O Papel do Selênio na Saúde Celular e na Prevenção do Câncer

selênio

Resumo da matéria -

  • No nível celular, o selênio é um componente ativo da glutationa peroxidase, que possui potentes propriedades antioxidantes e serve como uma primeira linha de defesa contra o acúmulo de radicais livres nocivos nas suas células
  • Ao reduzir os radicais livres, o selênio também ajuda a reduzir o risco de câncer. Estudos demonstraram que níveis mais elevados de selênio podem reduzir o risco de câncer de próstata em até 63%, e de câncer de pulmão e cólon em cerca de 50%
Tamanho da fonte:

Por Dr. Mercola

Os micronutrientes são incrivelmente importantes e vitais para a sua saúde, mas você está recebendo o suficiente, e talvez ainda mais importante, a forma correta deles? O Dr. Mark Whitacre é um dos principais especialistas em um dos micronutrientes mais importantes, o selênio.

O selênio é um oligoelemento que um químico sueco, o barão Jöns Jacob Berzelius, descobriu há quase 200 anos. Hoje, os cientistas modernos reconhecem-no como um mineral essencial para a saúde humana, possuindo potente atividade anti-inflamatória, antiviral e anticancerígena.

Existem menos de 100 pessoas com doutorados bioquímicos em selênio no mundo. Whitacre recebeu seu mestrado em nutrição pela Universidade Estadual de Ohio, em Columbus, Ohio, no final dos anos 1970 — época em que o selênio estava rapidamente tornando-se um tema muito discutido.

Selênio na Saúde e Prevenção de Doenças

O selênio faz dois papéis muito importantes e inter-relacionados:

  1. No nível celular, o selênio é um componente ativo da glutationa peroxidase, uma enzima que converte o peróxido de hidrogênio em água. A glutationa peroxidase possui propriedades antioxidantes potentes e serve como uma primeira linha de defesa contra o acúmulo de radicais livres nocivos em suas células.
  2. O selênio também desempenha um papel importante na prevenção do câncer. Uma das razões pelas quais as pessoas contraem câncer é a produção excessiva de radicais livres. Ao reduzir os radicais livres, o selênio ajuda a reduzir o risco de câncer.

Ferro em Excesso + Deficiência de Selênio = Más Notícias

Possuir ferro em excesso pode atrapalhar o bom funcionamento do seu maquinário interno. Ao causar uma reação de Fenton nas mitocôndrias internas, o ferro reage com o peróxido de hidrogênio, formando radicais livres de hidroxila — o tipo mais perigoso de radicais livres conhecidos.

Esses radicais livres em excesso podem danificar o DNA mitocondrial, as proteínas e as membranas celulares e levar à disfunção e, por fim, à morte prematura das mitocôndrias.

É por isso que recomendo que você examine uma vez por ano o seu nível de ferro e que você mantenha em um nível entre 20 e 80 nanogramas por mililitro (ng/mL) e, idealmente, entre 40 e 60 ng/mL.

Embora a anemia (baixo teor de ferro) possa ser um problema sério, ela é facilmente tratada com suplementação de ferro. A grande maioria das pessoas realmente possui ferro em excesso. As únicas pessoas que tipicamente não possuem ferro em excesso são mulheres na pré-menopausa e crianças.

Como resultado desse excesso de ferro, os radicais livres de hidroxila são catalisados e a situação piora ainda mais se você for deficiente em selênio. Um grande exemplo do perigo de possuir níveis elevados de ferro é a talassemia, uma doença genética que causa níveis intrinsecamente elevados de ferro.

Eu herdei isso do meu pai, que também possui essa doença. Ele desenvolveu hemocromatose, (sobrecarga de ferro), que levou ao diabetes de bronze — um subgrupo específico da diabetes tipo 1 que resulta de quando o nível elevado de ferro oxida as células das ilhotas pancreáticas.

Examine seus Níveis de Ferro Anualmente

Como observado por Whitacre:

“O excesso de ferro cria alguns desafios. Na verdade, a tese do meu doutorado, olhando para o papel bioquímico de selênio na célula pancreática… [demonstrou que] pintinhos com deficiência de selênio sofrem de fibrose pancreática…

Basicamente, uma vez que [os filhotes de galinha] tinham de 21 a 28 dias, quando eram deficientes em selênio alimentando-se de uma dieta purificada, eles não sobreviviam… A maioria dos danos que vimos no início — os primeiros danos que pudemos detectar - foram na membrana mitocondrial [dano].

Nós podíamos ver a degeneração dessa membrana mitocondrial… basicamente, o peróxido oxidando e atacando esses lipídios… [A membrana mitocondrial] é realmente uma das áreas que são impactadas primeiro… por causa da geração de radicais livres dentro das mitocôndrias.”

É importante perceber que, embora a deficiência de selênio possa piorar a situação, o selênio não otimizará a produção de glutationa peroxidase a ponto de realmente protegê-lo do excesso de ferro. Então, você realmente precisa examinar seus níveis de ferro e doar sangue (flebotomia), se seus níveis forem elevados.

A Conexão Câncer-Selênio

vírus e bactérias

Desde a década de 1980, a maioria das pesquisas sobre selênio tem sido na área de prevenção do câncer. O primeiro estudo foi conduzido por Combs, orientador da tese de Whitacre na Universidade Cornell.

O falecido Dr. Larry C. Clark, ex-diretor do programa de epidemiologia do Centro de Câncer do Arizona da Universidade do Arizona, foi outro pesquisador da Universidade Cornell.

“Em 1983, que foi meu último ano na Cornell, [Combs e Clark] iniciaram um estudo de 10 anos analisando 200 microgramas (mcg) por dia de suplementação de selênio usando uma levedura com alto teor de selênio comparado a nenhuma suplementação…

Eles descobriram que… houve uma redução de 50 a 63% nas taxas de câncer no cólon, pulmão e próstata, com o maior número de 63% taxa de redução do câncer de próstata…

Esse foi provavelmente o primeiro estudo que realmente analisou o impacto da suplementação de selênio na redução do câncer. Desde então, há dezenas de estudos verificando esse estudo”, diz Whitacre.

“Esse estudo realmente enfatizou… o pensamento de que a glutationa peroxidase reduzir a produção de radicais livres era o seu papel biológico. Há um estudo mais recente que sugere que pode haver outra função… além do papel antioxidante da glutationa peroxidase…

A maior parte dos estudos desde então realmente tem observado mais a forma do selênio. Esse estudo utilizou o SelenoExcell, uma levedura com alto teor de selênio, e houve vários estudos que analisaram o selenito de sódio e selenometionina, e não viram o mesmo efeito… Sua forma faz diferença.

A levedura de SelenExcell com alto teor de selênio tem sido a forma mais eficaz. De fato, a selenometionina não teve efeito em um estudo de pesquisa de câncer de longo prazo publicado em 2011 chamado de estudo SELECT…”

A Forma de Selênio que Você Usa é Muito Importante

Curiosamente, não parece haver uma diferença significativa entre as formas de selênio em relação à quantidade de glutationa sendo produzida. No entanto, isso faz uma grande diferença quando você está observando a incidência do câncer.

A selenometionina é um aminoácido único no qual o selênio substituiu o enxofre na metionina. A levedura SelenoExcell rica em selênio é a forma de proteína completa e uma forma alimentar mais natural.

A levedura de selênio não fornece apenas selenometionina, mas também metilselenocisteína e selenocisteína. A pesquisa sugere que a metilselenocisteína pode ser a forma mais ativa na redução do câncer, e essa é a forma encontrada na levedura com alto teor de selênio. Não é encontrado no selenato, selenito ou selenometionina.

“Quando você olha para a abundancia de selênio da levedura, ela combina com o selênio que você encontra no atum, por exemplo, ou que você vê nas formas de plantas naturais. Ela combina mais com a forma natural de alimento, que está na forma completa da proteína. Nós não sabemos se a proteção da proteína a torna mais eficaz, ou se é a forma em si que está na levedura de selênio além da selenometionina.

O selênio na levedura de selênio demonstrou possuir cerca de 70% selenometionina. Mas essas outras formas que estão na forma de levedura — e também na castanha-do-pará — possui metilselenocisteína e também selenocisteína que você não encontra nessas outras formas de selênio.

Considera-se que nesta etapa, a mistura destas formas… como a selenometionina em conjunto com metilselenocisteína e selenocisteína, poderia ser a razão pela qual é mais eficaz do que a selenometionina por si só… 200 mcg.”

Pessoas com Níveis mais Elevados de Selênio Possuem Taxas Mais Baixas de Câncer

Quando se trata de alimentos, a castanha-do-pará é uma excelente fonte de selênio, e tudo o que você precisa é de duas a três por dia para atender às suas necessidades diárias. Infelizmente, não foram feitos estudos de comparação para avaliar a diferença entre castanha-do-pará e selênio de levedura ou extraído de levedura. Dito isto:

“Há estudos demonstrando que quanto menor o nível de selênio no sangue — olhando para indivíduos que consomem alimentos que são mais elevados em selênio em comparação com indivíduos que consomem alimentos que são mais pobres em selênio e, portanto, possuem níveis muito baixos de selênio no sangue — maiores as taxas de câncer. Esses estudos existem”, diz Whitacre.

Se você usar um suplemento, normalmente encontrará o selênio combinado com outros antioxidantes, como a vitamina E. De acordo com Whitacre, isso provavelmente ocorre porque eles servem funções antioxidantes semelhantes, não porque haja qualquer tipo de interação benéfica entre eles, como aumentar a absorção. Por exemplo, o estudo SELECT analisou a vitamina E e o selênio na incidência de câncer.

Esse estudo específico analisou a forma alfa da vitamina E (alfa-tocoferol) e selenometionina como fonte de selênio. Nenhuma dessas formas teve efeito nas taxas de câncer. Isso não significa que a vitamina E e o selênio sejam inúteis. Isso simplesmente confirma que o diabo está nos detalhes, por assim dizer. Quando se trata de selênio, você realmente deve esforçar-se para obtê-lo de alimentos integrais, a fim de colher o máximo de benefícios.

As Melhores Fontes Alimentares de Selênio

Castanha-do-pará (cuja média é de 70 a 90 microgramas por castanha)

Sardinhas

Salmão selvagem do Alasca

Ovos orgânicos de animais alimentados com pasto

Sementes de girassol

Frango e peru orgânicos alimentados com pasto

Fígado (ovino ou bovino)

Sementes de Chia

Cogumelos

Recomendações de Dosagem e Suplemento

O selênio é necessário em quantidades muito pequenas, de microgramas, o que é uma fração do miligrama. Maior quantidade não é melhor aqui, pois a toxicidade pode tornar-se um problema. Para a prevenção do câncer, o nível recomendado é de 200 mcg por dia. Muitos estudos usaram até 400 mcg por dia sem efeitos negativos.

No entanto, uma vez que a maioria das pesquisas apoia o uso de 200 mcg por dia e não demonstra benefícios significativos em quantidades maiores, não recomendo exceder 200 mcg por dia.

Se você gosta de castanha-do-pará, comer cerca de duas a três por dia normalmente será suficiente. Se você optar por um suplemento, certifique-se de obter a forma correta. O que você está buscando é a forma de levedura com alto teor de selênio. O SelenoExcell é a versão cientificamente testada e mais recomendada.

“Tem havido muita pesquisa buscando outras formas de levedura com alto teor de selênio. O Instituto Nacional do Câncer [National Cancer Institute -NCI] examinou levedura com alto teor de selênio — antes que ela pudesse ser usada em testes clínicos — para ser padronizada. Eles (…) descobriram que algumas das formas de levedura de selênio no mercado estavam na verdade somente usando levedura e a suplementando com selenito de sódio.

Eles tinham sido adulterados.

Em 1998, o [NCI] assinou um acordo de exames clínicos… com a Cypress… de que qualquer exame de prevenção do câncer que usasse levedura com alto teor de selênio teria que usar a forma padronizada, que é a levedura com alto teor de selênio SelenoExcell…

Os exames que você vê desde o primeiro exame publicado em 1996 por Clark e Combs… todo o trabalho desde então, apoiado pelo NCI, tem sido a forma SeleneExcell de levedura com alto teor de selênio. Não somente a forma faz diferença — mesmo entre as formas de levedura com alto teor de selênio existem algumas diferenças. Eu realmente quero enfatizar isso”, diz Whitacre.

O Selênio é Importante para se ter uma Saúde Otimizada e para a Prevenção do Câncer

A pesquisa é bastante clara sobre este ponto: certificar-se de que você está recebendo o suficiente de selênio na sua dieta regularmente irá ajudá-lo a atingir a saúde biológica e a reduzir o risco de câncer . Considerando o fato de que as doenças cardíacas e o câncer estão em níveis epidêmicos no mundo ocidental, reduzir seu risco ao comer algumas castanhas-do-pará ou tomar um suplemento de levedura com alto teor de selênio como o SelenoExcell parece ser fácil.

Como observado por Whitacre, muitos dos testes mostraram que níveis mais elevados de selênio no sangue como resultado da alta suplementação de levedura de selênio podem reduzir o risco de câncer de próstata em até 63% e de câncer de pulmão e cólon em aproximadamente 50%. Evitar toxinas e otimizar seu nível de vitamina D, nível de ferro e alimentação (reduzindo os carboidratos líquidos e evitando alimentos processados) fornecerá uma proteção adicional.