso que muitos vegetarianos e veganos geralmente são deficientes neste nutriente.

Fontes de Vitamina B12: De Onde Você Pode Obtê-la?

Produtos de origem animal - leite, aves ou carne - são excelentes fontes de vitamina B12. Se você suspeitar que seu sistema não está recebendo o suficiente dessa vitamina, aqui estão alguns produtos alimentícios que você deve considerar adicionar à sua dieta (apenas certifique-se de obtê-los de fontes de alta qualidade para ficar seguro (a) dos produtos químicos e outros materiais nocivos que são usados em fazendas convencionais:

Sardinhas

Carne proveniente de animais alimentados com capim

Ovos orgânicos provenientes de animais alimentados no pasto

Mexilhões

Leite cru de animais alimentados com grama

Frango caipira orgânico

Salmão selvagem do Alasca

Arenque

Como a maior parte dessa fonte de vitamina é proveniente da carne, pessoas que não consomem carne podem ter uma maior suscetibilidade à deficiência de vitamina B12. Algumas das opções para veganos e vegetarianos incluem cápsulas B12, sprays e doses de B12.

No entanto, você deve prestar atenção ao tipo de B12 usada nesses produtos para certificar-se de que esteja recebendo a forma da qual seu organismo precisa. Dois tipos de vitamina B12 disponíveis no mercado são:

  • Cianocobalamina — Este é o tipo mais popular de vitamina B12 disponível porque é mais barato e mais fácil de produzir. A cianocobalamina é normalmente sintetizada em laboratórios e não ocorre naturalmente no organismo humano. Uma vez introduzida em seu sistema, o organismo a converte em metilcobalamina.
  • Metilcobalamina — Diz-se que este tipo é a forma ativa da vitamina B12 e é capaz de permanecer no organismo por mais tempo. Eu recomendo que você procure por suplementos B12 que incluam este tipo para certificar-se de que seu organismo absorva a vitamina com antecedência. É a forma natural dessa vitamina, então o organismo não é obrigado a convertê-la em outra forma. É mais facilmente utilizada e é mais eficaz que a cianocobalamina.

O que é Deficiência em B12 e é uma Situação Grave?

A deficiência em vitamina B12 é prevalente na população vegetariana e nos idosos. Está associada ao aparecimento de anemia megaloblástica, confusão cerebral e doença cardíaca. Embora houve propostas de várias fontes alternativas veganas para a vitamina B12, como o tempeh, a spirulina e os legumes de folhas verdes, a quantidade encontrada nesses alimentos é insignificante e não fornece ao organismo os níveis necessários da mesma.

Geralmente, no caso de grupos de idade mais avançada, a deficiência é causada pela diminuição da capacidade do sistema digestivo em absorver nutrientes. Isso significa que, embora você otimize sua dieta para obter grandes quantidades de vitamina B12, a maior parte dela só passará pelo sistema digestivo sem ser absorvida. Quando você possui níveis insuficientes, a primeira coisa que será perceptível serão as mudanças na função cerebral. Outros sintomas da deficiência em vitamina B12 são os seguintes:

  • Anemia megaloblástica — Este é um tipo de anemia causada pela incapacidade das células do organismo em sintetizar o DNA durante a produção de glóbulos vermelhos. É muitas vezes caracterizada por glóbulos vermelhos de tamanho anormal e menor contagem de células. Alguns dos sintomas reveladores da anemia megaloblástica incluem falta de ar, fraqueza muscular, náusea e palidez.
  • Icterícia — É frequentemente caracterizada pelo amarelamento anormal dos olhos e da pele causado pela alta quantidade de pigmento de bilirrubina sendo liberada pela destruição dos frágeis glóbulos vermelhos causados pelos baixos níveis de vitamina B12.
  • Perda de memória ou dificuldade cognitiva — Estudos mostram que a presença de níveis baixos a normais de B12 no organismo pode levar a danos na substância branca do cérebro, o que causa um grande prejuízo na função cognitiva.
  • Fadiga — Pacientes com deficiência em B12 sentem fadiga e cansaço esmagadores. Alguns pacientes até notam que não são capazes de realizar tarefas domésticas que realizavam diariamente. Isso pode ser acompanhado por dormência ou formigamento das extremidades.

A otimização dos níveis de vitamina B12 deve ser uma das principais prioridades de mulheres grávidas. Isso serve para garantir que você e seu filho permaneçam saudáveis, uma vez que pesquisadores observaram que a vitamina B12 é tão importante quanto o ácido fólico e o ferro durante a gravidez para prevenir defeitos do tubo neural.

Para mulheres que sofreram abortos espontâneos ou que tiveram dificuldades em conceber, baixos níveis de vitamina B12 também podem ser um fator contribuinte.

Você Está em Risco de Estar Deficiente em B12?

O diagnóstico de deficiência em vitamina B12 geralmente consiste em múltiplos exames de sangue para determinar se você está na faixa ideal. No entanto, o problema com o atual exame de sangue usado para diagnosticar deficiência em B12 é que ele mede a forma inativa e ativa da vitamina B12. Isso significa que, embora alguns pacientes tenham uma quantidade maior de B12 inativos, eles ainda não serão diagnosticados como em estado de deficiência.

Outros exames incluem hemograma completo e nível sérico de B12. Testar os níveis de homocisteína no sangue é outra maneira de os médicos diagnosticarem essa deficiência. Pessoas que têm predisposição para deficiência em vitamina B12 podem ser obrigadas a passar por exames adicionais. Alguns dos fatores de risco para a deficiência de B12 aos quais você deve estar atento (a) são:

  • Doença de Crohn — Esta doença crônica é caracterizada pela inflamação do sistema digestivo ou do trato gastrointestinal. Nos casos em que a inflamação é encontrada no íleo terminal, o risco de ser deficiente em B12 triplica porque este é o local para sua absorção. Um dos tratamentos para essa doença é a ressecção ileocecal, que infelizmente aumenta ainda mais o risco de deficiência de vitamina B12 do paciente.
  • Infestação de tênia — As tênias de peixes são os maiores parasitas no corpo humano. Em geral, essa infestação é causada pela ingestão de peixes infectados crus ou mal cozidos. Uma vez que os vermes desenvolvem-se dentro do intestino, eles começam a absorver os nutrientes ingeridos pelo paciente, sendo um dos quais a vitamina B12.
  • Abuso de álcool — O alcoolismo dificulta a absorção da vitamina B12 pelo organismo, danificando o revestimento gastrointestinal, responsável pela absorção e distribuição desta vitamina.
  • Metformina, bloqueadores de histamina e uso de inibidores da bomba de prótons — A metformina é geralmente receitada para pacientes com diabetes para ajudar na redução dos níveis de glicose no sangue. Infelizmente, estudos demonstraram que isso pode desencadear deficiência em vitamina B12.

Observe que a deficiência em ácido fólico e a deficiência em vitamina B12 quase possuem sintomas idênticos. Se uma deficiência em B12 é erroneamente diagnosticada como deficiência em ácido fólico, o sintoma de anemia pode ser tratado, mas o eventual declínio mental causado apenas por baixos níveis de B12, ainda estará em progressão.

Se você for afetado (a) por qualquer uma das doenças mencionadas acima, é de suma importância que você incorpore alimentos ricos em vitamina B12 em sua dieta ou considere consumir suplementos de vitamina B12. Isso não apenas ajudará a evitar a deficiência, mas também poderá mantê-lo (a) longe das sérias repercussões causadas por essa deficiência.

Para que Serve a Vitamina B12?

Além da função da vitamina B12 no metabolismo celular, ela também é responsável pela regulação de vários processos corporais. Alguns dos benefícios para a saúde que você obterá se mantiver os níveis ideais dessa vitamina incluem os seguintes:

  • Melhora dos sintomas de depressão — A vitamina B12 é uma das vitaminas essenciais na produção de serotonina, produto químico cerebral responsável pela regulação do humor. Embora a suplementação de B12 possa ajudar a diminuir os efeitos da depressão, ainda é recomendável que você consulte um profissional de saúde para ajudá-lo (a) a lidar com seus sintomas.
  • Redução do risco de desenvolvimento de defeitos congênitos — Estudos demonstraram que manter níveis otimizados de vitamina B12 é algo tão importante quanto o ácido fólico durante a gravidez. Isso ajudará no desenvolvimento do tubo neural, do cérebro e da coluna do seu bebê e promoverá a função cerebral e a formação de células sanguíneas.
  • Promoção da saúde e da função cerebrais — Estudos demonstraram que pacientes com níveis mais baixos de vitamina B12 possuem um risco elevado de perda de volume cerebral. Além disso, observou-se que a suplementação de vitamina B12 é neuroprotetora para pessoas que possuem baixos níveis de vitamina.

Quais são as Outras Aplicações da Vitamina B12?

A vitamina B12 pode ser usada para melhorar a qualidade do sono e os níveis de energia durante o dia. A vitamina B12 auxilia na produção de melatonina, hormônio responsável pela regulação do sono. Houve também alegações de que ela pode aumentar os níveis de energia, auxiliando no metabolismo da glicose, embora nenhum estudo tenha comprovado isso ainda.

No entanto, isso só pode ser aplicável para pessoas com deficiências. Alguns médicos até observam que o aumento de energia aparente que a vitamina B12 fornece provém apenas de um efeito placebo.

Estudos Realizados Sobre a Vitamina B12

Devido à função que a vitamina B12 desempenha nos processos corporais importantes, muitos estudos focaram na sua interação com outros produtos químicos do organismo. Estudos giram principalmente em torno de sua função na prevenção de Alzheimer, doenças cardíacas e outras doenças.

Em um estudo realizado em 2012, vegetarianos e veganos - indivíduos que são mais susceptíveis à deficiência nessa vitamina - receberam um placebo ou um suplemento de vitamina B12. Observou-se que aqueles que receberam suplementos de B12 tiveram uma melhora no fluxo sanguíneo e uma diminuição significativa nos níveis de homocisteína.

Embora este estudo implique que a B12 ofereça benefício direto para o fluxo sanguíneo, ainda não foi comprovado se ela ajuda na prevenção de ataques cardíacos, embora existam estudos que mostrem que ela ajuda na prevenção de acidentes vasculares cerebrais.

Para a prevenção da demência, um estudo realizado pela Universidade de Oxford mostrou que pessoas idosas com alto risco de demência mostraram maior resiliência contra atrofia cerebral após tratamentos com vitamina B, sendo a B12 apontada como a principal contribuinte. Além disso, estudos demonstraram a conexão da B12 à depressão, com pacientes deficientes estando em maior risco de desenvolver sintomas de depressão, mesmo com níveis normais de folato e homocisteína.

Embora isso não signifique que todas as pessoas com depressão estejam deficientes em B12, estudos provaram que isso poderia ser fator de contribuição para a prevalência da depressão na população. Pacientes com deficiência de vitamina B12 também sofrem outras anormalidades psiquiátricas, como delírios, distúrbios do sono e paranoia.

Qual é a Dose de B12 Recomendada para Adultos e Crianças?

Embora a necessidade dessa vitamina aumente com a idade, o consumo de quantidades elevadas de vitamina B12 não significa necessariamente que você terá níveis acima da média de vitamina B12. Pelo contrário, médicos notaram que, se você tomar mais do que a dose sugerida, a maior parte da vitamina não será absorvida e acabará sendo desperdiçada.

Adultos requerem apenas alguns microgramas de vitamina B12 diariamente para terem níveis suficientes. A dose recomendada é de 2,4 microgramas por dia, sendo que mulheres grávidas e mulheres amamentando necessitam de uma dose ligeiramente superior a 2,4 e 2,6 microgramas, respectivamente. Para bebês e crianças, bem como pacientes com deficiência em B12, é melhor consultar um profissional de saúde sobre a dosagem correta.

Lembre-se de que, mesmo que você leve um estilo de vida geralmente saudável com uma quantidade suficiente de exercícios, você ainda corre o risco de ter deficiências, incluindo em vitamina B12. Se você não tem certeza de que seu organismo está recebendo quantidade suficiente dessa vitamina, considere verificar seus níveis.

Efeitos Colaterais e Contraindicações para a Suplementação de B12

Em casos raros, pacientes podem observar certos efeitos colaterais ao consumir suplementos de B12. Isso é causado principalmente por possíveis interações com medicamentosas ou a reações alérgicas a outros componentes do suplemento. Alguns destes efeitos colaterais incluem:

  • Nervosismo e ansiedade
  • Dor de cabeça ou enxaqueca
  • Inchaço
  • Insuficiência cardíaca congestiva
  • Acúmulo de líquido nos pulmões

Alguns pacientes podem sofrer de anafilaxia ou uma reação alérgica grave aos suplementos de vitamina B12, embora isso também seja raro. Isso pode causar choque, inchaço ou coceira. Há também um caso documentado no qual um paciente sofreu anafilaxia após injeção intramuscular, mas não teve a mesma reação com suplementação oral.

Autorreceitar suplementação de vitamina B12 é algo que você deve evitar, especialmente se você estiver consumindo medicamentos específicos ou se estiver grávida. Observou-se que alguns medicamentos podem causar redução na absorção e aumento na eliminação desta vitamina. Alguns desses medicamentos são:

  • Cloranfenicol
  • Metformina
  • Inibidores da bomba de prótons
  • Aminoglicosídeos

Observe que a opinião de um profissional de saúde deve sempre ser consultada antes de consumir qualquer suplemento para certificar-se de que seja recomendado para seu caso.

Mantenha Níveis Saudáveis de Vitamina B12 para Garantir Melhor Saúde Cognitiva

A vitamina B12 pode não ser tão “famosa” quanto outras vitaminas na dieta humana, mas é muito importante para manter a saúde cognitiva e ajudar a prevenir inúmeras doenças. Se você estiver deficiente em B12, fornecer quantidade suficiente de B12 a seu organismo através da alimentação ou de um suplemento de alta qualidade pode não apenas aliviar seus sintomas, mas também levá-lo (a) a um estilo de vida mais saudável.

+ Recursos e Referências